MENU

domingo, 18 de dezembro de 2011 - 14:50Rali

A VIDA COMO ELA É

Pizzonia e as arquibancadas vazias. Foto Bruno Terena

SÃO PAULO (pó) – Não acabou ainda, estou vendo na TV. O rali que Barrichello promoveu neste fim de semana foi um fiasco total. Mas será tratado como um sucesso amanhã, nos escritórios bonitos da Vila Olímpia e da Nova Faria Lima.

Fracasso porque não é um rali. Porque a pista é horrível e o cenário, idem. Porque os carros são lentos e não são carros de rali, exatamente. Mas fracasso, sobretudo, porque ignorado pelo público. Não tem ninguém vendo lá no estádio, o Parque São Jorge. Ninguém. Motivo? Bem, 120 paus o ingresso é um deles. Aliás, ótimo motivo. Como cobrar 120 paus para ver qualquer coisa ao ar livre em SP? Andaram mudando horários, também. Outra razão é o espetáculo oferecido. Rali do quê, mesmo? Um correndo contra o outro na terra, ok. Mas nem cronometragem na TV tinha. Imagino para quem estava nas arquibancadas.

Não estou aqui esculhambando nada de graça. Não tenho nada contra Barrichello, o promotor, nem conta iniciativa alguma envolvendo automobilismo. Mas tenho tudo contra produtos ruins vendidos como se fossem excelentes. Amanhã, todos os envolvidos dirão que foi demais, o rali. Sigam os caras no Twitter: pilotos, promotores, convidados VIP — essa praga, os convidados VIP nos “lounges”, que amam tudo desde que seja de graça.

Dirão que foi bacana, que a organização foi um show, estrutura de primeiro mundo, um negócio maravilhoso. U-hu.

O problema do automobilismo brasileiro é que ele está infestado de gente babaca, dentro dele e gravitando ao seu redor. E gente mais babaca ainda que acredita na babaquice que os babacas mais espertos vendem. Alguém pagou por esse negócio, claro. A BMW, por exemplo, deve ter dado algum. Afinal, os carros são Mini. Carros bacanérrimos, eu acho o máximo e se tivesse grana compraria um, mas que viraram, na região supracitada, objetos de exibição para uso quase exclusivo em baladas. A Pirelli pagou, vi faixas na pista. Alguém faz manutenção nesses carros e vai ganhar também. Tem um banner da Prefeitura no site oficial. Espero que não tenham entrado com mais do que o banner. Saber que meus impostos são usados para bancar eventos privados é algo que me dá engulhos. Engulhos é uma palavra legal.

Os Mini usados, salvo engano de minha parte, são os mesmos usados numa categoria preliminar da Stock. Estão sendo devidamente estragados nessa buraqueira empoeirada (e depois enlameada) da Fazendinha. Não são preparados para rali. Alguns atolaram. Uma coisa patética. As provas foram chatas, lentas e incompreensíveis. Ninguém entendia nada do que estava acontecendo. Uma caricatura das Corridas dos Campeões que são feitas na Europa há alguns anos.

Não vejo mal, repito, em iniciativa alguma de ninguém. Eu mesmo inventei um campeonato de carros antigos e ele está aí, de pé, meio cambaleando, desde 2003. Mas nunca foi alardeado como algo espetacular, imperdível e sensacional. É legal demais para quem corre e para quem gosta de matar as saudades dos carros que corriam nos anos 60 e 70. Punto, basta. Qualquer coisa que se faça, quando se trata de automobilismo nacional, é digna de aplausos. Mas desde que seja algo realmente voltado para o esporte, para o entretenimento do público que gosta de corridas e, como disse aí embaixo nas mal-traçadas sobre futebol, com alguma pureza de propósito. Esse rali é uma piada, uma brincadeira inventada pelos bacaninhas paulistanos que frequentam o shopping Cidade Jardim. Os pilotos entram de gaiato, piloto gosta de andar de qualquer coisa, se for convidado, vai.

Ontem, colocaram as famosas celebridades para pilotar. Eu vi a lista e não conhecia ninguém, exceto o Seu Jorge, que é cantor — mas sempre que ouço seu nome lembro primeiro do boteco Salve Jorge, que conheço melhor ainda. E quem é que quer ver “celebridades” correndo de Mini na terra do Parque São Jorge? Eu mesmo respondo: os espertinhos das agências, porque eles chamam a “Caras” e a “Quem” para essas merdas, e essas celebridades são fotografadas e aparecem na revista, e aí é um sucesso, claro.

As arquibancadas vazias, a total indiferença da cidade, a qualidade técnica abaixo da crítica da atração, o cenário horroroso, tudo isso vai ser deixado de lado. Mordemos algum, deu certo, foi um sucesso.

É assim que funciona.

115 comentários

  1. João Ferreria disse:

    Eu nem perdi meu tempo com isso, mas teve algum piloto estrangeiro que correu??? enfim, na verdade foi um péssimo esboço do bom Rali dos Campeões ocorrido na alemanha, mas acho que por ser o primeiro evento, não podia ser perfeito né…

  2. Daniel dos Santos - Floripa/SC disse:

    Flávio, não vi texto sobre o desafio das estrelas que aconteceu em Florianópolis, então aproveito o espaço para comentar e tentar traçar um paralelo entre os eventos.

    Foi a segunda vez que estive no evento em Florianópolis. A estrutura montada no novo kartódromo( Sapiens Park) é muito melhor que a do antigo local(kartódromo dos Ingleses). O evento foi perfeito?? Não, não foi. Feita a devida ressalva, digo que foi ótimo. Nem parecia Brasil. Bem organizado, horários cumpridos, eventos preliminares para entreter, fácil comprar ingresso, fácil acessar o evento, várias catracas, lixeiras, banheiros químicos, um guia informativo entregue aos espectadores de forma gratuita para ajudar a se situar, público prestigiado, a pista é linda, a estrutura é bem ampla, no centro da pista haviam quatro telões(um para cada lado) em que se via a transmissão da tv e tudo isso por 20 reais arquibancada descoberta. Ainda tinha a opção de meia entrada para quem tinha direito a esse benefício. Mesmo assim haviam bons espaços vazios na arquibancada descoberta(fiquei p*** com meus conterrâneos).
    Vi o evento do Rubinho pela tv. Adorei a iniciativa, mas do que vi o evento foi pífio. Concordo com sua analise sobre as inúmeras falhas.
    Pelo relato que fiz acima, fica claro que qualquer um em sã consciência saberia que o evento ficaria as moscas. 120 dinheiros??? Você tá me gozando. Só pode ser isso.

  3. Antonio disse:

    O evento pode não ter sido bom, mas usar isso para destilar veneno e chamar todo mundo envolvido de babaca, fica um parecendo um certo desabafo pessoal e não imparcial como você faz questão de dizer que é.

  4. Juvenal Jorge disse:

    Seu Jorge, Parque São Jorge, esses caras usam meu nome e não me pagam nada !

  5. Gustavo disse:

    É engraçado como as pessoas confundem as coisas e acham que o trabalho dos jornalistas é dar incentivo aos eventos e etc. Entra ano sai ano e as pessoas não aprendem. É por isso que esse país é uma grande bosta. E antes que alguém diga que esporte não é coisa séria e não deve ser motivo de discussão, estamos num país onde o dinheiro do povo está sendo usado, só para citar um exemplo, para construir um estádio que será dado de presente para um clube de futebol, em vez de estar sendo aplicado em escolas, hospitais e etc.

  6. gera disse:

    Que fiasco! Como um cara experiente como o Rubinho não sacou que ia dar tudo errado?
    Talvez é porque o público brasileiro aceita qualquer merda que vai pro ar.

  7. Abner Troncoso Silva disse:

    Speed?

    Aquele canal que passa 5 minutos de corrida e 5 minutos de propapanda sem graça e repetida.

    A ESPN também faz assim nos esportes americanos.

    Que venha a FOX e nos vamos elogiar o jornalismo esportivo do lado de cima do Equador.

  8. Augusto disse:

    Deve ter dado uma dor no coração dos abnegados pilotos de “verdade” do Brasil ao ouvir o valor dos prêmios aos vencedores da prova… gente boa como Sérgio Jimenez, Carrapatoso, Hoover Orsi, bem como César Ramos, entre outros valentes que encaram o mercado internacional e não têm essa grana para representar o Brasil lá fora.

  9. André Mello disse:

    Acabei de ler esse post porque vi o Nelsinho Piquet Jr. falando mau no, twitter dele.
    Curioso, querendo saber o que esse tal de Nelsinho tem para falar mau de alguém?
    Eis que vi o post.
    Ótimo, traduz 100% o sentimento dos fãs de automobilismo.
    Esse Nelsinho é um Loser mesmo. Vergonha alheia.
    Só para matar a vontade,
    Ta aí
    http://www.raceofchampions.com/
    Detalhe, valorizo o Brasil, Sou Brasileiro patriota, mas não idiota…
    abraços.

  10. Leandro Castilho disse:

    Flávio,

    Concordo e discordo. Concordo pelo fato da entrada ser R$ 120 contos. Acho um roubo, até por ser o primeiro evento. A Indy veio pro sambódromo e os ingressos foram bem em conta no primeiro ano, dado o tamanho do evento. É de se pensar.

    Também concordo sobre os VIPs (Very Important Porcaria). Uma boa parte do valor dos ingressos são pra custear este bando de gente desocupada, que se acha importante ou tem fé de que seja.

    Mas acho que um estádio não é o local mais apropriado para rali e para se notar isso não é necessário pensar muito. Não tem estrutura. Rali é uma corrida no meio do mato, explicando em termos mais simples. Diferente do motocross, que a estrutura fica mais fácil de se montar. Mas como fazer uma pista emocionante em cima de um monte de terra, que fica em cima de tablados que estão em cima da grama? E tudo isso com o cuidado de não ferrar com a grama, pois, obviamente, o futebol é o esporte mais importante do Brasil e nada pode machucar a grama?? Complicado.

    Sabem o que seria legal? Essa corrida ser feita não em rali, mas em alguma área de SP, nas ruas, já que os carros correm pouco (comparado ao da Indy) e seriam poucos ajustes na infraestrutura, igual uma Stock Car na cidade. Seria bem mais legal. Ou dentro de algum aeroporto? Seria interessante.

    Mas por ser a primeira vez, os erros são aceitáveis. Errar é uma coisa, repetir o erro é burrice.

  11. tevez disse:

    Isso não foi Rally

    Aquele carinho pulando feito cabrito nessa buraqueira…Na hora da lama foi mais absurdo ainda e 4 carros correndo juntos por causa do horario da tv é pacaba…

    O único positivo foi a quantidade de craques que tinha lá participando…Porem os organizadores desperdiciaram a chance…Com carros decentes e uma pista decente esses garotos iriam mostrar excelente servicio.

    Rubinho é gente muito boa e todos gostam dele porem o evento foi uma MIERDA

  12. Márcio Vilarinho Amaral disse:

    Flávio, aqui em Recife eu e um amigo resolvemos organizar este ano um campeonato de kart, só com os amigos. Pensamos de início em juntar oito ou dez pra participar, e com direito a premiação em dinheiro pros três primeiros no campeonato. Resultado: fizemos um campeonato com cinco etapas (com os participantes sendo divididos em duas baterias), com o número de participantes de cada etapa variando entre 9 e 16 (total de 26 pilotos ao longo do campeonato), e para o próximo ano já temos 17 confirmados para todas as seis etapas e cerca de 15 já disseram que querem participar de uma ou outra prova. É uma brincadeira entre amigos que, espero, dure um bom tempo (independente dos plim-plim da vida). Ah, e ano que vem vamos filmar as baterias. Quando tiver a primeira ponho os vídeos no Youtube.

  13. Sergio Villarim disse:

    Deve ter sido muito divertido para os pilotos, mas, para nós, pobres fãs de corridas de automoveis, foi um sofrimento…

  14. José Eduardo disse:

    A prova final parecia aquelas comédias PASTELÃO… Soh faltou a participação do Mister BIN em um destes Minis.

  15. Christian disse:

    É.. cheio de gente babaca… inclusive alguns jornalistas pelo jeito. Fica claro que é mais uma oportunidade não disperdiçada para que o Flávio Gomes fale mau do Rubinho.

  16. Jose Eduardo disse:

    Amigo, eu nao entendo essa sua raiva, esse seu deboche contra o barrichello. Eu assisti o evento e vi que ele nao foi bom, mas desde o inicio do evento Barrichello sempre disse, é o primeiro ano, muitos erros irao aparecer e servirao de aprendizado para os anos seguintes, para voce que fica em frente a TV e escrevendo o que acha certo é muito facil criticar. Voce nunca errou nada vida? nuca teve dificuldade para nada né?

    Voce se passa como ridiculo cara, infelizmente, eu antes tinha ate admiracao pelo o que voce escrevia, mas de uns anos pra cá voce regrediu, acho melhor voce procurar algum tratamento. Infelizmente, a ESPN nao merece um jornalistazinho como voce!

    • Flavio Gomes disse:

      O evento não foi bom e eu tenho de dizer que foi? Cai fora, mané.

    • Augusto disse:

      Ô cara, fala sério, qual foi a tua emoção ao ver aqueles carros chegando a incríveis 80km/h, entrando nas curvas mais certinho do que é ensinado na auto escola, diante de uma torcida (???) que delirava com os pegas proporcionados.

      Sem mencionar a emoção que foi a prova final, onde os carros percorriam a uma incrível média de 15km/h, e no final, ver o vencedor encalhar na linha de chegada. Ah, a manobra do Lucas di Grassi no fim, puxando o freio de mão, levou a galera ao delíííírio…

      Parceiro, tú deve ser um daqueles que fica feliz com as migalhas que a Globo oferece nas manhãs de domingo, sem se preocupar com o futuro do automobilismo do Brasil. Tu deve ser o mesmo que fica feliz vendo a final de handebol ou qualquer esporte que ô valha!

      As vezes o Flávio é azedo sim, mas que o cara é justo, isso é. Elogios àqueles que merecem, e ferro àqueles que ferram com o automobilismo.

    • Pedro disse:

      Jose vc só pode ser organizador ou amigo de alguém, nao significa que é a primeira vez que vc faz um evento que pode fazer mal feito. Com certeza teve dinheiro público envolvido nisso e deveria ser apurado, oferecer 300 mil em dinheiro? Qual a procedência da premiação? Como alguém pode patrocinar algo tão incompetente e mal feito? Acho que tem muita coisa estranha nisso, e não é só uma questão de errar, é falta de profissionalismo feito por amadores, devem ser amigos ou parentes do Rubinho essa turma, porque não divulgam a empresa que organizou para sabermos quem nunca contratar ?

  17. Danilo disse:

    Não vi, nem sabia que o evento tinha sido ontem. Mas só de ler o post do Flávio e os comentários, estou sentindo uma vergonha alheia incrível.

    Vi, há algumas semanas, a corrida dos campeões, feita em um estádio na Alemanha e achei incrível. Pelo jeito os marqueteiros se inspiraram nela, só que ao contrário.

  18. Lamentável. Na última parte nem precisava ser piloto para saber que os pneus deveriam ser trocados – era uma lama pura! Uma vergonha. Eram 4 carros patinando no barro – eu em Monte andei mais rápido sob o gelo do que esses pilotos. A iniciativa foi boa, mas a falta de profissionalismo foi tamanha (de todos – dos organizadores e inclusive da BMW, que provou que o MINI não pode andar na terra/saibro), que me deu vergonha – deveriam ter aproveitado a visita da Michèle Mouton que estava no Brasil a menos de 30 dias atrás, para que ela ajudasse esses pobres coitados, que quiseram fazer algo como o fantástico Race of Champions, organizado por ela. Pensando bem, graças a Deus ela não participou dessa curruptela. Fizemos um esforço monumental para realizar as 1000 Milhas Históricas Brasileiras, que é um evento que figura no calendário mundial da FIVA, seguindo regras da FIA-Historic, sem fazer feio – pelo contrário. Eu senti dó do Rubinho, andando na lama, com dois sacos de plástico colocados nos pés… Se é para fazer façam bem feito – no mínimo deveriam chamar como orientadores, quem entende do assunto. Vergonhoso.

  19. Jacaré e Capivara do Tietê disse:

    Quanta gentche, quanta pobreza!!
    Rubinho, o rubinhinhinhinho promovendo rali paraguaio, na fazendinha do curintcha, com celebundades, e carro que anda devagar!!! Se eu fosse solteiro e me dessem dinheiro pra assistir eu ia pegar e ir na outra fazendinha, a que não rola rali, rola rala rala…
    Como eu sou casado prefiro assistir o replay d’Os Waltons que é mais adrenalina!!!

  20. Fernando Kesnault disse:

    Vi e no momento não havia entendido por quê as arquibancadas estavam vazias…pudera…R$120,00 para assistir aquilo??? Nem que tivesse no bolso…sem telão…sem cronometragem em TV e no local para se acompanhar ao vivo…pista tosca…algo ridículo e mal formatado, não se poderia esperar algo melhor.

  21. Flavio Almeida disse:

    Parabens FG, Belo Texto. Pura verdade.
    É triste ver, pois poderia ser um grande evento, pena que faltou força de midia, força de estrutura da organização, força na promoção. A ideia é boa, claro. Quem sabe no proximo ano eles acertem mais. Um simples pneu de rallye resolveria 70% dos problemas do evento.. Vejam como seria mais facil se tivessem conhecimento do assunto.
    Rally não é facil é complexo, mais complexo que pista e formulas, quem pensa que é facil viu o baile que os PILOTOS Campeões Internacionais tomaram…da proxima se preparem melhor, e deixem a entrada franca para o povão, nada mais justo ao meu ver.

  22. José Augusto disse:

    Flávio, que evento fraquinho, hein!? Assisti um pouco pela SportTV, mas não aguentei até o fim. Coisa sem graça e lenta. Achei que seria algo parecido com a corrida dos campeões.
    Sonho meu…

  23. Ulisses disse:

    Não valeu o que custou!
    Custou muito caro para o público, patrocinadores, montadora, prefeitura, contribuintes.
    O problema é que os promotores desse tipo de eventos no Brasil são realmente uns babacas. Flávio, infelizmente você está certo, a babaquice reina não só no automobilismo, na música também, no futebol, no turismo …. . Está muito difícil ser brasileiro e se divertir aqui. Nunca foi fácil, mas atualmente está realmente “phoda”. Não é a toa que estamos com um deficit de R$ 15 bilhões na balança comercial da conta “turismo”, que é uma soma igual ao total de soja que o Brasil exportou esse ano. A babaquice está se transformando em burrice generalizada. O pior disso tudo é que burrice não é incompetência, que nada mais é que falta de educação, a burrice é incapacidade intelectual, nesse caso não há remédio.
    Não demora e vai ficar melhor e mais barato assistir corridas, shows, futebol, na Argentina, em Miami, na Itália, do que ir a eventos aqui no Brasil, aqui em São Paulo, no bairro ao lado, onde não existem nem banheiros com água, isso quando eles existem.
    E ainda tem a questão do seu carro, onde estaciona-lo? Você encontrará ele onde parou na saída? Mas você tem a opção de pegar um ônibus com 250 passageiros ou pagar R$ 150,00 para um taxista parar em algum posto para você ir urgente (desesperado) a um banheiro antes de voltar para casa com R$ 500,00 a menos no bolso após 2 horas de um evento que não tinha nem banheiros.

    • Jacaré e Capivara do Tietê disse:

      Uma semana de mergulho no caribe sai mais barato que uma semana no nordeste sem mergulho!!! 4 x esse quinhentão que vc falou quase paga uma viagem dessas!

    • Lio Campos disse:

      Estacionar ??? aonde ??? pagar quanto ???? Eu só vi neguinho multado do lado de fora …CET o Prefeito Kassab sempre manda o pelotão da CET em eventos em São Paulo para faturar mais ..é Bienal…Formula 1 …qualquer Evento ta lá os caras da CET multando sem parar …agora organinar o transito ..que neguinho passava no maior pau em frente o Corintians …isso nada pra que né ..se desse uma puta porrada e morresse uns …não ia adiantar de nada não é mesmo ?? MORTO NÃO PARA MULTA ..NÃO FAZ CONTROLAR ..NÃO PAGA IPVA …então não organisavam NADA …só MULTA… isso no SABADO dei meia volta e fui embora …chingando os caras da CET e ouganização sobre estacionamento ….no domingo fiquei puto e nem fui…

  24. Regina Moreira Lima disse:

    Flavio: concordo com você em quase tudo! O evento realmente não foi grande coisa.. Pelo contrário.. Ocorre que em todo texto que leio (e se lhe acompanho, é por que concordo com muita coisa que escreve!), tem sempre um “q” de ressentimento a uma classe social que vc rotula de abastada.. Como profissional de imprensa que és, deveria admitir e respeitas os varios matizes de uma Sociedade e o contraditório, mas o que verifico é um ressentimento bobo e pueril.. Recomendo uma terapia para identificar as causas disto! Franqueza é qualidade, Falta de educação é defeito e ressentimento é doença! Cuide-se.. Fica um fraterno abraço de quem te admira e respeita!!

    • A verdade dói... disse:

      Bem respeitar não é deixar de falar o que pensa… por isto que o País esta do jeito que esta, pois não pode falar nada contra a máfia dos poderosos, agora me fala qual a diferença entre um ditador e a tal democracia… no primeiro só um partido ladrão rouba e no outro vários partidos e regimes ladrões roubam… e se fala a verdade esta classe burguesa, capitalista que só pensa no próprio umbigo tenta reprimir, “tampando o sol com a pineira”… ficam com medo de perder o tal prestigio de ser amigo do amigo do amigo e ficar mamando nas tetas do dinheiro publico…como diz a propagando vc esta precisando de terapia mas é “ter-a-pia cheia de pratos para lavar”…rs…rs..rs…rs…rs… espero resposta…rs…rs…rs…rs..rs…

    • Fabrizio Petecof disse:

      Cara Regina, a questão é que bacanas em alguns momentos zombam do esporte que tanto amamos, e nesse ponto acho até que o próprio Rubinho foi um pouco vítima nessa história.

      Vá até um paddock de F1 e veja que ridículo pessoas que se dizem interessadas, tomando champagne de graça e de costas pra pista.

      É claro que é revoltante em certo momento e o Flávio, como amante do automobilismo que é, tem que retratar ué.

      E pra falar a verdade, com certeza o Flávio tb não ganha tão pouco assim como ele faz parecer… hehehe

  25. Allan Jurk disse:

    Já a prova da GT3 Brasil, ao menos pela TV , salvou o domingo. Bons pegas e carros maravilhosos !!

  26. Ricardo disse:

    Carros lentos, pista mal feita, pilotos fracos, sem público, na fazendinha, transmissão péssima e com o Barrica por trás da presepada podia esperar o que?. Fora que os patrocinadores devem ter ficado bravos, porque foi tudo feito ao redor da pista, mas tava tudo malocado. tristeza quem curte corrida de carro ta ferrado, por isso só assisto SPEED.

  27. Alexandre disse:

    Eu como fanático por automobilismo, achei muito legar. Tava bem divertidoo Não gostei da pista enquanto seca (dava dó ver os Mini´s pulando) tinha muito buraco e quando molhada deveriam ter colocado uns pneus lameiros ou mesmo feito a pista de macadame e não macadame/barro.

    Mas como foi o primeiro, vai ficar melhor….

    Agora, os Minis são sim de Rally, foi comentado na transmissão que estes tinham acabado um temporada.

    Quem reclama do formato de estádio deveria primeiro conhecer a corrida dos campeões da Europa entes de reclamar aqui.

    Agora, o preço dos ingresos tá fora mesmo, até porque passava na TV

  28. Roberto Martinez disse:

    Patético!
    O pior, na minha modesta opinião, é constatar que o brasileiro, no geral, não gosta mesmo de automobilismo de verdade. Gostam só de TORCER na F1, quando “ERAMOS” imbatíveis. Categorias que qualquer apaixonado gostaria de ver, como Marcas e seus belos carros, Porsche Cup, F3, etc. com arquibancadas vazias.Saudades dos meus 14 ou 15 anos, quando tomava três busões, pulava muros, etc, para ver D3, Stock de Opalas, Fórmula VW, lá da antiga muretinha antes da entrada dos box… visão de tudo! Ou zanzava pela pista.
    Em contra partida(é separado ou junto ?) me espanta ainda mais ver no canal Speed, que lá no sul ter uma categoria com muito público e patrocínio, que juntou as duas coisas que eu mais detesto (reforçando, é minha modesta opinião), que é “Arrancadão de Caminhões”…Pelamor…Uma mistura de circo ou rodeio com arrancada…arrrggghhh…

  29. Bruno disse:

    Da maneira como a coisa foi feita, com improviso, com um tempo curto entre o anúncio (GP do Brasil) e ontem e pelo momento que o Barrichello vive, este evento pareceu mais uma tentativa desesperada de aproximar o Rubinho do público e claro, de potenciais patrocinadores para tentar salvar sua carreira na F-1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *