SEMPRE O CELULAR…

coronelSÃO PAULO (tinha 4G?) – O holandês Tom Coronel, veteraníssimo na área, foi multado pela FIA em 5 mil euros na sexta-feira. Isso porque depois de fazer sua volta de classificação em Nürburgring pelo WTCC, resolveu falar com os fãs através de uma transmissão ao vivo pelo celular.

O piloto da Chevrolet, em sua página no Facebook, pediu ajuda aos torcedores para pagar a multa. Está quase chegando lá

Nas duas provas pela pista antiga, Coronel não conseguiu nada. José-María López venceu ambas. Cada uma das corridas teve três voltas, apenas.

Comentários

  • O celular é um objeto muito útil mesmo. O problema é que tem gente muito ansiosa. Pessoal fica desesperado para verificar atualizações, mensagem lida-não lida… Será que todo caso justifica ficar andando na rua olhando no celular, trombando com todo mundo?

    Até nos blogs. A pessoa comenta uma notícia e precisa esperar aprovação. Como leva um tempo, já acha que foi censurado, bloqueado… e escreve outro comentário para reclamar. Chato, eu não sei; ansioso, isso, sim, o mundo está ficando.

    A atitude do piloto é reprovável. Se quiser mostrar o interior do carro, que pusesse uma câmera fixa. Tirando a atenção da pista, correu o risco de atropelar um fiscal, bater em outro carro ou sozinho.

    É muito diferente de carregar uma bandeira, outro piloto de carona e até do Webber, que tirou o capacete dentro do carro. Também não sei qual a graça de ver um vídeo provavelmente tremido, distorcido e na vertical.

  • Na minha jeguice celular é uma doença.
    Temos vários exemplos, selfie em velório, digitar ao volante, filmar necropsia, tirar nudes e “deixar” vazar, e por aí vai.
    Nos trens, o iluminado usa as duas mãos para jogar, e quem está ao redor tem que aguentar o peso da peça.

  • Se ele atropelasse algum fiscal ou batesse em outro carro, queria ver o quê ele ia fazer,tinha quê ter a licença suspensa.Já pensou um cirurgião fazer uma foto em meio a uma cirurgia?será quê ele o Coronel ia gostar de ser esse paciente?

  • Infelizmente tem que punir, já que é dois toques para o pessoal começar a fazer isso em situações mais perigosas.

    E na boa, estava vendo as 24 horas neste final de semana e até volta de desaceleração deve ser feita com total atenção, aquilo não é chamado de Inferno Verde a toa.

  • Gomes, na boa: Mundinho chato tá ficando esse nosso, viu!

    Entendo que é uma imprudência sem tamanho se a pista estivesse, digamos, quente…
    O cara já tinha feito sua volta lançada. Pessoal diminui o ritmo e na boa: dar uma volta inteira em Nurburgring a 80 Km/h depois de vir atirado deve ser um trem chato pra cacete. Essas coisas diferentes fazem é atrair mais público…

    Argumentaram algum tempo atrás que a questão das bandeiras seria passível de punição e juro que não soube se o Verstapinho recebeu algum penalty por conta de sua “bandeirada” após sua histórica vitória… As coisas são relativas…

    Dava uma advertência no caboco! Entendo que essa punição “cortaria o mal pela raiz” mas ninguém vai mais tentar algo parecido… Parece ser esse o recado para os pilotos mesmo: “Não tentem algo parecido! Se tentarem, preparem os bolsos…” .

    Bom, mas se dito cujo foi avisado algo parecido pela direção de prova aí foi vacilo mesmo, enfim, eu não estava lá pra dizer exatamente como ocorreu então não posso julgar…

    • Se nao conheces o Tom Coronel entao o seu mundinho automobilistico é bem pequeninho mesmo….deve ser daqueles “obtusos” que nada entende de automobilismo e o enxerga atraves da abertura de fechadura de um quarto achando que automobilismo é so a fake f-1……

      Tadin d’ocê…….precisa ir assistir uma 24 horas de Nurburgring, uma prova de GTs, de V8 Supercars para entender e ver o que são corridas de verdade.

  • Para mim o fato em si não é tão grave mas a parte chata disto é que tem um monte de mente iluminada que toma isto como exemplo e sai fazendo merda no trânsito e quem tem nada a ver com isso acaba mal, vide o motociclista que morreu em Brasília 2 semanas atrás atingido por um carro aonde o motorista digitava no celular na hora que pegou 2 motos de uma vez.