FOTO DO DIA

RIO (à luta) – O trio Mike Conway/José Maria López/Kamui Kobayashi conquistou no fim de semana o título mundial da temporada 2019/2020 do WEC. Nenhuma surpresa. A Toyota correu praticamente sozinha na LMP1. O outro trio do time japonês levou Le Mans neste ano — Sébastien Buemi/Kazuki Nakajima/Brendon Hartley. Não vou dizer que foi um arranjo, seria leviandade, mas ficou bom para todo mundo. O carro #7 dos campeões venceu as 8 Horas do Bahrein com pouco mais de um minuto de vantagem para o #8. E todos ficaram contentes.

O que importa aqui é que foi a despedida do Corollão aí em cima, o incrível TS050 Hybrid, já que a LMP1 nos moldes que conhecemos hoje será extinta no WEC. A Toyota está na categoria desde 2012. Disputou 64 corridas, venceu 29, fez 26 poles, 24 melhores voltas e ganhou os títulos de pilotos e construtores três vezes em oito temporadas.

Nesse período, informa a Toyota, o consumo de combustível foi reduzido em 35% e os tempos de volta em Le Mans caíram cerca de 10s. Desde a estreia, em 2016, o TS050 Hybrid teve 11 pilotos diferentes em 34 corridas, venceu 19 provas do WEC (três delas em Le Mans), fez 16 poles e 15 melhores voltas.

É um cartel e tanto para um carro espetacular — como são todos da LMP1. Agora começa a era dos hipercarros, prevista para 19 de março em Sebring.

Vai descansar, Corollão. Já entraste para a história.

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Erton Domingues Leite
Erton Domingues Leite
1 ano atrás

Nada supera as quatro argolas! Saudades da Audi!

Tiago
Tiago
1 ano atrás

Na minha opiniao de m*, titulos correndo contra ninguem, carro sem sal.. a LMP1 vai deixar muitas saudades, mas a toyota praticamente pagou pra ganhar sem concorrência.

Acarloz
Acarloz
1 ano atrás

Monstro

Rodrigo Momo
Rodrigo Momo
1 ano atrás

Sou muito realizado em ter ido ver essa máquina voando baixo em Interlagos.

Silvio Silva
Silvio Silva
1 ano atrás

Onde estiver o Koba, vou torcer pra ele. Pra mim, um piloto que não foi aproveitado na F1, lugar errado na hora errada, escolhas erradas, falta de patrocínio, não sei.
É aquele piloto que deixou a impressão de que deveria ter oportunidades para mostrar a qualidade que tem, e tem muita.
Parabéns campeão!!!

Jonny'O
Reply to  Silvio Silva
1 ano atrás

Concordo, esse é o grande ponto negativo da F1 atual, sua retranca na renovação de pilotos em times de ponta , se hoje em dia existe pouca alternância nas forças dos times, a coisa fica pior ainda na falta de mudanças de cadeiras . Isso queiram ou não , desregula qualquer comparação de estatística com o passado , compara-los é errado.
Também sou um grande fã de Kobayashi , uma pena não ter visto o japa em time de ponta , que seja por dois anos , não precisa ficar chocando um seculo como está o Bottas.
Kobayashi deve ter dado muitas risadas quando viu a F1 usar asas móveis , ele em seu melhor tempo ,não precisava delas ,definitivamente!!!!

Jonny'O
1 ano atrás

Infelizmente o WEC terminou dessa forma , o fato do time Rebellion desistir de ir disputar a ultima corrida ” mesmo com chances matemáticas de vencer” , nunca vi algo assim em um mundial qualquer, isso dá mostras da real importancia hoje em dia do WEC , é nenhum!!!!

Vai servir para efeitos estatísticos , uma pena.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Bonitão!

Fico imaginando uma “Le Mans dos sonhos” com Peugeot, Audi, Ferrari, Porsche, Toyota, Matra, BMW, Sauber-Mercedes, Jaguar, Mazda e Bentley,

11 Fabricantes, com os inumeros modelos dá para montar um grid com uns 60 carros… ia ser um pega para capar… já pensou ver o Peugeot 305 novamente… show!

É uma pena ter acabado.

claudio
claudio
1 ano atrás

Esses carros do WEC são muito legais. Ao Corolão, bom descanso guerreiro.

Bascuia
Bascuia
1 ano atrás

Uma pena não ter havido competição para esse monstro nós últimos anos. Mas a unificação de regulamento com a IMSA vai ser um troço legal demais!