MENU

segunda-feira, 3 de junho de 2013 - 17:09ESPN Brasil

FALA MUITO

950espnSÃO PAULO (e nada sobre Neymar) – O podcast “Limite” desta semana está no ar. Na pauta, Stock, MotoGP, a morte no kart, Indy e um especialzinho sobre os 20 anos da última vitória de Emerson Fittipaldi em Indianápolis, inclusive contando umas histórias sobre a participação de Piquet naquela corrida.

Para ouvir, aqui.

16 comentários

  1. Harlan Rodrigo disse:

    Flávio,

    Me tire uma dúvida sobre o “Warm-up”. Ele já está integrado ao Flipboard, aplicativo para android e IOS, que facilitam a leitura de notícias e agrupa todas em um único lugar? Não consegui achar na lista do app, mas acho que será muito adequado ao portal, especialmente para os blogs e para a Revista.

    Vlw, até…

  2. Marcelo Mendez disse:

    Flávio, me desculpa a intromissão aqui em vosso Blog mas, eu queria agradecer a sua gentileza de ter Retuitado minha crônica sobre o Maracanã (DEIXEI MEU CORAÇÃO SANGRAR NA GERAL DO MARACANÃ) no Terra Magazine. Não consegui faze-lo no twiter mas não poderia deixar de tentar por aqui. Brigado e vc é um puta cara maneiro!

    Abraço!

  3. Andre disse:

    Oh no!!!!
    Falando (e nada sobre o Neymar) ja e a mesma coisa que falar dele…

  4. Fernando Sandrini disse:

    Quando teremos o Limite de volta na TV ? Quem tirou do ar é um …….Aliás, desde que o Palomino assumiu a direção da emissora, só fiasco…. uma pena.

    Flávio – Ontem postei no blog do Victor um link do Terra onde diz que a Globo anuncia hoje se vai transmitir ou não o GP do Canadá pois tem jogo do lixo canarinho as 16h… Você sabe de algo já ?

    Segue o link: http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/jogo-do-brasil-pode-deixar-fas-de-f1-sem-corrida-ao-vivo-na-tv-aberta,53f7460a7ca0f310VgnVCM20000099cceb0aRCRD.html

    Abraço

  5. André Mendonça disse:

    Bom mesmo é ouvir Rush na abertura :)
    Qual o nome dessa música mesmo?

  6. José Morelli disse:

    Flávio, discordo um pouco da sua opinião sobre a Bia, acho que ela tem feito um excelente trabalho, se você for avaliar Indianapolis 500 como um todo, ela não fez uma má atuação. Em primeiro lugar, não é nem um pouco fácil se classificar pro grid de 33 no Brickyard estando fora de ritmo (já que ela não está a temporada completa). E a prova em si, me recordo de ter visto uma atuação sólida.

    E acredito que se ela estivesse em Detroit, faria um bom trabalho sim. E por favor, não judie da Indy, a categoria tem qualidade sim, claro que não são os áureos tempos de Emmo Fittipaldi, Al Unser Jr, Nigel Mansell, Mario Andretti e companhia limitada mas tirando a F1, a Indy concentra um núcleo interessante de pilotos. Não é nenhum piloto de GP2, AutoGP e World Series que encara pistas como Indianapolis, Texas, Long Beach, Pocono e etc, tem que ser firmeza pra estar lá. O grid da Indy é um grid mediano sim, com altíssima qualidade se considerarmos o naipe de alguns, Helinho, Tony, Sebastian Bourdais, Justin Wilson. Se fosse assim do jeito que você fala, o Rubinho teria erguido vitórias ano passado após passar 19 anos na F1…..o Rubinho não só levou um pau na Indy como saiu desmoralizado com o rabo entre as pernas.

  7. Francisco disse:

    Piquet nao largou “lá atras” na Indy 500 93, como diz o FG. Ele largou em 13*. Considerando um grid de 33 carros, a posição nao pode ser considerada “lá atras”.

  8. Martim disse:

    São 19:42. Vou ouvir depois, não posso interromper a Voz do Brasil rs

  9. John McClane disse:

    E o Piquet… era “só” o Piquet. Fodástico. Imagino se ele encontrou o Mansell por lá e o que devem ter se falado – ou xingado.

  10. John McClane disse:

    As 500 milhas de 93 foram, talvez, o auge da F-Indy. Puta grid. O Emerson ganhou, mas garfaram o Raul Boesel, que, se não tivesse sido punido, provavelmente teria vencido. Teve um pega animal do Mansell contra o Al Jr. também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>