MENU

terça-feira, 7 de novembro de 2017 - 18:51Automobilismo internacional, F-1

O QUASE DE ALONSO

RIO (ah, as escolhas…) – Fernando Alonso teve a chance de correr pela Red Bull em 2009 e 2010, revelou Christian Horner. Provavelmente acertado com a Ferrari, relutou e pediu apenas um ano. A equipe, que estava subindo Vettel, não aceitou. O resto é história.

E fico me perguntando o que teria sido de sua carreira se ele tivesse aceitado…

Falando no espanhol, suas negociações com a Toyota para correr em Le Mans no ano que vem estão de vento em popa. É bem provável que participe de testes no Bahrein. Ele está com ideia fixa de conquistar a Tríplice Coroa. Tentou Indianápolis neste ano e chegou perto — pelo menos liderou a corrida e foi competitivo.

Se arrumar uma vaga na Toyota para Le Mans, as chances de vitória são enormes, ainda mais agora que Audi e Porsche se mandaram do WEC.

alorner

34 comentários

  1. Lero-lero disse:

    Se ele aceitasse a oferta da RBR, a tão comentada “Alonsomania” teria sido uma realidade. Não foi.

  2. Depois do Bi na F-1 em 2006 e de ter acabado com as carreiras de Piquet Jr. e Massa o Alonso só ficou no quase.

  3. Vai Vettel! disse:

    Alonso foi massacrado durante quatro anos por Vettel. A surra foi tão memorável que o espanhol nunca mais se recuperou.

    E pra piorar, vai terminar a carreira na equipe que ele denunciou.

  4. Fernando disse:

    Mark Webber é uma coisa Fernando Alonso é outra. Duvido que Vettel faria frente ao Alonso se tivessem corrido juntos na RBR.

    Esse negócio de piloto que derrotou outro na mesma equipe é balela.

    Se for assim:
    Ricciardo é melhor que Vettel;
    Massa é melhor que Kimi;
    Ricciardo é melhor que Verstappen;
    Button é melhor que Alonso;
    Stroll é melhor que Massa.

    Quanta besteira.

  5. Brabham-5 disse:

    Simples.
    Alonso tomaria a mesma pressão na RBR com Vettel daquela que levou na McLaren com Hamilton.
    Grande piloto, mas a realidade é essa. Ninguém aguenta conviver com ele por muito tempo, ou seja, mais de uma temporada.
    Só o Flavio Briatore, que é um grandíssimo fdp de caráter zero.

  6. Cristiano disse:

    Como disse o Nico Rosberg esses dias, saber escolher a equipe faz parte do trabalho do piloto. Seria uma loteria assinar com a Red Bull naquela ocasião, mas a vitória de Vettel com a Toro Rosso, mesmo em condições adversas, era uma boa pista.

  7. Glauco Tavares disse:

    Alonso na Toyota em Le Mans…. Adivinha qual dos carros irá quebrar? Aliás, é tanta zica numa equipe só que é bem provável uma inédita vitória de um carro LMP2 na geral.

  8. John disse:

    Bom, lemans ano que vem vai ser só Toyota de equipe grande , não é possível que não vençam . Pelo ou menos que coloquem o Alonso e o Kobayashi em carros diferentes , ou chamem o massa pra outro carro, aí sim teríamos um duelo bem interessante. Uma revanche vamos dizer assim..

  9. Marcelo Campos disse:

    Depois daquele episódio grotesco de Cingapura, a melhor punição a Alonso seria finalizar a carreira sem mais nenhum título, sabedor de que teria talento para, até mesmo, superar todos os recordes de Schumacher.

  10. GARLET disse:

    MAs será que ALONSO teria desenvovlido a equipe tanto quanto o VETTEL? Quer dizer, a equipe não entrega um carro vencedor sem a participação e trabalho do piloto. Schumacher foi importante para a Ferrari, Alonso não conseguiu repetir, e Vettel tb não está conseguindo. Se Alonso teria obtido o êxito ou não de Vettel, impossível saber. Uma coisa é certa, é muito difícil uma equipe trabalhar com o Alonso, tanto é que a Ferrari já não aguentava mais ele, e garanto que a Honda tampouco. VAmos ver 2018 com a Renault.

  11. Alfredinho disse:

    A escolha de Alonso foi a mais lógica. A Red Bull em 2008 ainda estava engatinhando, enquanto a Ferrari vinha da disputa de dois títulos. o de Raikkonen (2007) e o de Massa (2008). O problema é que a lógica nem sempre vence nos esportes.

  12. Felipe disse:

    Assim Alonso teria Vettel como companheiro de equipe, reclamaria um monte e deixaria a equipe após um temporada, sem ter ganho titulo e seria a mesma história da McLaren.

  13. Amadeu Calisto disse:

    Toyota e Alonso? Com a zica desses dois , o carro ia quebrar na volta de apresentação.

  14. Mateus Domingues disse:

    Alonso fez o que era mais inteligente na época dele. Ele se planejou para ir para a Ferrari, o que ninguém considerou nem ridículo nem absurdo na época. Ninguém sabe nada por antecedência… Antes de 2009, a Red Bull não inspirava confiança… Perguntava-se se Vettel acertara ou não em sair da Toro Rosso… A Red Bull tinha os melhores projetistas, etc., mas era a mesma equipe que estava lá desde os tempos de Jaguar e não conseguiu aspirar a nada de consistente. Talvez o que tenha faltado para Alonso tenha sido um pouco de ousadia para pensar que com um regulamento completamente novo e tal, os melhores engenheiros da F1 todos na Red Bull, algum resultado bom se chegaria… O mesmo se pode dizer da Brown. Que piloto de ponta e, na época, ainda jovem, se aventuraria numa equipe estreante? Ainda mais que foi construída nas pressas e do que restou da Honda, a qual foi um fiasco absoluto entre 2007 e 2008. Se ele tivesse sido ousado o suficiente, provavelmente teria sido campeão pela Brown, mas não é absolutamente certo. A Brown estava sem pilotos no começo de 2009, e acabou acertando nas pressas com os antigos pilotos da Honda; parte das excelentes performances de Button e Barrichello é que o carro foi pensado para eles. Barrichello fez um ótimo campeonato, muito regular e competitivo e terminou atrás da Red Bull do Vettel. Button foi campeão simplesmente porque foi perfeito na primeira metade do campeonato e sem cometer um erro sequer no ano todo, coisa que só vi Schumacher fazer.
    Se é para se falar em termos de erros, o grande equívoco do Alonso, o qual comprometeu toda sua carreira até hoje, foi ter saído da McLaren no fim de 2007 e da maneira que saiu. Quando ficou claro, no correr daquele ano, que ele estava sendo sacaneado pela direção da equipe em benefício de Hamilton, uma boa parte da equipe estava do lado do Alonso, a Mercedes estava do lado do Alonso. Alonso não teve paciência; quando Alonso fez o que fez, toda a equipe ficou contra ele, o campeonato de 2007 que era dele se foi e não tinha mais ambiente para continuar. Ademais, ele se queimou com a Mercedes, de tal maneira que os prateados, depois que abriram sua equipe própria, nunca cogitaram seriamente, nesses anos todos, em contratá-lo.
    Quanto à maneira que vai ser lembrado, isso é muito relativo. Quem nunca viu Fangio e Clark correrem, não se lembra deles… As pessoas só se lembram do que viram…. E os critérios nem sempre são objetivos. Schumacher, por exemplo, conseguiu mais de noventa vitórias, recorde de pódiuns inalcançável, sete títulos mundiais, etc., e há ainda quem diga que foi uma piloto mediano…
    Quanto a Alonso, ele foi o campeão mais jovem desde Emerson Fittipaldi, marca que depois Hamilton e depois Vettel ultrapassaram, o bicampeão mais jovem desde Emerson novamente, marca ultrapassada por Vettel. Ele aposentou Schumacher com uma equipe que bem que tivesse o melhor carro e tenha melhor se adaptado com a Michelin, era uma equipe sem tradição e sem a estrutura de McLaren e Ferrari. Nas estatísticas ele está bem atrás de Vettel e de Hamilton, mas, de toda maneira, Alonso fez algumas exibições que ainda nem Vettel nem Hamilton fizeram. O que ele fez na Indy 500 do ano presente duvido que Vettel ou Hamilton consigam fazer uma sombra do que foi feito por Alonso.

  15. walter disse:

    Em compensação, algumas vitórias do Alonso na ferrari valeram mais que um título. Em termos de pilotagem, nunca vi nada igual.

  16. Mauro Oliveira disse:

    Alonso não é vitima de escolhas erradas, é vítima de seu próprio estilo de ser moldado pela “Escola Briatore de Pilotos”: Destruir o ambiente de qualquer equipe em que passe. Por isso teve que dar o fora da Mclaren que não se curvava às suas vontades e praticamente era “persona non grata” quando saiu da ferrari.

    Parece que aprendeu agora, tá curtindo a vida e largando dessa frescura eterna da F1, que destroi vidas. Comparem a cara do Prost quando da F1 e comparem agora. O nariz torto continua lá, mas o sorriso no rosto diz tudo.

  17. Pangaré 14 disse:

    O que teria sido de sua carreira se Alonso tivesse aceitado? Teria sido derrotado por Vettel.

    Simples assim.

    • Murillo disse:

      Acho que não hein. Só não se esqueça que Vettel foi derrotado pelo então novato Ricciardo.

    • Murillo disse:

      Eu acho que não hein. Na minha opinião Alonso e Hamilton são os melhores do grid atual (que é fantástico). Vettel tb é muito bom, só não esqueça que ele foi derrotado pelo Ricciardo (que tb é bom piloto) quando os dois eram pilotos da RBR.

      • Pangaré 14 disse:

        Os dois melhores pilotos do grid atual, segundo você, já perderam para companheiros de equipe, esqueceu?

        Alonso foi derrotado por Button, quando ambos estavam na McLaren em 2015.

        E Hamilton foi derrotado por dois companheiros de equipe: pelo Button em 2011 (McLaren) e pelo Rosberg em 2016 (Mercedes).

      • Bola da Vez disse:

        Os dois esqueceram que Alonso também foi derrotado por Hamilton em 2007 na época da McLata.

      • Murillo disse:

        São situações diferentes Pangaré.
        1-) Ricciardo era um piloto relativamente novo quando bateu Vettel, isso é extremamente raro acontecer de um piloto novo chegar na equipe bater de cara um tetra campeão.
        O Rosberg derrotou Hamilton ano passado, Rosberg era ótimo a imprensa que desmerecia ele(e alguns o tratavam como segundo piloto), sempre derrotou seus companheiros de equipe até ser companheiro de equipe de Hamilton, não tinha o mesmo talento natural que Hamilton tem (perdeu mais do que ganhou) e sinceramente acho que Rosberg fez o certo foi campeão e parou sabia que dificilmente derrotaria Hamilton novamente. Button era um bom piloto, não o achava fenomeno, mas fazia tudo certinho era um cara experiente portanto é natural que se algum piloto (mesmo com mais talento que ele, vacilasse ele iria aproveitar). Em alguns casos (como a mclaren de 2015 e tb deste ano) o carro é tão ruim, mas tão ruim que fica até dificil de comparar o resultado dos companheiros de equipe. Mas cara é só uma opinião minha gosto muito do Vettel tb só achei estranho aquele ano pela diferença de pontuação entre ele e Ricciardo. Esta geração é a melhor que eu já vi (ou seja dos anos 80 pra cá, pra mim esta é a melhor), só que o pessoal é muito saudosista e dicilmente alguém irá concordar comigo neste ponto.

      • Pangaré 14 disse:

        Apenas uma pergunta, Murillo. Responda se puder:

        Ricciardo Who?

      • Pangaré 14 disse:

        Eu responderei:

        Ricciardo é aquele piloto que substituiu Vettel na Red Bull com a missão de dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo alemão.
        Vettel, nos cinco primeiros anos na equipe das latinhas, conquistou quatro campeonatos e um vice (vice esse, derrotando uma das imbatíveis Brawn GP),
        Ricciardo já acumula quatro anos na mesma equipe das latinhas, e até agora não conseguiu nem um vice pra consolo.

    • Brabham-5 disse:

      VERDADE.
      Até Alonso sabe disso. Por isso se dói tanto com qualquer vitória do alemão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>