FOTO DO DIA

turmadelemans2015

SÃO PAULO (vamos acompanhar) – Amanhã às 9h locais, 4h daqui, os 56 já inscritos para as 24 Horas de Le Mans começam os treinos em Sarthe, junto com mais alguns carros da LMP3 (categoria criada neste ano que só treina, mas não corre; o Rodrigo Mattar explica tudo a partir de amanhã) e da GTE ainda não confirmados. Serão 64 no total rodando pelos 13.629 m do histórico circuito francês.

O primeiro dia de testes é obrigatório para estreantes e para quem não disputou ao menos uma edição da prova nos últimos cinco anos, assim como para equipes novas e carros idem, como o Nissan GTR-LM, aquele mesmo, de motor dianteiro. A direção de prova observa a rapaziada e pode recusar algumas inscrições.

Na LMP1, a batalha entre Audi (vencedora do ano passado e de todos os últimos anos até onde a vista alcança), Toyota (campeã mundial no WEC em 2014) e Porsche (maior vencedora da história de Le Mans, 16 vezes) é a grande atração. A Porsche vai ter um terceiro carro, e um de seus pilotos será Hülkenberg — que está de olho na categoria, já que só patina na F-1 em equipes meia-boca.

Na LMP2 vai ter um carro russo pela primeira vez na história de Mans, o BR01. Na verdade, serão dois, da SMP Racing. E na GTE, Porsche, Aston Martin, Ferrari e Corvette brigam pela taça.

Minha torcida é, claro, para os DKW. Mas nutro uma simpatia enorme pelas invencionices da Nissan, como o DeltaWing. Agora, eles vêm com essa trapizonga encantadora com motor e tração na frente, a antítese de seus adversários.

Vai dar quatro argolas, no entanto. Porsche, com seus Fuscas anabolizados, e Toyota, com seus Corollões destrambelhados, não arranham o favoritismo da Auto Union.

Comentários