C34

SÃO PAULO (dia cheio) – Dois lançamentos de carros, polêmica da Indy, Ferrari detonando Alonso… Bom, está tudo no Grande Prêmio, mas vamos organizar a bagaça. Primeiro, falemos do C34, o carro da Sauber mostrado hoje. Todo azul, com amarelo do lado e patrocínio do Banco do Brasil, que levou Felipe Nasr para a F-1. Marcus Ericsson também levou grana, mas por alguma razão insondável não tem nada de seus patrocinadores pessoais na carenagem.

Gostei do tom do azul, mas a pintura é meio primitiva, sem nada de especial.

Tecnicamente falando, o projeto desse carro claramente foi pautado pela melhora dos fluxos de ar, disso não há dúvidas.

O que a Sauber fará em 2015? Nada de muito marcante. Se conseguir marcar um pontinho, já terá sido um milagre. O time está totalmente sem grana. Mas é uma equipe respeitável, sempre foi. Casa de garagista, Peter Sauber, que batiza seus carros com “C” de Christine, sua mulher. É muito amor. As coisas da nova Sauber estão aqui.

c34lado

Subscribe
Notify of
guest

39 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Allez Alonso!
Allez Alonso!
9 anos atrás

O Nars chegou na hora certa. O carro da Sauber para este ano parece razoavelmente bom para o padrão da equipe. Correr atras de alguns pontos é a meta.

Gabriel P.
Gabriel P.
9 anos atrás

Com tantas empresas Brasileiras é triste ver que só estatais patrocinam esporte, pois se ficarmos por conta das privadas, nem esportes teríamos.
Os caras não investem em nada e nem mesmo nas próprias empresas para serem mais competitivas, e depois reclamam.
Empresário Brasileiro é ganancioso e só,
Isto explica por que o Brasil nunca vai sair do 3º mundo, e desta “draga”

Willer
9 anos atrás

Bom, alguém a dias atrás disse que a Sauber não estava trabalhando no carro, pois o dinheiro acabara em pagamento a credores. O carro tá ai e ela já está pronta ou quase para os testes. Eu fico pensando, por que se precipitar tanto para dar uma notícia em base sólida.
Concordo com muitos comentários, mas eu gosto de automobilismo demais e vou torcer pelo Nars pois acho ele no mínimo bom piloto e merece.

valter
valter
9 anos atrás

A pintura do carro foi inspirada no capacete do Marcus Ericsson.

alexandre
alexandre
9 anos atrás

Mais dinheiro publico sendo desviado… se investigar vão achar, certeza, ou acham que isso aí tem futuro, ou traz algum beneficio para quem sustenta o banco, milhões sendo desviados mais uma vez.

Giovanni
Giovanni
9 anos atrás

Alguém tem dúvidas que esse playboyzinho do Felipe Nasr vai durar só essa temporada na F1? É só mais um Luiz Razia da vida.

O pior é saber que uma empresa pública investe num meia-boca como ele. Com o dinheiro que devem tá colocando ali, daria pra bancar uns dois anos de categoria de base de monopostos no país.

Giovanni
Giovanni
9 anos atrás

Parabéns à Sauber. Se esforçaram ao máximo pra fazer o carro mais feio e sem graça possível e conseguiram!

Henrique Silveira
Henrique Silveira
9 anos atrás

Feião hein. Com tantos designer talentosos na F1 e a Sauber com com essa basicão total. Deverá ser o carro mais feio da categoria em 2015. Que pena.

Fernando Pessoinha
Fernando Pessoinha
9 anos atrás

Que mau gosto do caramba! Pelamor! Com esse azul mequetrefe e um amarelinho que vou te contar a Saber merece a rabeira do grid mesmo. A Caterham tinha um carro muito ruim, mas a pintura era sensacional. A Marussia idem. Mas não recordo carro de F1 mais over do que esse aí, não…

Tailor Jr
Tailor Jr
9 anos atrás

A pintura podia ter sido menos tosca.

Chupez Alonso
Chupez Alonso
9 anos atrás

Ferrari falar mal do Alonso?

Isso não é mais novidade.

Qual escuderia alguma vez falou bem do Al Caponso?

Sergio Melo
Reply to  Chupez Alonso
9 anos atrás

“Alonso é um grande piloto de corridas, mas não de testes.” Eu achava que os testes na f1 estavam proibidos, hahahaha!
Quem na Ferrari falou mal do Alonso? Mauro Forghieri não é empregado da Ferrari Corse há mais de 30 anos, ele agora tem uma empresa de engenharia que mal faz motor de kart…
Ele falou como torcedor, só pode, porque os chefes de equipe colocaram Alonso como segundo melhor piloto em 2014:
http://www.autosport.com/news/report.php/id/117125
Na Ferrari é assim mesmo, falaram mal do Mansell, do Prost, do Massa, do Kimi e agora do Alonso. Vamos ver o Vettel daqui há três anos.

Rubens Junior
Rubens Junior
9 anos atrás

O azul tem alguma coisa relacionada com a parceria deles com o Chelsea?

Speed Racer da Mooca
Speed Racer da Mooca
9 anos atrás

Quando vi esse carro pela primeira vez em algum site hoje, não cliquei na notícia por achar que se tratava de alguma categoria de acesso, tipo GP2 ou seja lá o nome da categoria hoje em dia.

Daniel
Daniel
9 anos atrás

Parece um GP2 mesmo. Acho que ele trouxe o do ano passado. kkkkkkk…

– Sauber sem grana pergunta: – Nars a gente fecha, mas terá que trazer seu carro da GP2, a propósito, tem que arrumar um pro SonyEricson também…kkkkkkk, ah!!! Pede pra darem um grau na pintura, estamos sem tinta por aqui… kkkkk

Pela amor…Deve andar no ritmo da GP2, duvidam?

Henrique
Henrique
9 anos atrás

Sempre vi a Sauber intercalando bons e maus anos. Torço pela equipe que, apesar de nunca ser grande em resultados se tornou grande em carisma. Como em 2013 ela foi bem e no ano passado não preciso comentar, que o histórico da equipe fale mais alto. Tem a minha torcida.

Marcos José
Marcos José
9 anos atrás

E este “Silanna” também não seria uns dos patrocinadores pessoais do Ericsson?

Neto Brucutu
Neto Brucutu
9 anos atrás

Flavio, boa tarde !

Com essa pintura, está parecendo carro da GP2..

Toni Klemtz
Toni Klemtz
9 anos atrás

Além de muito feia está associando seu nome a um país que efetivamente não vai dar sorte.

joel lima
joel lima
9 anos atrás

É uma pena que a F1 atual vem tratando pessoas da estirpe de Peter Sauber quase a pontapés. Gente assim é que fez a história da F1 – enquanto os que hoje tomam conta, a começar por Ecclestone, estão fazendo de tudo para destruir essa história por causa de uma ganância sem fim.

charles
charles
9 anos atrás

Parece um trator Ford New Holland, financiado pelo BB, que deve manter a placa informando sobre o respectivo financiamento.

Alexandre Carvalho
9 anos atrás

A pintura não tem nada que impressione, mas o uso de azul e amarelo, no fim das contas, foi uma grande sacada. Ao mesmo tempo em que atinge o público brasileiro, ao usar as cores institucionais do Banco do Brasil, também mira – intencionalmente ou não – a torcida do Marcus Ericsson, por mostrar as mesmas cores da bandeira sueca. De repente, isso pode ajudar a atrair mais patrocinadores para a equipe.

Fabio Amparo
Fabio Amparo
9 anos atrás

Pelo menos a Sauber divulgou outras partes que foram melhoradas do carro, como o peso excessivo e a parte dianteira.

Quanto à pintura, meu sobrinho de 7 anos teria feito algo mais bonito…

gustavo maia
gustavo maia
9 anos atrás

Pelo que se ouve, uma das formas de ser um piloto pagante é ser um piloto vendido, pois o piloto faria um contrato em que ele vende percentual dos seus ganhos futuros para uma galera – ou fundo de investimento, o que quer que isso queira dizer.
Então, o sujeito não tem uma marca ou um produto para sustentar. Ele tem um grupo que põe o dinheiro na frente confiando que o piloto vai ter algum sucesso no futuro. Esses financiadores lucram com um percentual do ganho futuro do piloto.
Parece estranho mas temos que lembrar que no mundo civilizados os juros bancários não são essa festas daqui do Brasil. Por exemplo, no Japão teve época que os juros eram negativos – ou seja, o banco tinha que pagar se deixasse dinheiro parado. Então, mesmo que os ganhos de um esportista rendam, sei lá, 10% ao ano, para eles, que vivem com pouco inflação, é negócio.
Nem precisa ser lavagem de dinheiro, mas sabe cumé. O cara A tem um dinheiro para lavar, então entrega, num paraíso fiscal para um piloto que, depois, entrega para uma equipe, que, finalmente, entrega os resultados da operação (prêmios, lucros, etc) para um de seus sócios – o cara B. No começo de tudo a operação era passar o dinheiro do cara A para o cara B, mas sacomé, investir na F1 da status, dá credencial, tem back stage, além de limpar mais branco.

Andre Acker
Andre Acker
9 anos atrás

Flavio, acho vergonhoso, ultrajante, que uma empresa de economia mista, cujo maior acionista é a União (ou seja, NÓS !) dê dinheiro a um jovem para ele ir brincar de fórmula 1. Gosto de corridas de automóvel, acompanhei de perto durante décadas, mas isso é intolerável. Quantas agências tem o BB mundo afora, onde será mostrada sua logomarca ? Seu mercado é aqui e mesmo assim acho que não se justifica patrocínios individuais ou em assuntos que dizem respeito à iniciativa privada. Que patrocine a seleção nacional de vôlei (com o que também não concordo) ainda pode ser admitido, é uma equipe que teoricamente representa o país (apesar de todas essas federações, confederações e entidades serem privadas – em ambos os sentidos da palavra), é um esporte coletivo. Patrocinar um cidadão em sua busca de sucesso internacional é absurdo ! Como escreveu Stanislaw Ponte Preta, ou nos locupletamos todos ou restaure-se a moralidade. Estratégia de marketing ? Que importância tem esse Felipe ? E que importância tinha quando foi correr de f3 com dinheiro público ? Eu não tenho dúvida sobre o que está de fato acontecendo : alguém está ficando com (grande) parte dessa grana. Seguramente o mesmo aconteceu com a Petrobrás, quando patrocinou a equipe Williams. Quantos postos de gasolina a Petrobrás tem fora do Brasil ? Foi fazer pesquisas na f1 ? De que, se o combustível de f1 não tem nada que ver com os produtos que a Petrobrás vende ? E pagou para fazer pesquisa ? Francamente ! Por que será que Elf, Esso, BP, Chevron etc não estão interessadas nessas pesquisas ? Enfim, as empresas privadas façam o que quiserem com seu dinheiro (embora devessem destinar parte dele para pagar TODOS os impostos devidos); empresas públicas, sobretudo em um país pobre, não podem fazer isso. Que tal uma ação popular para fretar mais essa bandalha ?

Glaucio
Glaucio
Reply to  Andre Acker
9 anos atrás

Ele teve durante décadas programas e patrocínios a pilotos. A esso patrocinou no passado várias equipes . A ultima foi a toyota.
E as petroleiras sEmpre estiveram envolvidas. Com a f1

Rodrigo Luiz Martins
Rodrigo Luiz Martins
9 anos atrás

Triste ver um piloto brasileiro com uma estatal ou banco publico o ajudando a chegar a F-1, o certo mesmo era ser uma empresa privada… mas né, fazer o que é a realidade do Brasil, nenhum brasileiro faz nada sem ajuda do governo Brasileiro.

Amaral
Amaral
9 anos atrás

Sauber quaaase Azul-Ligier… Pintura simplória, mas o tom é legal. Umas firulas bem pensadas cairiam bem na pintura.

Alessandro Silva
Alessandro Silva
9 anos atrás

Parece um carro de autorama! A bolha pintada toda de uma unica cor sólida e um adesivo do patrocinador em outra cor bem contrastante do lado.
Mesmo assim, tá muito melhor que o cinza e preto do ano passado e de outras equipes sem graça. Não é o carro mais bonito do grid, mas pra feio não serve.
Gostei. Espero que marque muitos pontos.

Pablo
Pablo
9 anos atrás

Patrocinador do Ericsson deve ser o PAItrocinador. Vai ver é por isso que não aparece nada no carro

Alan Roberto
Alan Roberto
9 anos atrás

Bem que eles poderiam aproveitar as cores.. e fazer uma releitura das Williams 92/93
.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

Do jeito que a coisa anda, se disputarem todas as etapas do Campeonato já valerá como um titulo.

EduardoRS
EduardoRS
9 anos atrás

Tá feio o negócio na Sauber, hem.

Allez Alonso!
Allez Alonso!
9 anos atrás

Carro feijão com arroz pra tentar pontuar. Triste ter o pior motor da f1, mas ao menos empacotaram melhor a MPU, a traseira, câmbio e suspensão, ficou legal. Torcer para o Nars se firmar na categoria com boas corridas, seria um alento pra Brasília tentar reerguer o autodromo.

Eraldo
Eraldo
9 anos atrás

Não concordo com o Banco do Brasil investir numa empresa estrangeira ainda mais num esporta tão caro. São milhões investidos para beneficiar 01 (um) só brasileiro. Além de ajudar (in) diretamente a poderosa TVG.

Marcos José
Marcos José
Reply to  Eraldo
9 anos atrás

Tem uma equipe brasileira que correu no ano passado com 2 BMWs, também patrocinada pelo Banco do Brasil no Fia GT e que teve provas transmitidas pela STV da poderosa TVG.

Rodrigo Luiz Martins
Rodrigo Luiz Martins
Reply to  Eraldo
9 anos atrás

Eu concordo. Ao invés de patrocinar um piloto que tal criar ou ajudar alguma categoria a fim de estimular e esculpir talentos, assim chegariam na Europa com muito mais preparo. Infelizmente a realidade é totalmente diferente, tanto piloto brasileiro bom tentou f-1, aonde estava o BB estava quando o Lucas Digrassi mais precisava ? No Brasil pra se conseguir um patrocinador tão forte não precisa de talento, mas sim de contatos fortes.

Xavier
Xavier
9 anos atrás

Me lembrou a Pacific de meados dos anos 90…tomara que não ande igual, rs

Ed
Ed
9 anos atrás

Gomes ,essa Sianna que está na lateral das asas era patrocinadora da Caterham no passado. Suponho que seja a marca que Ericsson está levando.