MENU

quinta-feira, 30 de novembro de 2017 - 11:29Automobilismo internacional

CIDADE LINDA

RIO (mas de suéter) – Só para complementar as informações de ontem, já que a Fórmula E ainda não havia cancelado oficialmente o ePrix de São Paulo. Bem, hoje a categoria o fez. Não tem corrida no Anhembi, nem em outro lugar. A cidade está fora do calendário da temporada #4, que começa neste fim de semana em Hong Kong.

16 comentários

  1. Paulo Travaglini disse:

    A corrida em São Paulo não foi cancelada porque vai haver a privatização do local, e sim porque o prefeito se recusou a gastar dinheiro público para promover o evento dos coxinhas.
    Se não houvesse planos de privatização, seria cancelada do mesmo jeito pelo mesmo prefeito.

  2. Paulistana disse:

    Enquanto CENTENAS de cidades no mundo todo estão disputando para conseguir sediar uma corrida de Fórmula e, São Paulo desiste por livre e espontânea bogagem… Como não sentir orgulho da minha cidade e dessa administração profissional?! [sarcastic_mode_always_on]
    ——-
    Ass: Paulistana, com muito orgulho e com muito amor [e com a camisa da CBF]

  3. Alvaro disse:

    Sem entrar no mérito da privatização (pessoalmente sou a favor), mas não seria possível pensar, para os próximos anos (assumindo que não daria tempo para 2018), a corrida em outros locais da cidade? Por exemplo, na Cidade Universitária?

  4. Murilo Cico disse:

    Quando meus amigos de fora de SP perguntam como é que a gente trocou o Haddad por aquele cara de suéter eu…. Faço uma puta cara de merda e mudo de assunto.

    É muita vergonha, e faltam 3 anos ainda

  5. Lucas disse:

    Engraçado a lamentação agora… Em 2011 aqui no Blog mesmo vc achava isso de correr em SP: “São Paulo, em resumo, não é lugar para corrida de rua. Não enquanto for uma cidade tão vulnerável a qualquer desarranjo meteorológico, a qualquer caminhão tombado, a qualquer manifestação de massa.”
    http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2011/05/fio-da-navalha/

    Ah, mas a corrida agora é da Fox… Fosse da Band, seria taxada mais uma vez de Camarote das Celebridades ou qualquer outro tema pejorativo que o sr costuma utilizar para, digamos, menosprezar aquilo que nao te agrada.

    • Flavio Gomes disse:

      Não precisava responder a um idiota desse nível, mas vá lá. Primeiro, a Fórmula E não usaria a Marginal. Segundo, acontece em apenas um dia, como uma corrida de pedestrianismo. Agora vá à merda com suas insinuações.

  6. Wanderson Marçal disse:

    O Di Grassi foi um que defendeu o prefake e falou que via com bons olhos a privatização de Interlagos — ele falou isso se não me engano num Paddock em que você estava. Bem feito! A galerinha do automobilismo se acha a última bolachinha do pacote sem ser. A maioria uns cegos sociais que defende discurso de patrão. Triste pra eles que a sanha do prefake não vai poupá-los.

    Em tempo: parabéns ao site pelo ÓTIMO trabalho jornalístico independente que a gente não vê nem na grande mídia, que não soltou uma vírgula a respeito do tema e nem tem questionado o plano de privatização do prefake — pelo menos na Folha, que eu ainda assino. Talvez seja a hora de cancelar aquela bosta e investir esse dinheiro em quem faz jornalismo de verdade de forma independente.

  7. Otavio disse:

    Quem elegeu esse prefeitinho esperava oque?

  8. Saima disse:

    Um mar de imbecis do sexo masculino de sueter no pescoço, outro mar de imbecis do sexo feminino com suas camisas polo e corpos de academia, que saíram de seus condomínios fechados “Villaggio Veneza” (sic) descendo de seus SUVs no estacionamento do shopping.

    Graças a Deus fui embora de São Paulo capital. Melhor decisão que tomei na vida.

  9. Clodoaldo disse:

    Pelo menos seremos poupador de passar mais vergonha com os assaltos como ocorreu com a fórmula 1

    • Guido disse:

      Oras, mas, isso não é vergonha, é um projeto de décadas de exclusão social. Quando a pobreza está longe de nós não incomoda, mas vê-la estampada nos jornais, aí é de “tirar o sono”, né?. Quem já rodou por Interlagos e se deu ao luxo de, pelo menos, olhar o entorno, tem de concordar que um evento mega elitizado como a F1 é quase uma ofensa ao morador local. Enquanto uns ostentam o Rolex e pagam o equivalente ao salário individual de milhões de brasileiros para assistir 1h30 de corrida , tem o fulano, do outro lado da rua, almoçando arroz como angu de fubá feito em forno à lenha, já que ou come ou compra o gás de cozinha. Três tentativas de assalto são até pouco, se para pensar…

      • clodoaldo lelli disse:

        conheço bem interlagos dentro e fora só nao concordo que a disparidade social seja desculpa para praticar crimes o cara que rouba um rolex tambem rouba a carteira com o dinheiro do pão de um trabalhador
        mas concordo que uma grande parcela da população fica de mimimi porque passou na globo e não no datena

      • Luciano disse:

        Ridículo. Preconceituoso. Só pq é pobre rouba. Tem muito milhonario que rouba também. O problema está arraigado na cultura do brasileiro, a maioria só quer levar vantagem. Isto não é culpa do da desigualdade social.

  10. Glaucio disse:

    É foda….. Já iria olhar os valores dos ingressos e acontece isso. Fico me perguntando pq anunciaram a corrida? Me parece óbvio que na época isso foi concordado com o poder público e os promotores do evento! Fica a torcida por uma multa pro governo de SP…..

  11. Emerson Vieira disse:

    P.Q.P.
    Prefeitinho de merda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>