RÁDIO BLOG

SÃO PAULO (por quê?) – Vinte anos hoje. O aviãozinho fez a curva para o lado errado, bateu no morro, morreram todos. Os Mamonas Assassinas seriam a maior banda da história do Brasil. Não tiveram tempo. Inteligentes, críticos, ácidos, engajados, engraçados, criativos, músicos excepcionais, tiveram só oito meses de carreira, lançaram um disco, venderam três milhões de cópias e se foram.

Os garotos de Guarulhos nos mostram como pioramos nos últimos 20 anos em algumas coisas. Na música, principalmente.

Subscribe
Notify of
guest

80 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sandro
Sandro
8 anos atrás

Capitão América – O Soldado Invernal – versão brasileira da lista.

http://assets.b9.com.br/wp-content/uploads/2014/04/brasil-cap-america-lista.jpg

Paulo Pinto
8 anos atrás

Se os Mamonas não morressem, o fim deles (como grupo musical) seria parecido com o do grupo Blitz. A galera de Evandro Mesquita chegou com uma fórmula nova, alegre e irônica de cantar e se expressar, que com o tempo, cansou o público.

Hurricane81
Hurricane81
Reply to  Paulo Pinto
8 anos atrás

Tou contigo… nao iam durar muito tempo nao.

Fernando
Fernando
8 anos atrás

Você já disse muitas vezes que não entende porcaria nenhuma de música. Concordo plenamente. Bem, quase não tinha música, claro, rock não é apenas música, mas tinha muita letra boa, muito humor inteligente, e morrer daquele jeito, muito triste.

Ilmar
8 anos atrás

Eu me lembro que, em 2000 e 2001, o programa de rádio Estádio 97 era ainda mais louco, solto e devasso quando tinha um só patrocinador, o restaurante La Buca Romana (nem sei se ele ainda existe). Depois que a quantidade de patrocinadores aumentou, em 2002/2003, o Estádio 97 ficou mais chato, mais sem-graça (pelo menos na minha opinião). Não sei se o Mamonas Assassinas conseguriam resistir ao poder do dinheiro e à onda atual do politicamente correto. Enfim, assim como o Senna, também deixaram saudades…

voulembrar
voulembrar
8 anos atrás

Ou o futuro para eles seria outro… o vocalista ficaria muito famoso, ganharia mais mulheres e dinheiro do que os outros, e logo o banda acabaria por brigas internas.

Rodrigo Pires
Rodrigo Pires
8 anos atrás

Saudosismo é um negócio estranho.

Mamonas, um dos maiores exemplos do poder das gravadoras e do jabá. Época que faustão e gugu moldavam opinião pública.

20 anos depois eu não sou obrigado a ouvir o que um executivo escolheu como novo sucesso, não tenho idéia se faustao ou gugu ainda estão vivos, e antes era melhor? Dio mio…

antonio stricagnolo
antonio stricagnolo
8 anos atrás

Só em algumas coisas ?!?!?!?!?

Daniel
Daniel
8 anos atrás

Só tem essa idolatria porque morreram tragicamente. Duvido que fizessem sucesso até hoje, pois o tipo de som deles cansa bastante. Aposto que o Dinho estaria brigando para participar da “Fazenda” na Record hoje em dia.

Cenzi
Cenzi
8 anos atrás

E como o mundo ficou chato nesses últimos 20 anos. Fosse hoje, eles seriam tachados de homofóbicos, racistas, machistas e muitas outras merdas.
Eu tinha 15 anos de idade e lembro de chegar no colégio sem saber do ocorrido. Foi muito chocante a forma como aconteceu. Uma pena.

Gus
Gus
8 anos atrás

Concordo integralmente!

JT
JT
8 anos atrás

Poucas bandas brasileiras conseguiram o feito de encher um disco inteiro com músicas que estouraram nas paradas de sucesso. Nos anos 80 só RPM e Ultraje a Rigor conseguiram isso, também no primeiro álbum.

Outras bandas geralmente se penduravam em dois ou, no máximo, três sucessos por álbum.

O Dinho, vocalista dos Mamonas, certamente se daria bem na política. Seria deputado federal por São Paulo facilmente.

O último show que eles fizeram no estado de São Paulo, antes da fatídica viagem ao Distrito Federal, foi em Paulínia. Eu vi a apresentação de trás do palco. A arena (era arena mesmo, de peão de boiadeiro) estava lotada e um guarda municipal, chapa nosso, nos quebrou um galho, colocando a nossa pequena turma no staff dos seguranças.

Os caras eram bons, tinham anos de experiência tocando em bares, tentando fazer música “séria”. A Brasília amarela deles hoje virou uma SUV prateada.

Murilo .
Murilo .
8 anos atrás

não sei…eu tinha 6 anos na época e adorava sair cantando “fui convidado pruma tal de suruba…” Papai (que é o cara mais mente aberta q eu conheço) ficava puto e me proibiu de cantar aquilo dentro de casa, principalmente perto das mulheres. Daí que tive q gostar dos mamonas escondido, ouvindo na casa dos amigos de escola.

Hoje acho q papai tinha razão, mas sei la…

as sacadas eram geniais pra gente adulta, mas a banda era vendida para crianças e velhinhos, vai entender…

Hugo Braz
Hugo Braz
8 anos atrás

Os mamadas só são idolatrados até hoje porque morreram. O tempo faria eles caírem no esquecimento. Gosto deles, comprei uma fita k7 original para escutar no meu walkman antes deles estourarem, quando a única música que era conhecida era a do português. Mas a realidade é que estilos não tradicionais não tem vida longa. Na mesma época surgiu uma outra banda com o mesmo estilo e ninguém lembra deles hj em dia (eu incluso). A morte melhora as pessoas aqui no Brasil.

Ilmar
Reply to  Hugo Braz
8 anos atrás

Acho que era o Baba Cósmica.

Andre
Andre
8 anos atrás

Sinceramente. Julgar que eles seriam a maior banda do Brasil e no mínimo forçar a barra.. Detalhe, gosto deles, mas as letras, embora inteligentes ficam longe, longe das melhores bandas do Brasil… Pra ser julgada a melhor teria muito chão e demandaria discos e mais discos de sucesso.. Afinal é o que as maiores do Brasil tem.. Legião.. Titãs.. Vide RPM com um primeiro disco excepcional.. Ou outro bom e na carona do primeiro.. E o resto um lixo..

Daniel Frizero
Daniel Frizero
8 anos atrás

Os caras eram excepcionais! Fora de série!!! Saudades!!!

Glatonny Praxedes
Glatonny Praxedes
8 anos atrás

Flávio, você foi muito preciso nas suas palavras. Vivemos tempos áridos na música, em que o “novo” não passa de uma reforma do “velho”. Os garotos de Guarulhos deixaram saudades com tanta criatividade e ousadia…

20 anos que se passaram ligeiro. Flávio, onde você estava 20 anos atrás?

Paulo
Paulo
8 anos atrás

Gostava muito deles, não a ponto de achar que seriam a maior banda do mundo, mas era fã. Só que acho que eles nem existiriam mais como banda hoje em dia. Com essa chatice de politicamente correto, Imagine o que eles iriam levar de processos por músicas que brincam com o universo gay, com os portugueses, nordestinos. Muita gente não os entenderia.

Anderson_SP
Anderson_SP
8 anos atrás

Não vejo atualmente com essa época atual infestada de gente hipócrita e demagoga contaminada pelo vitimismo surgir algo parecido, eles foram únicos, eu era adolescente e eles eram uma febre, ia pra balada e tocava as músicas deles, na TV sempre estavam lá, enfim é uma pena que tiveram uma carreira tão curta, molecada de hoje nem tem dimensão do sucesso deles, hoje em dia o que faz sucesso são You Tubers e funkeiros MC’s Alguma coisa, (argh).

Ilmar
Reply to  Anderson_SP
8 anos atrás

Por isso que, quando alguém diz que a melhor época da humanidade é agora, sinto vontade de consumir uma bala sabor aço e pólvora…

clodoaldo
clodoaldo
8 anos atrás

ouvindo mamonas percebo com nos tornamos chatos sem graça e politicamente corretos é engatamos uma marcha ré no humor

Luiz Cerveira
Luiz Cerveira
8 anos atrás

Banda medíocre para adolescentes sem cultura, só ocupou uma lacuna de época, banda de sátiras. Não dá para comparar com Legião, Mutantes, O Terço, Cazuza e o Barão Vermelho, e tantas outras.

Saima
Saima
Reply to  Luiz Cerveira
8 anos atrás

Parei de ler no “O Terço”

Eduardo Veronezzi
Eduardo Veronezzi
8 anos atrás

Músicos excepcionais? Não sabiam tocar mais de três acordes……na época, o meio musical ( produtores ) não davam mais um ano de sucesso para eles……mas deixaram seu nome!

Maurício
Maurício
Reply to  Eduardo Veronezzi
8 anos atrás

Rapaz, que merda que você falou. Isso era assunto até na época, a alta qualidade dos músicos, tinha gente que até falava em desperdício tamanho o talento deles. Onde você viu que eles só tocavam 3 acordes eu não tenho a menor ideia. Que uma música ou outra seja assim, ainda vai, mas que só sabiam tocar assim é uma mentira da porra!

Saima
Saima
Reply to  Eduardo Veronezzi
8 anos atrás

Falou merda. Os Ramones, com 3 acordes, são geniais. Muito superiores a qualquer grupo virtuosista como o Rush.

Carlos
Carlos
8 anos atrás

Eu curtia muito o grupo e até hoje sei cantar uma ou outra música. Tiveram todo o mérito pelo sucesso alcançado. Foi algo muito diferente do sucesso alcançado por artistas atuais que cantam coisas do tipo “tá tranquilo, tá favorável” (que tristeza). E foi uma tristeza muito grande como morreram.
Mas acho a maior viagem dizer que seriam os maiores da história. Por outro lado, em um exercício de saudosismo, por quê não imaginar isso?
Viva Mamonas!

JP
JP
8 anos atrás

Tempos estranhos. Ainda estávamos em choque com a morte do Senna.Depois veio mais essa pancada. Gil de Ferran comentou do clima estranho momentos antes do GP de Homestead da F-Indy, se não me engano no mesmo dia. Não foi fácil ser adolescente naquela época.

Fabrício Carvalho
Fabrício Carvalho
8 anos atrás

Mutantes, Secos e Molhados e Novos Baianos.
Depois a turma dos 80.
Será que os Mamonas alcançariam estes? (Musicalmente falando)

JP
JP
Reply to  Fabrício Carvalho
8 anos atrás

Mutantes é superestimado

retka
retka
8 anos atrás

melhor banda da historia do brasil? na tua opinião né? vc tá de brincadeira! dessa bandinha só o japones da guitarra tinha futuro, um ótimo guitarrista!

Ramon
Ramon
8 anos atrás

Se eles estivessem vivos e ativos ainda, os politicamente corretos dos dias de hoje “matariam” eles em nome de suas ideias puritanas…. Hoje em dia qualquer pensamento fora da “caixinha” do politicamente correto é considerado preconceito e discriminação.

Mario Mesquita
Mario Mesquita
8 anos atrás

Discordo que os Mamonas seriam maiores que Legião, Titãs, Barão, Paralamas, Mutantes…

Seria o começo da indigência atual da MPB. Na verdade, foi mesmo.

Depois deles, foi ladeira abaixo…

E hoje temos essas coisas que chamam de Funk (perdoe-nos, James Brown), sertanojo (perdoe-nos, verdadeiros sertanejos), pagode musica de corno, etc.

Gosto do Mamonas, foi triste o que aconteceu.

Jairo Mouzzez
Jairo Mouzzez
8 anos atrás

Concordo com isso. Não era o besteirol pelo besteirol. Tinham sacadas geniais nas letras. A acidez, capacidade de leitura através das letras era fora de série. Hoje vivemos em tempos estranhos, era maluca onde é apenas um refrão com duas palavras que toma conta. Os corpos se movem insanamente sem ouvir nada. E a música se vai.

André
André
8 anos atrás

Fui um grande fã da banda. Sabia praticamente todas as músicas. Deixaram muitas saudades.

Mas tenho duvidas se continuariam como uma das grandes bandas, se não tivessem morrido no fatídico dia.

robson
robson
8 anos atrás

Se eles fossem lançados no mundo “politicamente correto” de hoje, seriam taxados de homofóbicos, preconceituosos, racistas, e tudo mais que estamos acostumados a ler nas chamadas “redes sociais”… prova de que o mundo ficou muito chato de 20 anos para cá.

smoker
smoker
8 anos atrás

Dificil… muito dificil, era uma bobagem passageira. antes tivemos Mutantes, incomparaveis! hoje tem Vanguart, Quarto Negro, Ludovic etc etcc

Pablo
Pablo
8 anos atrás

Além da saudade, fica a sensação de que nunca existirá nada e nem ninguém que chegará perto do que eles foram e do que podiam ser e também que hoje em dia eles não dariam muito certo porque seriam bombardeados por todo mundo, dos mais politicamente corretos aos mais reacionários.

Adriano
Adriano
8 anos atrás

Esse é um dos dias que a gente sempre lembra exatamente o que estava fazendo no dia. Lembro que acordei com a noticia da queda do avião e estava indo em uma excursão para o Playcenter nesse dia.

Foi o dia todo cantando as musicas deles nas filas do infelizmente finado parque.

Frederico
Frederico
8 anos atrás

Se os Mamonas tivessem aparecido agora seriam perseguidos pela patrulha do politicamente correto que tem deixado o mundo muito chato nos últimos anos

Leon Neto
Leon Neto
8 anos atrás

todo respeito à memoria desses rapazes que se foram tão prematuramente. Mas “musicos excepcionais”… forçada de barra, hein…

brunolustosa82
8 anos atrás

Concordo plenamente!! Foram um cometa espetacular que passou no meio dos anos 90!

Doan
8 anos atrás

Falou tudo Flávio. Ao longo desses 20 anos o mundo ficou muito mimimi. Tudo é motivo para meter o dedo na cara do outro e falar que ele está errado. Faz falta pessoas como os membros dos Mamonas Assassinas. As pessoas precisam de mais sabão crá crá em suas vidas.

Alessandro Silva
Alessandro Silva
8 anos atrás

Não sei se teriam repertório para serem os maiores de todos os tempos, mas com certeza estariam no mínimo entre os maiores. Eles eram mesmo muito bons!
Quando ao “como pioramos nos últimos 20 anos” assistam o filme “Idiocracia” e prestem atenção principalmente à introdução o rumo que a humanidade está tomando. É muito bom!

Julio Cezar Kronbauer
8 anos atrás

Em 1996, a primeira edição do Planeta Atlantida teria a presença dos Mamonas Assassinas.

Fenômeno instantâneo, que vendeu três milhões de cópias em oito meses carreira, feito que nem mesmo as modinhas, que surgem com o auxílio da internet, coisa que não havia no tempo dos Mamonas, conseguem.

Fiquei doido para ir à sede campestre da Saba. Só que os fatores idade minha e indiferença dos pais não permitiram isso.

No dia dois de março de 1996, acordei às seis da manhã. Liguei o rádio na Gaúcha para ouvir o Galpão do Nativismo.

Só que, ao invés de música, havia o plantão do jornalismo, que noticiava a morte de todos os Mamonas Assassinas.

Nunca, em toda a minha infância, desejei ser adulto.

Julio Cezar Kronbauer
8 anos atrás

Hoje, eu penso: e se não tivessem morrido?

Teriam continuado a fazer sucesso e vender mais milhões de cópias ou se tornariam mais uma de tantas bandas “one-hit wonder” que surgiram nos anos 1990?

AS
AS
8 anos atrás

Nao sou capaz de opinar… hehe

Paulo Leite
Paulo Leite
8 anos atrás

Após os Mamonas, que rima com Mutantes, caímos direto no calabouço da miséria musical das ivetes, claúdias, irmãos-cantores, pagode, paredão e o inferno. Escutar os Mamonas no toca-fita TKR e logo em seguida, uma rádio FM qualquer, dá vontade de cometer um musica-cídio. Mas há de melhorar, como diria meu Pai, no dia de São-Nunca.

Garlet
Garlet
8 anos atrás

Não sei se sou eu mais, quando começou tocar no rádio a música do Vira, 1994 ou 1995 não lembro bem, achei aquilo de um mal gosto terrível, baixaria. Depois o povão adotou como engraçado, e as crianças adotaram isso como divertido também. É meio controverso, uma banda que canta para adultos (baixaria) fazer sucesso com as crianças. Acho que isso é no Brasil certo. Onde por exemplo as funkeiras fazem clip de música se portando como puta de beira de estrada, e as meninas de 8 anos acham o máximo e imitam, e os pais ainda colocam no you tube. Porra só eu me sinto assim estranho sobre nossa sociedade aparentemente doente? Eu vivi na Dinamarca um tempo, isso jamais seria aceito por lá, em relação as crianças.

JP
JP
Reply to  Garlet
8 anos atrás

Confundir mamonas com funk é de matar, hein! Volte pra Dinamarca!

Ricardo Sandri
Ricardo Sandri
8 anos atrás

Parabéns pelo post…

Acho mamonas formidável, uma banda que mudou o cenário musical que já vinha piorando nos anos 90’s.

Mas acho que hoje, seria uma banda proibida de cantar as musicas que gravaram em seu único álbum, pois iriam dizer que a banda era machista, homofóbica, sexista etc etc etc… O mundo ficando cada vez mais chato.

Thiago Bianchi da Rocha
Thiago Bianchi da Rocha
8 anos atrás

A música brasileira entrou em sua idade das trevas, figurativamente falando. Os anos oitenta premiaram o mundo da música com a melhor geração da história, e os mamonas viriam nos noventa pra chacoalhar a cena, e de cabeça pra baixo. Eles eram geniais e corajosos, uma pena terem ido tão cedo, fazem ainda mais falta hj em razão da mediocridade generalizada na música brasileira

JP
JP
Reply to  Thiago Bianchi da Rocha
8 anos atrás

Tinha porcaria como Inimigos do Rei. Nem tudo eram as mil maravilhas

Thiago Bianchi da Rocha
Thiago Bianchi da Rocha
Reply to  Thiago Bianchi da Rocha
8 anos atrás

Havia me esquecido de fazer um adendo, mas agora que me lembrei, é de se reconhecer a genialidade do pensamento dos mamonas. As frases “eu queria um apartamento no Guarujá, mas o melhor que consegui foi um barraco em itaquá” (1406), “o alemão de carro conversível, eu mexendo no fusível, como modes você me trocou” (Lá vem o Alemão), “comi uns bicho estranho, com um tal de gergilim, até que tava gostoso, mas eu prefiro aipim) (chopis centis) não são outra coisa que não geniais. Eles eram moleques, na acepção positiva do termo, por isso que eram tão bons.

Henrique
Henrique
8 anos atrás

Os caras são demais mesmo (quem faz música se eterniza, merece ser tratado para sempre no presente, não no passado). Gostei da sua previsão do passado, concordo com ela.
Flávio, o link que você colocou não tá bom, imagem e som estão dessincronizados. Esse aqui tá melhor.
https://www.youtube.com/watch?v=-OwPR76BrXM
Valeu pela lembrança!

Seinfeld
Seinfeld
8 anos atrás

Quem não tem Rolling Stones nem Beatles, celebra Mamonas Assassinas.
Vai Brasiiiiiiillllll!

Paulo
Paulo
8 anos atrás

20 anos… pqp…

Fora toda acidez, engajamento, veia cômica deles… eram uns puta músicos..

Luis felipe
Luis felipe
8 anos atrás

My god…. Nao acredito no que voce escreveu… “Teriam sido a maior banda da hsitoria” …’pirou !!!

Joao Reis
Joao Reis
8 anos atrás

O cenário rock no Brasil hoje da pena. Não tem apoio nenhum.