MENU

domingo, 12 de maio de 2013 - 16:25F-1

DE CATALUNYA (4)

decat003SÃO PAULO (sem pressa, irmãos) – Vou começar do começo, malhando o Judas. Praga de quem não está gostando da situação, o microfone de Barrichello não funcionou no grid. Depois, cenas de pastelão. O repórter-babá (que é bom, diga-se) segurando o microfone e o aspirante a repórter segurando junto.

Coisas básicas de TV. Nunca segure o microfone se tem alguém já segurando. Não dispute o microfone. Treino, preparo.

Entrevistas? Jean Todt: “Tutto bene?”. Foi a pergunta. Acabou. Treino, preparo. Saiba sempre o que perguntar. “Tutto bene?” não é pergunta.

Técnica. “Esse aqui é o aspirador que a equipe usa pra resfriar os freios.” O cara coloca nas entradas de ar laterais. E é um ventilador. Falta vocabulário. Treino, preparo.

Pau dado, vamos à corrida, que é mais importante.

El Fodón de las Astúrias agora é isolado o quarto piloto com mais vitórias na história, 32. Desempatou de Mansell. Foi sua segunda em GP da Espanha, terceira no país. Venceu em Valência no ano passado. Em Barcelona, em 2006 com a Renault.

É um pilotaço, que fez ultrapassagens no início soberbas e, depois, estabeleceu Raikkonen como alvo, já que o finlandês iria parar uma vez a menos nos boxes. “Só” três pit stops. É coisa pacas, mas o jeito, para quem não lida tão bem com a borracha, era fazer quatro.

Monitorou Kimi, passou a Lotus na pista, foi, viu e venceu. Considerando o fato de que a Red Bull não tem aquele carro outrora imbatível, que a Lotus possui limitações, que a McLaren morreu e que a Mercedes é leoa de treino, temos um favorito ao título.

A corrida de Massa ajuda a reforçar a tese. Melhor dele em muito tempo, com uma primeira volta primorosa e sem perder o contato com a turma da frente nunca. Pódio merecidíssimo e de enorme valor, já que largou em nono. Palmas para ele. De verdade. Foi o Massa de outros tempos.

Kimi em segundo cumpriu seu script. Não tem carro para vencer sempre. Mesmo com uma parada a menos, chegou atrás de um caro só. Falta um tiquinho de velocidade. O quarto e o quinto dos rubrotaurinos me surpreenderam. Esperava mais de Vettel. Vitória, para dizer o mínimo. Foi discreto. De certa forma, a corrida de Webber foi mais impressionante, porque teve de recuperar bastante terreno depois de uma largada novamente desastrosa.

Foi a primeira vez que alguém venceu em Barcelona sem ter largado nas duas primeiras filas. Mas deve-se relativizar isso. Mercedes na primeira fila é como se não houvesse. Os dois carros perdem rendimento miseravelmente em ritmo de corrida e é incrível como sua suspensão engenhosa não colabora. Engenhosa porque mantém o carro a uma altura homogênea do solo, otimizando, obviamente, os fluxos de ar. Mas come borracha como ela só. Algo para os engenheiros tentarem entender. Hamilton nem nos pontos chegou. Rosberguinho foi o sexto.

A McLaren conseguiu colocar os dois nos pontos, o que a esta altura do campeonato é quase um milagre. Button fez uma corrida excelente, dentro de suas possibilidades. Estava em 17° na primeira volta e chegou em oitavo, dois segundos à frente de Pérez que, evidentemente, nem ameaçou uma disputa. O inglês parou três vezes. O mexicano, quatro. Di Resta fez a dele, na média da Force India: sétimo. E Ricciardo arrancou o pontinho nanico do dia.

Legal ver Alonso com a bandeira da Espanha. A FIA chegou a chamá-lo à torre para dar uma dura, mas foi apenas para carimbar “somos ridículos”.

Na classificação do campeonato, Vettel lidera com 89, seguido de pertíssimo por Raikkonen, 85. Alonso tem 72, Hamilton marcou 50 e Massa anotou 45. Próxima parada, Monte Carlo.

E viva a Lusa, campeã de novo.

366 comentários

  1. jucão disse:

    Deixa o cara se meter a jornalista em paz, já penssou se suas corridas de 69 fossem transmitidas pela globo ele fosse criticar sua pilotagem? Aposto que daria um livro

  2. Alexandre disse:

    Valeu por bloquear meu comentário……

  3. Eduardo Schmidt disse:

    Achei que Vettel fez mais até do que o carro lhe permitia…uma primeira volta excelente na disputa com Hamilton, passou Rosberg, segurou Alonso até quando pode, e depois não teve carro pra mirar Raikkonen, com uma Ferrari voadora não havia como se sustentar a frente de Massa, apenas isso!!!!

  4. Levi Davet disse:

    Mais uma notinha: desrespeito do Galvão com o rádio do Giedo van der Garde. Ele não quis saber e falou por cima, dizendo “ah é o van der Garde, não interessa”. Daí momentos depois aparece uma roda solta na pista. A roda tinha saído do carro do van der Garde.

    Por essas e outras que a cada dia eu torço pro Felipe Nasr (único brasileiro na rota da F1 atualmente) ser um completo fracasso e que a F1 vá pro SporTV de vez.

  5. Levi Davet disse:

    Ponto alto da transmissão, certamente os adjetivos que o Galvão consegue inventar pro Senna: insuperável, fantástico, maravilhoso, único…

  6. Flávio disse:

    Flavio,

    Analisando friamente, não seria o mais lógico tirar o Burti das transmissões? O Barrichello parece ser um sucessor natural para o trabalho dele. Pilotou carros com tecnologias mais novas, com os novos tipos de pneus, motores V8 etc… Conhece toda a turma do grid e pode traduzir o rádio tão bem quanto o piloto da Stock. Me parece que a Globo fez uma ótima aquisição, mas não está sabendo usar.

    Abs,

  7. artur melo disse:

    Fantastico é o Galvão se mostrando a mais vistosa e notoria viuva do Senna.Diz que o imortal,o genio,o insuperavel, o melhor de todos os tempos , o maravilhoso Senna lhe disse que em determinada corrida em Monaco,encaixou uma volta perfeita e então percebeu que estava guiando em outra dimensão.Está mesmo.Desde de 1994.Com todo o respeito.O GB baba tanto o Senna que se tem antipatia do mesmo por conta do excesso do GB.

  8. Iz Kariotz disse:

    Vamo bagunçar a coisa toda: dois fabricantes de pneu e obrigação de usar pneus dos dois durante a prova. Quero ver!

  9. Junior disse:

    Alguém saberia me explicar por quê o Massa após as paradas andava voando (mais rápido até que Alonso) e apos umas dez voltas já havia detonado os pneus e se tornava um dos mais lentos entre os ponteiros? Será que Alonso poupava os pneus assim que os trocava, ou seu estilo de pilotagem sacrifica menos os compostos e o estilo do Massa destrói os pneus?

    • Mauricio disse:

      resposta dois. O Massa força mais na sada das curvas. O Alonso é mais suave. Tanto é assim que no pau o Massa é levemente mais rápido, já na técnica o Espanhol ganha de lavada.
      Não é uma má característica, mas para a atual F1 é letal. Massa aprendeu a pilotar assim com o velho Schumacker. Mas tem uma vantagem sobre o alemão, ele tenta mudar.

  10. Marcelo R. disse:

    Embora respeite quem pense de forma diferente, não vejo como não admitir que Fernando Alonso é um dos maiores pilotos da F1 da era pós Senna. Acho ele inclusive mais piloto do que Schumacher.

    Vettel é a encarnação da frieza alemã, um discípulo de Schumi, um Prost mais técnico ainda.

    Vejo uma certa antipatia contra o espanhol, principalmente por ele ofuscar o seu companheiro de equipe que é brasileiro e também por conta do seu suposto caráter. Não entendo como existem pessoas que se acham no direito de julgar e que podem definir uma coisa tão complexa no ser humano como é o caráter, com base em situações ou decisões tiradas em corridas.

    Se fóssêmos perguntar a qualquer psicanalista sério, ele diria que mesmo acompanhando um sujeito por anos ou até décadas, talvez não conseguisse definir a personalidade de qualquer pessoa.

    Assim, vejo uma certa dor de cotovelo porque Alonso tem uma determinação semelhante ao dos grandes pilotos e nele incluo Ayrton Senna. Não digo que pilota o mesmo, mas é, como Senna, superior ao resto da Turma.

    Essa determinação do Asturiano gera uma dor de cotovelo em certas pessoas porque, no fundo, ele faz exatamente o que gostaríamos que os pilotos brasileiros fizessem. Sua tenacidade, sua garra, sua capacidade de não se entregar nunca e de ir até o fim como aconteceu no ano passado quando com uma Ferrari ridícula por pouco não levou a taça.

    Muitos poderão dizer que não querem ou jamais admitiriam que um piloto brasileiro fizesse ou utilizasse dos mesmos métodos de Alonso, em especial ordens de equipe.

    Entretanto, como tive a felicidade de ver e acompanhar aqueles domingos inesquecíveis das vitórias de Senna, Ayrton impôs uma ascendência sobre Gerrard Bergher que todos achavam normal que ele não incomodasse o nosso gênio.

    Essa é a crise de identidade de alguns críticos do Espanhol, ele faz tudo que não presta. Mas quando nosso Golden Boy fez coisas semelhantes como aquela relargada em Ímola quando ele ignorou o acordo feito com Prost e a McLaren, aí é outra coisa e sempre aparecem atenuantes.

    A ultrapassagem feita em nada mais nada menos do que Raikonnem e Hamilton, de uma só vez, mostra o talento que o asturiano tem. Por isso, não espero manobra semelhante de Vettel, não tem o mesmo traquejo, é de outra escola, outro estilo.

    Por fim, a RBR está atirando por conta da regra dos pneus porque sabe que esse departamento não é da responsabilidade do Adrian Newey. Aí é que o buraco fica ainda pior porque Vettel é rápido, mas não sabe absolutamente nada de acerto de carros. Afinal, não foi por outro motivo que ele só renovou com a RBR depois que esta garantiu a permanência de Newey.

    A declaração do dono da RBR é no mínimo estúpida, pois tenta deslocar o foco da questão ao dizer que não é competição de carros, mas de gerenciamento de pneus. Primeiro, porque quando ganhou as provas anteriores as críticas não existiram e segundo porque, obviamente, o carro de fórmula 1 é feito inclusive de pneus e se uma equipe não tem competência para gerenciá-los é problema dela. Até mesmo porque se alguém tem o direito de reclamar dos pneus é a Mercedes e a equipe não fez isso, pelo contrário está tentando encontrar a solução para o desgaste, coisa que a RBR já deveria estar fazendo

    • Paulo Vargas disse:

      Irretocável seu comentário……nem acredito que uns caras tipo; Pinto, JackSpeed, Gerson ou qqr outro possa questionar algo aqui. Muita lucidez e razão, parabéns!!

      • Carlos disse:

        O Alonso sabe muito de acerto de carros, deu pra ver como ele levantou a Renault, a Mclaren…
        Qtas corridas o Alonso ganhou em equipe pequena, mas pequena mesmo?
        O Vettel é muito braço, ganhou em Monza, circuito clássico e de ToroRosso…

    • Allez Alonso! disse:

      Boa, comentário inteligente, bem fundamentado e coerente… Apareça mais vezes, hehehe!!

    • ZZZZZZ disse:

      Uma pérola de sabedoria encontrada no esgoto.

    • Ricardo disse:

      Acho que esse cara tem a memória curta . Esqueçe o passão que o Vettel deu no Choronso em Monza , naquele curvão de alta logo após a 1ª chicane de Monza . Vettel passou com 2 rodas pela grama .Choronso é um chorão , piloto que só ganha qdo é ajudado , em 2010 ficou mais de 50 voltas atrás do Petrov e não teve capacidade de passar o russo em Abu Dhabi .Sem falar , que tá metido nos maiores podres da história recente da F1 , e qdo realmente teve um companheiro de equipe forte , tomou um pau do Lewis estreando na F1 , e pediu arrego e se mandou da Mc Laren.

      • Ricardo disse:

        Tá tentando passar o Petrov até agora , sem falar nas vezes que o Massa teve que aliviar prá não passá-lo na 2ª metade do ano passado , nem vou falar de Hockeinhein 2010 , ultrapassagenm pelo rádio . Repito , qdo teve um companheiro de equipe bom , tomou pau e saiu da equipe com o rabinho entre as pernas .Enquanto o Choronso chora , o Vettel vai ganhando titulos .

      • Marcelo R. disse:

        A questão da memória ser curta é relativa. Pare pra pensar o cara só está atrás das lendas Schumacher, Prost e Senna em vitórias. Dizer que todas as corridas que ele levou foi por conta de ordem de equipe, sinceramente, é infantilidade.

        No caso do Petrov, ele é a prova mais concreta que se a regra do DRS estivesse valendo naquela temporada, Vettel não teria sido campeão.

        O melhor companheiro de equipe que Alonso teve foi Hamilton. Mas, ao contrário do que vc aponta, em 2007 eles terminaram empatados com 109 pontos, sendo que na corrida final em Interlagos Hamilton vinha com um motor novo que lhe dava uma vantagem de aproximadamente 40 cavalos em comparação com o carro do espanhol.

        Então, com todo o respeito é um empate que tende ao Alonso porque quem teve a equipe a seu favor, durante a reta final do campeonato foi Hamilton.

        Nesse ponto eu reitero o que disse anteriormente: Se fosse outro piloto que fosse contratado por uma equipe de ponta, com status de primeiro piloto e acontecesse o que aconteceu quem faria o que ele fez? Felipe Massa não fez, Webber não fez, Vettel duvido que faria. Todos ficariam ali quietos mamando na teta de uma equipe grande e tocando a vida. Ele não, mandou a McLaren às favas e foi competir numa equipe pequena, mas não compactou com a patrulha de Ron Dennis. Veja que o mundo dá voltas porque somente neste ano Hamilton admitiu que agora está livre do julgo do antigo chefe de equipe.

        Quanto ao Vettel ele fez essa ultrapassagem como de costume, usando a parte de fora da pista, razão pela qual ele já teve de devolver posições por conta disto (lembra do Button ano passado?). Se formos falar em maracutaia, não fica ninguém na F1. Talvez vc não saiba ou não se lembre, mas pouco se fala da pressão que Senna tinha naquele final de semana em Ímola.

        Ele havia rodado na subida do lago em Interlagos e abandonado e também foi atingido por outro carro em outro GP, se não me engano, naquela época, o GP do Pacífico.

        Pois bem, Senna no GP do Brasil levou um tempo bem maior do que Schumacher para reabastecer e teve de voltar tirando uma diferença absurda e deu no que deu.

        A explicação de como a Benneton (Flávio Briattore e Schumacher) conseguiram aquilo veio no GP de Monza. Eles tiraram o filtro de combustível da bomba para com isso ela injetar mais combustível em menos tempo. Nesse GP, o carro do companheiro de Schumacher pegou fogo durante o pit stop.

        Isso sem falar do assoalho irregular da Benneton de Schumacher que deveria ter sido desclassificada sumariamente do campeonato, mas apenas foi suspenso por duas corridas.

        Ano passado quem não se lembra que a RBR usava uma mapeamento no motor para em baixa velocidade manter alta saída de gases no difusor e com isso ganhar aderência?.

        Agora eu fico pensando, o que é pior: Forçar a equipe a dar ordem de passagem ou se aproveitar de uma ordem de não passar?. Vettel fez com Webber exatamente o que Alonso fez com Massa na Alemanha. Na minha opinião com uma agravante no caso do Alemão: Enquanto Felipe teve ciência da decisão e tudo foi feito às claras, Webber não teve a mesma oportunidade, sendo induzido a acreditar numa situação que a equipe lhe informara.

        Felipe, se quisesse poderia não dar passagem e assumir as consequências. Essa ciência não foi dada a Webber.

        Então, não digo que todos fazem. Mas que há um histórico de coisas erradas, há sim e a comparação não deve ser com a ética pura ou ideal, mas entre eles próprios o que nos leva quase que a lei da selva.

      • Allez Alonso disse:

        É uma luta inglória, já tentei alfabetizar esses caras sobre f1, inclusive usando os mesmos bons e irrefutáveis argumentos que você usou, mas não adianta… Só complementando, o Alonso levou a maior parte do budget pra Mclaren em 2007, portanto deveria ter sido cumprido o status de primeiro piloto em relação ao espanhol, algo que Ron Dennis não fez…

      • Paulo Vargas disse:

        É a minha luta tbm Allez, mostramos com argumentos sólidos e factuais mas o problema é: O Blog é de fãs de Schumacher e Vettel, resta-nos ser firmes!

      • O PENSADOR disse:

        Acho que este Marcelo deve ser parente do Alonso…rs…rs…

      • Paulo Vargas disse:

        Se for listar aqui as vezes que Vettel foi ajudado ou deram ordens p/. webber não ultrapassá-lo ou ainda as x que o alemãozinho mimado bateu em outros, faltariam caracteres. kkk. Pisar no da direita sem medida é fácil, quero ver quando se tem que usar a cabeça poupando equipamento. Vettel não consegue encostar nem em Massa, quanto mais em Raikonnen e Alonso!

      • O PENSADOR disse:

        Bem não entendi sua colocação, você esta falando de F1 ou jogo de xadrez? Pois até onde sei e quem realmente gosta e entende de F! gosta é de que o piloto pise no da direita sem medida e que vença o melhor e não ficar nesta disputa de “cumade”…rs…rs…rs… Passou da hora do “Simprice das Alturas” voltar para a Espanha ir cuidar da sua “Russinha” e dar lugar para o verdadeiro campeão assumir a vaga na Ferrari como primeiro piloto e começar a era Vettel x Ferrari, como foi a era Schumacher x Ferrari… Fora Alonsito…rs..rrs..rs…

    • Mauricio disse:

      Erros e acertos no mesmo texto, mas coerente.
      Só um contra ao seu comentário. Existe sim um bom motivo para questionar os pneus deste ano. Eles estão se desmanchando, soltando pedaços imensos da banda de rodagem durante a prova. Isso é extremamente perigoso. Mais de três janelas de parada também é um senhor problema de segurança. Para piorar os tempos de prova foram acima de 8 segundos mais lentos que os tempos do Q1. Ou seja, o pessoal da RBR está certo ao dizer que a prova foi uma administração de desgaste de pneus e não uma corrida.

    • Nelson disse:

      Belo comentário. Só não concordo que seja melhor do que Schummy, pois nem o Senna era, mas de resto sua lucidez é inquestionavel. Deve ser defeito de “Marcelos”.

    • Ulisses disse:

      Marcelo, Alonso é o melhor piloto do grid atualmente, dispõe de uma técnica refinadíssima, rápido sem maltratar o carro, pneus, é “limpo” nas disputas com adversários, bom de classificação e corridas … etc etc.
      Mas as suspeitas sobre seu carater também vem do fato (ou dos fatos) de ele estar envolvido, ou no mesmo saco, no mesmo “balaio de gato”, dos 3 maiores escândalos da F1 contemporânea.
      Ele é culpado? Participou diretamente? Não sabemos, mas ele estava “dentro” de todos, portanto …

      Relativo ao Senna, concordo com você quanto a nossa negligência brasileira com alguns fatos mas, ele sempre ultrapassava quem estava mais lento a sua frente, só isso, não ficava chorando no rádio. Também costumava devolver alguns golpes, com a mesma intencidade que lhe foram desferidos.
      Podem falar o que quizerem, mas Senna era muito rápido, um dos pilotos mais rápidos que o mundo já conheceu, assim como Schumacher, Piquet, Villeneuve (o pai), Fangio, Emerson, Clark, Hunt, Stewart, Peterson, Lauda … Alonso e mais uns poucos!
      Mas, tem-se constatado na Europa em várias publicações que Senna era realmente (muito) especial.

    • Wander José Vernillo disse:

      Seu comentario parece ser de quem entende de F1. Porem sua torcida pelo Alonso faz com que você exagere em algumas coisas, por exemplo, dizer que Alonso é melhor que Schumacher, como um piloto com 2 titulos e 32 vitórias pode ser melhor que outro com 7 titulos 91 vitórias, apesar do Alonso ter mais alguns anos na F1, não chegara nem a metade desses números. Sobre Vettel ter renovado o contrato só depois depois de saber que Adrian Newey ficaria na Red Bull tá certo ele de querer um bom carro. Alonso fez muito pior, colocou uma cláusula no seu contrato que impede a Ferrari de contratar Hamilton ou Vettel. Enfim, toda opinião de fã, comentarista ou especialista, tem um lado emocional de torcedor. No fim das contas o que vale mesmo para saber quem e melhor são os números. E por enquanto os do Vettel são melhores.

      • Marcelo R. disse:

        Não acho que esteja exagerando ou cometendo alguma injustiça. Os números não mentem, nisso vc tem razão, mas são facilmente manipuláveis.

        Os economistas tem até um chavão que dizem que os números quando bem torturados dizem aquilo que nós queremos.

        Schumacher foi um piloto extraordinário. Entretanto, não acredito que os números dele sejam suficientes, no meu entender, para considera-lo superior a outros pilotos que, se tivessem tido a mesma oportunidade ou no mínimo vivenciado a mesma tecnologia teriam conseguido resultados até melhores.

        Veja por exemplo um que considero acima dele: Jim Clark o escocês voador.

        Algumas das marcas de Clark só foram superadas nos anos 1980, veja ele morreu em 68. O total de pontos que ele obteve em 1963 durou até 1985, quando Prost, não foi qualquer um, o superou. Acontece que o campeonato de 1963 teve 10 corridas, enquanto o de 1985 teve 16.

        Se analisarmos os números friamente eles nunca poderão dizer a realidade onde e como foram obtidos, porque é justamente isso que eles são: números, um dado estatístico.

        Dou esse exemplo para mostrar que recordes são quebrados, novas marcas são estabelecidas, mas se não bastasse o abismo tecnológico, médico, físico dos pilotos e das equipes os caras correm quase que o dobro que as gerações passadas.

        Daí porque eu vejo com parcimônia alguns números, e também porque considero Ayrton muito, mas infinitamente superior ao Schumacher. Não porque ele é brasileiro, mas simplesmente porque o que ele fez, independentemente, de ele ter 03 títulos e o Schumacher 07, ser suficiente para comprovar que um extraía muito mais do carro tudo e mais um pouco.

        Veja o legado dos dois: foi Senna quem teve a idéia de dividir o circuito em setores e avaliar como ia em cada parte dele e depois definir qual acerto usar. O de Schumacher: foi do alemão as voltas voadoras antes de pit stop para reabastecimento. Respeito que pensa diferente, mas é o legado da ultrapassagem no box. Coisa das mais nefastas que vigeram na F1.

        Isso sem contar que Schumacher, depois que o motor de Hakinnen foi pro espaço no GP dos EUA de 2000, e o finlandês resolveu se aposentar jamais teve concorrentes à altura. David Coulthard e Irvine sequer poderiam incomodá-lo, o único que conseguiu um pouco foi Montoya.

        Assim, com todo o respeito, não vejo motivos para que coloquemos somente os troféus como único requisito para avaliarmos a carreira de cada um.

        Agora chega por que eu já falei demais

      • Wander José Vernillo disse:

        Marcelo R. voê não falou demais não, devia até falar mais, seus comentarios são ótimos, com certeza de quem entende muito de F1. Pra falar a verdade usei os números contra o Alonso, porque não gosto dele. Não gosto do Alonso pelas declarações que ele deu na reta final do ano passado, coisas do tipo, meu adversário é Adrian Newey. É bom lembrar que a Red Bull nunca tinha ganho nada na F1 antes do Vettel e Adrian Newey já estava lá três anos antes. Mas devo admetir que Alonso em corridas ainda é superior ao Vettel, só que Alonso está no seu auge como piloto, já Vettel apesar dos três titulos é quase um iniciante e vem evoluindo muito ano após ano. Que bom ver dois grandes pilotos disputando campeonatos ponto a ponto. Muito melhor que os vôos sólo do Schumacher.

  11. O PENSADOR disse:

    Interessante que todos falavam que o problema da Mercedes era a idade do Schumacher, que depois da entrada do Hamilton, iriam ganhar o campeonato, mas pelo que vejo e sempre foi minha opinião, o que falta a Mercedes é desembolsar mais dinheiro para a equipe, ou seja, não adiantou tirar o Schumacher o problema nunca foi ele, tanto que se tivesse com a Ferrari o ano passado que era uma “baba” aquele carro, tinha ganho o campeonato de 2012, agora com esta deste ano já tinha ganho todas as corridas até agora… mas como tem um pilotinho medíocre (Alonso) no comando até agora só conseguiu duas vitórias, então dá-lhe Vettel o Tetra é seu….Concordo quando dizem que a Ferrari esta arrumando um jeitinho para que a Pirelli produza estes pneus ridículos que estão acabando com a F1, quero ver pega mas com a força de motores, aerodinâmica, reabastecimento e não esta bobeira de ficar conservando pneus….muda F1.

    • samuel.aju disse:

      Só um detalhe, os pneus ridiculos não são do tempo do Shumacher na Mercedes… Então o Hamilton em tese está em condiçoes mais adversas do que as do alemão.

    • ZZZZZZ disse:

      Alonso piloto “medíocre”. Imbecilidade atroz e extrema, a gente vê por aqui.

    • Paulo Vargas disse:

      Poxa vida, agora se Vettel não vencer este ano a culpa é dos pneus??? que lixo de piloto este sim é o verdadeiro choronso…..ano passado Alonso lutou com uma Ferrari 1 seg mais lenta seus imbecis.

      • O PENSADOR disse:

        O parente do Alonso se ele tivesse ficado com a Ferrari do GP da Espanha de 2012 sem atualização nenhuma até o fim da temporada, até a Virgim ou Marussia iria dar umas cinco voltas nele durante as corridas, ele lutou sim mas foi porque no final já não tinha mais este 1s e mesmo porque o Vettel teve vários problemas durante o ano não fazendo uma boa primeira parte da temporada, só depois da parada do meio do ano que começou a despontar, acho que vcs não assistem as corridas, só leem comentários na internet…rs…rs..

  12. Mauricio disse:

    Hey! Onde foram parar os comentários feitos entre as 12 e as 16 horas?

    • Mauricio disse:

      Belo comentário Ales, mas não concordo em parte com o articulista. Há um componente a respeito de segurança que está se aproximando rapidamente do limite.
      As janelas de parada estão se tornando muito criticas. Desde o começo do ano ocorreram inúmeros incidentes no pitstop. Os incidentes com os pneus do Massa, ninguém comentou o que realmente ocorreu, principalmente com o último…
      Tudo bem, aceito que os carros são projetados para contornar estas variáveis, mas quando as diferenças de tempo entre o Q1 e os tempos de prova sobem para mais de 8 segundos, tem algo errado ai. F1 é prova de velocidade versus resistência e não prova de quem pilota menos pesado, com pé de anjo. Prova disso era o desespero evidente do Hamilton no final onde ele respondeu ao engenheiro simplesmente não saber mais o que fazer para economizar o que já não tinha ha várias voltas. E o carro Mercedes é muito rápido. Talvez até mais que o RB9.
      Pergunto-me o que uma Force Índia estaria fazendo hoje se os pneus não fossem um problema. OU mesmo a Lotus.

      • Allez Alonso disse:

        Boas colocações Marcelo, mas veja que os carros foram desenvolvidos para os pneus, não os pneus para os carros. E são pneus iguais para todo mundo, a Lotus não gostaria que mudassem os pneus já que eles são os que consomem menos borracha, a Ferrari conseguiu em Barcelona andar rápido o tempo todo, não tiveram um ritmo delineado pela degradação, foram voltas de qly o tempo todo, se programaram pra isso (4 paradas) e a rbr percebeu isso tarde. Quanto a degradação excessiva de pneus, acho eu que a temperatura do asfalto nos testes de inverno foram muito mais baixas que o encontrado pela Pirelli nesse domingo, talvez isso explique o nó na cabeça dos engenheiros das equipes e da fabricante dos pneus, mas em relação ao estouro dos pneus do Massa no Bahrein, isso se deu por detritos, inclusive o Hembery postou uma foto do detrito que causou o furo no segundo pneu do Massa no Twitter. Uma outra coisa interessante, reparou que o pneu do Di Resta furado no P2 perdeu toda borracha mas conservou a estrutura? Aquela malha de aço se conservou, foi uma mudança estrutural justamente pra impedir que o pneus se desintegre ficando apenas na roda, o que poderia ser muito perigoso. Um piloto não conseguiria levar o pneu até esse limite de desgaste, a vibração seria enorme..

      • Mauricio disse:

        Com certeza não levaria, realmente, mas pneu que perde todo ar de repente é perigoso. Ainda mais na F1 e suas velocidades altíssimas.
        Não me sinto tranquilo ao ver pedaços de quase meio metro quadrado de borracha voando por todos os lados na pista durante a corrida. No meu conceito de engenharia isto está errado e muito!

      • Carlos disse:

        Allez,

        Em geral vejo que tb gosta de F1, se dedica a ler sobre o tema e tal…
        Me responde, quantas vitorias o Alonso teve com equipes pequenas? Como foram os resultados dele com a Minardi?
        Em Monza, na chuva de Toro Rosso o Vettel tb só ganhou por q tinha o melhor carro da f1? Foi o Tilke q fez o circuito?
        Qdo ganhou seus dois títulos na f1 – há distantes 7 anos – a Renault tu tb afirma que eles não tinham o melhor carro?
        A Minardi virou Scuderia Toro Rosso, sem dúvida um excelente carro de ponta – ainda mais pra brigar com as Mclarens e ferraris e quem deu a primeira vitória da equipe?
        Até a chegada do Vettel, quantas vitórias tinha a RBR?

      • Allez Alonso! disse:

        Cara, nao fala besteira. Veja os resultados da toro naquele ano, os pontos dos companheiros de equipe do Vettel, inclusive em Monza, a classificação final do mundial, à frente da RBR, e nao se esqueça de quem foi o projetista daquele carro e seu motor Ferrari.

      • Tiago disse:

        Pois é, a Toro Rosso andava mais que a Red Bull naquele ano, e coicidência ou não (ou não, pra mim), a Red Bull cresceu muuuito no ano seguinte, quando Vettel foi pra lá, lhe dando o vice-campeonato. E nos anos seguintes, 3 títulos. Até a chegada de Vettel, a Red Bull era muito ruim, e já contava com o Newey desde 2007 (de fato). E pra exemplificar isso, um comentário de quem entende: Victor Martins e Ricardo Divila – http://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/coluna-superpole-por-victor-martins-quem-e-melhor-alonso-ou-vettel

      • Allez Alonso disse:

        É a terceira e ultima vez que escrevo isso aqui. Em 2006 o túnel de vento da rbr recebeu o ultimo upgrade antes da chegada de Newey, antes o túnel da arrows comprado da british defence nao era dos mais modernos. Até 2008 as equipes podiam intercambiar projetos entre coirmãs, toro e rbr e Honda e super aguri, podendo atuar em duas frentes, Newey pôde preparar o terreno para o novo regulamento que viria em 2009. O novo túnel permitiu ao Newey fazer os bons carros da toro e tanto Liuzzi e Speed, 2007, e Vettel e Bourdais, 2008, tiveram bons resultados com a equipe satélite. A partir de 2009 proibiu-se o intercambio de projetos, a super aguri faliu e a toro nunca mais foi a mesma. Dessa forma, foi somente em 2009 que Newey pode fazer um projeto a partir de uma folha em branco, o RB5, e se não fosse o difusor duplo da Brown, já teria sido campeã em 2009. Esse carro foi a base vencedora que deu três títulos ao Vettel. Para Vettel ser considerado aquele capaz de reerguer um time, ele tem que sair da asa do Adrian Newey e da RBR. Metade do grid seria campeão com uma red bull e bater um piloto como Webber em fim de carreira não é motivo de orgulho. Aconselho você ler outras fontes, preferencialmente em inglês, a Inglaterra é a Meca automobilismo e base das maiorias das equipes de f1.

        http://www.autosport.com/news/report.php/id/104812
        http://en.espnf1.com/f1/motorsport/story/97791.html
        http://www.jamesallenonf1.com/2012/12/my-top-5-drivers-of-2012/
        http://www.yallaf1.com/2012/07/08/alonso-being-hailed-as-best-of-current-generation-of-f1-drivers/
        http://www.racer.com/analysis-the-top-10-formula-1-drivers-of-2012-part-2/article/270645/2/
        http://www.f1fanatic.co.uk/2012/12/14/vote-f1-driver-2012/

      • Paulo Vargas disse:

        Quem quiser estudar e aprender, tembastante coisa nos livros publicados aqui tbm Allez. o problema é que não se publica muita coisa sobre F1, principalmente quando tem-se que traduzir do inglês.

  13. Wagner A. Campos disse:

    Seus comentários sobre a F1 são mto bons Flávio, mas fica a sugestão de comentar um pouco mais a GP2. As corridas tem sido bem legais, e considerando a importancia da categoria de acesso à F1, seria legal dar alguma atenção à ela. Aliás, lí suas críticas sobre a transmissão da corrida pela globo. Só assiti à F1 e GP2 pelo SPORTV e foi péssimo. O Lito apesar de experiente n tem dinâmica nos comentários e nem parece estar tão bem atualizado qto o Fábio Seixas que por lá esteve como convidado. Já o narrador, de quem nem sei o nome, é uma tristeza. O cara além de fazer inúmeros comentários vazios e piadinhas bobas, perde momentos chave da corrida, como inúmeras ultrapassagens feitas pelo Nasr, que foram negligenciadas por ele e só comentadas tempos depois como se tivessem acabado de acontecer. O Lito se engana o tempo todo sobre quem é quem dentro do carro, e às vezes é incapaz de se corrigir. Aliás, nenhum deles perde tempo em traduzir as comunicações por rádio das equipes. Qdo vc começa a sentir saudades das transmissões do Galvão Bueno é que algo está definitivamente mto errado…

  14. Mario Gasparotto disse:

    Fizeram um carro na Mercedes que aquece melhor o pneu nas duas primeiras voltas e derrete nas seguintes! Em Monaco, que teoricamente consome menos borracha, a Mercedes pode supreender, mas a Red Bull deve se dar melhor por lá, especialmente com Webber, mais agressivo que Vettel, por isso acho que Webber vai melhor em Mônaco. Campeonato muito bom deste ano, melhor do que eu esperava.

  15. Fabiano Lacerda disse:

    Alonso fazendo Aloncisses. Falar o que de um pilotaço desses? Se o carro dele realmente está no mesmo nível dos rubrotaurinos, é sim favoritíssimo ao título. É o melhor piloto, mesmo dividindo o grid com um piloto excepcional como o Vettel. O problema pro espanhol é que a Red Bull costuma ganhar muito terreno na segunda metade da temporada. E ainda existe uma diferença de pontos entre ele e o Tião. O Fodón vai precisar daquela sorte característica em pelo menos um GP pra chegar bem na fita na hora da onça beber água.

  16. Gerson disse:

    Como um cara que não sabe a diferença entre ASPITADOR e VENTILADOR pôde um dia querer ser campeão do mundo na F1??

    Como um cara que confunde um VENTILADOR usado para resfriar o motor do carro USADO NAS ENTRADAS DE AR, com um “aspirador” para “esfriar” os freios de um F1, pode querer um dia ser rival de Michael Schumacher?

    Sim, Barrichello, há mais de 20 anos, sabemos o que é um cobertor térmico de aquecimento de pneus e para o que serve!! Sim, sabemos que, mantém os pneus aquecidos a altas temperaturas…

    Essa participação do RB nesta corrida me pareceu mais uma produção de um video caseiro pra mostrar pra família, do que um serviço profissional de jornalismo.

    Perguntas bobas, comentários superficiais…Barrichello tem de parender o seguinte: Principalmente no começo de nova função, “menos é mais”.

    Sobre a corrida, Alonso foi fenomenal e mostrou pq é um campeão que merece respeito.

    Sobre Massa, tenho quase certeza absoluta, que se tivesse parado 4 ou 5 voltas nates de sua última parada p/ troca de pneus, chegariam em segundo lugar…

    Perdeu quase 10 segs para Kimi em 4 voltas e depois que parou nos boxes, não alcançou mais o Raikkonen.

    Taí uma corrida que se ele tivesse mais “feeling” de campeão, ao invés de esperar a Ferrari dizer o que fazer, teria antecipado sua parada e brigado por coisa melhor no final.

    è visível a estratégia da Ferrari, evitar sempre que o segundo piloto incomode. Não é pachequismo, que já leu tudo o que já escrevi neste blog sabe que estou longe disso…Mas a Ferrari sempre evita “complicações” entre seus pilotos, ou com o primeiro piloto. Um corre pelo título de piloto, outro pelo título de equipes/construtores…

    O box (Rob Smedley) vendo que o Kimi chegava tirando 2 segs por volta e deixando Massa na pista gastando pneu ‘ velho’???

    Chegar no pódio sempre é bom. Triste é ver um piloto brasileiro e sua família comemorando um terceiro lugar como se fosse um campeonato, e quando deu pra perceber que podia ter chegado mais longe.

    AMBIÇÃO DE SEGUNDO PILOTO É UMA MERDA!

    Uma pena o rendimento da Mercedes e da Force India.

    E o Perez vai incomodar a vida do Button na McLaren cada vez mais…

  17. eduardo disse:

    vinha disendo desde a australia que Alonso é favorito a Ferrari é boa em todas as pistas ao contrario da Redbull que varia muinto de uma pista para outra,o culpado da corrida dicreta do Vettel foi a estrategia confusa. da Redbull que fez. ele perder tempo demais com pneus velhos s se seguisse a Ferrari daria para lutar pelo podio com o Massa

  18. Celso disse:

    A borracha foi feita para se desmanchar mesmo, e piloto bom, anda no limite e faz o que o Alonso e o kimi fez. O Massa foi bem e o banco Santander vai deixalo por mais 03 anos.

  19. Fernando disse:

    Este papo sobre transmissão / globo eu comparo c o bbb: Maioria concorda q é lixo, qualidade e nivel cultural baixissimos, mas todos assistem p poder “criticar” depois. Se o tema principal é f1 mas a transmissão virou quase o maior foco, sugiro fazer uma enquete no blog p identificar se assistem TV X ouvem radio X livestream internet, etc, etc.

  20. Mariana disse:

    Pois é, todo mundo zoando depois da última corrida que o Hamilton já tinha o mesmo número de pontos que o Schumacher em toda a temporada passada. Ocorre que o Schumacher também deveria ter esses pontos a essa mesma altura de 2012 se não fossem todos os problemas mecânicos que ele teve e Rosberg não.

    A Mercedes nunca faz feio em começo de temporada, anda lá no bolo da frente e faz todo mundo pensar que “agora vai”, mas isso só dura aquelas primeiras corridas que as outras equipes levam para “se achar” com o carro, depois só a Mercedes continua perdida e qualquer pontinho de décimo lugar é uma alegria.

    A corrida que o Rosberg ganhou em 2012 foi a única do ano em que a Mercedes andou bem. Só “bem” mesmo, não “muito bem” ou “excelente”. Naquele momento, foi suficiente, do mesmo jeito que até pro Maldonado foi. Em todas as outras corridas, a Mercedes variou do “razoável” ao “vexame”. O Hamilton, coitadinho, já demonstra em suas declarações que está percebendo que fez sim um péssimo negócio, apesar da primeira impressão melhor do que o esperado.

  21. Mariana disse:

    “Tutto bene?” é foda, é por isso que eu coloco o despertador para 8:55h e durmo nesses 20 minutos pré-corrida.

  22. Mauricio disse:

    Resposta a tua pergunta foi a resposta que o própria Hamiltom deu ao engenheiro ao ser instado a economizar os pneus:

    -Não sei mais o que fazer!

    Os compostos Pirelli deste ano punem severamente os pilotos rápidos. Pune ainda mais que nos anos anteriores. Privilegia pilotos cerebrais, que sabem fazer o carro andar sem pisar fundo como são os casos de Alonso e Haikonen.

  23. Rodrigo Mendes disse:

    Poxa, uma postagem tão boa sendo manchada logo no início? Será que precisa mesmo pisar nos colegas de profissão e na concorrência? Será que não seria mais bonito fingir que não viu? Porque se a galera de lá começar a querer malhar e se importar com os passos de vocês, Flavio, pode ter certeza que eles vão ter extrema facilidade de apontar diversos problemas. Errar é uma atividade incrível do ser humano, é justamente aí que se mais aprende. Que feio, você não precisa disso. Ou precisa?

  24. Ulisses disse:

    Pois é Flávio, Alonso e Räikkönen até agora são os melhores do Grid em 2013. Aparentemente em razão de terem os melhores carros.
    A Ferrari parece que está achando o caminho …

  25. Mauricio disse:

    Belo comentário Flávio.
    Apenas a acrescentar que os pneus viraram as estrelas do espetáculo. Fala-se mais neles do que do pilotos.
    No ritmo que vai Haikonen é o favorito, já que, apesar de não ser o mais rápido, é o que dá mais trabalho na corrida por sua constância e economia de borracha. As Ferraris ameaçam, mas o Massa já demonstrou que forçar só um pouquinho mais é desastroso.
    Mercedez tem uma velocidade fantástica, os tempos da classificação foram por volta de oito segundos menores que os melhores tempos durante a corrida.
    A RBR parece sofrer o mesmo problema. Para que ter tanta velocidade se não dá para correr por conta da durabilidade dos pneus?
    Na ânsia de aumentar a emoção dos GP’s, a Pirelli criou um pepino. Tenho medo que estas joças de borracha que eles chamam de pneus acabem provocando algum tipo de acidente. Se não por culpa deles mesmos, se não pelo congestionamento nos boxes durante as janelas de paradas.
    A nota tragicômica do dia fica por conta do Hamilton dizendo desacorçoado pelo rádio que não tinha como andar mais devagar… Estava quase chorando no final. Pura raiva.

  26. Cranio disse:

    Barcelona… Pista onde todos estavam acostumados a ver o trenzinho rolar, com ultrapassagens só nos boxes…

    Agora mudou! Com os pneus toscos da Pirelli, a pista se transformou e permitiu muitas ultrapassagens durante a corrida inteira! Que maravilha…

    Não eram ultrapassagens que os fãs da F1 queriam?? Agora tem!

    Que meleca que virou esse esporte…

  27. luis fernando disse:

    o programa do Galvão o tal do na estrada eu acho que acabou por falta de vítimas ninguém aguenta a sua arrogância,poderiam colocar o barrichelo no seu lugar.

  28. Nelson disse:

    Verdade. Como escrevi em outro post, tem uns babacas que só metiam o pau no Schummy por não entenderem nada do que viam. O cara conseguiu fazer muito com aquela droga. Em todos as corridas que tinham chuva deu show. Como diz o grande entendido PRATA, ele foi o pior campeão de todos os tempos. Este cara é tão idiota ou torce pelo nosso idiota-mor o agora campeão dos comentaristas!!!

  29. Isso mesmo. Schumacher, velho, na sua última prova foi o sétimo, e Rosberg, o décimo quarto ou décimo quinto.

    E Rosberg é muito bom. O que Schumacher fez deve ser muito valorizado.

  30. Thom disse:

    Formula 1 é tão zzzzzzzzzzzzzzzzzzz
    A eterna procissão.

  31. Luis disse:

    Flavio, os sua colocação abaixo…

    “Considerando o fato de que a Red Bull não tem aquele carro outrora imbatível, que a Lotus possui limitações, que a McLaren morreu e que a Mercedes é leoa de treino, temos um favorito ao título.”

    Ainda acho prematuro para cravar o Alonso como franco favorito ao titulo e descartar a Red Bull/Vettel. Ainda acho que a Red Bull tem um bom carro e o Vettel tem muito pra mostrar ainda esta ano. Posso “queimar minha” lingua mas hoje ainda posto no alemão pra legar a taça. Quanto aos demais times concordo plenamento com sua avaliação.

    Abraços.

  32. LUZ PRATA disse:

    fala ferrarista 147 Jackspeed…hahahahaharsss.

    cara vc tem coragem de falar do Pior Campeao de Todos os Tempos… ainda ?

    aquele que precisava pedir a equipe147 que deixa-se seu n2 que tinha feito a Pole…no cavalete… na largada… pois sabia que tomaria PAU…???

    pedia para deixar o n2 sem gasolina…pois ele liderava o gp Brasil ???

    so ultrapassava nos pits ???

    exigia que colocassem pneus descalibrados no 147 b ???

    tomou PAU 3 anos seguidos do Mediano Rosbarbie ???

    e o novo Dick 147 ???

    Alonso comtinua seguindo perfeitamente os passos do seu Mestre 147…tomou uma mangueira Preta na Bunda…na Mclarem/MB…de um jovem n2 Negro…estreando na F1…??? depois foi EXPULSO do team…cara se liga mermao !!!! hahahaharsss…valeu ?

  33. Cristiano disse:

    Nos treinos para a corrida passada o Lito Cavalcanti falou da questão da suspensão da Mercedes, falou também que não era a única equipe a utilizar o sistema. Qual seria a outra ou outras Gomes?

  34. Paulo - Franca/SP disse:

    Bom dia Flávio Gomes e bom dia a todos!
    Ontem, na transmissão, teve um momento constrangedor que não vi repercussão. Pouco antes do final da corrida, enquanto o Burti fazia um comentário, o Galvão, de forma grosseira (típica de seu egocentrismo incurável e progressivo) interrompeu-o e ordenou a suspensão imediata do assunto porque o Massa tinha diminuído alguns segundos em relação ao oponente. Coisa feia, mas em se tratando de Galvão Bueno é algo normal e natural. Os comentaristas ficam expostos a um papel medíocre, submissos a um megalomaníaco que apropria-se do poder da emissora (como se a Fórmula 1, no Brasil, fosse propriedade exclusiva dele), achando que toda a população brasileira está aos seus pés e que todos são obrigados a digerir suas tendenciosas e sorrateiras opiniões como se verdade fosse. E o pior é que somos. Para assistir Formula 1, eu, que tenho quase meio século de existência, passei uma vida inteira suportando as idiotices e os desvios psíquicos desta pessoa, agora, com mais um mamulengo em suas mãos (Barrichello). Entretanto, não imaginem vocês que isto tenha solução. O cara é o maior salário da Globo, tem todo o poder dentro da emissora que, se quisesse, poderia descartá-lo, porém, encontrou nele um meio adequado de por em prática os conceitos e os princípios da instituição.

    • Pedro Mamulengo disse:

      Vixi! Depois de tanta paulada até eu fiquei com dó do Galvão.

    • Max disse:

      Abaixe o volume da TV e ouça a transmissão pelo rádio… Há vários anos só ouço pela Band News. A CBN também transmite.

      • Edu Bassan disse:

        Tb faço isso amigo e recomendo, mas prefiro a JovenPanAM. Abs

      • luiz alberto disse:

        A Band também já foi bem melhor quando tinha um narrador que era do ramo, hoje em dia é no máximo, aceitável em vista ao horror que é a transmissão da RGT com Gagalvão Globueno e seu novo Mamulengo(boneco de ventríloquo também ficaria muito bem pois só fala o que o seu #1 quer que fale).O que enche no narrador #2 da Band é a mania de ficar criando adjetivos para atletas e pilotos e os ficar repetindo toda hora.Quem teve a oportunidade de ouvir a elegantíssima narração do velho Barão sabe diferenciar o fino do grosseiro,até nisto o Brasil perdeu no automobilismo. Preferiram seguir a linha espetaculosa e ufanista do que a sóbria e sabia.
        O narrador que me referi aos velhos tempos da Band,não era do estilo do Barão más tinha o conhecimento e o vocabulário dos automobilistas apaixonados,pelo menos eu gostava,não era um chato de galocha metido a conhecedor e tinha se estilo próprio não precisava copiar ninguém.

  35. Speed Racer da Mooca disse:

    O que a Pirelli está fazendo com a Formula Um? Que categoria é essa, onde no final o campeão será aquele que soube “poupar pneus”? Mudem o nome para Formula Pneu. E outra coisa, mesmo eu não torcendo pro Alonso, tenho que admitir que ele mostrou para a cúpula que manda no esporte que essa asa móvel é totalmente desnecessária. Passou dois, por fora e sem essa merda. O Dinheiro nivelou a F1 por baixo. São tantos pilotos recheados de patrocinio e sem talento, que algumas providências tiveram que ser tomadas pra que a coisa tivesse mais graça. Asa móvel, pneu lixo, obrigatoriedade do uso de dois compostos, kers. A habilidade do piloto ainda ( ainda ) faz a diferença, mas temo que nem isso seja mais necessário em alguns anos. Admirável mundo novo.

    • Luiz Ronaldo disse:

      Sabe qual o nome disso? Monopólio.

      Sob a desculpa da redução de gastos com a guerra de pneus, a FIA impõe um gasto absurdo de material com pneus de degradação rápida, que na real mal são desenvolvidos. As adaptações são feitas em tempo real, corrida pós corrida.

      Se antes as fábricas se digladiavam pelo melhor composto, hoje uma só paga uma baba pra ser fornecedora única, fazer um pneu que requer pouco ou nenhum planejamento (ou já se esqueceram dos carros fazendo seis paradas em Melbourne em 2011?). Não seria muito melhor deixar duas ou três fabricantes de pneu em livre concorrência? Até 2006 tínhamos um Bridgestone muito resistente, mas que não ajudava muito em treinos, e um Michellin que engolia a rival na chuva. Acho que junto com os novos turbos deviam trazer pelo menos uma nova empresa do ramo da borracha.

    • Zé Fini disse:

      Eu também acho, a F-1 deixou de ser campeonato de corrida, pra ser campeonato de pitstop. É mais interessante ver quem faz a parada em menos tempo do que essa disputa de pneus manteiga.

      E outra, a Lotus está argumentando que soube entender os pneus e que a mudança dos pneus estaria favrorecendo a certas equipes. Ora, se a equipe conseguiu entender os pneus, um pneu mais resistente não mudaria nada pra ela, que continuaria fazendo menos paradas que as outras.

      Se querem corridas com mais ultrapassagens, façam pistas que permitam que isso aconteça e não essas baboseiras de asa móvel e pneus manteiga.

      Acho que a F1 atual virou isso aqui:

      http://3.bp.blogspot.com/_74p55ajDyqs/S77-gC_-vII/AAAAAAAAAb8/HLUgDlNtYKw/s1600/Arquivo+em+JPEG.jpg

      • Speed Racer da Mooca disse:

        Zé Fini, meu amigo você definiu o que é Formula Um hoje, com a Primeira Corrida de Pneu de Pernambuco! Tivesse eu o e-mail do Bernie Ecclestone, mandaria agora mesmo. Não precisa de carro, só põe o pneu na vareta e vê quem leva. Muito boa!

  36. Carlos Pimenta disse:

    Puta Merda, esse carinha, Rubens, precisa de terapia.

  37. Maurício disse:

    Bonito o troféu também. Não aquele “cocozinho” como você chama do Santander. Mas tinha que ser tão diferente em termos de tamanho? O do Alonso e o da Ferrari destoaram dos outros 2. O Massa quase recebeu um chaveirinho!!!

  38. Ivo disse:

    E essas leoas de treino em Monaco? Podem comer borracha e perder rendimento, mas o pessoal atras terá que achar lugar pra passa-los no principado…será interessante…

    • Paulo Vargas disse:

      É a minha dúvida tbm…..quem levará a melhor? imagina aquela pista cercada de guar-rails cheia de detritos e farelos de pneu….vai ser a melhor corrida lá depois de anos! Meu palpite é que Raikonnen leva.

  39. Glauson disse:

    Flávio essa aqui é pro Maugham Zaze q tocou no assunto ou pra quem por gentileza souber informar: onde eu posso OUVIR a transmissão q nao seja pelo Galvão e a turma da Globo que mais ta parecendo o video show ou o Estrelas da Angélica?

    Sim posso até VER as imagens pela Globo pois sei q o direito de transmissão é dela, mas por onde posso OUVIR a transmissão ao vivo? Obrigado desde já!

    • mario disse:

      Radio Globo ehhee… na CBN é a mesma transmissão. Fazia anos que não ouvia F1 na rádio, mas achei a melhor transmissão.
      Tentei ouvir na Jovem Pan este domingo, mas tava achando melhor ouvir os comentários em alemão mesmo não entendendo muito bem a língua aqui ainda hehee.. O cara da Jovem Pan era muito fraco, consegui ouvir somente por 2 minutos.

    • Luiz Ronaldo disse:

      Rádio CBN ou stream da SkySports/BBC.

  40. Maximo disse:

    Tem o Ruinzinho, que fala Ramilton, so falta contratar o Rogerio Ceni, os dois falam no mesmo tom de voz, vai ser chatice ao quadrado!!!!

  41. Fernando disse:

    O Niki Lauda, tb COMENTARISTA da RTL alemã, comentou q, ninguém corre mais contra outro piloto, e sim p conservar os pneus. Disse tb q seria muito frustrante como piloto ter um carro e não poder ir ao limite simplesmente devido somente olhar os pneus…Falou o q nennhum piloto pode falar onde criticou feio e ofereceu ajuda a pirelli p melhorar um pouco estes pneus.

  42. Rafael bubolz disse:

    Flávio, ouvi o Galvão falar que o tal de Schumacher já havia vencido saindo em terceiro, diferente do que você comentou no post. Confere?!

  43. O Fernando Alonso foi absoluto na Espanha superando até mesmo um furo de pneu, e no final pegou uma bandeira de seu país escapando da punição, mas na verdade todo piloto que corre em casa tem que ter o direito de comemorar com a bandeira de seu país, e isso não é nada criminoso e irregular. O Felipe Massa conseguiu o seu primeiro pódio aliviando um pouco a pressão, mas continua segundo piloto. A Mercedes classifica seus dois carros na primeira fila e não têm pneus, esses caras têm que resolver isso com urgência, senão vão ser motivo de piada. O Vettel sentiu falta dos pneus, mas tem um mago na sua equipe que pode reverter esse quadro negativo.

  44. a formula 1
    esta cada vez mais “ridicula”
    seja as transmissoes ,
    seja este campeonato que da muitos pontos .
    um dia se escuta “fulano é mais rapido que ciclano”,
    vamos usar o “multi 21″.
    asa movel
    kers
    e por ai afora.
    os jeitos e
    trejeitos para que todos ultrapassem ,
    com faclidade .
    sao pilotos que nao sabem , e nao conseguem
    repassar para a equipe a realidade do veiculo.

    nao acompanho mais a formula 1, pois considero
    uma falta de tempo absurda , se escrevo neste
    blog , é que claro , a gente nao quer ficar alienado
    assim como , com esta tecnologia idiota sabemos das
    coisas mesmo quando nao queremos .
    “acabaram com a formula 1 “

  45. Ron disse:

    Estou com essa impressão de que a FIA “pediu” à Pirelli para dar uma mãozinha à Ferrari (leia-se Alonso) e, indiretamente (ou por tabela; sem querer, querendo), ainda “quebrou um pé” da Red Bull (também conhecida por Vettel). Mais ou menos a mesma coisa em relação às restrições do difusor soprado e mapeamento de motor (aquele GP da Inglaterra com proibição foi só para se garantir que o segredo dos taurinos havia sido descoberto). Descobriram outro ponto fraco agora?
    É fato que a Ferrari melhorou muito do ano passado para cá, a Red Bull também não é a mesma coisa e que o Alonso se garantiu hoje, mas é estranho ver o Massa (“comedor” de borracha) na frente do Vettel (se fosse o Hamilton ao invés do alemão, ainda estaria na zona de compreensibilidade).
    Candidatos ao título: Alonso, Vettel e Raikkonen (até quando no esquema de uma parada a menos?).

    PS. Se o Rubinho for substituir o Burti nos comentários técnicos, uma segunda temporada talvez já deixe tudo mais legal (desde que não entre no “clube” do Galvão). Se for fazer essa parte “social”, realmente precisa de mais sagacidade para puxar assunto (como peguei a corrida já ali pela volta 15, não vi esse “tutto bene”. Como foi o tom de voz na hora?). No caso de entrevistas sérias mesmo (de aspecto político, comercial etc. da categoria), por enquanto só o Reginaldo naquela equipe. Se dispensarem o pobre do Burti da posição de comentarista, ao menos ele terá um consolo: se livra do Galvão.

    • Mauricio disse:

      O que derruba sua tese é o fato de Haikonen estar lá frente sem ter um carro rápido.
      este sim é que tem grandes chances de levar este ano.
      Alonso também, mas já está demonstrado que se forçar só um pouquinho, a Ferrari também vai encarar sérios problemas de durabilidade de pneus.
      O pessoal está dirigindo os carros na prova, na ponta dos pés. Para isso é só comparar os tempos do Q1 com os melhores tempos da prova. A diferença é absurda!

      • Allez Alonso disse:

        Maurício, não se esqueça que os carros não são obrigados a classificar com o tanque cheio no q1 e q2, os carros classificam leves. No q3 os parâmetros de controle de degradação não existem, é performance pura, mistura mais rica, mapeamento de motor visando desempenho (gases do escape que geram downforce) e até a utilização do Kers é diferente, por isso as equipes não viram na corrida o tempo que viraram no q3.

      • Mauricio disse:

        Deveriam virar entre dois e três segundos mais lentos na segunda metade da prova. Porém estavam virando entre 8 e 9 segundos. Diferença muito grande. Ou seja, até Alonso e Kimi estavam sofrendo com o desgaste que alias está chamando a atenção. Não sei se notou, mas nas duas últimas provas pedaços enormes de borracha na forma de placas voam por todos os lados na pista. Pedaços com até meio metro quadrado. Isso é degradação destrutiva da banda de rodagem (sem mencionar o risco para os pilotos de levar um deles na cara). TEM algo de errado sim nos compostos sim. A Pirelli programou esses pneus para algo tipo duas a três paradas por corrida e não três a quatro. Ouve um erro evidente na seleção da borracha.

      • Allez Alonso disse:

        Compare com o ultimo ano da Bridgestone em Barcelona 2010:
        Pole: Mark Webber 1:19.995
        Melhor volta: Hamilton 1:24.357 lap 56 – pouco mais de 4 segundos!
        Barcelona 2013:
        Pole: Rosberg 1:20.718
        Melhor volta: Gutierrez 1:26.217 Lap 56 – pouco mais de 5,5 segundos! Lembrando QUE em 2010 tinha difusor soprado e DRS passivo, ou seja, era outro regulamento…
        Não entendo essa sua fixação, não há muita diferença…

  46. Paulo Vargas disse:

    1- Quem falou que Rosberg não era bom?? pelo menos umas 10x eu(Segafredo, Micromax) falei que: Se a mercedes não tivesse entrado na onda do Schumacher(Desenvolver um carro p/ os seus moldes) Rosberg teria vencido mais corridas ano passado….

  47. Esses carros da Mercedes tem coisa errada e não são os pneus. Ross Branw deve estar armando alguma falcatrua durante os treinos que a FIA não descobriu ainda.

    Pois se o problema do carro fosse os pneus eles abririam logo na largada e poderiam sustentar a diferença em 3 ou 4 voltas, ai os pneus começariam a desgastar. Mas não acontece isso, os carros não abrem e vimos o Rosberg segurando todo mundo.

    Por isso que acho que o Ross Brawn, que de Santo não tem nada, está armando alguma nos treinos para os carros voarem, literalmente.

    O tempo nos dirá isso.

    Já a RBR, desta vez o Adrian Newey não conseguiu burlar o regulamento e fazer um carro nas brechas dele.

    McLaren é melhor correr com o carro do ano passado e deixar esse na garagem.

    Lotus vive de 1 pit stop a mesmo, caso contrário o Kimi terminaria de sexto para baixo.

    Ferrari tem o melhor carro para corrida e também tem o melhor piloto da atualidade.

    • jonas disse:

      Penso o mesmo em relação a Mercedes, se os carros são tão mais rápidos nos treinos, deveriam ao menos disparar na largada. Acontece o contrario, seguram todo mundo ou logo na primeira volta são ultrapassados.

    • Mauricio disse:

      O problema da Mercedes é o mesmo da RBR. Carros muito rápidos e pilotos de pé pesado.
      Combinação infeliz para o atual cenário de pneus.
      Tanto é assim que as melhores voltas dos treinos foram mais de 8 segundos melhores que as mais rápidas da prova. Uma diferença absurda, só para demonstrar como o pessoal tava andando como pé de anjo em ação. Isso não é corrida de carro!

    • O PENSADOR disse:

      Interessante que todos falavam que o problema da Mercedes era a idade do Schumacher, que depois da entrada do Hamilton, iriam ganhar o campeonato, mas pelo que vejo e sempre foi minha opinião, o que falta a Mercedes é desembolsar mais dinheiro para a equipe, ou seja, não adiantou tirar o Schumacher o problema nunca foi ele, tanto que se tivesse com a Ferrari o ano passado que era uma “baba” aquele carro, tinha ganho o campeonato de 2012, agora com esta deste ano já tinha ganho todas as corridas até agora… mas como tem um pilotinho medíocre (Alonso) no comando até agora só conseguiu duas vitórias, então dá-lhe Vettel o Tetra já é seu….

      • Mauricio disse:

        Não importa qual carro o Schummy usasse nesses últimos três anos, ele fracassaria.
        A F1 virou rally de regularidade com esses pneus feitos com farinha. O alemão é daqueles que gostam de levar o carro ao limite e não se habituou ao estilo pé leve. Não que falte estratégia a ele, falta sim um comportamento menos agressivo nas tomadas de curva de forma a poupar pneus. Nesse aspecto o Kimi leva uma vantagem enorme sobre a concorrência. Ele é um piloto de rally. Outro que se dará muito bem (se conseguir voltar) é o Kubica.

      • Nelson disse:

        É muito engraçado. Como será que Schummy conseguia ser o melhor de chuva com várias corridas memoraveis se não conseguia ser pé dosado?

      • Paulo Vargas disse:

        Schumicher melhor na chuva???? bebeu??? Só porque ganhou uma corrida ou outra em que estava chovendo com um carro anos luz a frente e, sem concorrentes não faz de Schumacher e muito menos Vettel especialistas em chuva. Vá saber mais de História de F1 antes de falar asneira nobre colega.

      • Paulo Pinto disse:

        Isso é algo para ser verificado:

        Quantos GPs Senna venceu com chuva.
        Quantos GPs Schummy venceu com chuva.

        O resultado deve ser interessante.

      • Paulo Vargas disse:

        A questão… nobre Pinto, é…..”corridas em que não tinham o melhor carro disparado do grid, ou então….. quando tiveram estes carros, tivessem adversários na disputa do título ok? Só para começar: Mônaco/84, Estoril e Belgica/85 já são coisas que só um Senna da vida mesmo!

      • Paulo Pinto disse:

        Segafredo, levanta isso aí pra gente!

        Quem sabe, teremos um novo Rei da Chuva…

      • Paulo Vargas disse:

        Vou ver e colocar num post mais recente, ok? este tá longe já…..

  48. Horse. disse:

    “Tutto bene?” não é pergunta.

    Pergunta é:
    Qual a estratégia para a corrida?
    O que você espera da corrida?
    A economia de pneus será fundamental?

    Você deve achar essas perguntas muito inteligentes, típicas de jornalistas “formados” ,não é mesmo Flavio.

    O cara apenas foi gentil e cumprimentou o entrevistado;

  49. Luciano disse:

    Acompanho a F1 a mais de 30 anos (tenho 43). Nao acredito que seja necessário levar em conta o que o narrador fala durante a transmissão. A função dele é dar show, muita gente assiste a F1 e depois simplesmente vai pra feira comprar verduras e depois deita no sofa pra ver um jogo de futebol qualquer. Sao pessoas que nao entendem nada de automobilismo. Acho que o Galvão tem o seu mérito mas pouco presto atencao nele, procuro ter a minha própria opiniao, faço a minha própria analise. Chega de críticas apenas por criticar. Tem gente que so copia comentários anteriores, daqui a pouco vao criticar antes da corrida. O Alonso é gênio e Massa é mediano, portanto a Ferrari é HOJE o melhor carro. Acho que náiade européia a Lotus vai evoluir ainda mais e RedBull vai evoluir mais que todas, mas no final Alonso sera campeão Vettel Vice e Raikkonen terceiro. Com ou sem Galvão. Em tempo os narradores da Sportv sao péssimos para automobilismo!

Deixe uma resposta para Gerson Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>