LOTUS X LOTUS (2)

SÃO PAULO (e assim vamos) – É tudo muito esquisito. A Lotus de Tony Fernandes, que correu neste ano, cravou hoje simbolicamente sua nova bandeira na fábrica da Inglaterra. Assumiu o nome Team Lotus, como a lendária equipe de Colin Chapman e tal. Lançou novo site. Pingou a foto abaixo no Facebook. Enquanto isso, a Renault, que não é mais da Renault, prepara-se para se inscrever no Mundial como Lotus Renault. Sendo Lotus, neste caso, um sócio/patrocinador — a marca de carros esportivos que pertence à Proton da Malásia.

Lotus equipe e Lotus sócio/patrocinador. É o que temos neste momento. Uma verde (a de Tony) e outra preta e dourada (a ex-Renault). Ambas com motores Renault. É possível que a ex-Renault continue sendo tratada como Renault em 2011, já que ninguém chama a McLaren, por exemplo, de Vodafone. Assim, faria algum sentido não chamar a Renault pelo nome do patrocinador, Lotus. Ocorre que a Renault, a montadora francesa, vendeu tudo que tinha no time. O nome ficou apenas como marca do motor. Parte é do fundo de investimento Genii e parte da Proton, através de sua marca Lotus.

E aí? Como chamaremos essas equipes em 2011, a Lotus que não é Lotus e a Renault que não é Renault?

Pusta zona.

Ah, aproveitando… Alguém sabe o significado desse “ABC” entrelaçado no logotipo da velha e boa Lotus?

Comentários