Comentários

  • Rosberg e Webber não engoliram ordens da equipe.
    Mas não tinham um garoto de talento já comprovado como o Ocon “no banco de reservas” só esperando para assumir a sua vaga no ano seguinte…
    E na boa, quem são Nico Rosberg e Mark Webber na lista dos melhores CINQUENTA pilotos da história da F1? Nem devem estar lá.
    Eu acho Bottas melhor piloto do que foi o Webber, por exemplo.
    Pode até ser melhor que o Raikkonen (se já não é) até o final da carreira.
    O problema é encontrar uma equipe onde não fique na sombra de alguém/colega.

  • Desnecessário! Uma triste cena…
    O que Bottas fez na última corrida foi um desrespeito ao seu companheiro de equipe, ao parar daquela forma, encostando o carro, jogando o mundo contra o Hamilton, que poderia tê-lo ultrapassado na largada por dentro e ele deu uma de macho, fechando a porta. A equipe não teve outra alternativa, pois se o Massa perdeu por um ponto, dar 7 ao Vettel seria demais.
    Lembrando Rosberg : ficou louco da cabeça e abandonou o esporte, alegando não ter força mental para superar o Hamilton, e para conseguir conseguir aquele título, fez de tudo um pouco.
    * Nota zero para Valteri Bottas, que pra mim, deveria ter seu contrato rompido por descumprimento de cláusulas contratuais, faltando várias corridas em que ele poderia ganhar após o Hamilton se sagrar campeão e por ter demonstrado de que seu lugar é na Ópera de Pequim.
    Abs a todos.

  • Mais uma bela materia, parabens!
    So’ me permito lembrar do Lewis Hamilton em sua primeira temporada na F1 em 2007, afinal, chegava na McLaren nada menos do ja’ consagrado bi-campeao “El Fodon de Las Asturias”, ou Fernandinho para os mais chegados… O entao moleque atrevido bateu de frente e “nunca levou desaforo pra casa”, chegando ao ponto de atrasar a saida do pit na Hungria nao dando tempo do Alonso fazer sua volta rapida no qualy… Dito isso, parabens Rosberg por ter vencido o Hamilton com o mesmo equipamento e ser “so’ Campeao Mundia da F1″… Abs

  • Vale lembrar que o Nico tem 30 poles, se não me engano, está entre os maiores num curto período de carreira e fazendo poles com uma Mercedes, verdade, mas contra o Hamilton, o maior e melhor da história neste quesito de forma absoluta. E ele fez pole antes da era híbrida.

  • Sobre Rosberg correto. Piloto excepcional que cresceu muito após derrotar Schumacher na Mercedes. No ato final foi campeão do mundo, entrou para história.
    Rosberg estava a altura de Hamilton.
    Agora o Webber? Perdeu um campeonato ganho para um Vettel com pouca experiência.
    Nunca esteve a altura do companheiro…… assim como Bottas,
    Ficou bravinho algumas vezes……. assim como Bottas.
    Não tinha moral na equipe…….. assim como Bottas.
    Ganhou algumas corridas…….. assim como Bottas.
    Bom piloto……. assim como Bottas.
    Enfim…. Webber era capacho da equipe, assim como Bottas.

  • Rosberg nunca foi tratado como segundo piloto. Inclusive em 2016 Hamilton ficou irritado pq a Mercedes trocou todos os mecânicos dele (passaram para Rosberg). Sem falar no episódio de Abu Dhabi. Toto wolf se irritou com Hamilton pq ele estava segurando o pelotão na tentativa de Vettel passar Rosberg. Acho que Riccardo é melhor exemplo do que o Webber (este recebia as atualizações de algumas peças depois). Abraço

  • Fala Flávio.
    Eu lembro de uma “não ordem de equipe” que definiu o campeonato em favor da própria equipe.
    Em 2010, na penúltima etapa no Brasil, o Alonso estava com 231 pontos, o Webber com 220 e o Vettel com 206 pontos, e na corrida estava o Vettel em primeiro, Webber em segundo e Alonso em terceiro. A RBR podia ter pedido para os dois trocarem de posição, pois assim o Webber iria para a última corrida apenas 1 ponto atrás do Alonso, uma vez que estava 14 pontos na frente de Vettel, que era um excepcional piloto mas não tinha liderado o campeonato naquele ano. Entretanto eles não trocaram a posição.
    E o que aconteceu na última corrida? O Webber seguiu uma estratégia de não trocar os pneus no safety car e terminou em oitavo, o Alonso terminou em sétimo e o Vettel ganhou a corrida e o campeonato. Se tivessem trocado as posições no Brasil, Vettel tinha perdido o campeonato para o Alonso por 3 pontos.
    Lembro que pensei assistindo a corrida que era uma vitória merecida, não apenas pelo talento mostrado pelo Vettel desde o tempo na STR mas também pelo posicionamento da RBR na situação específica.
    Apenas para mostrar que as vezes estas decisões “justificadas” das equipes pode jogar contra.

    Um grande abraço e:
    #ele não #nemfodendo