BYE, MICHAEL

SÃO PAULO(sincero) – Mais uma dica do Alan Buch, outro vídeo da BBC sobre a despedida de Schumacher. O ponto forte é a breve entrevista com o piloto, fazendo uma autocrítica desses três anos de Mercedes e se definindo como “a racer”. E, no frigir dos ovos, é isso mesmo que ele foi, um corredor. Em tempo integral.

Comentários

  • Teria muito a falar sobre este Gênio,pois realmente o foi,mas tentarei não me alongar muito.Alguns se lembram de sua estreia em Spa.Não era um piloto de formulas,andava de turismo,não tinha nunca tocado nem um F2,não conhecia a pista de Spa e senta a bunda num carro medio e faz o sétimo tempo.Foi tão incrivel que logo chamaram para a beneton.Pois nas provas restantes daquele ano,andou na frente do primeiro piloto que era tricampeão e nada menos que o excepcional Piquet.

    • Desculpem,caiu,.Em 92 fez um primeiro ano histórico com um carro médio andando na frente dos melhores da epoca(carros e pilotos) e chegando no final do campeonato com mais pontos que muitos nomes da epoca.Isto no primeiro ano completo de um cara que não tinha nenhuma pratica de formulas.Hoje só se fala que o fulano ainda está APRENDENDO em seu primeiro ano,pois ele massacrou os velhos todos,para não falar muito só vou citar Spa 92.Em 93 tambem andou barbaridade,disputando provas de igual para igual com todos.Em 94,realmente com um carro melhor estraçalhou a concorrencia.Daí para a frente só continuou crescendo.Teve a coragem depois de ser bicampeão de largar um carro vencedor para ir se arriscar em outro e depois de muito talento,perseverança e principalmente trabalho,conseguiu um carro espetacular.A partir daí entra o caso da perfeição: muitos detratores falam que com o melhor é facil,mas muitos campeões,mesmo com o melhor batiam sózinhos,se envolviam em acidentes ou quebravam o carro.Os que dizem que ele não tinha adversários se esquecem que não tinha pois era superior a todos,tanto em velocidade quanto em perfeição.Foi o piloto que menos errou em largadas,sempre pulando na frente,aí falam que era sem graça,mas só era a prova que era totalmente perfeito,raramente errava e sempre rapidíssimo.Chegava a treinar entradas no boxes para ser o mais rapido possivel até chegar na linha que tinha que diminuir,e conseguia uma grande diferença.Nas voltas anteriores as paradas,conseguia como nenhum outro fazer voltas fantasticas antes da troca,aí uma turma diz que ganhava nos boxes(meu deus).Tudo foi feito para faze-lo perder a vantagem,troca de regulamentos etc.,mas o cara continuava levando.Nunca um piloto ficou tantos anos sendo competidor de ponta.Depois de tudo,3 anos parado,volta sem poder treinar a andar junto com uma molecada treinada,principalmente na forma fisica.Pois bem,claro que no primeiro ano apanhou um bocado,mas no segundo e terceiro,foi muito mais por ter um carro merda do que por qualquer outro motivo.Todas as provas mais dificeis em materia de tempo ele apareceu bem,ou seja,quando era o piloto ele estava lá.Só a pole de Monaco compraova o que estou falando,apesar dos 43 o cara ainda tinha braço.Não dá para comparar alguns antigos que tocaram com mai9s de 40 pois hojeos carros são muito mais rapidos e a força G é uma 3 vezes superior ao tewmpo do Fangio e o dobro do tempo de Senna/Prost,pois os carros tem muito mais aderencia,basta ver que o tempo da pole dele foi uns 5 segundos mais rapida que as poles dos anos 90.Fora isso tudo,ninguem conseguiu ou conseguiria se adaptar tão bem com tantas mudanças que ocorreram durante sua trajetória,controle de tração,pneus chiclete,depois pneus com sulcos mais estreitos,parafernalia eletronica,depois menos eletronica.O que o homem conseguia regular o carro em uma só volta era uma barbaridade.Resumindo,sem querer diminuir ninguem,tenho a plena certeza que não houve e não haverá nada parecido no meio automobilistico.Obrigado por ter existido no universo da F1.Diziam que o Prost éra o professor,e foi,mas Shummy foi o MESTRE com pós DOUTORADO.Esta é a verdade,o resto é torcida por simpatia pessoal,o que não é o caso.

  • uma pena ele não ter encerrado na Rossa, falam tantas besteiras sobre o schumacher que nem vale a pena citar, o cara foi o monstro da F1 pelo seguinte:

    1- tirou a Ferrari da fila, coisa que ninguem conseguiu! o grande professor Prost(que rodou na volta de apresentação em Imola) não conseguiu, ele foi lá e pimba, não era como certos pilotos que só queriam o filet mignon pronto, assim é facil…

    2-o cara se esforçou para isso, se podia treinar ele treinava aos montes em busca da perfeição.

    3- o que espanta não são os titulos e recordes, o que espanta são os titulos perdidos! vamos ver 1997(segundo ano na Ferrari mas ja lutando), 1998(coulthard escroto),1999(era dele nao fosse a perna, 2006(quando um motor Ferrari não quebrava a seculos), pelo menos 2 eram deles, o que aumentaria para 9 titulos!

    4-foi bom ver um campeão de volta mas a idade chega para todos, ainda assim ele andou proximo a essa turma da pesada e teve muito azar em algumas provas, a pole em monaco mostra isso.

    5-o erro dele foi parar em 2006 em forma com aquela corrida espetacular no Brasil apos fazer uma volta completa com o pneu furado e sem ajuda da chuva ou safety car chega em quarto, mais do que fez vettel esse ano, alguem duvida que ele ganharia em 2007 e não perderia 2008 como massa? ou seja, ele poderia ter parado em 2008 com os 9 titulos e mais de 100 vitorias.

    * o barão vermelho deveria ter feito a ultima temporada com o casco original, faltou marketing.

    • Deus do céu… é isso o que a paixão faz com o senso das pessoas. Um festival de insanidades uma após a outra. Vejamos:

      1-) Sua comparação com o Prost é – pra dizer o mínimo – cretina. Prost ficou 2 anos na Ferrari. E já no primeiro ano disputou o título – e sabe-se lá o que aconteceria se não fosse apeado da prova pelo Ayrton Senna. Schumacher aportou na Ferrari em 1996 e, no primeiro ano, fez pouco. Em 1997, fez menos ainda – e se viu obrigado a apelar ao mesmo expediente de 1994 (só que desta vez não deu certo). Só em 1998 Schumacher realmente teve chance de disputar alguma coisa – Hakkinen levou o título só na última prova.

      Ah, e quanto a “só querer o filet mignon”…. Bem, sabemos todos de quem você está falando. Por outro lado, nunca vi Schumacher dividir a equipe com ninguém que realmente tivesse condições de disputar um título. Schumacher dividiu equipe com Verstappen, Irvine e Barrichello… os nomes falam por si. Dispensam, portanto, maiores divagações.

      2-) É… treinando à beça sentado no time que tinha condições ($$) de viabilizar os treinos. Aposto que muita gente do grid gostaria de ter treinado o mesmo tanto por aqueles tempos…

      3-) Acho engraçado que os infortúnios do Schumacher servem pra justificar seus insucessos, mas os dos outros não servem para desqualificar os títulos do Schumacher. Se em 2006 o motor da Ferrari quebrou, por que não lembramos de 2003, quando Raikkonen perdeu o campeonato por 1 ponto com uma McLaren que quebrava a toda hora? E 1994 (aquele em que se precisou jogar o “fortíssimo” Damon Hill para fora da pista para que se pudesse ganhar o primeiro título)? Dos anos que você mencionou, só dá para falar de 1999. Mas, se em 1999 ele deixou de ganhar porque quebrou a perna, quantos títulos Senna deixou de vencer porque morreu em 1994? Acidentes acontecem, meu caro…

      4-) Próximo? Você só pode estar de brincadeira. Schumacher não andou nem perto do Rosberg – que não fez lá grande coisa -, quanto mais dos outros. Schumacher conseguiu 1 pódio (isso mesmo, um pódio!) em três temporadas. Se o Schumacher andou perto de alguém, foi do pelotão do meio para baixo.

      5-) Eu duvido. Aliás, todo mundo duvida. Ele perdeu dois títulos para um “moleque” Fernando Alonso. Em 2008, Massa perdeu por falhas da Ferrari, e não dele próprio (Massa). Ou seja, sendo Massa ou Schumacher, Hamilton venceria. Se Schumacher seguisse até 2008, talvez tivesse um fim mais melancólico do que teve agora. Hoje, Schumacher tem o benefício da duvida (a idade). Se seguisse direto, veríamos a autopsia de um homem vivo.

      • Deus do céu… é isso o que o ÓDIO faz com o senso das pessoas. Um festival de insanidades uma após a outra. Vejamos:

        7 TÍTULOS MUNDIAIS!! Os números não mentem e nem preciso repetir os comentários corretos do Jackspeed novamente e um monte que valeriam a pena ser mencionados aqui se eu tivesse com algum tempo.

        Schumacher foi muito mais que um grande piloto, deixou um legado enorme! Vettel está aí como prova.

        SCHUMACHER O MAIOR DE TODOS!

  • A época do Schumacher foi muito chata, não porque ele TINHA o melhor carro, ele SESENVOLVEU o melhor carro, e como era o melhor piloto, foi um massacre realmente. Algo como a RED BULL em 2011. Mas foi TRABALHO dele e não um carro de presente. Pessoal confunde isso, é um grande erro achar que ele vencia porque o melhor carro caiu do céu nas mãos dele. SE o Alonso ou o Massa, fossem capazes de DESENVOLVER um carro tão bem quanto Schumacher fez, a Ferrari seria melhor que a RED BULL. Schumacher tentou novamente na MErcedes mas não conseguiu. Lembrem-se que o Schumacher largou a BEnetton, e quando foi para FERRARI deixou de vencer, pois o carro era um pangaré.

  • Eu senti um pouco de hipocrisia nestes recentes tributos da BBC ao Michael Schumacher que ví no YouTube, principalmente depois daquela lista elaborada por eles sobre os 20 maiores pilotos de Fórmula 1 de todos os tempos na qual o Michael é alfinetado e aparece apenas em 4º lugar atrás inclusive do Jim Clark. Pode até ser que eu esteja errado, mas essa é a impressão que eu tive.

  • Realmente um grande piloto. Sem querer parecer Schumaquete ( pois é, existe esse rótulo também ), muita gente costuma dizer sobre trapaças e artimanhas cometidas por ele, inclusive generalizando toda uma carreira baseada nesse expediente. 91 vitórias e sete títulos não foram simples resultados de trapaças e artimanhas. Ao contrário, seis das sete conquistas ao meu ver foram limpas, na pista. E quanto às vitórias, se eu me lembrar de uns cinco episódios duvidosos terá sido muito. Que seja sempre lembrado, como Fangio até hoje é. Afinal querendo ou não, quando você pegar um livro desses de estatísticas da F1, por um bom tempo ainda lerá no topo da maioria dos quesitos o nome do “sapateiro”. Que seja feliz do alto de tudo o que conquistou.

  • Não acho Schumacher um piloto sujo como vcs falam, na verdade, ele pertence a outra era da F1… quem acompanhanou a época de Senna, Mansell, Prost, se lembra que ser duro e as x desleal com o outro competidor, fazia parte do Jogo… Mansell ficava zigzagueando na pista… Já passou Senna usando pista auxiliar e não era punido… era uma F1, mais sensata… Hoje em dia, é mto politicamente correto, para um mundo cada vez mais corrupto.

  • Enfim ele se aposentou… Eu, que ví Senna,meu piloto preferido morrer, no mesmo ano em que Schumacher ganhava seu primeiro título, via no alemão um piloto para torcer contra…. Como sofri por isso, rsrrs. Com o tempo , o que era uma birra, passou a ser uma admiração. Ele era o cara a ser batido.
    Quando outros pilotos lideravam, a gente sempre esparava algo, uma batida, um erro, uma escapada que fosse. Mas quando Schumacher liderava…. era só esperar o desfecho das outras posições. Ele não errava, não perdia o controle da corrida, não passava sustos…Um perfeito relógio.. Pena não ter vencido pelo menos uma corrida na Mercedes….

    Espero que seus numeros jamais sejam batidos.

    • Juliandro, tá na cara que era mais uma viúva, ainda bem que você adimite!!!!!!!!!!!!!! E veio para o lado bom da força, do maior de todos os tempos, o piloto mais perfeito que esse esporte já viu!!!!!!!!!!!! e só não ganhou corrida na mercedes porque o carro era ruim!!!!!!!!!!!!!!! se fosse disputava título fácil!!!!!!!!!!

  • Olá FG

    Sabe o que eu acho ? Não vai fazer falta .. quantos títulos ele conquistou mesmo ?!?!?
    Brincadeira.. um grande piloto, mas será sempre lembrado pelas trapaças e artimanhas

    No hall do grandes sempre teremos: Emerson, Piquet, Senna.. Vettel .. por que não !! Agora com 3 títulos em 5 anos de carreira !! E tão jovem !!

    Alguém trocaria a carreira brilhante do Emerson pelos 7 títulos do alemão !?!?!
    Nunca !!

    Na corrida dos USA ele jogou o Button para a grama, como fez com uma dezena dos outros pilotos.

    Não sei !! É um grande piloto, mas com uma carreira manchada por condutas anti-desportista e artimanhas. A verdade é essa !

    Abr

    • Nossa, que comentário mais ridículo, viuvez estampada na testa!!!!!!!!!!!!! e ainda tenta fingir que é fã do Emerson??!?!?!? todo mundo percebeu que é uma senete!!!!!!!!!!!!!! agora, ficar falando do schumacher empurrar o Button!!!!!!!!!!!!! cara, vai ver o que o senna fez antes de falar alguma coisa!!!!!!!!!!!!!!!!!!! veja o que ele fez em siversas situações como canadá 86, brasil 86, hungria 86, brasil 89, treinos do brasil 92 áfrica do sul 85, bélgica 87, japão 90!!!!!!!!! portugal 88!!!!!!!!!!!!

    • Eu trocaria. Schumacher está pouco se lixando para comentários imbecis que o colocam como o trapaceiro o, o Dick Vigarista. Ele, Prost e outros que são colocados como vilões em nosso paisinho, são admirados por onde andam e nunca serão esquecidos. Estão vivendo suas vidas.
      Seu retorno a categoria não foi como o esperado, mas considerando a sua idade, o carro que tinha em mãos e ter ficado três anos afastado (o que é muito em qualquer esporte de alta performance), não foi ruim. Andou no limite do carro e no limite dos seus reflexos atuais.
      Schumacher deu apenas 7 estrelas douradas para o seu país, e estimulou uma geração de excelentes pilotos em seu país e no mundo. Seus recordes são cobiçados agora por esta nova geração e assim gira o mundo.

    • Desculpe-me mas comparar carreira de Emerson com ele é piada.Admiro o rato pelo esforço,o primeiro a ir desbravar um universo desconhecido mas nunca foi o melhor nem em sua epoca.Corrida mesmo de verdade ganha foi em cima do Stewart na Argentina,masmo assim porque o escoces estava numa fase com uma úlcera brava.A maioria de suas corridas foram um festival de sortes inacreditaveis.Passei a respeita-lo muito mais depois que foi para a indy,pois lá sim,ele guiou com muito mais coragem e determinação logo logo conquistando melhores lugares no braço e respeito de todos os colegas,coisa que outros sairam da F1 e lá deram com os burros n’água não andando nada.

  • O Shummy foi e ainda é um baita piloto. Não gosto dele por que representou, na minha opinião a pior fase da F1. Corridas terrivelmente entediantes reinavam nos domingos. Foi duro de aguentar mas essa fase passou.

  • O mais admirável de tudo foi a coragem (audácia?) de voltar e colocar sua reputação em risco, quando não era mais necessário – um racer mesmo.

    Mas há uma fala no vídeo que pode ser reveladora. Ela diz uma hora que antecipava os movimentos e por isso era um bom “overtaker”. Onde carapálida? MS construiu toda sua carreira na base de poles, “voltas voadoras” e ultrapassagem nos boxes. Se há um fundamento que ele nunca usou muito foi o “overtaking”, então ele não pode inferir que era um bom “overtaker” (pelo menos na F1).

    Pode ser aí a razão de seu fracasso no retorno. Em uma F1 onde as ultrapassagens nos pits não são tão importantes, ele ficou pra trás…

    De resto um bom video, e inegavelmente um excelente piloto. E junto de Alonso é Madre Tereza de Calcutá…

    • Calma aí, cara. Não é bem assim. Essa história de ultrapassar pelos boxes não era exclusividade do Schumacher. Se você analisar o final da década de 90 e o início dos anos 2000, ultrapassar pelos boxes era meio que a prática que imperava nessa época, para quase todos os pilotos. Sim, tinha ultrapassagem na pista, mas era muito mais difícil. E cada piloto se ajusta da forma que é possível. Tanto que no ano passado ele foi o piloto que mais fez ultrapassagens, mesmo velho e num carro mediano. E se você lembrar no início da carreira dele, também fazia muita ultrapassagem, sim. Comparando com o futebol, é como a Holanda influenciou o modo de jogar a partir da copa de 74.

      O Vettel deu uma resposta parecida a essa questão, justamente por considerarem ele um piloto que não sabe ultrapassar. Depois de Abu Dabhi e do Brasil parece que todos ficaram ‘quietinhos’, digamos.

      Sempre vi dessa forma, com um carro inferior ele ia pra cima, com o melhor carro era imbatível.

    • Não sabe de nada esse José Brabham!!!!!!!!!!!!!!!!! na verdade, é apenas mais uma viúva invejosa!!!!!!!!!!!!! senna também construiu sua mediana carreira em poles, mas não em voltas mais rápidas pois era um fracassado nesse quesito!!!!!!!!!!!!

  • Lembro de um comentário do Damon Hill mais ou menos assim: “…Schumacher hoje é padrão de qualidade. Quando um cara é excelente no que faz, vira um Schumacher da sua profissão. Esse aí é o Schumacher dos Dentistas, essas coisas…”

    Grande Schummy, pra mim o melhor de todos!

    Abraço pros homens, mulheres e viúvas.

    • voce só pode estar brincando: comparar anos 50, 60, 70 com os anos 90 e 00 não dá, né? Só pra te informar, nos anos 50 corriam príncipes e milionários junto de profissionais. Isto já acabou a pelo menos 3 decadas ou mais. Os ultimos de que me lembro são Von Opel e Rebaque. Hoje são 24 profissionais consagrados em categorias intermacionais importantes, o que muda muito o nivel de competitividade. Sem falar que houve épocas em que carros de F2 corriam na categoria. Portanto, aquele grafico não passa de mais uma inutilidade nos argumentos que buscam diminuir a importancia do alemão na história da F1.

  • A mensagem que ele passa é inspiradora. Ele quer ser lembrado como um piloto, um racer, e um cara completamente comprometido. E isso ele sempre foi. Com resultados ou não, sempre foi um piloto extremamente concentrado e dedicado. Mesmo na F1, onde o comprometimento é enorme, ele sobressaía nesse aspecto.

  • Não vi toda a carreira do Piquet, a do Senna quase, mas satisfeito em saber que pude ver a história da fórmula 1 ser escrita e mudada em toda a carreira desse alemão. As mudanças de regras dos últimos 10 anos só começaram por causa dele e o modo dos pilotos trabalharem hoje, tanto na parte física quanto técnica foi totalmente influenciada por ele. Só lendas podem mudar um esporte, não importa o quanto você admire ou odeie um esportista, contra fatos não existem argumentos.

    Sem dúvidas o melhor de todos. De longe.

  • Pior é o arrombado do Galvão que ficava falando toda corrida que a Mercedes tinha demitido ele e que tinha batido na porta da Ferrari e da Sauber sem conseguir nada. Fez de tudo para acabar com a imagem do Schummi, como se tivesse abrido a caixinha de veneno para compensar os anos e anos em que teve que narrar suas vitórias. Espero que esse merda desse Galvão tenha um fim triste.

  • O título não veio, mas ele pode se orgulhar de ter tentado e ter superado o stress físico de correr com mais de 40 anos de idade. 7 vezes campeão, talvez um recorde para a eternidade.

    Schumacher war auf jeden Fall einer der besten aller Zeit. Vielen Dank für alles und genieß dein leben!

  • Piquet não foi bem de Lótus, Barrichello não foi bem de Honda e Williams, Senna não queria ficar na Mclarem Ford, Villenenuve não foi bem em carro ruím nenhum. Hill não foi bem fora da Williams…
    Por quê o Schumacher tinha que arrasar na Mercedez?…
    Fez corridas belas, sim. Lembro de umas três em que o Button penou dezenas de voltas atrás dele na chuva, e outras em que só o ultrapassavam depois de muita briga.
    Veio, se divertiu, aprendeu, fez o que pode e vai pra casa tranquilo.

    Valeu, Schumacher!! Agradecemos pelos muitos espetáculos dominicais.
    Felicidades e alegrias com os cachorros e a família.

    • A volta do alemão não foi boa mesmo. Não dá para negar isso. Ele perdeu nas estatísticas para o Nico Rosberg, que está longe de ser um piloto de ponta. Mas acho que a cobrança foi excessiva. Schumacher tem uma história de vitórias na F1, e por isso será lembrado.

  • Foi realmente um enorme prazer, um privilégio e uma honra ter assistido a todas e cada uma das provas deste que é o maior de todos.
    F1 é somente para os melhores e ele foi o melhor entre os melhores.
    Grato Schummi!!!
    Danke Schummi!!
    Grazie Schummi!!