PINTS (2)

SÃO PAULO (oh, no!) – E não é que acertei? Escrevi (já não sei onde, acho que no meu bloguezinho no site da Bridgestone) que depois da visita de Hermann Tilke a Donington Park, Silverstone já poderia ir contando seus dias. E hoje a FIA confirmou que o GP da Inglaterra, a partir de 2010, será realizado na pista que, para os brasileiros, é muito lembrada pelo GP da Europa de 1993, aquela primeira volta espetacular de Senna e sua vitória na chuva.

É incrível, porque Silverstone, em que pese a idade, se modernizou muito nos últimos anos, reformou tudo, até uma autoestrada (tem hífen?) novinha foi construída para melhorar o trânsito. Sempre atendendo, com muito sacrifício e dificuldades, às exigências de Bernie Ecclestone, que todo ano ameaçava limar a pista da história.

Mas a birra de Bernie com o BRDC (British Racing Drivers Clube), que administra o autódromo e promove a corrida, é daquelas sem fim, e ele não quis nem saber. Vai tirar a prova de lá e pronto. O que é também um crime, porque em Silverstone, todos sabem, foi onde tudo começou, palco da primeira corrida da história da F-1, em 1950.

E um crime também porque nunca mais vou ver Samantha.

Subscribe
Notify of
guest

30 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jairo Fernando
Jairo Fernando
15 anos atrás

Mais um curioso que gostou do texto (muito sensível) sobre o quarto da Samantha: você enviou o que de presente para a menina??

MSM
MSM
15 anos atrás

Infelizmente esse imbecil do Bernie está querendo acabar com a F1. Tirar Silverstone do calendário é brincadeira.
E o pior é que ele, cada vez mais arruma corridas em países da ásia, e também inventa esses circuitos de rua. França, por exemplo, que tem ótimos autódromos, e o palhaço quer fazer uma corrida de rua em PAris. Ainda bem que o prefeito já disse que não apóia o projeto.

luis
luis
15 anos atrás

legal a estoria(e com e mesmo).

legal da tua parte.

infelizmente isso nunca contecria comigo, meus pes ja ficam de fora das camas normais, imagina de uma criança…

Senise
15 anos atrás

Linda a sua história com a Samantha. Mas fiquei espantado com um fato: ela já deve ter uns 18, 19 anos! O tempo passa, como diria o Fiori…..

Filipe Araújo
Filipe Araújo
15 anos atrás

Qual foi o presente?

Adonis Di Nizo
Adonis Di Nizo
15 anos atrás

A fórmula mudou muito desde que a acompanho, hoje pensa-se no politica e financeiramente correto, tô de saco cheio de ver autódromos que parecem de kart indoor, Silverstone mesmo já foi muito melhor quando ainda era a pista mais veloz da fórmula 1, mas mesmo assim continua sendo um ícone do automobilismo mundia, mas o senhor Bernie não pensa assim, fazer o que…

Oswald K.
Oswald K.
15 anos atrás

Baixando um lado “viúva”, nunca mais devia se correr em Donnington! (Risos.)

Brincadeira.

Sempre fui fã da pista de Donnington e fico feliz com seu regresso. Desde aquela vitória do Rubens em Silverstone em 2003, que não me lembro de uma corrida que prestou na Inglaterra!

Thiago Azevedo
Thiago Azevedo
15 anos atrás

Pelo desenho, Donnington não parece ser tão travada como eu tinha imaginado.

Ludimar Menezes
Ludimar Menezes
15 anos atrás
Ludimar Menezes
Ludimar Menezes
15 anos atrás

Não acho Donington tão seguro assim, as curvas Coppice e McLeans têm pouca área de escape, além disto tem um muro perto na entrada da Godards e na saida da Melbourne. Se chover dá cáca.

Marcel Pilatti
Marcel Pilatti
15 anos atrás

Donington: obra-prima de Nuvolari (36, 38?), e de Senna. Quem se habilita?

Thiago Azevedo
Thiago Azevedo
15 anos atrás

Legal a coluna sobre a Samantha!
Tomara que tenha acertado no presente, que tenha dado algo que ela goste e aproveite bastante!

Thiago Azevedo
Thiago Azevedo
15 anos atrás

O pessoal fala bem desse Bernie, mas eu não gosto dele. Só pensa em dinheiro. Eu sempre imagino aquele símbolo dos cifrões nos olhos dele quando vejo sua imagem.

Pra ser sincero, nem lembro bem do traçado de Donington, mas quando teve a corrida em 1993, eu me recordo que o Prost tava chamando a pista de kartódromo. Porque colocar a F1 numa pista estreita e travada? Pra ter mais um desfile em fila indiana?
Silverstone é uma ótima pista.
Quer incluir Donington? Tire uma ruim, uai! Tem tantas pistas que poderiam ser substituídas – Barcelona, Magny Cours…
Já passou da hora desse imbecil vazar.
De bom, só as filhotas! Aquelas podem ficar!

Rodrigo Moraes
Rodrigo Moraes
15 anos atrás

O Berne não gosta de público. Vai colocar todas as corridas no meio dos desertos, só assistidas por TV ou Padock supervip.

O que você deixou para Samantha, afinal?

Maurício Souza
Maurício Souza
15 anos atrás

Silverstone é sagrado… como é que esse babaca do Bernie faz uma sacanagem dessas???

vivi
vivi
15 anos atrás

eu gosto muito de silverstone,a pista é bem legal.

não conheço Donington Park, quais são as características dela? retas longas, curtas?

muito legal a história da Samantha…..deixou o que de presente pra ela?

beijos

Emanuel
Emanuel
15 anos atrás

Acho que deveria ter sido um esforço maior pela permanência do “berço da F-1”. A continuar desse jeito o “seu Bernie” acabará por transformar a F-1 de uma categoria mundial para uma categoria asiática, sempre em busca do “quem paga mais leva”. A preservação das raízes e da história são, ou deveriam ser, um dos pilares da categoria. Abraços.

reginaldo nat rock
reginaldo nat rock
15 anos atrás

A guerra entre o tio Bernie e o mundo (pq ele briga com qualquer um quando o assunto é grana) está ficando antológica.
Só vai terminar quando bater com as dez.
São duas pistas ótimas. Quakquer delas representa muito bem o GP ingles.

Quanto à Samanta, espero que voce tenha tido a cortesia de ter cumprido com a auto-promessa (com hífen?) e mandado um belo mimo.

Kmaratta
Kmaratta
15 anos atrás

Essa F1 burrocrática não merece o Templo.
Bernie, aproveita e lima Monza também.
Viva Albert Park!

Julio Cesar
Julio Cesar
15 anos atrás

Gostei muito do seu livro.
Menino orelhudo, do “estou economizando”, e outro do Senna não te chamar de “Flavinho”.
E outros que não lembro agora, deve ser o sono…
Você pensa em voltar a viajar?

Acarloz
Acarloz
15 anos atrás

Legal o bloguezinho, vou fazer uns comentários por lá também…

TULYO CRUZ
TULYO CRUZ
15 anos atrás

FG, tenho notado sua preocupação com o hifén, portanto mando abaixo algo que talvez possa ajudá-lo:
EMPREGO DO HÍFEN
——————————————————————————–

RELAÇÃO DOS PREFIXOS MAIS USADOS:
_ AUTO, CONTRA, EXTRA, INFRA, INTRA, NEO, PROTO, PSEUDO, SEMI, SUPRA, ULTRA.

Estes prefixos exigem hífen quando se juntam a palavras iniciadas por vogal, h, r e s.

Exemplos: auto-análise, auto-escola, auto-estima, auto-retrato, auto-suficiente, contra-almirante, contra-ataque, contra-reforma, contra-regra, contra-senso, extra-humano, extra-oficial, extra-regimental, extra-secular, infra-estrutura, infra-renal, infra-social, intra-ocular, intra-uterino, intra-regional, intra-setorial, neo-humanista, neo-republicano, proto-história, proto-revolucionário, pseudo-herói, pseudo-revolucionário, pseudo-sábio, semi-analfabeto, semi-reta, semi-selvagem, supra-hepático, supra-renal, supra-sumo, ultra-especial, ultra-humano, ultra-realismo, ultra-romântico, ultra-sensível, ultra-som…

Exceção: “extraordinário” não leva hífen.

_ ANTI, ANTE, ARQUI, SOBRE.

Estes prefixos devem ser ligados por hífen a palavras iniciadas por h, r ou s.

Exemplos: anti-herói, anti-higiênico, anti-rábico, anti-séptico, anti-social, ante-histórico, ante-república, ante-sala, arqui-rabino, arqui-rival, arqui-sacerdote, sobre-humano, sobre-saia, sobre-ser, sobre-sinal…

_ INTER, HIPER, SUPER.

Estes prefixos só exigem hífen quando se juntam a palavras que começam por h e r.

Exemplos: inter-humano, inter-regional, hiper-raivoso, hiper-hidrose, super-homem, super-rápido, super-requintado…

_ SUB.

Este prefixo só exige hífen quando se associa a palavra que começa por b ou r.

Exemplos: sub-base, sub-bibliotecário, sub-região, sub-ramo, sub-reino.

ATENÇÃO PARA: bi, tri, tetra, penta, hexa…

Palavras com estes elementos não devem levar hifen.

Exemplos: bicampeão, bimensal, bimestral, bienal, tridimensional, trimestral, triênio, tetracampeão, tetraplégico, pentacampeão, pentágono…

Também não se deve usar o hífen após os elementos “hidro, socio, micro, macro, multi, mini, mega e tele”. Estes elementos sempre se juntam sem hífen à palavra agregada. Se esta começar com “r” ou com “s”, teremos “rr” ou “ss”.

Exemplos: hidrossanitária, sociopolítico, microempresa, minissérie, minissaia, macrorregião, megaempresa, megashow, multimídia, multirracial, multissecular, telespectador, teleducação, telecomunicação, telessala, telessexo, telessena…

Em relação ao prefixo “hidro”, em alguns casos, há duas formas possíveis: “Hidroavião” e “hidravião”; “hidroenergia” e “hidrenergia”; por exemplo, são formas registradas pelo “Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa”, da ABL.

Quando se junta o elemento “mini” a palavras que começam por “h”, o “Formulário Ortográfico” não disciplina com clareza esse caso. Com exceção do “Houaiss”, os demais dicionários também não tocam no assunto. O “Houaiss” registra: “Nos casos (…) em que o segundo elemento se iniciar por h, sugere-se o uso de hífen.” É o que ocorre com “mini-hospital”, “mini-hotel”, etc.

No caso do elemento “socio”, só usamos hífen quando ele é substantivo (= de associado). Exemplo: sócio-gerente.

——————————————————————————–

Lista das principais palavras compostas que se ligam por hífen:

ab-reptício
ab-rogar
abaixo-assinado
a lém-mar
além-túmulo
amor-perfeito
arranha-céu
baixo-relevo
bannho-maria
bate-boca
bate-bola
bate-papo
belas-artes
bem-aventurado
bem-me-quer
bem-querer
bem-te-vi
bem-vindo
bom-dia
boa-tarde
boa-noite
bota-fora
capitão-de-mar-e-guerra
carro-dormitório
carro-forte
circun-adjacente
co-autor
co-educação
co-produção
con-aluno
côncavo-convexo
copo-de-leite (flor)
corre-corre
decreto-lei
emi-esférico
ex-aluno
ex-prefeito
ganha-perde
gente-de-fora
gentil-homem
guarda-chuva
guarda-civil
guarda-louça
guarda-mor
guarda-municipal
guarda-noturno
leva-e-traz
louva-a-deus
lugar-comum
luso-brasileiro
má-criação
mal-agradecido
mal-humorado
mal-educado
médico-cirúrgico
mil-folhas
mula-sem-cabeça
navio-cargueiro
navio-negreiro
navio-tanque
ob-rogar
pan-americano
pão-de-ló
pára-choques
pára-lamas
pára-quedas
passa-dez
pau-de-arara
pau-para-toda-obra
pé-de-moleque
pé-de-valsa
pega-pega
pisa-mansinho
pisca-pisca
político-econômico
pombo-correio
porta-voz
pós-datar
pré-alfabetização
pré-carnavalesco
pré-datado
prima-dona
pró-cardíaco
puxa-encolhe
puxa-puxa
quebra-cabeça
quebra-mola
recém-chegado
recém-nascido
reco-reco
ruge-ruge
salário-família
salário-minimo
sangue-frio
sem-fim
sem-vergonha
sempre-viva
sob-roda
tico-tico
treme-treme
vai-volta
verde-amarelo
vice-diretor
vice-presidente
vice-rei
vira-casaca
vira-lata

——————————————————————————–

PRINCIPAIS PALAVRAS COMPOSTAS QUE NÃO LEVAM HÍFEM:

abdução
abjurar
aguarraz
alçapão
antecâmara
antediluviano
anteontem
antepenúltimo
anteprojeto
antiaéreo
antibiótico
anticristo
antiestético
antiinflacionário
antiinflamatório
antiofídico
arquidiocese
arquiduque
arquiinimigo
autobiografia
autocontrole
autodidata
autolotação
bancarrota
cantochão
circumpolar
circunscrever
clarabóia
coeficiente
coessência
cohabitar
coirmão
cologarítimo
contrabando
contracheque
contradança
contrafé
contrafilé
contramão
contraprova
contravento
extraconjugal
extracurricular
extrajudicial
extralegal
extraordinário
girassol
guardanapo
hiperacidez
hiperativo
hipermercado
hipersensível
infravermelho
interação
intercolegial
intercontinental
interestadual
interestelar
interplanetário
interurbano
intramuscular
intrapulmonar
intravenoso
madrepérola
malandança
malcheiroso
malcriado
malfeitor
malmequer
mandachuva
neoclássico
neoliberal
neozelandês
oblongo
panarmônico
pandemônio
passatempo
pontapé
protofonia
protoplasma
protozoário
pseudofobia
pseudopoeta
pseudoprofeta
reviravolta
rodapé
semiconsoante
semideus
semiditongo
semifinal
semivogal
sobalçar
sobestar
sobpor
sobreaviso
sobrecapa
sobreface
sobreloja
sobretaxa
sobrevôo
subaéreo
subaxilar
subchefe
subdelegado
subepático
subestimar
subgerente
suborizontal
subumano
suboficial
subsecretário
subsolo
subterrâneo
superamigo
superatleta
supercondutor
supermercado
supersônico
supracitado
supranatural
suprapartidário
ultrademocrático
ultramarino
ultrapassagem
ultravioleta
vaivém

NOTA: a expressão “à toa” pode ser escrita com ou sem hífen, dependendo do seu significado:

1. à toa = “a esmo, ao acaso, sem fazer nada, em vão” (locução adverbial de modo, referindo-se ao verbo): “Passou a vida à toa”; “Anda à toa pelas ruas”;

2. à-toa = “inútil, desprezível, desocupado, insignificante” (adjetivo que acompanha um substantivo): “Era uma mulher à-toa”; “Não passava de um sujeitinho à-toa”.

Acarloz
Acarloz
15 anos atrás

Apesar da tradição, acho Donington uma pista interessante tambem.

Um abraço

Goiano
Goiano
15 anos atrás

FG, não se preocupe com os hífens no acordo de unificação da lingua portuguesa ele foi excluído da nossa gramática.

Eric
Eric
15 anos atrás

Inacreditável acabar com um templo cheio de história como “Silvastone”….
Muito bonitinha a história da Samantha….o que deu de presente a ela?

Jackspeed
Jackspeed
15 anos atrás

esse bernie é um mala mesmo!onde ja se viu fazer isso com silverstone e suas curvas fantasticas,haja historia nessa pista!tira tambem monza e monaco e acaba de vez com a F1!sinceramente…

Glailson Nogueira
Glailson Nogueira
15 anos atrás

Olá Flávio! Muito bom começo do Massa. Só espero que a Ferrari conserte o carro para o 2º treino. Como faço para poder enviar vídeos para colocar no blig??? pra quem envio?

Abraços,
Glailson

Marcelo Ivo
Marcelo Ivo
15 anos atrás

Falta muito pra esse Bernie bater as botas?

Fernando Soethe
Fernando Soethe
15 anos atrás

e você deixou um presente pra ela ?

drmarcos
drmarcos
15 anos atrás

Quem é Samantha?