MENU

segunda-feira, 29 de agosto de 2011 - 14:57F-1

O MEDO DO PNEU

SÃO PAULO (vixe) - Adrian Newey contou que a Red Bull considerou fortemente a possibilidade de largar com seus dois carros dos boxes domingo, com medo dos pneus. O problema é que os carros de Webber e Vettel tinham uma cambagem superior à recomendada pela Pirelli. Foram várias reuniões com os engenheiros da fábrica italiana, que avisaram: o desgaste na parte interna estava no limite, e havia o risco de um colapso estrutural na junção da parede do pneu com a banda de rodagem. Os técnicos da Pirelli avaliaram que os pneus não durariam muito. Diz Newey que até as 5 da tarde do sábado, eles ainda não sabiam se eles poderiam resistir meia volta, ou cinco. “Era uma questão se segurança”, falou o projetista rubrotaurino.

No fim deu tudo certo. Os dois pilotos pararam logo no início. Se o time mexesse na cambagem, ambos teriam de largar do pitlane, porque depois da classificação os carros ficam em regime de Parque Fechado e nenhum ajuste pode ser feito.

Foi tudo no limite mesmo, na base da ciência e da pesquisa, como disse Vettel. E o laboratório foram as primeiras voltas. Esses caras são bons. E corajosos.

17 comentários

  1. Regis Motta disse:

    A Pirelli oficialmente se manifestou dizendo ficar preocupada com a opção da RBR de usar mais os macios (option), pois os duros (prime) não formavam bolhas e não tinham risco de colapso estrutural (estourar).

    Eles são novinhos, vão aprender que entre ser rápido arriscando e mais lento de forma segura, obviamente assumirão o risco.

    Vcs lembram que o Piquet perdeu o campeonato (chamado pro box) pro Prost pq o pneu do Mansell estourou?
    Os caras só afinam quando não dá mais MESMO.

  2. Smirkoff disse:

    Isso explica as lágrimas emocionadas do Newey no fim da corrida. O cara normalmente não é disso. Mas o safety car ajudou bastante pra que a aposta desse certo. A dita “sorte dos campeões” sobrou em Spa.

  3. Vinicius Torres disse:

    Se tivesse estourado, eles seriam loucos e sem noção por deixar os pilotos em risco!!
    Mas ainda bem q deu certo,
    Abs

  4. Diogo Silva disse:

    Pra mim o Mr. Nenwey é co-responsável no acidente do Senna, mesmo sabendo do perfil do brazuca, a teimosia, etc.
    Neste caso, Vettel/Webber botou o dele na reta, td bem, mas…. vai que??? da m…rda?
    Num sei não…
    Todo gênio tem o seu lado 13….
    Abx
    Diogo

    • galileu disse:

      diogo, discodro de voce, o adrian foi o menos culpado, uma barra soldada de forma errada, (discutimos muito isso aqui no blog, afinal por onde anda o rubem rodrigues gonzales, profundo conhecedor de metalugia?), um pneu, (na minha opinião), que pérdeu pressão repentinamente jogando o carro para o muro, (naquele fim de semana o airton reclamou muito dos pneus chegando a se reunir com os engenheiros da fabreica no que foi apoiado pelo frank wilians) e a fatalidade do mbraço de suspensão vazar a viseira de seu capacete.
      a verdade sobre a morte dele nunca será dita, mas os fatos que temos são esses aí em cima.

  5. Huller Moreno disse:

    Essa cambagem da Red Bull estava extrema mesmo, era nítida… qualquer um conseguia reparar nesse fim de semana.

  6. totiy disse:

    quem tem medo de p grande não põe a roda na pista

  7. Marcos Melo disse:

    Por isso que conquistam a simpatia de muitos a cada corrida!

  8. Arildo disse:

    Os testes são proibidos desta forma sobram os treinos e corridas para experiencias e a Red Bull vem demonstrando ao longo do tempo ter coragem de arriscar. Provavelmente se tivessem errado nem saberiamos que haviam tentado. Automobilismo é isso coragem e sabedoria na medida certa para assumir riscos.

  9. Anarquista disse:

    Bem, são “bons” porque deu certo. Se desse m…a…

  10. Marcelo disse:

    Destaque também para aquela ultrapassagem do Webber em cima do Alonso na entrada da Eau Rouge, ok o espanhol estava saindo do boxes, mas vcs viram onde Webber colocou o carro? PQP..pra quem viu a morte do Beloff no mesmo local, fazer parecido chega ser meio insano, em 2007 Alonso e Hamilton também disputavam lado a lado na Eau Rouge, coisa de macho.

    Webber diz que só emparelhou na Eau Rouge porque era contra Alonso
    http://grandepremio.ig.com.br/formula1/2011/08/29/webber+diz+que+so+emparelhou+na+eau+rouge+porque+era+contra+alonso+10489794.html

    Acho baita sacanagem minimizar os feitos dos pilotos das últimas gerações simplesmente para proteger os grandes dos passado. Cada um merece fazer história na F1, quem foi piloto fraco, D Hill que fez o básico e bateu o companheiro de equipe para ser campeão em 96, ou Rubinho que sequer fez o mesmo em cima de Button?

    Pachecada inverte a situação, fraco é aquele que tem chance de ser campeão e não consegue,. D.Hill perdeu 2 títulos(94/95) para depois ser campeão em 96, mas o mesmo ocorreu com Prost em 83/84, e Mansell em 86/87/91. D.Hill pode não ser um gênio,mas não é essa tragédia que dizem. se ele ganhou mais por causa do carro, com outros também aconteceu o mesmo, e Hill em termos de estatísticas, dá uma baita surra no Rubinho, ok Rubens é de geração recente, mas não VINGOU, Hill pelo menos fez sua parte bem melhor, e muito melhor que Rubens, isso também aconteceu no passado com pilotos como Berger e Patrese que não vingaram. Acho até o Hakkinen melhor que Mansell em termos de campeonato, Mikka pelo menos quando teve carro bom não jogou título fora, Mansell era fera pra corrida, pra título deixou a deseja.

    D.Hill
    GPs disputados 122 (115 largadas)
    Títulos 1
    Vitórias 22
    Pódios 42
    Pontos 360
    Pole positions 20
    Voltas mais rápidas 19

    D.Hill bate muito campeão da década de 70, pode não ter o mesmo brilho, mas Prost na maioria das vezes fazia corridinhas sem sal e nunca foi criticado, na chuva Prost era uma tragédia, na chuva até Hill era melhor que o francês, basta ver os GPs do BRA e EUR em 93, Hill chegou na frente de Prost, quantos GPs na chuva Prost venceu, eu mesmo não me lembro de nenhum. Claro que no conjunto, Prost é muito superior, mais completo, mas o que falam de Hill chega ser medonho. Hill venceu aquele famoso GP da BEL em 98, debaixo de chuva de Jordan com carro inferior aos rivais, já tinha feito uma baita corrida no JPN em 94, novamente debaixo de chuva, na época Hill recebeu até elogios do próprio Schumacher.

    http://continental-circus.blogspot.com/2009/11/gp-memoria-japao-1994.html

    * Nesse ano de 94, poucos se lembram, mas Mansell só voltou a F1 exclusivamente para ajudar Hill na conquista pelo título,. em POR Coulthard foi obrigado a deixar Hill vencer para o mesmo conseguir somar mais pontos, mas Berger várias vezes era mais rápido que Senna e também evitava ultrapassar Senna para não tirar pontos do brasileiro, essas coisas ninguém comentam, é jogo de equipe do mesmo jeito. Piquet foi campeão em cima de pilotos que na época nem eram campeões(Prost foi o único que vingou, Mansell como disse era fraco pra administrar campeonato), e não acho Reutemann, Lafitte e Arnoux melhores de D.Hill, acho que messacram muito os pilotos de “hoje” simplesmente porque o Brasil não ganha nada em termos de título, mas se não gosta mais da F1, simples, não asissta.

    • galileu disse:

      alguém perguntou alguma coisa pra esse cara?
      quem te ensinou tudo isso, o google ou o youtube?

    • rosemeyer disse:

      O Berger não teve sequer uma vez na vida a oportunidade de ser mais veloz que o Sena.Nem parado no box era mais rapido.Hill era o Webber da epoca,teve a sorte do Sena morrer.Prost foi o maior genio cagão da historia da F1,pilotaço,mas manhoso,covardão e traiçoeiro e ruim de chuva.Arnoux era bom para caraio e se acabou na farinha dos andes.Reutmann quando largava na pole e corria sozinho era imbativel!E por ai vai,epocas muito diferentes com logicas diferentes e para minha geração ,muito mais emocionante que o video game de hoje em dia,cheio de regras e presidentes e ceos e marketeiros e toda a putada que ri da escravidão alheia.

    • Daniel disse:

      Hill era inglês, numa equipe inglesa, com carro suficiente para vencer o campeonato.

      Já Rubens em 2009 estava numa equipe inglesa, mas seu companheiro que era Inglês.

      Continuo com o meu ponto: Rubens não venceu o campeonato até hoje porque nunca teve a aposta de um dono de equipe com carro suficiente para vencê-lo.

      Sendo que na Ferrari, na minha opinião era descaradamente sacaneado com pit-stops e tudo mais que a gente já sabe… Mesmo na Brawn, aquelas largadas de 2009… hummm…

      Segundo li por ai, Rubens só venceu alguns gps em 2009, na 2a. parte da temporada, porque o Button não estava querendo renovar com a Brawn, ou estava pedindo muito… Então deixar ou fazer o companheiro vencer, seria uma forma de pressão.

  11. JMBNeto disse:

    Aposto que se fosse com o Barrica com certeza os pneus estourariam na primeira volta. rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>