MENU

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 - 19:41Autódromos, F-1

DESOVA (28)

fnminter75Por enorme coincidência, a foto é a mesma que o Rodrigo Mattar postou hoje no Facebook. Mas não tem problema. GP do Brasil de 1975. Detalhe para o caminhão-pipa FNM cinza, coisa mais linda. Quem daqui levou água nesse dia?

39 comentários

  1. Mauro disse:

    Esse banho foi providencial… já “tinham distribuido” umas garrafas voadoras (abertas e vindas do público) com um certo liquido amarelo dentro . Bons tempos. Eu tava tava aí.

  2. cardosofilho disse:

    Se foi o primeiro gp brasil estava lá e tomei esse banho na subida dos boxs

  3. Spada disse:

    Eu levei!!
    O mais engraçado foram as famosas latinhas…chegávamos em Interlagos no sábado de manhã e só íamos embora após a corrida.
    A noite inteira os caras jogavam latinhas na pista e todas as horas passavam os caminhões para limpar, quando amanheceu apareceu o Emersom descendo a pé pela entrada dos boxes e pediu pessoalmente a torcida que parassem de jogar latas…todo mundo aplaudiu, ele se virou, ficou um minuto de silêncio até de um espirito de porco gritou: LATA!!!!
    Voaram mais latas que toda a noite….inesquecível!
    Fora o calor que era infernal, não tinha outra alternativa a não ser jogar água na moçada mesmo…foi muito refrescante! rs

  4. Sergio Miami disse:

    Sim eu estava lah com 12 anos com meu pai, passamos pelo portao na av interlagos.. passamos por debaixo de um caminha estacionado antes da arquibancada.. e fomaos para na parte d ebaixo da arquibancada.. lembro um jatasso de agua que eu tomei com meu pai me segurando por tras.. lambro antes que houve um grande atraso na largada e muitas latas de Brama, aquela lata de cor preta foram atiradas na pista e o proprio Emerson foi ateh la pedir que nao jogassemos mais e ele mesmo ajudou a recolher.. como diz o seu amigo Fabio Seixas F1 sem mi mi mi.. uma avantura na vitoria do Moco.. um abraco

  5. José Carlos Barbirotto disse:

    Eu estava lá e foi muito bom!!

  6. Nilton Marcelino disse:

    Como é rica a história do nosso automobilismo !!!
    Flávio, você já pensou em escrever um livro sobre a F1 no Brasil, baseado nos depoimentos como estes que o pessoal está postando?
    Será que é viável um livro assim?
    Abraço a todos!

  7. Paulo Passamani disse:

    eu e meus irmãos e mais uma turma de Brasilia estávamos lá. Saida de BSB sexta noite, direto para Interlagos e saida somente no domingo, direto para BSB (uma loucura)!!
    Mas aconteceram banhos em 73 e 74 tambem.
    Final de janeiro ou inicio de fevereiro (não me lembro) o calor estava infernal.

  8. Ricardo Sassi disse:

    Do Rio de Janeiro até Sampa num Dodge 1800 Polara dirigido por um casal de amigos e meu pai. Com 14 anos na curva atual do S do Senna, vi passar Jarrier com seu UOP Shadow preta várias vezes até quebrar e o Moco + Emerson venceram de forma espetacular …
    Depois com o autódromo mais vazio, bati várias fotos do templo da F1.
    Boas recordações.

  9. Eu estava bem ali…nunca vou esquecer aquele dia onde a gente podia ouvir quem tirava o pé na curva 2….fiquei com insolação ao final dessa aventura…mas valeu cada minuto !

  10. emerson57 disse:

    eu estava lá!
    fantástico pular o muro para ver a formula um.
    eu nunca fui muito ágil. do lado de fora entre os portões 1 e 3 olhei para um lado, 200 moleques. do outro lado mais 300. pensei é fria, deve ter gente aqui mais rápida que um gato.
    então me adiantei e subi no muro e pulei tranquilamente. olhei para os lados e parecia um tsunami de gente a passar por sobre o muro. rapidinho chegava a polícia à cavalo.
    hoje sinto falta do resto da pista, criminosamente amputada.

  11. Carlos disse:

    Eu levei, aliás levei em todas em que os bombeiros aguaram a arquiba, porque não foi só em 75.

  12. Marcelo Foresti disse:

    eu estava mais para baixo, perto da caixa d’água, tentando dormir após uma noite de farra (e muita cachaça) na arquibancada!!!!! Acordei com o ‘banho”!!!!
    Saudades!!!!!
    Foresti

  13. Humberto disse:

    Eu estava lá, noite sem dormir e bronzeado vermelho camarão (apesar do “sombreiro”)!
    Os tempos eram outros, podia-se levar “isopor” com cerveja e lanche! Hoje provavelmente seriamos presos e deportados!
    O clima político era péssimo (uns meses antes o congresso tinha sido fechado e eu na faculdade fichado!) mas tudo valia para ver o Peterson fazendo o laranjinha derrapando nas quatro com as rodas dianteiras viradas ao contrário.
    Saudades!

  14. Francisco Picorelli disse:

    Presente………na curva 1……..

  15. Claudio Aun disse:

    Eu estava ,mas depois os médicos desceram a lenha nessa pratica de molhar o publico,segundo eles o risco de desidratação aumentam com a umidade provocada pela água e calor

  16. Luciano disse:

    A corrida seria vencida facilmente pelo Jean Pierre Jarrier com o seu Shadow Ford, se não quebrasse o motor. Sim, naquela época os motores quebravam! O Shadow era a RBR de hoje, muito rápida nas curvas, onde fazia a diferença. As Ferraris, do Lauda e do Regazzoni perdiam muito tempo no miolo, não faziam curvas!
    Emerson Fittipaldi: “Curioso é que o Shadow não se mostrava muito rápido nas retas. Sua superioridade era nas curvas, principalmente nas de alta velocidade. Ele tem algo diferente na suspensão traseira que todas as outras equipes agora procuram descobrir: se não soubermos logo desvendar o segredo da suspensão do Shadow teremos muita dificuldade para enfrentá-lo no resto do Campeonato.”

  17. Luciano disse:

    Foi a primeira e última e única corrida que assisti. Estava quente e a ducha veio a calhar. Tinha dormido na arquibancada com meus amigos. Foi o banho do dia. A vitoria deveria ter sido do Jean Pierre Jarrier que dominou até a volta 32 quando o seu Shadow Ford parou na curva do sargento. Sobrou para o Pace então vencer.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Pr%C3%AAmio_do_Brasil_de_1975_(F%C3%B3rmula_1)

  18. Eduardo disse:

    Estava lá, trabalhei na curva 4 como bandeirinha. Esse caminhão pipa deve ter jogado essa água lá pelas 11 horas.
    Chegamos, no dia da corrida, ao autódromo às 7 horas da manhã, e essa reta de chegada estava literalmente coberta de objetos atirados pela arquibancada durante a noite. De latas de cerveja a garrafas de cerveja de vidro havia de tudo.

    Foi um trabalhão fazer a limpeza da pista, pois havia isso também no retão.

    Fez um calor infernal e esse não foi o primeiro banho de pipa na arquibancada, pois se não me engano em 1973 houve o primeiro banho.

  19. Gerson disse:

    Eu estava la !! 13 anos. Fui com meu tio – aquele que me ensinou a paixao pelo automovel – ficamos acomodados (mal) nessa pequena tribuna coberta onde o jato dagua estah chegando. Na nossa frente, logo abaixo de nos estavm todas as emissoras de radio presentes no autodromo, e assisti a corrida ouvindo a radio sem ter um radio de pilha no ouvido. Ficamos Varias horas sem poder se meder, mas assisti a maior festa que jah vi nesse templo de Interlagos…. Inesqucivel !

  20. Paulo Henrique Klein disse:

    Review do GP Brazil de ’75 onde aparece o caminhão pipa exatamente no lugar fotografado.
    http://www.youtube.com/watch?v=Tn257UmBmDc

  21. Ricardo Azeredo disse:

    Nao consigo me lembrar do ano, mais me lembro sim do banho apos passar a noite dormindo na arquibancada, (dormindo modo de dizer, porque ninguem dormia com a festa que era),
    O que me lembro bem tambem daquele dia foi o ronie peterson, nao sei exatamente porque.

  22. Edison Guerra disse:

    Eu estava lá!!! Comentei hoje na pagina do Mattar, quase com as mesmas palavras que você. Que saudade de um dia de calor prá lá de infernal, mas que depois não o senti pela magnífica vitória do Môco com o Rato em segunda. Dia prá nunca mais esquecer.

  23. Newton disse:

    Eu! Que saudades. Tinha 12 anos, fui com irmãos e primos mais velhos. Chegamos no autódromo à meia noite e não dormimos nada, foi uma farra. Fez um calor infernal, eu estava morto na hora da corrida. Dormi no final, meus irmãos ficaram doidos tentando me acordar mas não conseguiram. Perdi a dobradinha brasileira, rsrsrs. Obrigado pela bela recordação.

  24. Mauro Batera disse:

    Esse banho deve ter sido entre 08h00 e 09h00, certo?

  25. Evandro Schueda disse:

    esse jato era de agua benta…..rssss….
    assistam esse tooned….bem apropriado para a época…http://youtu.be/d8eQ9wMaO9I

  26. ALEX B. disse:

    Se fosse hoje em dia, nesta bendita era do politicamente correto, era capaz do tio Bernard surtar, e retirar o “templo” da F1 nos próximos anos….ehê mundão sem porteira!

  27. ed diogo disse:

    nao tive esta sorte de estar la

  28. Fowler T Braga Filho disse:

    Presente ! Eu e mais uns 6 amigos, porque depois no dia juntamos com outra turma e acho que passou de 12. Santa água essa !!!

  29. antonio seabra disse:

    Estava lá, mas não levei água…

  30. Rafael Vieira disse:

    Quem levou não conheço, mas quem guiava esses caminhões conheço bem, meu Pai, funcionário da Sabesp de 72 até 83, conta sem muito entusiasmo quando trabalha no fornecimento de água em Interlagos e refrescava o povo com o caminhão pipa.

  31. Silvio D. Rodrigues disse:

    Putz! eu tinha 5 anos…

  32. Walter Terra Campos ?POA disse:

    Estava lá, mas não levei água.

    Não lembro mais o ponto em que estava, não tinha arquibancadas, era um morro com uma cerca de tela

  33. denis disse:

    tava lá na subida depois da junção e também levei uma “chuveirada”

  34. sidney almeida disse:

    Fui batizado por este jato…inesquecível,,,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>