MENU

quinta-feira, 30 de agosto de 2012 - 12:33Comes & bebes

ÓTIMO EXEMPLO

SÃO PAULO (e deu fome) – Olha que bacana essa história do Spoleto, aquela rede de fast-food de massas que te oferece um milhão de ingredientes para fazer o macarrão na hora. Os humoristas do ótimo canal de vídeos Porta dos Fundos fizeram um vídeo tirando uma onda da pressão dos atendentes, que estão sempre apressando os clientes, e colocaram no YouTube. O pessoal do Spoleto viu e, em vez de acionar os caras, processá-los, encher seu saco, “adotou” o vídeo e fez uma continuação. A história está no Blue Bus. O vídeo está aí embaixo, mas é legal ver o primeiro antes.

Meu filho adora esse treco aí, Spoleto, e quando faz seu pedido, parece estar falando uma outra língua com o atendente. Há um código todo particular entre atendentes e clientes assíduos de lanchonetes. Eu, quando vou pedir, me comporto como a mocinha do milho. Nunca sei o que colocar no bendito macarrão! Mas o post é menos sobre isso e muito mais sobre como absorver uma crítica e crescer com ela, que é o que fizeram os donos do Spoleto. Parabéns a eles.

“Ô, Gomes, e o que tem isso a ver com corridas e carros?”, vai perguntar o blogueiro mais ansioso, porque afinal tem GP da Bélgica domingo. Nada, ué. Só achei legal.

34 comentários

  1. Eduardo Britto disse:

    FG, só leio os seus ÓTIMOS posts sobre outros assuntos. Temática velocidade, F1, corridas… (tô fazendo 50) não me interessam mais. Sempre fui bem atendido no Spoleto, me perguntando como aqueles caras têm paciência pra ficar horas ouvindo recitação de ingredientes. Mas o fato é que o Spoleto enjoou, a comida ficou com gosto bem previsível… ainda mais que o queijo ralado é tipo Teixeira, de má qualidade. Aliás, comer em shopping, com 500 pessoas falando em volta, é outro drama que procuro evitar. Como disse, tô fazendo 50, E começo a ter direitos… Valeu!

  2. Marcelo Witt disse:

    Isso sim é alguém que sabe fazer “do limão, a limonada”.

  3. Mauricio Alves disse:

    Ontem (30/08) esteve no Programa do Jô o Gregório Duvivier que, junto com a namorada Clarice (a menina do palmito, filha do diretor João Falcão) o Fábio Porchat (o rapaz do vídeo), o Marcos Veras e o pessoal do Kibeloco e dos Anões em Chamas lançaram o site de humor Porta dos Fundos.

  4. Alexandre - BH disse:

    Kkk! Seu Saraiva perto desse cara é um monge!

  5. Fernando Claudio disse:

    legal!!!!

  6. Rama disse:

    Também achei legal e corajosa a ideia do marketing do Spoleto. Muito melhor que conversinha mole de brand experience, né não FG?

    Sou publicitário e posso afirmar que é raríssimo ver cliente com tanto peito. Agência também.
    Esse treco é muito arriscado. E se ninguém assistiu ao vídeo 01? E ao vídeo 02?
    Como fica? Sei lá. Vi os 2 e me diverti. Mas já deu pra ver aqui pelos comentários que tem gente que não viu os 2.

  7. Evandro disse:

    Estranho…pra fazer um video de reclamação foi contratada uma agência, atores, tudo feito de maneira profissional.

    Depois vem uma “resposta” com a mesma agência, atores e etc.

    Me desculpe, não nasci ontem pela tarde.

    PS: é a quarta vez que vejo assunto deste video hoje, adjetivado de “genial”. Devo ser muito crítico, pois o único traço de genialidade que vi foi o de obter publicidade.

  8. José Brabham disse:

    Qualquer coisa que tenha um “tricolore” verde-vermelho-e-branco tem a ver com corrida de carros…

  9. WILSON J disse:

    Na verdade a turma que produz estes videos são do site Anões em Chama ( http://www.anoesemchamas.com.br/ ).
    E os outros videos como o KKK e Superavit, são fantásticos.

    • Wellington Cunha disse:

      O “Anões em Chamas” se uniram ao Kibeloco (aliás, faz tempo, os vídeos do CSI Nova Iguaçu e da Dilma do Kibeloco são produções conjuntas dos dois sites, os dois valem muito à pena também) e mais alguns atores de Stand Up e montaram o canal “Porta dos Fundos” com o intuito de produzir conteúdo humorístico exclusivo para a Web.

  10. Marcio Santos disse:

    Não sei vocês, mas eu fico bolado quando colocam os ingredientes na frigideira e dão umas pancadinhas na borda… tenho a nítida impressão que é mais pressão do que para soltar do pegador.

  11. Rodrigo disse:

    Muito bom!! Tem que ver a reação do meu vizinho quando reclamei que os cachorros dele latem demais… Absurdamente desproporcional, foi à delegacia, fez um BO, depois pegou esse BO, tirou uma cópia autenticada e mandou pra mim, pro síndico, pra administradora, pra PQP!!! Fez todo mundo assinar, foi um quiprocó danado… Era mais fácil ele dizer que não concordava, eu nem ia bater nele… Mas agora o cara tornou-se um inimigo, não só meu, mas do prédio todo, que o acha ridículo… As pessoas (e empresas) colocam uma força desproporcional em alguma reações, quando estas poderiam ser muito mais leves e tornar a sociedade um local mais “respirável”. Como você diz vez ou outra, Flavio: “o mundo está chato demais”….

  12. Clay disse:

    Ô, Gomes, e o que isso tem a ver com F1 e corrida de carro ? NADA, mas tem a ver com o gosto de um dos Gominhos, MUUUUITO mais importante, heheheee….
    Abs

  13. Lucas S.A. disse:

    Na real, nunca me aconteceu, isso no Spoleto. Considerando que os atores são todos do Rio de Janeiro, acho que o problema deve ser o carioca, viu…

  14. Filipe Pimenta disse:

    As empresas ainda estão aprendendo a lidar com a velocidade e a facilidade com que as informações circulam pela internet.

    Outro dia li uma reportagem no UOL sobre um canal de vídeos no youtube que tinha mais ou menos 150 filmes nacionais completos. A Associação Brasileira de Cineastas enviou carta à Ancine (Agência Nacional do Cinema) pedindo providências para a retirada dos filmes do youtube.

    Isso é o que eu chamo de falta de senso de oportunidade.

    A maioria destes filmes (se não todos) já deu o que tinha de dar comercialmente, como por exemplo o filme “Cidade dos Homens”, lançado em 2007, que teve 200 mil espectadores no cinema no ano de sua estreia. No youtube o filme já teve quase 800 mil visualizações.

    Será que os produtores acham que alguém ainda aluga filmes? Que alguém irá comprar o DVD original?

    Eles tem que ter em mente que a coisa mais fácil do mundo é encontrar esses filmes na internet para baixar e assisti-los quando quiser. É por essas e outras que o mercado fonográfico está quebrado. As gravadoras preferiram entrar numa briga sem fim contra a pirataria, ao invés de aproveitar esse mercado gigantesco chamado internet.

    Steve Jobs foi um gênio nesse quesito. Ao criar o iTunes, ele criou uma alternativa para a venda de músicas avulsas, sem a necessidade de pirateá-las. Até 2011 o site já havia vendido mais de 15 bilhões de músicas em 8 anos de existência.

    Alguns artistas disponibilizam suas músicas para download gratuitamente, pois divulgam seu trabalho e tiram a diferença nos shows realizados. Um belo exemplo é aquela cantora brega do Pará, a Gabi Amarantos. Sem apoio de gravadoras e sem como produzir seus discos, ela deu um CD para os camelôs piratearem e venderem.

    Para nossa tristeza essa tática deu certo (rsrsrs). Hoje ela é conhecida no Brasil, tendo inclusive uma de suas músicas como tema de abertura de uma novela na Globo.

    • Wellington Cunha disse:

      Eu trabalho com TI e desde os tempos da Internet “à vapor” (Audiogalaxy e Napster) eu digo: se a indústria de entretenimento em geral estivesse dispendendo esforço e grana em estudar maneiras de a rede a seu favor ao invés de combatê-la, além de terem economizado milhões estariam lucrando mais do que lucram atualmente. Algumas redes de TV dos EUA já entenderam isto e passam vários dos seus seriados (e os devidos comerciais) na TV e na Web ao mesmo tempo (sendo que na Web vc ainda tem a opção de ver quando quiser).

  15. Danilo disse:

    “Ô, Gomes, e o que tem isso a ver com corridas e carros?”

    Tem a ver que a F1 é um porre em termos de internet, fazem uma verdadeira faxina no youtube para retirar os vídeos das corridas do ar. Exemplos como este do Spoleto são sempre bem-vindos.

  16. Fábio Aguilera disse:

    A inteligência é rara.

  17. Askjao disse:

    FG, bem legal, mas discordo quanto ao “ótimo canal de videos Porta dos Fundos”. São apenas medianos. E de tudo o que fizerem, se salvar 10% já vai ser muito.

  18. Foi uma tática legal do Spoleto: admitiu o erro, pediu desculpas e justificou a atitude do atendente.

    Aliás, bem que o brasileiro poderia ser melhor cliente também, respeitando as pessoas que os servem ou prestam serviços … não é porque temos direitos que devemos perder a educação, que não depende da escola, mas da família e de cada um.

  19. Carlos Pereira disse:

    Bacana os videos. Legal quando as empresas entram na brincadeira. Vide o caso da “Gina Indelicada”.

  20. Moacyr Lopes disse:

    Simplesmente Genial.

    Que tal se a OI, Ingresso rápido, Banco do Brasil e outras empresas seguissem o exemplo?

    #ficaadica

  21. Eduardo Leite disse:

    Ô, Gomes, e o que tem isso a ver com corridas e carros? Rs

  22. Bocage disse:

    Aconteceu algo semelhante com uma página do Face chamada “Gina Indelicada”, que tinha como foto de perfil a modelo da caixa de palitos de dente “Gina”. Os executivos da marca, longe de processar o estudante de publicidade dono do perfil, chamaram o mesmo para uma conversa.

  23. joca disse:

    Bem que os imbecis da Volks poderiam ter feito o mesmo com o Irmão do Décio.

    O mundo é muito mais simples do que esses caras imaginam….

  24. Flávio Seno disse:

    Donos de blog podem absorver críticas assim tbm? rsrsrs

  25. Joel Jones disse:

    Propaganda grátis ou paga, eis a questão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>