MENU

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017 - 17:55F-1

LEMBRAM DELES?

kovahun

SÃO PAULO (só dou risada) – Heikki Kovalainen, lembram dele? Começou bem em 2007 na Renault, foi para a McLaren no ano seguinte para o lugar de Alonso, que tinha brigado com Hamilton, e ganhou até uma corrida, o GP da Hungria que Massa perdeu por quebra no fim. Em 2009, ainda na McLaren, fez um campeonato razoável e, do nada, caiu em desgraça. Nos quatro anos seguintes bateu ponto na Lotus/Caterham e acabou. Deixou a F-1 com 111 GPs disputados, uma vitória, uma pole (na Inglaterra em 2008, batendo Lewis em casa) e quatro pódios.

Não é um currículo brilhante, mas está longe de ser ruim. Só de ganhar um GP, merece respeito. Mesmo assim, Kovalento, como o chamávamos mais por sacanagem do que por lentidão, desapareceu. Foi se reerguer no Japão, onde no ano passado conquistou o título da Super GT. Tem qualidades, pois.

Mas por que estamos falando dele? Porque o próprio admitiu que se ofereceu à Williams para o lugar de Bottas, quando soube que o conterrâneo iria para a Mercedes. Mandou um e-mail para Claire Williams. “Muitos devem ter feito o mesmo”, brincou.

Eu já nem lembrava direito de Kovalainen, e essa súbita aparição me fez pensar nos caras que, em todos estes anos de F-1, ganharam apenas um GP na carreira. Sem pesquisar, vamos lá: Maldonado, Trulli, Alesi, Pace e Panis — além do já citado Kovalainen.

Agora, pesquisando: são 32 nomes, incluindo os caras das 500 Milhas de Indianápolis (para quem não sabe, entre 1950 e 1960 a prova fazia parte do Mundial, mas nenhum piloto e nenhuma equipe da Europa disputava a corrida), e mencionarei apenas os mais conhecidos. A saber, além dos já mencionados acima: Cevert, Beltoise, Mass, Brambilla, Nannini e Kubica.

Tem Max Verstappen, também, mas vou tirá-lo desta pequena enquete porque ele, obviamente, vai ganhar mais vezes na carreira. Acho.

Então, a pergunta é: dessa turma aí, qual o vencedor de GP mais discreto/inesperado/rabudo da história? O cara que, se não fosse uma circunstância muito especial, jamais entraria numa lista de vencedores da maior categoria do mundo?

Meu voto vai para Kovalainen, mesmo. Os demais tiveram carreiras mais sólidas. Alesi, por exemplo. É uma aberração ter vencido uma mísera vez. O mesmo pode ser dito de Cevert, Kubica e Pace. Mas quero ouvir vocês. Qual o pior, em resumo?

138 comentários

  1. Ricardo Stoltz disse:

    Com certeza foi o Vitório Branbrilla, pois foi um prova caótica em função da chuva e ele estava no logar certo na hora certa, pois não tinha carro(March-Ford) e nem talento perante os outros competidores daquela época(Lauda, Rega, Peterson, Andretti, Fittipaldi, Pace, Scheckter, Depalier, Reutamann, Hunt) para ser uma aposta e a vitória caiu no colo e por pouco ele não joga fora, batendo logo em seguida a bandeirada.

  2. Olivier Panis no GP de Mônaco 1996, aquela corrida foi bem esquisita só com quatro carros recebendo a bandeirada, e se houve pior do que isso nesse quesito de uma só vitória de um piloto eu não vi e nem ouvi falar.

  3. Farid Salim Junior disse:

    Brambilla, com certeza! Conhecia profundamente todas as áreas de escape de todos os circuitos, batia pacas e, foi colhido de surpresa, nas voltas finais, com a liderança, debaixo de um temporal. Venceu e, para não perder a fama, estampou o muro logo após receber a bandeirada! Uma figura, que jamais venceria uma corrida em circunstâncias normais.
    Outro que poderia ter vencido essa enquete, é o Olivier Panis, com aquela doideira de vencer em Mônaco, no meio de tudo o que rolou no final do GP. Não voto nele, pois era um bom piloto e, se tivesse um bom equipamento em mãos, teria vencido mais provas. O Brambilla, nunca!

  4. fernando delucena disse:

    concordo com a escolha de kova. mas qual seria a maior aberração por ser talentoso, ter uma carreira sólida e sequer ter vencido nada? De cabeça eu chutaria Heidfeld.

  5. Marcus Lima disse:

    Caraca, eu pensei em Johnny Herbert na Stewart, mas num é que o cara num ganhou só aquela corrida maluca?

  6. Marcelo Saldanha da Silva disse:

    Estou em dúvida entre Brambilla e Panis, mas acho que vou votar no Panis

  7. Leandro Freitas disse:

    Não é o pior deles, mas certamente a vitória mais inesperada foi a de Panis

  8. Rud disse:

    Dos que assisti, de 93 em diante, Panis disparado com larga vantagem para todos os outros. Se o Button não tivesse a grande sorte que teve a partir de 2009, a única vitória dele antes disso ficaria com o segundo lugar.

  9. Juares Gomes de Carvalho Junior disse:

    Panis…GP de Mônaco

  10. Amaral disse:

    Teve uma época em que eu via mais o Kovalainen na grama do que na pista, tanto que apelidei-o de “Cava-lá-nem”… Deu sorte por ter andado na Mclaren e estar no lugar certo na hora certa. Poderia ter ganho mais uma ou duas, e ser um Fisichella da vida. Pra mim, não é o mais sortudo não. Lembro dele fazendo boas corridas na “quêiterram”. Tirava leite de pedra daquele carro medonho de vez em quando.

    Mas, pra mim, o mais sortudo de todos foi o Maldonado. Não é mau piloto, mas acha que é muito mais piloto do que realmente é. E naquela corrida na Espanha, acordou abençoado pela fada do dente, tirou 200% do carro e fez a corrida da vida dele. Aqueles dias em que tudo dá certo pro sujeito. Se ele jogasse na loteria ganhava sozinho.

    • Fabricio.RC disse:

      Maldonado é, dentre os mencionados, o que teoricamente menos merecia uma vitória. Mas naquele dia ele derrubou todo mundo sem nenhum evento especial, então não dá pra desmerecer a vitória dele e dizer que ele não mereceu. Mas a mais inesperada, pra mim, foi realmente a do Panis.

  11. Rodrigo Brayner disse:

    Acho que Vittorio Brambilla… ele tinha fama de batedor… os outros eram mais consistentes… sei lá..julgar um piloto de F1 não é para muitos, mas um cara que venceu corrida, é mais ainda, pq para vencer uma corrida vc tem que ser bom, constante durante 305Km, não é fácil para ninguém…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *