MENU

sábado, 28 de abril de 2012 - 14:04Indy, IRL, ChampCar...

PROGRAMA DE INDY (1)

Ã’NHEM’BY – Demorei, mas cheguei. Estou me ambientando ainda. A última vez que entrei aqui foi para ver o Grupo de Acesso do Carnaval, dois anos atrás. Mas passo quase todas as semanas, duas vezes por semana, na verdade, por esse trecho que se chama de Reta dos Bandeirantes — conhecida também como Pista Local da Marginal Tietê Tem Trânsito Intenso no Sentido Castello Branco, mas o nome é grande demais ser dito pelos narradores.

(Aliás, pobres narradores, comentaristas e repórteres da emissora oficial. Eles não podem dizer simplesmente “o piloto está se preparando para a corrida”. Têm de dizer “o piloto está se preparando para a Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé”. São 15 sílabas e 29 letras contra três sílabas e sete letras de “corrida”, que podem ser ainda mais reduzidas para duas sílabas e cinco letras caso se opte por “prova”. Não é hábito da imprensa brasileira usar o nome oficial que contém patrocínios de evento nenhum, a não ser que os patrocinadores paguem. No caso, a marca de cerveja e a fábrica de papinhas está pagando, obviamente. Duvido que meus colegas recebam algum quinhão da verba para ficar repetindo Itaipava e Nestlé por dias a fio. Talvez ganhem um pacote de latinhas e uma lata de leite em pó no final do evento, mediante uma senha, que devem ser retirados no almoxarifado da firma. Só sei que é um saco, um enorme saco, para quem ouve, esta longuíssima expressão. A ponto de desde já eu estar torcendo para que a próxima corrida seja realizada em Jaú, tenha 3 km de percurso total e seja patrocinada pela Skol e pelos lubrificantes KY, que podem ser lidos rapidamente como “qui”. E teríamos a Skol Jaú Indy 3 Qui, mais sucinta, econômica e palatável.)

Já aconteceram dois treinos livres e por enquanto, felizmente, nada de chuva. Esta pista, com água, quando não fica impraticável como as adjacências do córrego Aricanduva, torna-se muito perigosa. E aí não tem treino que flua. Flua é uma linda forma verbal. Já pela manhã houve muitas bandeiras vermelhas por conta de batidas aqui e ali. A mais célebre foi a de Heliocastro Neves com seu Penske amarelo.

(Aliás, outra dúvida cruel. Esse carro não era todo pintado com as cores da Shell? Aqui está como Penske Logistics. Não entendo os marqueteiros. Tem um Shell em cada esquina no Brasil. E, que eu saiba, empresas de logística não são assim tão populares. Por que, afinal, tiraram a Shell do carro do Helio Castroneves?)

Torcerei, nesta corrida, por Simon Pagenaud, o da foto acima, de autoria de Bruno Terena. Gosto muito da sonoridade do nome. Simôn Pajenô. Ou Saimon Pêijeno. Alimento também certa simpatia pelos irmãos gêmeos Ryan Briscoe e Bryan Riscoe, com quem sonho em promover um encontro emocionante, pois parece que eles não se veem há anos.

Cheguei há pouco, mas já deu para notar que Barrichello mantém sua torcida fiel, aquela que grita Rú-binhô!, como em Interlagos. Que o ambiente é camarada, tem rango de graça e café expresso na sala de imprensa, cadastram os laptops para evitar roubos como em anos anteriores, a internet é rápida e gratuita, o público será bom mas não sabe direito quem são os pilotos e muita gente usa camisetas com referências à F-1 nas arquibancadas.

Daqui a pouco começa a classificação. Depois farei um giro pelo pavilhão do Anhembi, transformado em garagens. É um ótimo espaço para as equipes trabalharem. O factual, vocês seguem no Grande Prêmio, que está com uma enorme equipe aqui. Eu só vou contar cascata, mesmo. Serei o cascateiro oficial da Indy em Sampa.

 

25 comentários

  1. Acarloz disse:

    A Penske Logistics atua fortemente no Brasil junto a montadoras.

  2. Flávio, o carro do Hélio, não tinha nem a pintura nem o patrocínio da Shell, pois um dos patrocinadores oficial do evento era o Ipiranga, então certeza que rolou uma graninha ai pro carro do Hélio não estar como de costume.

  3. Sanzio disse:

    Até tentei encontrar camisetas de alguma equipe da Indy pra comprar, mas você entra no site dos caras e só tem bobagem. O jeito foi ir com as de F1 que tive mesmo…
    No setor L, que eu estava, só dava Ferrari e McLaren. Vi uma da Red Bull e outra da Williams. Ferrari tem o Massa, beleza… Mas a McLaren não tem um Brasileiro por lá há decadas. Daí dá pra separar quem realmente curte corridas da Pachecada…

  4. Vander Silva disse:

    Flávio, acho que falar o nome do patrocinador deveria ser uma pratica comum. É a Copa Santander Libertadores ou FORMULA 1 QANTAS AUSTRALIAN GRAND PRIX.
    Estranho é as emissoras não falarem o nome das equipes de vôlei, por exemplo. A empresa investe e não tem esse retorno.
    Essa área de direitos de nome tem de ser melhor regulada e definida no Brasil. Caso contrario não teremos patrocinadores para esportes fora futebol.

  5. Alex U. disse:

    Fui lá no ano passado e acho que é o lugar apropriado para uma corrida no Brasil. É feio, sujo, alaga, tem uma obra superfaturada destoando no fundo, um rio poluído do lado e, se a corrida continuar na segunda, tem congestionamento também. Ainda faltam uns motoboys pra brigar por espaço na pista, aí ficaria perfeito!

  6. Não sei o que é pior, o Itaipava São Paulo Indy 300 Nestle da Band ou a Globo dizendo que o trânsito de SP ficou ruim ontem por causa da Interdição da marginal “para a realização de uma prova automobilística”

  7. Marcelo disse:

    Cheguei de lá agora à pouco. E realmente havia muita gente com camisetas e assessórios da F1. Bonés da Ferrari haviam aos montes. As pessoas do setor k, no qual eu estou, já memorizaram o carro do Barrichello e se levantam quando o piloto passa. Se perguntar nomes dos pilotos ou equipes, sem chance. Os comentários são do tipo “esse cara do carro vermelho tá pisando” e coisas do tipo. Deu pra notar a “migração” de torcedores do Rubens. Vamos ver amanhã, o que vira.

  8. Júlio Previero disse:

    Skol Jaú Indy 3 Qui…………kkkkkkkkkkkk.boa !!!!

  9. Marcio disse:

    Que saco esta cobertura da indy na tv, ter que ouvir que este é o melhor circuito de rua do mundo é cruel.

  10. Levi Davet disse:

    Vi o “treinamento” e achei tudo uma várzea. Não sei como tem gente que prefere a Indy no lugar da F1.

    Sem falar no Bryan Riscoe, Ryan Hunter-Rei, Mike Conaway, Grárram Rahal, e por aí vai…

  11. Márcio Vilarinho Amaral disse:

    Para mim, a vitória vai ficar entre os pilotos abaixo:
    – Bryan Riscoe;
    – os irmãos Servia (Oriel e Orial);
    – os irmãos Conoway (Mark e My);
    – Ildebrande;
    – Josefe Newgarden;
    – os irmãos Hunter (Ryan e Ryan Height);
    – os irmãos Wilson (Jestin e Jesse);
    – os irmãos Power (Will e Hill);
    – Sebastian Bordê;
    – Simona de Silvestre.

  12. Roberto Fróes disse:

    Essas propagandas de marqueteiros americanos realmente são um saco!
    Comprei recentemente um livro sobre recordes automobilisticos em geral.
    O livro encheu meu saco justamente por causa disso…
    Enquanto se falava em outras categorias, tudo bem. Mas quando começou o assunto sobre a NASCAR, era aquele monte de palavras, que dificultava muito você a identificar qual o carro usado por aquele piloto.
    Qualquer propaganda, aliás, que encha o saco de quem a assiste, só pode prejudicar o próprio produto que está sendo divulgado!
    Mas eles são os profissionais, devem saber o que estão fazendo…

    • José Brabham disse:

      Eh isso aih. Me lembrou de uma fala de Mark Zuckerberg no filme “A Rede Social”, quando o Eduardo Saverin sugere colocar pop-ups no Facebook para gerar receita, e Mark nao aprova porque nao seria “cool”, e se nao fosse “cool” as pessoas nao freqüentariam.

      Esse nome quilométrico da corrida me lembrou também da Copa da Africa do Sul, que era sempre chamada, nos comerciais, de algo como Copa do Mundo Fifa da Africa do Sul. Um saco!

  13. Alex disse:

    Irei torcer para Ryan Hanter-Real

  14. Pablo Vargas disse:

    A repórter de plantão não tem muita familiaridade com o evento.
    Durante a apresentação do setor vip, entre as mesas de empadinhas, surgiu o vampiresco zé serra demônho. Eis que a interlocutora lhe pergunta :
    – O senhor gosta da formula ummminnndy ?

  15. Max Mosley disse:

    É muita tosquice junta. Pista, carros, estrutura, emissora, narrador, comentarista e repórteres. Até imagino o que os americanos realmente pensam sobre essa corrida.

    PS: Fora kassab!

  16. Motoqueiro fantasma disse:

    Juro que pensei que iria torcer pra algum brasileiro…

  17. Batista Lara disse:

    Primeira pérola do Luciano do Vale. Rubinho se prepara para começar o seu treinamento………. Treinamento????

  18. Daniel disse:

    Bom, eu já sei pra quem torcer: pro OriAl Serviá.

  19. Danilo Junqueira disse:

    Essa indy é ruim para o publico não existe cronometrarem em tempo real nem o intermediárias nada disso só carros passando e esperamos para ver o tempo e posição na régua superior que fica correndo

    • willian disse:

      O jeito de se manter informado é meter um radinho nas orelhas e escutar a emissora oficial falar “Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé” sempre que for se referir a corrida…

  20. Nardo77 disse:

    Pois conte muitas cascatas mesmo que eu me divirto… Abracao!

  21. Eduardo Britto disse:

    Programa de Indy! Essa foi demais, cascateiro de plantão, Flavio “José Simão” Gomes! Hilário! Mais divertido do que ouvir a transmissão do Luciano del Valle. Que vá até o Programa de Indy 10 ou 15! Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *