FERRARI EM LE MANS? | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 9 de junho de 2014 - 19:07Automobilismo internacional

FERRARI EM LE MANS?

RIO (seria bem bom) – Há uma certa boataria apontando para um anúncio importante que a Ferrari pretende fazer sábado, antes da largada para as 24 Horas de Le Mans. O anúncio seria a volta da fábrica às provas de endurance na categoria de protótipos, hoje chamada de LMP1, que tem Audi, Toyota e Porsche na linha de frente. Parece que Alonso agendou uma passadinha pelo circuito francês, segundo o link enviado pelo blogueiro Enzo Brocker.

Aí, Luca di Montezemolo escreve um artigo para o jornal “Il Messaggero” e diz que seu sonho é ver um carro oficial de Maranello em Sarthe.

Donde se conclui imediatamente que algo sério está para acontecer.

Vale lembrar que a Ferrari tem nove vitórias em Le Mans, a última delas em 1965. E muitos outros resultados marcantes, como o segundo lugar de 1973 com Merzario e Pace. Aliás, a única foto de piloto brasileiro no gabinete de Enzo Ferrari em Maranello é do Moco. A sala onde o comendador assistia às corridas pela TV foi mantida intocada depois de sua morte, em 1988.

pacelemans73b

62 comentários

  1. paulo celso angelino disse:

    acho ótimo, lembro dos tempos das vitórias das 250; 275; 330 p4; 312 pb, (sou um pouco velho) além disso será um laboratório para o desenvolvimento da tecnologia dos motores elétricos para usarem na formula 1 e para mim se houver confirmação será a melhor notícia deste ano para um ferrarista fanático.

  2. Antônio disse:

    Seria muito legal se os fabricantes cedessem equipamentos para as equipes particulares interessados em competir na classe principal ( Se houver algum…) como era no passado. Teríamos um grid mais numeroso na LMP-1 e não precisariamos de premios de consolação como os de LMP-1 privados. Seja bem vinda Ferrari, vai comer poeira, mas em alto nível…

  3. alan disse:

    LE MANS = AUDI , e o resto e’ resto!!!!

  4. Adilson disse:

    Depois de ser esmagada pelo GT40, o monstro de Le Mans, quando os GTs fizeram 1º, 2º, 3º, 5º e 6º lugares, nunca mais ganharam nada em Sarthe, hehehe. Após mais alguns anos de invencibilidade do ianque/inglês, os europeus mudaram as regras para se livrarem do MONSTRO, hahahaha!

  5. Talles Almeida disse:

    Hoje a F1 vale mais para a Alfa Romeo do que para a Ferrari.
    Eu acho que é um sinal de que a Europa está se reerguendo.
    E o Tio Bernie morreu politicamente.
    As Mecas logo menos vão pular fora também.

  6. Paulo Emilio disse:

    Engraçado ! a Ferrari chegou a construir e testar um novo modelo para competir no Mundial de Marcas de 1974 , e tentar vencer a Matra , mas o mesmo Luca de Montezemolo fez a cabeça do chefões da Fiat que vetaram a verba para a continuação da Ferrari no Campeonato, por consequência em Le Mans ! Passaram a se dedicar exclusivamente a Formula 1 , aonde não viam tendo bons resultados ! 40 anos depois o homem parece mudar a estratégia , será que pelo mesmo motivo , o fato da Ferrari andar mal na Formula 1 ? Enzo Ferrari deve estar se contorcendo no túmulo !

  7. EduardoRS disse:

    Ano que vem teremos Audi, Porsche, Toyota, Nissan, e quem sabe Ferrari… o WEC vai ficar mais legal que a F1! (Na verdade já está, só falta mais gente correndo).

    Para quem quer usar as pistas como laboratório de tecnologia aplicável a carros de rua, não há a menor dúvida de que o WEC é o melhor caminho atualmente. Os campeonatos de turismo viraram “stock”, o mundial de rali se corre com gaiolas com carenagem de fibra, e a F1 é tão engessada que parece campeonato monomarca.

    Regras mais soltas, menos “coxinhismo”, menos encheção de saco, marcas legais, pilotos de renome, boa cobertura… tem tudo pra ser um show.

  8. ricardo bahmed disse:

    algum canal vai transmitir a corrida?

  9. Ulisses disse:

    Opa!!!!!! Que ótimo!!!!!
    É impressão minha ou estou percebendo um distanciamento progressivo dos grandes fabricantes do campeonato de F1? Ainda mínimo, mas aos poucos ficando mais claro.
    Talvez estejam começando a perceber que outras categorias exponham melhor os seus produtos que a politicamente correta, fresca, cara, cheia de regras, restrições e punições que a F1 acabou por se transformar.

  10. Marcos disse:

    Sim ano que vem tem a Nissan

    Agora juntando uma coisa com a outra, Adrian Newey falando que ira deixar a F1 um pouco de lado, por ter um regulamento muito travado, o WEC um regulamento muito aberto, a Red Bull com dinheiro de sobra, não duvido nada quem em breve nao tenha um Red Bull na LMP1

  11. Dk disse:

    Eu acho até meio óbvio que a Ferrari vai voltar para o endurance. É o caminho natural para as montadoras desenvolverem tecnologias de economia de combustível e durabilidade com a regulamentação de emissões cada vez mais rígida. Cada grupo de montadoras provavelmente terá sua representante. Não tem nada a ver com saudosismo mas seria lindo ver um grid de le mans cheio de protótipos. A Nissan já anunciou que vem, honda deve vir logo após se reestabelecer na F1 e a Ferrari tudo indica que volta. Mas esqueçam Alfa e Cia. A Ferrari já estará desenvolvendo tecnologia que um dia cairá nas mãos de Alfa, Fiat e Maserati. A Nissan representa Renault e Infiniti e a Porsche é o ponto fora da curva, ou não, eles jamais usariam tecnologia desenvolvida para a VW pela Audi. Vejo um grid Lmp1 cheio nos proximos anos. Agora sem embasamento nenhum, seria legal a Mclaren entrar também, e a Mercedes, Aston, Jaguar… E quando o esporte se tornar comercialmente viável no sentido de vender carros e produtos de patrocinadores poderemos ver talvez Bentley (vw), Bugatti (vw), e talvez até alguns “garagistas”. Red Bull quem sabe com Adrian Newey desempenhando um novo papel na Red Bull. Vamos olhar pro futuro, Chevron, Chaparral, Sauber e Cia. não tem mais bala pra correr na Lmp1 em Le Mans.

  12. Fernando Kesnault disse:

    Porque o Moco foi o único piloto brasileiro da scuderia que mostrou ter garra e competência, enquanto outros (Deus nos livre)……

    • Igor Dusse disse:

      Vamos falar a verdade.
      Os outros só chegaram na F1 depois que Enzo faleceu.

      • luiz alberto disse:

        Vocês estão cobertos de razão,e quem o viu correr sabia o quanto ele era bom,pena que morreu no ano em que tinha carro para ser campeão.Tinha garra ,competência e determinação,era um ganhador,na época tinha o maior respeito de John Surtees, e o iniciante Frank Williams entre outros,completamente diferente dos dois últimos brasileiros na rossa di Maranello,que não passaram de C A P A C H O S.

  13. Sandro Macedo disse:

    Me lembrei de um vídeo do ano passado com o Alonso encantado com o carro da Audi, ele até ficou tirando fotos.

  14. Ford Man disse:

    Se a Ferrari voltar a Ford volta, só para espezinhar. Com a inscrição na Carenagem do GT: “The Ferrari Killer”

  15. Acabei de comprar a miniatura da 312PB do Moco, está nas bancas, da série de fascículos com minis 1:43 de carros da Ferrari. Valeu cada centavo pois é linda.

  16. Gus disse:

    Seria nada menos do que espetacular; mas o único movimento nas cercanias de Maranello eram os motores 1600cm3 sob a capa da LaFerrari (tendo em vistas a F-1 e uma nova versão do supercarro de rua).

  17. Paulo Barros disse:

    WEC está ficando mais interessante que F1.

  18. Luiz Mazzoni disse:

    Tive o privilegio de ver este carro no ano passado la em Goodwood festival os speed….

  19. Sandro disse:

    1965? Faz tempo, hein?!
    E para acabar com a hegemonia da Ferrari a Ford – com a ajuda de Carroll Shelby – produziu o lendario GT-40!!!
    Le Mans… Audi, Porsche, Ferrari, …

  20. Luis Carlos Gonçalves de Oliveira disse:

    O problema da Ferrari é a ineficiência. Ela tem dinheiro mas não sabe construir carros vencedores. O projeto de 2014 na fórmula 1 não ganha sequer corrida de bigas. Disputar as 24 horas de Le Mans e o mundial de fórmula 1 é para uma equipe organizada. A Ferrari vive no passado, um mundo de sonhos onde alta tecnologia não é importante.

  21. disse:

    Pace, que o Comendador ligava pessoalmente o convidando para ser piloto oficial.
    FG, Chiquinho andou com o Moco na 312P no 1º teste na Ferrari!

  22. Fernando Carvalho disse:

    e aí.. ficaria faltando : Alfa-Romeo ; Matra , Chevron e a Lola…
    Saudosismo ? é … é isto mesmo……

    • Fernando Amaral disse:

      Xará, aí sim seria sensacional.!
      mas será bacana já com a adição da Ferrari – e a lógica da parada creio ser se valer de LeMans paradesenvolver a motorização exigida na F1 de agora em diante, motorização híbrida veio para ficar, claro.
      Afinal, que eu saiba a FIAT não produz nenhum modelo híbrido, ou faz?

  23. Rafa disse:

    O Alonso estará mesmo em Le Mans. Há cerca de uma semana, a organização enviou e-mail informando que ele será um dos três homenageados, junto com o McNish e um terceiro, cujo nome não me lembro

  24. Carlos Pereira disse:

    Seria muito, mas muito bom, para os torcedores do automobilismo, ver uma tradicional marca como a Ferrari alinhar no grid das 24 Horas de Le Mans.
    Gomes, só uma dúvida : O MOCO correu pela equipe OFICIAL, ou foi uma satélite ?

    • Claudio Antonio Silva disse:

      Moco era piloto oficial da Ferrari no campeonato Mundial de Marcas. Don Enzo gostaria de telo pilotando um F1 mas na época a situação da Ferrari não era muito boa e ele preferiu correr de Surtees

    • Fernando Amaral disse:

      Pela oficial, sim senhor.
      Disputou creio todas as provas do mundial de endurance de 1973 no carro #2, o lindo modelo 312PB da foto, geralmente em dupla com Arturo Merzario.

      Na foto, Pace está entrando na curva Karussell do Nürburgring, 1000 Kms; nessa prova houve mais um daqueles típicos atritos piloto X equipe do Cavallino, Merzario desobedecendo a ordem de equipe que privilegiava Jacky Ickx (desde sempre) ultrapassando o belga logo antes da reta dos boxes, para deixar claro a sua insatisfação com as ordens que faziam Ickx conduzir sua PB com excessiva ‘tranqüilidade’ para a vitória.
      Mas veio então a inevitável parada de reabastecimento e troca de pilotos, Pace entrou sob estrita ordem de deixar Ickx continuar à frente (tinha retomado a liderança com a parada do #2), e assim foi até o final, dobradinha das Ferrari #1 e #2 ,mas sem Merzario no pódio, que p. da vida foi-se embora antes do final da prova.
      Essa prova foi em maio. Em junho aconteceria a “24 Horas” , onde o galinho frances (Matra-Simca, Pescarolo/Larrousse) derrotaria o cavalinho italiano, e a partir de então encaixaria vitórias em série, arrasando a concorrência rumo ao título da endurance em 1973.

      • disse:

        E estreou na Ferrari em Österreichring, 12 de Junho 1972. 42 anos que também a Hollywood andou com Luizinho e Tite, e o companheiro do Pace, um tal de Helmut tirou o Peroba da prova.

      • Roberto Borges disse:

        Não é uma resposta mas uma pergunta ao mestre Dú:
        por acaso o tal de Helmut é um que ficou cego de um olho numa pedrada? Foi nesse mesmo ano…

    • Roberto Borges disse:

      Foi pela oficial Carlos!
      Naquela época os contratos não eram como hoje e os pilotos podiam correr de muitas coisas e em times diferentes. Hoje é um mimimi só!

    • Carlos Pereira disse:

      FERNANDO AMARAL e ROBERTO BORGES, grato pelas informações. Bacana que antes mesmo do Barrichello ser piloto oficial na F1 da Ferrari, já tivemos um piloto oficial Ferrari. Pena que nos deixou cedo… parece-me que era muito bom piloto.

  25. Sanzio disse:

    Flavio, pode juntar às “evidências” o fato de o Alonso ter soltado esses dias que preparo físico e motivação não é o problema, e sim levar o carro a seu limite por duas voltas e passar o resto economizando..
    Como diria o príncipe da Jovem guarda: Significa. E muito!

  26. Chupi Alonso! disse:

    Procurando Empregonso já entendeu que na F1 não dá mais. Cada dia fica mais pra trás.

  27. J1_1nior disse:

    em dezembro do ano passado o Mark Webber, soltou um tweet meio que dando parabéns pro Alonso e para Ferrari dizendo que eles iram voltar pra Le Mans, provavelmente ambos já haviam conversado especulado sobre essa possibilidade. Eu acho que o Alonso tem a vontade de ser como um piloto das antigas, ele só quer o Tri para se aposentar, não duvido que esteja de olho também nas 24h e também quem sabe uma tentativa nas 500 milhas, já provou o que tinha de provar. E ano que vem também tem a volta da Nissan a Le Mans, o JP de Oliveira como piloto oficial da marca no Japão tem chance de correr no solo Francês.

    • Paulo F. disse:

      Alonso piloto das antigas?
      Quero ver sentar em um carro da Indy para tentar as 500 milhas!
      Piquet (pai), o mais próximo que esta geração teve de “piloto das antigas” tem amargas recordações até hoje!

  28. Flavio, Fernando Alonso foi convidado para dar a bandeirada de início da corrida.

    http://formula1.ferrari.com/news/alonso-guest-starter-le-mans-24-hours

    Certeza que a Ferrari vai voltar para Le Mans, até para pressionar a F1. Talvez em 2016. E um dos pilotos poderá ser Massa… chute calculado…

    Só não sei se a Ferrari terá grana para ficar nas duas categorias.

  29. Ver a Ferrari na LMP1 vai ser fantástico, mas com certeza eles vão usar esse investimento para aumentar o mimimi e fazer ameaças de deixar a Fórmula 1, como fizeram há alguns anos.

  30. Antonio Luiz Siqueira disse:

    E a endurance cresce…..se a Ferrari for, pode ser um sinal…….um ótimo futuro. Algo que já está ficando bom, vai melhorar.

  31. Victor disse:

    O lado ruim dessa estoria é que, se acontecer, a Ferrari vai gastar até os tubos para serem vitoriosos, obrigando as outras equipes a fazerem o mesmo. E ‘deus’ sabe o quão frágeis, financeiramente, são essas equipes do mundial de endurance – sendo a maioria times privados. O alento é que, ao contrário da F1, as outras equipes/fábricas tem perfeitas condições de ‘peitar’ a escuderia italiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>