MENU

Monday, 12 de June de 2017 - 11:40F-1, One comment

ONE COMMENT

É emocionante ver. Mas, mais ainda, escutar. O silêncio e, depois, o rugido. Luis Mendes mandou.

11 comentários

  1. Paulo Pinto says:

    Alguém tem que dizer a esse moço que a roda girou.

  2. Antônio says:

    Que bom seria se Palmer fizesse as malas e Robert Kubica estivesse em condições de capaz de assumir seu lugar…

  3. anonymous says:

    “Racing is life. Anything before or after is just waiting.” (McQueen)

  4. Victor says:

    Eddie Irvine disse que o Kubica não consegue usar as borboletas do cambio do lado do braço estrupiado dele – o que fez com que a Renault adaptasse tudo para um só lado.

  5. Giuliano says:

    Vou a Interlagos a 15 anos seguidos, pode dar a desculpa da evolução tecnológica e tal, mas nunca vou me acostumar com o som desses motores atuais, o ronco desses aspirados e muito melhor e mais saborosamente barulhento, esses atuais são muito silenciosos e parecem uma guerra de aspiradores de pó gigantes…

  6. Irio Alex says:

    Esse motor sozinho faz mais barulho que todos juntos desse ano……

  7. Daliton da Silva says:

    Isso é F1!!! Me lembro como se fora agora a primeira vez que fui à Interlagos, já na saída do metrô escutando aquele “rugido” (tava acontecendo o FP3) como aquele barulho me deixou de estapafúrdio, e mais ainda os carros freando no fim da reta oposta com o fogo saindo pelos escapamentos, dava a impressão que o motor ia explodir a cada redução de marcha! Sinceramente não vejo motivo para voltar a um autódromo pra ouvir esses motores de enceradeira, muito melhor assistir no conforto da poltrona! muito triste isso, quem viu viu!

  8. Ricardo says:

    Será que volta em 2018 no lugar de Palmer?

  9. moisesimoes says:

    – É meu amigo. Ele não “perdeu a mão”.
    Alonso não vai pra Renault? Caminho aberto.
    Um ano após o outro. Um dia após o outro. Gira mondo, gira…

  10. Que vídeo! Que vídeo! Baita sensibilidade de quem fez.

    Quase uma máquina do tempo.: Robert Kubica num F1 com som de F1 em 2017.

    É inacreditável que deliberadamente calaram a voz desses carros.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *