MENU

sábado, 31 de agosto de 2019 - 11:29F-1

SPA EM CHAMAS (3): SÓ DÁ CHARLINHO

bel192

POÇOS DE CALDAS (menino rápido) – Charlinho vem sendo o cara do fim de semana na Bélgica. Fez a terceira pole dele neste ano (as outras foram no Bahrein e na Áustria) e tem uma boa chance, amanhã, de vencer pela primeira vez na F-1. Não seria uma grande surpresa, porque a Ferrari vem dominando as folhas de tempo desde ontem e Leclerc tem sido constantemente mais rápido que Vettel. O que pode mudar o quadro de favoritismo da equipe italiana é uma mudança repentina no tempo. Até agora, não se viu uma gota d’água em Spa. O que é esquisitíssimo. Parece que a temperatura vai cair. Mas não se falou em chuva, ainda. De qualquer forma, a Ferrari é bem favorita na prova que marca a volta das férias da F-1.

Foi uma sessão de classificação de resultado previsível, apesar de algumas intercorrências na, digamos, periferia da categoria. O Q1 foi interrompido logo no início pelo estouro do motor de Kubica, o que caiu como uma luva para a Mercedes, que teve tempo de concluir os reparos no carro de Hamilton, que bateu no último treino livre. Foram dez minutos preciosos. A equipe já sabia desde sexta que neste fim de semana o negócio seria minimizar os prejuízos, diante do favoritismo da Ferrari.

Quem viveu um drama foi mesmo Verstappen. Na primeira saída, sentiu um problema no motor e teve de voltar aos boxes para ver o que estava acontecendo. Em Spa, por conta da extensão da pista, tudo é mais complicado e o relógio corre contra as equipes, porque uma volta de retorno ao pit-lane demora uma eternidade. A Red Bull trabalhou o mais rápido que pôde e conseguiu devolver o holandês à pista para, pelo menos, passar para o Q2. Ele fez o terceiro tempo tendo de enfrentar o maior tráfego da história de uma classificação. E conseguiu na bacia das almas, porque quando fechou a volta Giovinazzi quebrou, provocando uma nova bandeira vermelha com menos de um minuto para a quadriculada. Não haveria mais tempo para ninguém fazer uma volta cronometrada.

A degola ceifou Gasly, Sainz Jr., Kvyat, Russell e Kubica. Nada de novo nos dois últimos lugares. A Toro Rosso empacou com seus dois carros — é, Gasly, a vida é dura na filial – e o espanhol da McLaren já ia ser punido, mesmo, por troca de componentes de motor. O grid, aliás, ficou todo embaralhado pela enorme quantidade de punições. O melhor, mesmo, é ver as posições definitivas no Grande Prêmio.

No Q2, a Mercedes passou a andar mais perto da Ferrari, entrando na casa de 1min43s. Mas Leclerc e Vettel mantiveram o ritmo fazendo 1-2 novamente. Rodaram Grosjean, Norris, Stroll, Albon e Giovinazzi. Ricciardo, em quinto, e Hülkenberg, em oitavo, foram os destaques entre “os outros”.

A Mercedes se atrapalhou na primeira saída no Q3, com Hamilton muito perto de Bottas na volta de aquecimento de pneus. Charlinho se aproveitou e cravou 1min42s644, deixando Lewis em segundo a mais de 0s6 de distância em segundo. Vettel fez uma volta ruim, 0s8 pior que a do monegasco. Foi o tempo de todo mundo voltar aos boxes, colocar um jogo de pneus novo e sair mais uma vez. Todos juntos, mas com poucas chances de alguma mudança significativa na ordem estabelecida na primeira tentativa. Sebastian era quem tinha mais potencial para melhorar.

E assim foi. Leclerc baixou seu tempo para 1min42s519 e Vettel subiu para segundo, ainda que a 0s748 do jovem parceiro. Muita coisa. Hamilton caiu para terceiro e na sequência vieram Bottas, Verstappen e Ricardão nas seis primeiras posições. Hülkenberg, Raikkonen, Pérez e Magnussen fecharam os dez primeiros.

Charlinho é o favorito à vitória amanhã. E a Ferrari deve fazer uma dobradinha, se não errar na estratégia e seus pilotos se comportarem com distinção e civilidade. A Hamilton, resta brigar pelo pódio. Já estará de bom tamanho numa pista mais afeita aos vermelhos que aos prateados. Aliás, foi em Spa que Vettel venceu pela última vez, no ano passado. Já está demorando para levar um troféu de primeirão para casa de novo. Vai depender, no entanto, de eventuais derrapadas decorrentes do noviciado de Leclerc. Se o menino não se deixar levar pela ansiedade, ganha.

10 comentários

  1. Flavio padilha disse:

    Saudações Flavinho!!! Como Hamilton disse na Hungria, vou tratar de fazer pontos em Spa e Monza, onde as Ferraris sumirão. Apesar de torcer muito pelo 44, somente aquelas Ferrarices tirarão a vitória dos vermelhinhos e possibilitar mais um vitória do campeão. Abs

  2. CRSJ disse:

    A Ferrari pareceu a Mercedes dominando todos os treinos desse GP da Bélgica, agora resta saber se na corrida a Ferrari vai valer uma Mercedes.

  3. Raimundo Baudet disse:

    Olha Flavio, acho besteira & babaquice conmemorar o gp do SPA… un cara moreu gente!!!
    Saludos do Chile ✌????

  4. Ney Dias disse:

    Muito bem! Só não entendo essa bobagem (nascida com os bundões da Globo), de chamar o Leclerc de Charlinho, pura babaquice, desculpe.
    Alguem chamou, no começo, de Hamiltinho, ou Sebastianzinho ou Airtonzinho, ou whatever?
    Give me a break, e chamemo-lo pelo nome, ora bolas!

  5. Comentarista Crítico disse:

    Enfim a F1 está de volta. E nenhum lugar melhor que Spa Francorchamps pra ser a primeira corrida pós férias. Só acho que a chicane bus stop deveria ser mais aberta. E a corrida de amanhã promete. Será melhor uma vitória da Ferrari, mas a Mercedes pode ter uma carta na manga. Veremos!

  6. Coyote disse:

    O garotinho enfiando quase 1s no alemão. Putz!! Se a Ferrari não o tivesse sacaneado tanto no início da temporada em várias corridas o buraco seria bem mais embaixo, lá onde as barbas (na verdade, bragas) da Mercedes estariam de molho.
    Ainda sou Hamilton para esta corrida de SPA.
    Abç.

  7. Bola da Vez disse:

    Vamos ver se a Dona Zika não aparece para o garoto desta vez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>