MENU

segunda-feira, 29 de setembro de 2008 - 14:38Prende eu

PRENDE EU

SÃO PAULO (na correria) – O blogueiro Tio Italo foi quem mandou a foto ao lado, informando que pertence ao livro “Memória Visual de Porto Alegre”, do Museu de Comunicação da cidade. Diz a legenda: “Embarque na Rádio-Patrulha de estudante que provocou desacato ao Governador Ildo Meneghetti, 12/03/1965”.

Pelo menos colocaram a moça no banco da frente. E que passarinho é esse da Rádio-Patrulha? Com a palavra, a gauchada. E se tiver alguém que já passeou num desses, conte aqui.

13 comentários

  1. alex telles disse:

    Briese, Meneghetti era um bonachão, homem simples e bom. Não tinha nada de sombrio ou desagradável, tanto que venceu todas as eleições que disputou. Duas vezas governador, prefeito de Porto Alegre, sempre no voto. Desagradável, talvez para o fanfarrão Brizola, em quem deu “surras” eleitorais memoráveis. A tal prisão certamente foi obra de 5.o. escalão. Mas repare que, em pleno 1965, a mocinha foi até muito bem tratada…

  2. Leandro Briese disse:

    Achei a foto muito baixo astral Gomes…tempos difíceis aqui no Rio Grande…a expressão da moça não é nem um pouco convidativa a entrar na Rádio-Patrulha.
    Pra quem não sabe, Ildo Meneghetti foi um dos pilares do Golpe de 1964…uma das principais lideranças civis do golpe, e figura das mais sombrias e desagradáveis da história do nosso estado…

  3. Antonio José disse:

    Época difícil aquela, militante que marcava bobeira ia ‘cantar’ na Radio Patrulha. E se fosse artista mais talentoso, tinha o palco do DOPS prá ele ‘dançar’. Mas, já passou, outro dia fizeram uma cerimônia e o Lula pediu desculpas em nome do país, às vítimas do autoritarismo. Graças a Deus.

  4. Rodolpho disse:

    O Jeep é Wyllis ou Willys acho que em 65 a Ford ainda não a havia comprado.Os Quero-quero (com ífem?) habitam todos os campos de futebol aqui em Curitiba, são bem populares, as Ind. Todeschini fabricavam as balas Quero-quero, e também as balas Pica- pau , um dia juntaram as duas num saquinho misto e logo depois pararam de fabrica-las.

  5. Edu Harmel disse:

    Interessante a discussão sobre os quero-quero… Mas notei que a moça desacatou ao governador, e foi convidada a entrar na viatura e a sentar-se no banco da frente. Se fosse hoje, ou não era presa (dependendo do governador seria aplaudida) ou ia de ambulância.

  6. Rafael Aun disse:

    Quero-Quero. A sentinela dos pampas.

    Tem muito aqui em Passo Fundo/RS.

    Parece que no Sul da América Latina existem espécies semelhantes mas com um canto ligeiramente diferente.

    Abs

  7. Lucas Israel disse:

    um amigo meu já chamou um quero-quero de “want-want” num texto em inglês… Mas esse carro é bem bonito. Bem melhor pintado que as trapizongas da PM-sp de hoje

  8. Tiago Pastorello disse:

    Seria um Jeep Ford?

  9. João Kohl disse:

    O Mauro lembrou com predicado do Quero-quero, sempre alerta em atacar quem chegar perto demais. Muito comum hoje nos gramados de futebol, onde vemos algumas vezes os jogadores passando aperto nos razantes destes pássaros.
    A rádio-patrulha era um instrumento chique aos olhos da sociedade, uma vez que se podia comunicar com a base de dentro do Jeep. Já imaginou que tecnologia avançada?

  10. Camacho Real disse:

    O passaro eh um quero-quero. Antes meio restrito aos campos (pampas?) gauchos, hj habita cerrado, praia e, se bobear, ate terreno baldio e campo de futebol em todo o centro-sul brasileiro.

  11. Mauro disse:

    A menos que, eu esteja muito enganado, o passarinho no logotipo da Rádio Patrulha, é um Quero-quero, ave típica aqui do RS, que, antigamente também eera conhecida como “a sentinela dos pampas”, por estar sempre atenta ao que ocorre a sua volta, cuidadno como poucas de seu ninho.

    Abraço a todos

  12. Percebeu que na frente do pássaro do logo tem um microfone?

  13. Eric disse:

    Jeepinho chic…capota de lata!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *