GANASSI, TARGET, 100

100winsganassiSÃO PAULO (corrigido) – No podcast da rádio, ontem, dei uma informação errada. Falei que a Ganassi tinha chegado à 100ª vitória na Indy domingo em Pocono, com Scott Dixon. O blogueiro Anderson Clayton me corrigiu: foi a 100ª vitória da Ganassi com o patrocínio da Target, a gigantesca rede de supermercados que patrocina o time desde 1990. E não apenas na Indy. Em todas as categorias das quais Chip Ganassi participa, sempre com as bolotas do Target nos carros.

A primeira aconteceu em 1994 com Michael Andretti em Surfers Paradise. Na época, a Ganassi só corria na Indy. Hoje, está também na Nascar e no Grand-Am. Sempre com o mesmo patrocinador principal.

Como americano adora números, aí vai uma saraivada deles sobre essas 100 vitórias e a história da Ganassi com o Target:

– 90 vitórias na Indy, sendo 46 em ovais, 23 em circuitos de rua e 21 em circuitos mistos permanentes
– 5 vitórias no Grand-Am, todas elas nas 24 Horas de Daytona (2006, 2007, 2008, 2011 e 2013)
– 5 vitórias em “stock cars”, sendo uma na Nascar (Montoya, 2010) e 4 na ARCA (Casey Mears ganhou 3 em 2003 e Reed Sorenson faturou uma em 2004)
– 9 títulos na Indy, sendo 3 de Franchitti, 2 de Dixon, 2 de Zanardi, um de Montoya e um de Vasser
– Montoya é o único que venceu na Nascar e na Indy
– 32 pilotos participaram até hoje da parceria Ganassi-Target, sendo dois brasileiros: Gugelmin e Junqueira
– Na história, a Ganassi tem 153 vitórias nas categorias das quais participou, incluindo 4 nas 500 Milhas de Indianápolis, uma Daytona 500, uma Brickyard 400 e 5 nas 24 Horas de Daytona

Merece todos os aplausos o velho Chip. São 25 anos de estrada, batalhas, dedicação. E campeonatos inesquecíveis.

Comentários

  • Chip que foi salvo da morte em um acidente de pista pelo Emmo . Espero estar vivo para comemorar a 100a. vitória do Meianove, , mas ai a minha carreira teria que ser mais longa que a do highlander, , só na de Deus mesmo…….

  • O Gugelmin estava na equipe Ganassi em 94, mas ele não respondia pela parte Target exatamente que estava no carro do Andretti. O Gugelmin corria só com Hollywood no segundo carro. Segundo carro, aliás, que era bem pior que o do Michael.

  • Mais um detalhe e coincidência: essa vitória foi também a vitória de número 200 da Honda na IndyCar (CART). http://www.honda.com/newsandviews/article.aspx?g=honda-racing&id=7274-en
    A primeira foi em 1995, em New Hampshire, com o André Ribeiro, na combinação que ninguém queria naquele ano (Honda / Reynard / Firestone) que se mostrou imbatível nos anos seguintes, dando os títulos pela Ganassi/Honda a Vasser (96), Zanardi (97 e 98) e Montoya (99).

  • Boas lembranças da Ganassi, embora eu sempre tivesse torcendo contra jejejeje. Interessante também que na Indy normalmente o carro do Dixon sempre (ou quase) é esse vermelho, enquanto que o do companheiro (Franchitti) leva as cores/patrocionios diferentes em algumas corridas… domingo era esse layout da Target, mas com a base preta.

    • É a Target quem define o layout. O carro do Franchitti leva patrocinadores diferentes quando a Target quer fazer um agrado a algum fornecedor. E, como o Franchitti é mais popular por lá do que o Dixon, é o carro dele que sempre carrega as mudanças.