MENU

Saturday, 21 de July de 2012 - 23:34Automobilismo internacional

FOTO DO DIA

No clique de José Mário Dias, Antonio Pizzonia comemora sua vitória na Auto GP hoje em Curitiba. Legal, né? Mas o grid é muito magrinho. Alguém aí de Curitiba foi ver?

41 comentários

  1. Weber says:

    Esses carros eram da A! GP? Estou completamente desinformado sobre essa Auto GP.

  2. Fernando Souza says:

    Realmente decepcionante o público. Subi um vídeo de sábado no qual acompanho uma volta do Pizzonia. Nele dá pra ver como a arquibancada estava deserta. Detalhe: no sábado não cobraram entrada! O automobilismo está em baixa mesmo hein! http://youtu.be/AtBRz39lyrE

  3. Flávio Colorado says:

    Um dos carros da Auto GP tinha o patrocinio ou ao menos o logo da banda “KISS”, na carenagem atrás do piloto, próximo ao motor.
    Alguém notou isso?

  4. Ivandro Corrêa says:

    Repetindo meu comentário do outro post:

    Passei o domingo no autódromo e pra quem gosta de corrida foi um prato cheio. De cara uma corrida da Formula 3, depois treino do WTCC, corrida de Marcas, e em seguida Auto GP, que foi uma grata surpresa pra mim. Categoria muito rápida (tanto que fizeram uma chicane antes do curvão que antecede a reta principal), com parada para troca de pneus e muitas disputas. Pra mim valeu mais que o próprio WTCC.

    A tarde começou com visitação nos boxes, corrida de marcas e em seguida as duas do WTCC, num dia de sol e calor (coisa rara em Curitiba). Sem dúvida o melhor dia que já passei nesse autódromo, do qual sou assíduo frequentador.

  5. jairo says:

    essa seria uma otima alternativa pra ficar no lugar da formula indy ja que akela virou uma categoria de 5°

  6. Daniel says:

    P****rra! Eu sou pé frio mesmo!!! Toda vez que algo bacana acontece no AIC eu não tenho como ir…
    Parece ter sido ótimo o fim de semana no autódromo…

    Mas de todas, as que eu mais lamento ter perdido forma as atepas do FIA GT 1996/ 1997, com o Nelsão no Mclaren F1 e a da Nissan WS 2002 com o Zonta vencendo a rodada dupla….

  7. A EuroSports transmitiu a corrida. Arquibancadas desertadas em final de semana inclusive com WTCC. A corrida foi monótona, meio trenzinho, Pizzonia assumiu a p1 e passeou. Grid magro mas diversificado com italianos e russos, entre eles!

  8. Diego says:

    Alguém sabe me explicar o porque que tinha uma chicane montada no S de alta do AIC somente para a corrida da AUTO GP?

  9. José Mário Dias says:

    O fotógrafo desta foto é muito gostoso. Sem mais.

  10. Francisco Araujo says:

    Estive lá hoje quase o dia todo e vi o Pizzonia ganhar de novo. A tristeza ficou por conta do público quase insignificante, muito menor que o de anos anteriores do mesmo evento.
    Acho que a principal culpada foi a terrível divulgação. É a única explicação razoável para um público tão pequeno para um evento que contava com uma categoria mundial, duas internacionais e uma nacional.
    Detalhe: em Curitiba os ingressos foram trocados por doações de alimentos!
    Ou seja: os ingressos eram praticamente de graça!
    Ou seja: alguém pisou feio na bola!

    O evento em si foi o melhor dos últimos anos, hoje as atividades na pista foram das 8 às 17:30 e o pequeno público se divertiu sempre. Homens e mulheres, crianças e adultos, todos pareciam estar muito contentes por terem escolhido passar o domingo no autódromo. Hoje tive a companhia da minha namorada e uma amiga sua que nunca tinha ido ao autódromo. Para elas não importava quem estava liderando o campeonato ou se o trem de chevrolets ia chegar anos luz à frente dos outros mas, mesmo assim, no fim do dia me perguntavam quando seria a próxima corrida do WTCC por aqui.
    Ou seja: o esporte não é o problema.

  11. Luiz Monteiro (@luiz_fmonteiro) says:

    Foi muito bacana, superou minhas expectativas a Auto GP.. uma pena foi realmente um grid pequeno. Se não derem um passo maior que a perna será uma categoria que pode vingar.

  12. nelson maciel filho says:

    Vamos falar em estatísticas, mas de maneira correta. Sena 161 largadas, 41 vitórias e 65 poles, Fernando Alonso 186 largadas, 29 vitórias, 21 poles, Shumaker 297 largadas, 91 vitórias e 68 poles. Depois do Sena e tenho que dizer o maior piloto que já vi é sem dúvida nenhuma o Fernando Alonso. Ganhar com o Ferrari três corridas (você mesmo falou que com o carro que tinha ele não ia brigar pelo título) e estar liderando o campeonato é coisa de gênio. O piloto genial não é aquele que ganha muitos títulos com carros e equipes excepcionais, mas sim o que com carros medianos ou ruins consegue ganhar corridas e fazer grandes exibições. Nesse grupo seleto só temos dois pilotos: O Sena e o Alonso. Torço para o Alonso, que é um grande fã do Airton. E quem não é?

    • Burrinho Batiquebra says:

      Eu não sou. E o Senna corria com carros medianos? Quando? No seu primeiro título mundial, onde a McLaren ganhou 15 das 16 corridas? Ou no segundo, onde a McLaren ganhou 12 das 16? Quem sabe no terceiro, onde o concorrente mais próximo da McLaren era a Ferrari no seu período negro, com o Prost levando o carro nas costas?

  13. Higor Wendrychowski says:

    Estava eu sentado ao fim da longa reta de Curitiba esperando pela primeira corrida do Brasileiro (Petrobras) de marcas. O autódromo ainda meio vazio, mas eis que vejo um senhor ruivo todo de azul vindo em uma bicicleta da Chevrolet. Era Eric Neve (chefe de equipe da Chevrolet) tirando um tempinho para assistir à uma categoria que ele ainda não conhecia.
    Percebi que ninguém o reconheceu então resolvi abordá-lo.
    O papo foi interessante sobre pilotos, por que eles gostam do circuito, o fato de a Chevrolet estar de saída entre outras coisas.
    A corrida começou e nos calamos. Às vezes ele me cutucava o ombro apontando para algum acidente ou ultrapassagem. Nenhum detalhe lhe fugia aos olhos.
    Pareceu admirado ao ver a Mitsubishi em uma competição de turismo mesmo sabendo que Mitsubishi era apenas a carroceria.
    Fim de corrida, apertamo-nos as mãos e agradecendo a companhia pegou sua bicicleta e voltou ao trabalho.

  14. Guzz says:

    Parabéns ao Pizzonia, aliás, o Zé Mario diz que o Pizzonia é freguês dele na sinuca!!!

    Abraço ao Zé também, o Homem Aranha, (ele foi picado por uma aranha enquanto cobria um Rali dos Sertôes)

  15. Paulo F. says:

    Pizzonia deveria estar na F1!

  16. José Morelli says:

    É um crime para com o esporte caso haja algum curitibano que não tenha ido celebrar a AutoGP no Autódromo, é um absurdo, tem que prestigiar, quando que uma categoria de fórmula internacional faz corridas assim? Raramente…MUITO raramente pra não dizer praticamente nunca! Foi uma sorte Curitiba ter sido adicionada no calendário da AutoGP, de modo que o curitibano fã de automobilismo que não prestigiou, que não fez sua parte nas arquibancadas, esse tem de ser acionado judicialmente, denunciado e a polícia tem a obrigação de autuar os infratores. Onde já se viu um negócio desses….

  17. Abuja says:

    Que diabos de marca de pneu é essa?

  18. André Fagundes says:

    Muito legal a vitória do Pizzonia, piloto batalhador, que apesar de não ter ido bem na F1 busca seu espaço em outras categorias.
    Interessante é o patrocínio “Ombra” (acima do nome do piloto no carro), que lembra muito a logo do Grande Prêmio…
    Abraços

  19. alexandre dubourcq da costa says:

    Os carros lembram os da extinta A1 gp, tem algo a ver?

    • Diogo says:

      São os mesmos carros. A AutoGP era a antiga F-3000 Italiana. Só que os Lola-Zytek ficaram muito velhos e a organização da categoria decidiu comprar os carros da A1 GP que estavam encostados.

  20. Diogo says:

    O grid é até mais gordinho. Só que esta etapa caiu no mesmo final de semana de outras categorias que compartilham pilotos com a Auto GP. Victor Guerin e Giancarlo Serenelli estão na GP2, e o Facundo Regalia na F3 Espanhola.

  21. Rogerio Cavalante says:

    A quanto tempo nao via o Pizzonia comemorando uma vitoria!!
    Valeu Jugle Boy!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *