ČEZETA ELÉTRICA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 5 de janeiro de 2016 - 11:02Lambretta & cia.

ČEZETA ELÉTRICA

cezetelet

SÃO PAULO (melhor que nada) - Não, não sou um fã enlouquecido de veículos elétricos, embora compreenda que eles são o futuro etc. e tal. Por isso, não considero um crime de lesa-humanidade pegar um ícone da indústria que nasceu com motor dois tempos para transformá-lo em algo que anda sem fazer barulho.

Desta forma, vamos dar as boas-vindas à versão elétrica da Čezeta, a scooter checa que entrou para a história com seu design futurista, tanque de gasolina à frente do piloto, enorme espaço para bagagem debaixo do banco, fabricada de 1957 a 1964 — objeto de desejo de muita gente, eu inclusive, e o Piquet tem uma.

A marca renasceu através de um grupo na República Checa liderado por um inglês que criou os protótipos em cima de scooters antigas. Neil Eamonn Smith se juntou a um uruguaio e a um checo para refundar a Čezeta em Praga, lançando o modelo 506 com o mesmo desenho, preço de 9,9 mil euros e baterias de lítio montadas onde ficava o tanque que dão à lambretinha uma autonomia de 83 km a 60 km/h.

Para dar uma carga completa na bichinha são necessárias quatro horas e meia, mas a empresa trabalha no desenvolvimento de um carregador rápido de meia hora. Elas são feitas a mão, num processo quase artesanal que, caso a coisa prospere, deverá exigir certa paciência dos futuros clientes. A meta para 2016 é produzir apenas 100 unidades.

9 comentários

  1. Motos Antigas disse:

    Heresia – teoria, ideia, prática etc. que nega ou contraria a doutrina estabelecida (por um grupo).
    – ação, dito ou atitude que desrespeita a religião.
    – contrassenso, opinião absurda; disparate, despautério, tolice.
    “uma h. científica”

    http://125ecia.blogspot.com.br/

  2. Roberto Costa disse:

    Esta semana fotografei um scooter muito parecido com Lambrettas e Vespas. Para que e-mail mando as fotos.
    Marca: Motorino
    Eu não coonhecia

  3. Jr. disse:

    Também não sou fã, nem um pouco.
    Penso que é uma baita hipocrisia do caralho, essa história de “carro que não polui”, “energia limpa”, e outros rótulos que os seguem. Pois a energia não vem de graça. De que adianta essa “energia limpa” nas baterias, vinda da suja termoelétrica, ou da inundação, cada vez maior, de áreas pelas hidrelétricas? Que se parta para outras formas de combustíveis, como o hidrogênio, que é abundante e da sua combustão resulta apenas água.

  4. Rogerio disse:

    Questão de gosto…. Achei feia pra cacete…..

    Mas interessante…

  5. Farid Salim Junior disse:

    E aí, um paradoxo – já citado por mim há algum tempo, neste blog – que impede a aquisição de um veículo econômico e ecologicamente correto, por parte da população que precisa de economia. Mesmo lá na Europa, pagar tanto por algo assim, só quem pode e, portanto, não precisa de tanta economia. Daí, compra-se por emoção,por vaidade, por ideologia… Não por necessidade. Pena…
    O mesmo ocorre com carros, como o toyota Prius, e o Ford Fusion Hybrid. Fazem mais de 15 km/l em trânsito urbano, mas custam uma fortuna.

  6. marcos disse:

    Flavio vc passou vespinha braz leme hoje?

  7. Márcio disse:

    Flavio, dê uma olhada nessa Brasília à venda no Japão. Convertendo em reais, dá algo em torno de 53 mil reais!
    http://www.goo-net.com/usedcar/spread/goo/13/700040280020110630001.html

  8. youssef disse:

    Não fosse pelo preço eu gostaria muito de ter uma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>