MENU

domingo, 18 de abril de 2010 - 7:54F-1

CHININHAS (9)

SÃO PAULO (e tem mais) – Largando com os dois na primeira fila, a Red Bull foi quem saiu da China com o gosto mais amargo na boca. Talvez seus carros não estivessem acertados para piso molhado. Muita gente fez isso no sábado, apostou na chuva e comprometeu a classificação. Talvez isso explique, também, a facilidade rubro-taurina para fazer 1-2 no grid. Vettel e Webber foram discretos na corrida. Nem de longe mostraram a velocidade do dia anterior. Sexto e oitavo foi um resultado muito xoxo. Chocho? Como é que escreve isso? O dicionário diz que valem os dois. Sendo assim, Xocho. Pronto.

Agora, palmas mesmo para a Lada-Renault, em mais um espetáculo de competência, ousadia e precisão meteorológica, a única que ficou com slicks nos dois carros no início da prova, e a recompensa foram os pontos para ambos, Kubica em quinto, Petrov em sétimo. Xinguei bastante Petrov em suas escapadas quase trágicas, mas no fim ele passou quem tinha de passar, deu um couro inapelável em Schumacher e Webber, foi um verdadeiro urso siberiano. E tornou-se o 314ª piloto da história a marcar pontos na F-1.

Bravíssimo. Estamos satisfeitos, informa Togliatti. Seus familiares agora estão bem.

Lá embaixo, em outro post, fiz elogios aos quatro que não tiveram medo da chuva no início, e cumpre incluir na lista Kovalainen e De la Rosa. Igualmente ficaram de slicks. Para De la Rosa, não adiantou muito. Mais um motor Ferrari estourou e ele abandonou. Triste sina. Para o finlandês, foi legal. Acabou sendo o melhor das estreantes, ficou em 14º e recebeu a bandeirada antes de um carro da Williams, de Hülkenberg, que fez 300 pit stops. Bruno Senna terminou duas voltas à frente de Chandhok, o dalit, e também merece elogios. Di Grassi andou pouco, porque o carro virginiano quebrou logo.

Foram 67 pit stops na corrida, que marcou a 45ª dobradinha da história da McLaren, a primeira desde o GP da Itália de 2007. Xangai teve seu sétimo vencedor diferente em sete corridas, o que é muito raro. No pódio, três motores Mercedes, o que também é raro, três motores iguais lá no alto, mas não sei quando foi a última vez que aconteceu, e não vou procurar.

E isso é tudo sobre a China. Fim da primeira fase do Mundial, quatro corridas, três muito boas. A próxima tende a ser chatinha, em Barcelona. O negócio é torcer para chover de novo.

191 comentários

  1. Alayr Jr. disse:

    Cadê o Mui Bueno??????

  2. Very disse:

    Sensacional a corrida, a terceira seguida!

  3. pedro afonso scucuglia disse:

    Que parte do corpo de um ser humano é esse, que ilustra o post Chininhas 9

  4. Mário Campos disse:

    Um pódio com três motores iguais. Acho que não acontce desde os Cosworth. Ano passado teve grandes chances disso acontecer, mas Raikkonen insistia em guiar muito e acabar com a graça. Queria ele na Mercedes este ano, para dar vitórias às flechas de prata.

  5. Wolfpack disse:

    Bem, acho que o Zacarias depois do acidente no último ano, ficou meio bobo, e tem que acordar pra vida senão vai levar chega pra lá descarado do Alonso pro resto do ano. Outro fato, ou ele faz sua estratégia e cobra da equipe respeito, ou será mais no grid. Porque repetir a estratégia do Alonso mesmo estando lá atrás? O Button não serve como exemplo?

  6. Carlos Castro disse:

    E a Hispania…era p nascer Campos…Usf1 tenta fusão…ouvi dizer q o carro foi feito a toque de caixa pela Dallara…sem Shakedown…sem testes pré temporada..fica Senna,ou não fica…dois pilotos novatos…vão atrapalhar os mais rápidos…isto não é F1,disse o locutor oficial….e aí não sei de nada mas os dois carrinhos terminaram juntos dois GPs, e o indiano terminou um ficando a equipe de fora apenas no Bahein,na estréia…tanta polemica e eles estao ali… devagarzinho mas indo…torço p que continuem evoluindo p ver o Senna e o indiano mostrarem que não estão ali p brincar…

  7. Rodrigo Costa disse:

    Flávio, acho que prenderam o verdadeiro Schumacher no porão da casa dele e quem está correndo é um clone ou o Ralf disfarçado. Não é possível ver um desempenho tão sofrível de um heptacampeão. Ele foi ultrapassado até pelo Massa. Até pelo Massa. E o Rubinho, nem assim ultrapassou.

  8. kaio disse:

    Shummacher foi um verdadeiro sparring, apanhou de todo mundo, menos do rubinho é claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>