MENU

terça-feira, 10 de dezembro de 2013 - 14:20Arte, F-1

SENNA, 20

sennapromocaoSÃO PAULO (longos anos) – Ano que vem completam-se duas décadas da morte de Ayrton Senna. Será um ano de muitas homenagens, lançamentos de livros, DVDs, filmes, documentários, revistas especiais e tudo mais. Justo, justíssimo. Senna tem fãs apaixonados (muitas vezes exagerados) no mundo todo e mesmo depois de tanto tempo é um nome de enorme apelo.

Temos muitos fãs de Ayrton aqui, e prova disso são os posts sobre o piloto que trepidam de tantos comentários. Pois bem. Estes, e seus admiradores, têm a chance de participar da publicação de um livro no ano que vem, numa promoção da Gillette. É um treco legal, e mais legal ainda é que essa promoção foi idealizada por um ex-repórter do Grande Prêmio. Como sempre digo: aos amigos, tudo; aos inimigos, nem mesmo a lei.

O lance é o seguinte. As pessoas entram neste site aqui e enviam para a promoção uma homenagem a Senna em forma de imagem. Pode ser qualquer coisa, pelo que entendi, mas convém ler o regulamento para saber o que pode ou não ser usado. O hotsite tem uma ferramenta que pode ser usada para criar sua homenagem e tal.

As 500 melhores homenagens vão virar um livro, ou “fanbook”, como eles estão chamando. E os três primeiros vão ganhar prêmios, também, inclusive uma réplica do capacete do piloto. Como vai ter um monte de coisa oportunista pingando no ano que vem sobre Senna, todo mundo querendo tirar uma casquinha, acho interessante algo feito pelos próprios fãs, e por isso prometi ao meu brother gilletteano dar uma força aqui. Caprichem e honrem o blog. Espero que das 500 homenagens escolhidas pelo menos 400 saiam daqui!

56 comentários

  1. APM disse:

    Também deixarei minha contribuição: Senna the best

  2. Paulo Pinto disse:

    Mesmo sendo fã de Top Seven, deixo aqui, minha contribuição para os 20 anos da ausência de Senna:

    ……..lotuS : 1ª
    ……….tolEman ~~
    …mc lareN !!!
    …………..iNdy?
    ……….williAms : +

    • Israel Cesar Ribeiro disse:

      Mas hein??

      • Paulo Pinto disse:

        Não entendeu? Posso desenhar…

      • Israel Cesar Ribeiro disse:

        “Mutley, faça alguma coisa!!!”

      • Paulo Pinto disse:

        Calma, o “Mutley” vai explicar:

        Primeiramente, não consegui o devido alinhamento do sobrenome (foi feito às pressas).
        Lotus, onde ele conquistou a 1ª vitória.
        Toleman, onde mostrou que era o melhor na chuva (claro, até a chegada do mestre molhado). O til duplo (imitando água), significa o segundo lugar em Mônaco.
        McLaren, as três exclamações representam os títulos e o ápice em sua carreira.
        Indy foi a grande interrogação, a virada que não aconteceu.
        Williams. O brasileiro fez o possível e o impossível para entrar na equipe (correria até de graça). Prejudicou Mansell (que foi para a Indy) e Prost (que deixou a F-1). Deveria ter esperado o tempo certo. Não o fez. Os Deuses da Velocidade reprovaram tais atitudes. Morreu pilotando o carro do arquirrival.

      • Israel Cesar Ribeiro disse:

        Ahhh tá, agora entendi… Acho que ninguém (fora vossa senhoria) deve ter entendido tal analogia, mas confesso que foi bem criativo,kkkk…

  3. Rafael Chinini disse:

    que droga.
    minha habilidade artística não consegue acompanhar as idéias! hahahahhaa
    muito foda fazer isso ai!

  4. Alberto disse:

    Acho legal a homenagem, porem o que mais impressiona é a falta de pilotos para se investir. Do ponto de vista prático a Gillete ta investindo em um cara que morreu faz 20 anos e, tirando o sobrinho(que não investe por talento), não investe em mais ninguém. Porque é melhor investir em quem já morreu do que investir em algum piloto nacional? Por que faz tempo que os grandes pilotos brasileiros não conseguem nem sair do kart.

  5. Luc Monteiro disse:

    Restam 499 vagas, então. Vi uma homenagem muito interessante e pitoresca ao Senna nos últimos dias na internet. Deve entrar como primeira colocada. (Eu tinha postado isso aqui em outro tópico do blog, por engano)

  6. Alexandre Madeira disse:

    Sempre falei e repito, tanto as viúvas do Senna quanto as esposas do Piquet são dois lados da mesma moeda.

  7. Caco disse:

    “Nossos ídolos
    Ainda são os mesmos
    E as aparências
    As aparências
    Não enganam não
    Você diz que depois deles
    Não apareceu mais ninguém
    Você pode até dizer
    Que eu estou por fora
    Ou então
    Que eu estou enganando…

    Mas é você
    Que ama o passado
    E que não vê
    É você
    Que ama o passado
    E que não vê
    Que o novo sempre vem…

    …Minha dor é perceber
    Que apesar de termos
    Feito tudo, tudo, tudo
    Tudo o que fizemos
    Ainda somos
    Os mesmos e vivemos
    Ainda somos
    Os mesmos e vivemos
    Ainda somos
    Os mesmos e vivemos
    Como Os Nossos Pais…”

    Belchior – Como nossos pais. (1976)

  8. Paulo Pinto disse:

    As fábricas de lenços vão faturar ano que vem.
    A conferir.

  9. disse:

    Sou mais Gillette e Galisteu em 1995, um ano após. http://tinyurl.com/ojpc48o .

  10. Robson Leandro disse:

    Sugestão de pauta para os 20 anos da morte do Senna: encontrar Norio Koike, fotógrafo particular dele. Esse homem abandonou a carreira de fotógrafo do automobilismo para ser exclusivo do brasileiro. Sempre achei muito estranha a história de que ele “doou” todos os negativos para família e simplesmente desapareceu e nunca mais trabalhou? Fotógrafo nenhum faz isso. Das duas uma: ou ele sabe de muita coisa que rolava no bastidor ou ele realmente levou a regra da fidelidade oriental e virou um recluso depois da morte do Ayrton.

    • Robson Leandro disse:

      Em tempo: dizem que o acervo de fotos gira em torno de 40 mil imagens que foram entregues pelo fotógrafo a família Senna. É muita coisa.

      • Rafael Mafra disse:

        Aqui em Camboriú ( não o Balneário ) tem o maior museu do Brasil sobre o Senna que foi fundado pelo empresário e professor de Educação Física Altair Kadiz dos Santos.

        Cerca de 1,5 mil itens, entre fotos, reportagens, miniaturas de carros, estatuetas, capacetes e até um macacão de corrida. Faz mais de 20 anos que Altair e a esposa juntam tudo o que podem sobre o corredor. Parte do material fotográfico e algumas peças foram doadas pela mãe de Senna. A entrada é gratuita. O museu está localizado na entrada de Camboriú, no bairro Taboleiro, Rua Alameda Kadiz, n° 111. Telefone: (47) 3363-7700.

      • Apache disse:

        Valeu a dica, amigão

      • Robson Leandro da Silva disse:

        Boa dica, valeu.

  11. Piquetada disse:

    O que o poder do marketing(e muita grana) não faz pra manter o sobrenome lá em cima.

    Nisso a irmã consegue dar de goleada em cima do irmão! Um é mais marqueteiro que o outro…tudo pelo ‘social’ do Brasil, e tem gente que acredita!

  12. RenatoS. disse:

    A homenagem é justa, mas, achei os prêmios pouco motivantes. “Kart com Bruno Senna”? Nada contra o Bruno, ao contrário, mas, eu preferiria levar apenas o kart para casa (um 125 cc, de preferência)

  13. diogo disse:

    espero que que a homenagem ao eterno campeão seja a altura.

  14. Marcos disse:

    20 anos! Barbaridade. Como o tempo passa!

  15. Segafredo disse:

    Segue link de mais um vídeo sensacional Flavio, na integra o treino para o gp da australia/86

    http://www.youtube.com/watch?v=Iu8RJZVw0Ao&feature=em-subs_digest-vrecs

  16. Alexandre disse:

    Blogueiro André, mentira.

    Então o autor do livro quer que 500 pessoas façam o livro para ele?? boa essa, “vcs trabalham e eu ganho”.

    Lança ai que tb vou fazer o mesmo livro para o Piquet, e dai o blogueiro André pode participar. Mas olha, só dou os prêmios depois que vender uns 5000 livros ein?

  17. Peter Perfeito disse:

    Poxa! Quer homenagem maior que ter uma curva em Interlagos chamada S do Senna?

    Prevejo fotos de vi…ops..fãs no referido local.

    Aguardemos.

  18. André disse:

    Se fosse do Piquet eu participava.

    • Rodrigo disse:

      Mas como é o Senna (que tem fãs apaixonados e muitas vezes exagerados), vc vai ficar quietinho e assistir de camarote. E pq? Pq Senna >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Prost, Vettel, Schumacher, Fangio, Clark, Piquet, Emerson e mais uma balaiada.
      E cuidado com o que escreve, somos exagerados.

      • Paulo Pinto disse:

        Falando em cuidado, você foi cuidadoso: os quatro primeiros campeões citados (dois tetras, um hepta e um penta), se encontram acima de Senna.

      • Peter Perfeito disse:

        Na boa, muitas pessoas tem aversão ao Senna em grande parte graças ás viúvas histéricas e ao Galvão Bueno.

        Se as fãs do Senna não se comportassem como as adolescentes fãs do Justin Bieber, talvez respeitariam mais este piloto que foi tricampeão, era muito rápido, mas NÃO ACERTAVA UM CARRO COM PIQUET E PROST.

        Ou seja, não era completo.

        Mas pra elas dizer algumas verdades é blasfêmia.

      • Peter Perfeito disse:

        *NÃO ACERTAVA UM CARRO ‘COMO’ PIQUET E PROST.

        Acertar um carro COM Prost ele fez uma vez no Japão…rsrsrs

      • Apache disse:

        Amei aquele troco. Gritei muito de madruga. Cara de fibra esse!!!!!!!!!!!!!

      • Alberto disse:

        Poxa, cara, realmente né? Dê uma olhada nos comentários, cheio de viúvas apaixonadas bradando que ele era o melhor e tal. É de dar raiva mesmo. E como não acreditar nessa história de que ele não sabia acertar carros? Afinal de contas, se o Piquet falou isso, não há como contestar; só nos resta tomar como verdade e sair repetindo isso em caixa alta pelos blogs afora, incansavelmente, sempre que houver oportunidade. Ainda bem que temos você, sujeito sóbrio e sem a mente obnubilada por paixões, para nos guiar pelo caminho da sabedoria. Amém.

      • Israel Cesar Ribeiro disse:

        Nooossa, quanta ironia… Você levou para o lado pessoal ou é impressão minha?? kkkk

      • Ricardo Gandolpho disse:

        Piquet e Prost eram fenomenais em acerto de carro, Senna era fenomenal na pista molhada, Button é ótimo em conservação de pneus, Barrichello tem fama e reconhecimento como acertador, Adrian Newey constrói carros como ninguém, o fulaninho do box da Red Bull troca pneu mais rápido…
        Acho meio despropositada a comparação. não existe piloto completo. Nenhum piloto desce do carro e troca o pneu. F1 é esporte de equipe, e como qualquer equipe, tem os goleiros, zagueiros, técnicos e atacantes.
        Senna morreu no auge, o que lhe confere uma aura heroica, potencializada pelo marketing.
        Não sou Sennista, mas entendo que o cara teve seu mérito ao conquistar um Tri (e acredito que iria conquistar mais campeonatos) e deve ser reconhecido por isso. Parabéns pela ideia do livro.

      • Apache disse:

        O Prost se cagava na chuva

      • Pedro disse:

        O Prost estava na Toleman em 1984 e na Lotus em 1985/1987?? É que pelos comentários dá para entender que era ele que acertava os carros também….

  19. WAGNER MARIANA disse:

    HOMENAGEM MAIS DO QUE JUSTA

  20. Henrique disse:

    Por isso que até hj o Senna é o piloto no Japão com maior número de fans??? o Galvão Bueno transmitia F1 pra lá tb???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>