MENU

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 - 11:23Indústria automobilística

QUEM MANDOU?

SÃO PAULO (morro de pena, mas…) - É de cortar o coração, mas a lendária SAAB declarou insolvência na Suécia e pode fechar as portas logo, logo, se ninguém ajudar. A GM pediu — novidade — ajuda do governo sueco. Que, sinceramente, não sei se deve ajudar. A SAAB nasceu na década de 30 como fabricante de aviões e quando terminou a Segunda Guerra, diz a lenda, seus donos e engenheiros se reuniram e, olhando um para o outro, perguntaram-se: e aí, o que vamos fazer agora? Um dos engenheiros deu a ideia: “Vamos fazer carros!”.

Ainda segundo a lenda, eram, sei lá, 16 reunidos na sala e 14 nem tinham carteira de motorista. E decidiram fazer carros… Não é demais? E em 1947 os carros nasceram em Trollhättan com motorzinho DKW de dois cilindros, depois evoluindo para um três cilindros parecido com os dois tempos alemães (tenho um desses, 1964, lindo de doer), e depois veio o V4 que a Ford pediu para a SAAB testar e foi adotado pelos suecos, e o resto é história. Fizeram carros espetaculares, sempre.

Eu dizia que o resto era história até a ganância chegar, quando a GM, em 1990, comprou metade da SAAB. Dez anos depois, comprou a outra metade e passou a ser proprietária de 100% da companhia.

Nunca entendi por que essas montadoras menores foram se vendendo sem a menor cerimônia ao longo dos anos. Para ganhar mercado? Para entrar nos EUA? Por que não se contentar com mercados menores, produção mais contida, qualidade e tradição?

Bem, a partir daí, os pequenos Trolls, os gnomos das florestas de Trollhättan que, todos sabem, faziam os queridos SAABs, começaram a ter de fabricar Cadillacs para o mercado europeu, as fábricas da Opel na Alemanha passaram a produzir SAABs, que também saíam de outras unidades em Ohio, e virou uma zona dos diabos.

Não tem como dar certo, lamento. Uma história linda de uma marca adorada mundo afora não pode ser tratada assim, como fábrica de salsicha. A GM tem demonstrado, nos últimos anos, uma incompetência crônica para administrar o monte de marcas que foi comprando por aí, como se estivesse num supermercado. É um desastre de gestão, e só vai sobreviver se Barack Obama abrir o bolso para salvá-la.

Eu, se fosse a rainha da Suécia, tomava a fábrica de volta e devolveria tudo à administração dos Trolls, como a fantástica fábrica de chocolate Wonka. Mas jamais emprestaria dinheiro à GM.

53 comentários

  1. leandro 440 magnum disse:

    Coitada da SAAB,
    A Scania vai junto pro buraco?
    O questao é que os carros americanos foram feitos para os americanos,para as ruas americanas,para as estradas americanas,para o bolso americano.Os carros alemães tambem,os suecos, a mesma coisa.A Ferrari depende da America Porem o mercado americano se globalizou e as grandes estao percebendo isto tarde demais
    Nao da para comparar um BMW M3 2009 com um Ford 1968 ou Viper ACR com um Fiat 1968
    Se as grandes compraram foi por que as pequenas aceitaram se vender .Romantismo ,amigos,nao combina com capitalismo

  2. josé disse:

    Acho bem oportuno esse comentário do FG.A GM,FORD,DODGE etc..parecem estar em outro mundo ou vivendo do passado,enquanto as montadoras japonesas e as européias buscam eficiência,baixo consumo,menor peso e beleza as americanas insistem nesses mastodontes sedentos e horríveis,basta ver os caminhonetões americanos que infernizam nossas ruas e que alguns acham lindos.Querem um ex da modernidade americana?O Chevrolet Captiva segundo uma revista especializada faz 3,6 km/l na cidade e 6,7 na estrada,moderno não?
    O marqueting americano é mesmo violento,desprezam e ridicularizam carros como esses lindos SAAB,dão a entender que BMW serie 3 é carro de pessoas de segunda linha e por ai vai.Bom mesmo são os carros deles,monumentos ao desperdício,desenho arrogante e embrutecido,perto da elegancia de um Citroen,de um Audi,de um Porsche parecem elefantes de gravatinha.
    O pior de tudo é que levam as pequenas junto,impondo seu jeitão grosseiro de estilo e de vida incompatível com a atual realidade mundial,nunca irão conseguir produzir um carro tão belo como esse SAAB,um DKW,uma Alfa Romeu simples e belos,com o mínimo para se ter prazer em dirigir e não botões inúteis,cromados exagerados e motorzões ineficientes. As grandes engoliram as pequenas e levam junto a sua essência ,impondo a todos seu estilão chulo e seu peculiar mau gosto.

  3. Arthur Cachel disse:

    Então toma mais essa, a PONTIAC seguindo o caminho da SAAB:

    http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/nytimes/2009/02/20/ult574u9170.jhtm

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>