FOTO DO DIA

Dú Cardim postou no Facebook e disse que era um estoque de leite Glória. Maldade.

leitegloria

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo Aranha
Eduardo Aranha
6 anos atrás

E o Aero Willys, que era o casamento do corcunda com o motor de tanque de guerra, da 2a guerra mundial, Aí deram um banho de loja e criaram o Itamarati.

Na minha opinião, o carro mais desejado no primeira metade da década de 60 foi o Willys Interlagos e na segunda metade foi o Fissore com a mecânica DKW.

Agora, o sonho mais desejado de toda a década foi o Uirapuru ou Brasinca 4200 GT!

Alexandre Zamariolli
Alexandre Zamariolli
6 anos atrás

Estoque de leite Glória… Essa foi Dauphine da picada.

julio
julio
6 anos atrás

meu pai teve o irmão gordine
eu adorava pois era moleque
tinha até manivela na frente para dar partida
e buzina para cidade e estrada

Alexandre Zamariolli
Alexandre Zamariolli
Reply to  julio
6 anos atrás

Tinha manivela, sim, mas atrás. A tal manivela era a própria chave de roda, em forma de arco de pua, que se encaixava na polia do virabrequim através de um buraco no meio do para-choque traseiro.

antonio stricagnolo
antonio stricagnolo
6 anos atrás

Pior do que isso só Romi Isetta Iso,a famosa 2T que não funcionava,com motor BMW já era melhor do que o machão ai da foto.Tinha tambem uma tralha que disputava o primeiro lugar com o Gordini,era a Simca,outro frances da mais alta “desqualidade”.

Taylor
Taylor
6 anos atrás

1974. Vendi um Akai 4000 DS. Com a grana comprei um Gordini 64. Três dias andando em puro êxtase. Na hora de reabastecer, tirei a chave do contato que caiu no assoalho. Removi a inúmeras camadas de jornais e carpetes caseiros que havia no assoalho e localizei a chave: no chão do posto de combustíveis.
Incrivelmente a alavanca de câmbio estava se equilibrando em três tiras finíssimas que restavam do assoalho.
De fato um carro e tanto!
Todavia achei prudente (do alto dos meus 14 anos) devolver o bravo veículo.

adelson
adelson
6 anos atrás

Meu pai capotou um na estrada de terra com toda a família a bordo…rs..

Betocam
Betocam
6 anos atrás

Flávio, na verdade não é um estoque de leite glória. É uma convenção anual de maestros.

GASTAO
GASTAO
6 anos atrás

O meu pai teve um Dauphine, e deu poucos problemas: só um por dia.

Em algumas zonas do país também eram conhecidos como “machão”, porque todos os dias fodia o dono.

Ike
Ike
6 anos atrás

Já saia amarrotado de fábrica, dá uma olhada na lateral deste primeiro à direita

AVBastos
AVBastos
6 anos atrás

Tive um destes, meu primeiro carro. Dauphine ano 1959, 3 marchas.

Bento
Bento
6 anos atrás

A geração com menos de 40 não vai entender a menção ao Leite Glória… (desmancha sem bater…kkkkkk)

Manuel Gamallo
Manuel Gamallo
6 anos atrás

Meu tio tinha na década de 60 um Dauphine, o famoso “leite Gloria”, ele me contava que a ultima viagem dele com o carrinho foi de São José dos Campos para Caraguatatuba, a estrada (Tamoios) era terrível e o carro começou a desmontar na serra, conclusão ele vendeu o carro lá por Caragua mesmo…..rs

Luis felipe
Luis felipe
6 anos atrás

Admiro , e conheço de A a Z a historia dos carros fabricados aqui, mas sejamos francos.. Na década de 60 a maioria dos piores carros vendidos no Mundo eram daqui! O Dauphine, que lixo!!!! O Simca, carro maravilhoso, mas com motor Ford dos anos 1930 e como dizia o Millor; se a Simca fabricasse relógios Cuco eles sairiam de costas e perguntando que horas eram! O Fusca até 1966 com sistema de 6 volts.. A Kombi fazendo propaganda que carregava seu peso em carga , mas com motor de 32hp… Foi bizarro , mas foi! E foi bonito!

Zé Zanine
Zé Zanine
6 anos atrás

Esses são Renaults europeus, as lanternas e parachoques são diferentes das peças utilizadas nos Brasil