“CADÊ O PILOTO?”

robocar

SÃO PAULO(sei não…) – Não vou lembrar o ano, mas é um vídeo sensacional. Era um GP em Monza, e aconteceu alguma coisa na largada que interrompeu a prova. O personagem, salvo engano, era Coulthard, da McLaren. Por alguma razão, ele não largou. Ou largou, aconteceu um acidente, a largada foi anulada, ele poderia usar o carro-reserva.

[bannergoogle] Só sei que o vídeo traz a aflição do engenheiro quando é avisado de que o carro-reserva poderia ser usado. Ele começa a dar instruções pelo rádio aos mecânicos, procurando manter o que lhe restava de calma. Um “check list” necessário para colocar um carro de F-1 para andar. “Chequem os pneus. Por favor, reiniciem o sistema. Aqueçam o motor. Verifiquem o combustível. Vejam o fluido de freio. Deem uma olhada no volante. Regulem a asa dianteira. Olhem se a traseira está OK. Testem a luz traseira…”, e a lista interminável ia sendo “ticada” numa prancheta, na medida em que o pessoal da equipe fazia todos os ajustes e checagens necessárias. Até que, num determinado momento, o engenheiro para de falar, olha para os lados e diz: “The driver! Where is the driver?”.

O “driver” estava ao seu lado, de pé, quietinho, de capacete e tudo, esperando apenas o momento de sentar no carro. Sem dar um pio.

Bem, esta cena não vai se repetir no futuro, a julgar pelo que imagina o pessoal da Fórmula E, que hoje apresentou o protótipo do desenho do carro sem piloto da Roborace. Sim, está sendo gestado um campeonato de carros elétricos que andam sozinhos, os “robocars”, e coube ao designer alemão Daniel Simon a elaboração do projeto.

Pelos planos da Fórmula E, as primeiras apresentações do carro sem piloto serão feitas na temporada 2016/2017 da categoria. O campeonato em si, esse ainda não tem data para começar.

Tempos assustadores, estes que vivemos… Pior que achei o carro bonito.

Comentários

  • Sabe Gomes, não achei ruim a idéia não. Seria interessante se esses carros no futuro puderem andar em velocidades impossíveis de se andar com segurança em bólidos tripulados. Já imaginaram um carro não tripulado andando a 680km por hora numa pista oval? Seria um tipo de F-Zero da vida real. E claro, não seria nada recomendável haver torcedores nas arquibancadas próximas nesse dia. Porém, uma categoria desse tipo jamais terá condições de ser um certame principal do automobilismo algum dia.

  • intressante que as rodas são completamente cobertas e protegidas.

    porque com certeza a velocidade de processamento não deve ainda suprir as decisões dos carros em tempo hábil, e o risco de toque é grande.

    com as rodas cobertas eles evitam acidentes como o do alonso na semana passada.

    o carro parece modelo do hot wheels.

  • O carro realmente é bonitinho….

    Já a ideia da competição ……

    Na boa. Trabalho na área de informatica e sou apaixonando por automobilismo. Mas não vou perder meu tempo vendo uma corrida dessas. Na boa, com todo respeito à quem achou a ideia boa, que porra de competição é essa???

  • Acho muito interessante a tecnologia de veículos autonomos para uso civil. Muitos acidentes que ocorrem atualmente devido a imperícia, imprudência e embriaguez, seriam evitados, No entanto, automobilismo sem piloto??? A essência do esporte seria perdida.
    A próxima evolução seria futebol sem jogadores, apenas robôs???
    Se for assim, prefiro vídeo game.

  • Todo piloto que tem um mínimo de vergonha na cara, deveria dar uma fechada já na primeira curva nessa bosta e fazer se espatifar no muro.
    Só acho.
    Nerds fdp querendo acabar com o automobilismo!

  • Muito bom!

    Uma das funções do automobilismo de ponta é levar a tecnologia dos protótipos para os carros de rua.
    Os tempos mudaram, ainda bem.
    Não precisarei mais dirigir de casa pro trabalho e me estressar com o trânsito infernal.
    Não precisarei mais me preocupar em encontrar um maluco na estrada querendo se matar.

    A corrida é só pra mostrar o que os carrinhos podem fazer no “extremo”

  • É o fim do automobilismo. E a F1 colocando aquele negócio horrível, esse tal de ‘halo’. Po#$, agora tudo faz sentido. Daqui a pouco é a F1 quem vai anunciar essa novidade também. Chega de pilotos. Eles dão muito trabalho, falam demais, reclamam muito e tem altos salários. O negócio é pilotar de casa pelo controle de do playstation mesmo. É muito mais seguro e conectado com o século XXI. Triste fim…

  • Vai ser bom. Por que será um campeonato de engenheiros, ai, quem sabe sobra espaço para acaberem com as frescuras nas categorias tops e os pilotos passem a ter mais importância… 100% eletrônico x 100% manual…ai cada um acompanha o que preferir. Gostei

  • Também achei bonito e acho que faz sentido ter corrida de carros autônomos, pois, queira ou não, o nosso futuro segue nessa linha de carros autônomos. Pessoalmente não gosto, pois gosto de dirigir e mais ainda de pilotar motos.

    Mas fico pensando se terá emoção, pois hoje podemos ver justamente o lado humano dos pilotos tornarem as corridas interessantes. O cara tem o melhor carro, mas de repente perde por um erro que cometeu ou por um vacilo (humano) de sua equipe. Há a (enorme) possibilidade de uma falha humana no desenvolvimento do software, mas se corrigirem as falhas, fica monótono, já que as voltas serão todas iguais, o que não é o caso de um humano no comando, pois pode fazer 50 voltas iguais e falhar em uma outra.

    Porém, pelo lado da tecnologia, falando como alguém da área, creio que será interessante. Hoje já há um envolvimento tremendo de nossa área, carros “comuns” já tem tecnologia em todas as partes. Em corridas isso aumenta exponencialmente. E eu sou grande entusiasta tanto de velocidade quanto de tecnologia. Será uma competição de software bem interessante.

  • Acho que pode ser interessante de olhar. Na medida que não tem pilotos não temos o risco de vida envolvido e as corridas podem ficar muito mais extremas, as manobras mais arrojadas, como um video game só que ao vivo. Parece boa diversão, não acho vai substituir qualquer outra categoria com pilotos, e pro meu gosto, quanto mais corrida pra ver melhor.

  • À mingua de mais informações, por enquanto, imagino câmeras instaladas no carro e pessoas conduzindo os carros a partir de super simuladores. Aí eu me renderia… bem devagar. Mas me renderia.
    Ou não. Para quê os carros, os circuitos, se tudo pode ser virtual.
    Mas a corrida de verdade, em carros de verdade, em circuitos de verdade, essa nunca vai deixar de existir, a menos que seja proibida.
    Abs.

  • Será mais um campeonato de informática/programação do que propriamente corrida. Mas, pra que seja automobilismo, basta que haja um “auto” e que o “auto” mova-se, pois. Pode ser interessante de assistir, ao menos no começo, pela curiosidade. O que fará um carro bater ou perder tempo numa curva serão erros de programação, algoritmos errados, aquela sujeirinha que entrou na frente dos sensores, enfim, terá lá sua graça sim. E pode ajudar como laboratório para o desenvolvimento de carros autônomos que, queiram ou não, será uma evolução positiva na indústria automobilística. Embora essa tecnologia ainda vá levar muitos anos pra ficar aceitável ao mercado. Acho válido; quem não gostar é só não ver; e não comprar os futuros autônomos.

  • Mas “RC ” já existe……só aumentaram o tamanho da trapizonga……
    “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”…..-desde que seja do meu jeito” (Antoine” Ecclestone” Lavoisier:

  • Ficou show!! Muito bonito! Mas não tem graça nenhuma! Vai ficar uma porrada de gordo buxudo, com controle remoto em uma mão e um litro de Coca ou um podrão de 1 quilo na outra…( kilo, ki-lo, qui-lo… coméquié, porra!),

  • Me parece um movimento natural. Li em algum lugar que os carros autonomos começaram a ser vendidos na europa e nos EUA, entao pra se ter competiçoes de robocars é um passo lógico. talvez no futuro, corridas com pilotos sejam uma coisa vintage, tipo disco de vinil…

  • Kkkkkk esse, que não tem piloto pra se machucar, tem as rodas cobertas??? Parece um hotwheels, e pensando bem esse tipo de corrida pode ter loop, pulos, etc….É bonito! Carros autônomos, esse é o futuro do nosso dia dia, acredito. Fim de semana ao invés de pegar a Harley tem gente que vai pegar seu carro a combustão interna para dar um rolê…Kkkkkkkkk Abraços

  • Fazer um carro andar sozinho num circuito é até tranquilo. Da até pra programar para economizar pneu e combustível em caso de liderança folgada ou acelerar mais em caso de busca por posições.

    Agora, problema é fazer ultrapassagens, retardar freada em curva, mudar traçado para se defender, corrigir se pegar sujeira na pista e outros improvisos que pilotos fazem. Aí fica bastante complicado.