DESAFIO DO DIA

SÃO PAULO(passear, é isso) – Bom dia, macacada! Pacotes e mais pacotes? Comida à loucura? Bem, para quem não tem muito o que fazer neste sábado preguiçoso, vamos começar a desovar umas fotos “corradianas”. Como essa aqui de Emerson Fittipaldi pré-Fórmula 1. Os fãs mais ardorosos do Rato não terão grande dificuldade para dizer quando e onde, mas podem aproveitar para contar tudo que sabem.

Comentários

  • Valeu Sal !

    As ruas sao de Pau . O Emerson correu com o numeral 6 somente nesta corrida em 1972. Ele nao terminou a prova por falta de pressao de oleo no motor.

    Como sou das antigas acompanho o Emmo desde de 1969. Portanto , as temporadas de F1 e F2 , da decada de 70 , sao as minhas favoritas.

    O patrocinio da Moonraker soh aconteceu mesmo em 1972!

  • Olá Márcio e Antonio Seabra,

    Acho que o Márcio matou a charada – provavelmente a foto foi tirada no GP de Pau de 1972. Primeiro eu tinha pensado que as sugestões do Seabra eram melhores que a minha – Imola ou Vallelunga ao invés de Nürburgring. Principalmente Vallelunga – notem que o pneu traseiro esquerdo do carro está mais gasto que o direito, o que ocorre em pistas percorridas no sentido horário. Imola é percorrida no sentido anti-horário, e a foto não me lembra nenhum lugar daquele circuito. Além disso, há um grampo fechado para esquerda atrás dos boxes de Vallelunga… Somando tudo isso, Vallelunga parecia uma boa sugestão.

    Mas há dois problemas com esta idéia: o grampo de Vallelunga não tem (nem teve) a parte interna pavimentada, como a foto mostra e… o Emerson não correu em Vallelunga (nem em Imola, aliás) de Fórmula 2 em 1972. Assim Vallelunga está descartada.

    Por outro lado, Emerson correu de fato no GP de Pau de 1972 (acabei de checar na MotorSport com a cobertura do corrida). E Pau é conhecida pelo transformação das guias das ruas em zebra, com um “enchimento”, como a foto parece mostrar (a diferença de altura entre a calçada e a rua é pequena) – vejam o lado direito da foto. E, bem na frente, há uma “nesguinha” que parece capim amarelo – como as baias de feno que à época eram usadas como proteção, principalmente em circuitos de rua.

    Assim, é provável que o Márcio esteja de parabéns!

    ********

    Olá Zé Maria,
    O ano é mesmo 1972 – a marca Moonraker não foi exibida pelos Lotus em 1971.

    • resposta ao zé maria; obrigado, o carro deu algumas voltas em interlagos com o emersom, lemnbro de uma foto dele descendo do caminhão utilizando pneus biscoito, será que alguem tem o video do gp da argentina de 73, o emersom descobriu um geito de fazer os essesmn derrapandom nas 4 rodasfantastico estava em terceiro, passou o cevert depois o stwart e ganho a corrida de forma espetacular, se alguem tiver manda pro falvio, ele coloca aqui e todos matamos a saudades.

    • galileu, seguinte:
      No GP da Argentina em 71 o Wilsinho correu com um Lotus 49C da equipe oficial, juntamente com o Emerson e o sueco Reine Wisell, que alinharam com as 72,
      Depois esse carro esteve em Interlagos e deu algumas voltas, não lembro agora se pilotado pelo Rato ou pelo Tigrão!

    • Irapuã,

      Essa pintura de capacete, o Emerson começou a utilizar na penultima prova que fez antes de estrear na F1. Até então ele utilizava o capacete já fechado, com aquela aba que era utilizada para fazer sombra e que o G. Hill, Pescarolo, R. Peterson e Cevert usavam, sendo que o Cevert nunca a abandonou. A aba do Capacete do Rato eta pintada naquele abóbora fluorecente e em 1974 ele a utilizou novamente, já pela McLarem no GP do Brasil que ele venceu, só que esta aba era toralmente preta com adesivo Marlboro.

      Feliz 2011!!!

  • O patrocínio da Moonraker (marca de iates projetados pelo Colin Chapman, muito leves como seus carros de corrida) ajuda – com isso dá para lembrar do ano (mas já faz tempo…), do carro e da categoria. O Emerson correu várias provas de Fórmula 2 em 1972 com este Lotus 69, da equipe de fábrica.

    Já o lugar e´difícil… Vou arriscar – é esta a Sudkehre de Nürburgring?

    Uma pergunta – a Moonraker ainda está em operação? Nunca mais ouvia falar da marca.

    • Concordo em quase tudo, menos o local.
      Arriscaria dizer que a foto é na Italia – Imola ou Vallelunga – onde a Lotus não inscrevia o carro como equipe de fabrica, com o medo de arresto por conta do processo relativo ao acidente do Rindt em Monza 70. Dai usar o patrocinio da Moonraker – fabrica de iates do Colin – e ser inscrito como equipe particular.
      No mesmo ano, em 1972, a Lotus levlu pra Monza o Lotus 56 Turbina, sob patrocionio da Moonraker, pelo mesmo motivo.

      Antonio

    • Pessoal, seguinte: o ano foi 1971, o Rato já corria de F1 e também de F2.
      Não foi 72 porque Monza 72 é justamente o palco da vitória que confirmou o primeiro título!
      Abraços à todos e Boas festas!