MENU

sexta-feira, 13 de julho de 2012 - 22:36Antigos em geral, Nas asas

DEDICAMOS AO…

…rapaz que sugeriu comprar um Cessna em vez do Aerocar. Vídeo precioso enviado pelo Rodrigo Lombardi.

32 comentários

  1. Eduardo disse:

    Eu pagaria “taxa de TV” para ter programação com qualidade da BBC (que também é livre de propagandas).

    Oh, espere, eu já pago uma fortuna na TV a cabo com programação questionável e cheia de intervalos “comerciais”.

  2. Enko disse:

    lembro que na década de 70 a 4 rodas exibiu uma matéria em que um homem chegava em um aeroporto dirigindo seu ford pinto, acoplava as asas e saia voando. solução, melhor que esta j´[á que era feito sobre um carro de série.

  3. Lucas Martin disse:

    Muito Legal, ainda terei meu autogiro pra brincar por aí!
    http://youtu.be/SgHSaNtAMjs

  4. Mauricio Alves disse:

    Do jeito que são as normas do FAA, eu imagino a quantidade de certificações que esse Aviocar teve que passar para poder sair do chão!

  5. rodrigo mota disse:

    vamos lá:

    o Aerocar é uma série de veículos projetados nos EUA com o objetivo de permitir a qualquer pessoa um veículo que possa proporcionar a rapidez de uma aeronave com o tamanho de um carro.

    o Aerocar na verdade é um projeto único, principalmente porque saiu do papel, foi feito em um número superior a 2 unidades (protótipo e prototipo de certificação da FAA) e porque solucionou muitos problemas anteriores…

    pontos positivos:

    1) o “modo carro” realmente é compacto…

    2) o motor é o mesmo para o “modo carro” e “modo avião”, um motor de 140 HP, sua conversão se dá por um sistema de “embreagem” que deve ser conectado antes do vôo…

    3) tanto o consumo terrestre quanto em vôo são relativamente baixos…

    4) caracteristicas de vôo semelhantes a um C152 ou Cherokee-140, ou seja, uma aeronave dócil de voar e que suporta bastante porrada…

    5) o motor vai demorar um tempão para fazer manutenção, isso porque motores aeronauticos tem suas revisões baseadas em “horas de funcionamento” e não em KMs ou Mi (Milhas Terrestres). bem como as outras partes…

    6) ausência de câmbio, Aviões não tem marcha. no aerocar só existem 2 opções no modo carro “foward” e “reverse”…

    contras:

    1) a dinâmica de vôo é diferente de dirigir um carro, exige uma noção 3D porque além de ir pra frente e para os lados deve-se subir e descer, tudo isso ao mesmo tempo. se a maioria das pessoas mal sabe olhar para os lados imagine se vão conseguir olhar pra cima ou para baixo! não se pode confiar uma aeronave nas mãos de pessoas sem treinamento e sem capacidade…

    2) os pedais de acelerador e freio se tornam pedais direcionais no “modo avião”, isso causa um problema para quem nunca pilotou uma aeronave na vida, no modo Avião o controle das rodas no solo é feito com os pedais e os freios se tornam individuais, cada lado tem os seus…

    3) diferente do que pensa o “especialista” um Aerocar no modo Avião é maior do que um Cessna da mesma classe. e quem tem um Cessna não vai trocá-lo por um Aerocar. acreditem, eu sei o que estou falando…

    4) a manutenção é cara, isso porque apesar de poder andar como um carro a mecânica é de Avião, e nos EUA a FAA nem em sonho vai liberar uma oficina automotiva a fazer reparo de aeronaves…

    5) partindo do principio que todo mundo vai querer pousar/decolar em avenidas ou ruas teoricamente todas as ruas e avenidas deveriam ser homologadas como pistas de pouso/decolagem. e para isso uma coordenação de tráfego aéreo específica deveria ser criada…

    o problema é que mesmo sem uma interferência de ATC (controle de tráfego aéreo) o espaço aéreo precisaria ser reconstruido e requalificado, os “Pilotos-motoristas” precisariam aprender a obedecer as regras de tráfego aéreo a risca e um bom senso também seria útil. mesmo com isso tudo o número de acidentes envolvendo “Aerocars” seria grande…

    6) o sistema de conversão “carro-avião” é trabalhoso, para um Piloto Comercial treinado isso é feito em menos de 15 minutos. agora para um “Piloto-Motorista” sem treinamento e sem paciência isso seria uma árdua tarefa…

    Solução?

    não sei. talvez uma tecnologia embarcada como a existente no Cirrus poderia ser a solução, mesmo assim o “modo avião” deveria ser o mais automatizado possível para evitar cagadas por parte dos amadores, um sistema integrado com RNAV e GPS com “rotas-padrão” também seria útil para permitir ao ATC uma coordenação com as demais aeronaves…

    Aerocar pra mim é um ótimo projeto, mas fica bom nas mãos de Pilotos bem treinados. e só…

    • Thiago Sabino disse:

      Rodrigo…

      Não é carro para motoristas comuns, é meio até óbvio dizer isso.

      Seria praquele cara, que tivesse uma licença de Piloto Privado, e que curitiria ter um avião clássico. O valor histórico dele é mais de 100.000 vezes maior do que um Cessna 152….. E se eu tivesse um 150 (mesmo aerobat), mas pudesse trocá-lo no Aerocar, trocaria sem pestanejar! Cessna 150, 152, 172, 182, 210, o kct a 4, você acha de baldes por aí. O Aerocar é único!

      Não é um avião com propósitos de rentabilidade, custos, etc. Esse aviãozinho/carrinho tá longe desses conceitos modernosos que regem a nossa vida mundana. Isso aí é pra torrar óleo caro, é pra torrar combustível não tendo a mesma eficiência de um Cirrus, não voar na mesma velocidade de um Cessna Columbia, e por aí vai. É um mimo, é um bibelô com valor histórico incalculável hoje. Imagina daqui uns 20 anos…..

      Se eu quisesse ter um avião pra poder pagar as contas, preocupado com o preço do AvGas, ou mesmo , se pagar, aí sim, iria atrás do Cessna 150, ou mesmo 172.

      Como ele é fora desse propósito, lhe digo: É um avião sim, que , dependendo do dono do cessna, o trocaria sem pensar.

      É como ter um Maverick: vai ficar correndo atrás de combustível barato, e óleo barato? O propósito é diferente de quem tem um 1.0 pra cidade.

      Abraços.

      • rodrigo mota disse:

        sem dúvida. eu não questiono a originalidade do Aerocar.

        eu apenas acho que esse conceito de “carro-avião” não vai dar certo. não dá certo liberar uma aeronave para um motorista comum. é pedir pra ter acidente, e sério…

        eu não questiono o Aerocar. eu apenas acho que essa idéia de “avião para todos” não vai dar certo. Avião exige cuidado, exige mecanico bom, exige profissionalismo. se já tem muito Piloto de ultraleve que pensa que voa imagine um motorista?

        na verdade o Aerocar tem sim uma utilidade, é um veículo versátil que se fosse atualizado daria sim lucro, um motor de 250hp com aviônica do Cirrus daria certo sim. muitos operadores particulares gostariam de ter um para voar no final de semana e dirigir na cidade durante a semana. eu inclusive. teria 2 veículos em 1…

        SE um Aerocar NG tivesse 4 lugares, com velocidade na estrada de até 200km/h e 150KT em vôo com um alcance de 600km ou autonomia de 4 horas com painel G1000 aí o C172 e mesmo C182 perderiam terreno fácil fácil.

        nos EUA para a pessoa poder usar o Aerocar mesmo no modo carro a pessoa precisa ter o Piloto Privado e eu acho justo, é um carro com mecânica de Avião, precisa saber operar nos 2 modos…

    • Bruno Abila disse:

      Bom, pra mim, o Aerocar é um avião que se transforma em carro, não o contrário.

      Começando pelo condutor: Um piloto de avião, geralmente sabe dirigir carros. Motoristas de carros, não.

      Assim como a mecanica: um carro pode ter motor de avião, sem problemas. O avião, não pode ter mecanica de carro, pois há necessidades especiais (vitais) de torque e confiabilidade.

      A aerodinamica: um carro não precisa ser aerodinamico para andar, pode ser uma caixa de sapato em grande escala com motor, que anda. O Avião tem necessidade especial nessa área.

      O aerocar é muito legal sim, e gostei de ver como ele voa no video postado.

      Mas pra mim não é carro que se transforma em avião. É um avião, que pode ser utilizado como carro nas ruas.

      Alias, belissimo pouso que o comandante fez no final do video, mostrando como o Aerocar é firme e na mão, e com atitude de pouso boa, pois aviões asa-alta geralmente fazem essa manobra com nariz mais alto.

  6. Helder Ramos disse:

    Alguem viu a helice ?? suponho q fica atraz mais eu não ví !!!!

  7. Oia! Voa! Realmente um dos sonhos de qualquer criança: um carro que voa. Cool.

  8. André – BH disse:

    Ô, libras bem investidas as que vão pra BBC.

  9. Fernando de Almeida disse:

    Muito, muito legal mesmo !!

  10. Pedro disse:

    Projetos como esse que dão tesão de ser engenheiro, legal demais… valeu pelo vídeo!

  11. Miguel Direito disse:

    Grande Mae do enorme Top Gear. Estes caras amam motores a sério. E sempre com a qualidade e fleuma da BBC

  12. focacruz disse:

    Não sei qual besta é maior: se o guri que falou tamanho disparate ou o tal blog “techtudo” – são experts em nada sem noção e valor da história.

  13. eduardo Torres disse:

    Sensacional!

  14. Jeambro disse:

    O figura é cria do NA (tinha que ser), mas ele é novo e ainda tem tempo para aprender.

  15. Castro disse:

    É um mundo cheio de chatos mesmo. Mas pelo menos o expert não sugeriu comprar o cesna e com o troco comprar mais 18 corolas.

  16. Celio Ferreira disse:

    Nada mais é que um avião com 4 rodas , e com as asas e parte trazeira desmontável,
    No chão é lento e sem estabilidade no ar é melhor comprar um Cesna.

  17. Thiago Sabino disse:

    Muito foda.
    E ele parece tranquilinho de pilotar, sõ não tem cara ( e jeitão ) de gostar de curvas muito inclinadas….

    Mas é uma peça raríssima de colecionador, acho que nem tem valor…

    Agora, se algum brazuca comprar, esquece. A ANArC não deixa isso aqui voar nem por um caralho…. E o DETRAN? será que emplaca?

    Melhor ficar por lá mesmo, vou torcer pra esse pássaro estar em Oshkosh daqui 10 dias, quem sabe eu consiga vê-lo.

    Legal demais o video.

  18. Dav disse:

    Bem doido aproposito Flavio Gomes olhando no youtube achei esse video e de um jogo novo de F1 oficial onde os pilotos sao em visual infantil (cabeçao)

    http://www.youtube.com/watch?v=ypp9mF-nArY

  19. Wolfpack disse:

    Em algum lugar no passado, este espírito inventivo e de inovação se perdeu neste país. Mais precisamente a 106 anos atrás. Hoje somos uma nação extrativista, como no passado, antes a borracha retirada das seringueiras e hoje o soja e minério de ferro. Este vôo sobre Orlando mostra quão distante estamos dos fundamentos que tornaram os Estados o que são hoje.
    Aerocar é apenas um dos exemplos que formaram este Estado. Aqui impera os carros chineses, coreanos, japoneses,… Não dispomos de nenhuma marca forte. Passamos pela era do automóvel sem tentarmos… Sim, passamos, pois hoje automóvel é comoditie também. Países como Suécia não investem um tostão a mais nestas máquinas entregando a chineses o controle de suas companhias. O mesmo fez a Inglaterra. A PSA (Peugeot Citroen) tenta a sobrevivência se aliando a nova GM, pois a antiga está falida. A VW controla a Porsche, Skoda, Scania, MAN, Audi, Rolls&Royce, Bentley, Lambo, Ducati, SEAT. A Fiat está cambaleante. As japonesas se resumem a Toyota, Honda e Nissan. Mitsubishi, Susuki, Daihatsu, Subaru encolheram.
    Passamos esta era sem uma marca nacional. Sempre seremos um país de commodities.
    Belo vídeo do Top Gear sobre o Aerocar.
    Acho engraçado quando economistas, os seres mais ouvidos e adorados no planeta Brasil, se reunem para discutir a crise, se devemos aumentar os juros, dimimuir o déficit primário… Vivem em um mundo surreal, onde não se produz um alfinete. São especuladores, tratam o mundo real em uma ambiente surreal como no CERN na Suíça. Pergunte a um Chinês e a um Alemão se o que importa a um país é produzir a mais avançada caixa de transmissão de oito marchas, ou a bateria de íons de lítio mais eficiente para os novos veículso híbridos ou a déficit primário,… Enquanto a China produz milhares de engenheiros, aqui formamos advogados, administradores, ciências humanas, etc… Bem, por lá não precisam disso, eles devem produzir bens para a sociedade, não especular com dinheiros de commodities. A Alemanha hoje sustenta a Europa baseada em sua indústria mecânica forte, consolidada, sólida. Uma máquina tão poderosa que nem Hitler pensou em ter. Hoje podem fazer o que desejarem, enquanto em outros países se pensa em como especular e ganhar em um mundo surreal. A verdade baterá a porta de cada brasileiro forte nos próximos meses. Cigarras vs formigas. Todos sabemos o final da história.

  20. fernando luis porreca disse:

    Flavio, cade a helice,

  21. Luis Fernando disse:

    Gominhos em férias? Não tem Aerocar para passear? Mostre este site para eles: http://bibikalki.narod.ru/portugalskij/lada/Lada/
    Tem milhares de desenhos para colorir (apesar que eles já estão grandinhos para isso), mas escolhi um ao acaso, como você diz. abraço.

  22. Squa disse:

    Porra, tem que ser macho pra voar nessa geringonça.

  23. Adal Avin disse:

    Incrível, fantástico!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>