MENU

sábado, 21 de fevereiro de 2009 - 19:06F-1

AO VENTO

SÃO PAULO (sem fantasia) – Preciosas estas imagens que o Ricardo Divila coloca no ar para dividir a história conoco. Clique aqui, neste álbum. São os primeiros ensaios do FD01 no túnel de vento do CTA, o Centro Tecnológico da Aeronáutica, em São José dos Campos. Estamos falando, provavelmente, de 1974. São 35 anos… Não sei a escala do modelo, mas o Ricardo passa por aqui de vez em quando e vai contar mais.

27 comentários

  1. ricardo alberto disse:

    Pessoal, Eu não sei como o que foi que eu fiz, mas no link que o Flávio colocou no texto, você entra no Picassa e lá eu encontrei o FD-01 (plano B), que eu consegui copiar. Agora tento entrar e não acho mais a foto.
    Este carro (plano B) pela posição das fitas coladas no carro o fluxo de ar não era tão bom quanto no FD-01 que foi construído.
    Ao Ricardo Divila eu pergunto: O fomato do assoalho era de asa invertida?
    Abrço a todos.

    Ricardo Alberto

  2. ricardo alberto disse:

    Cláudio,
    respondi no seu e-mail.

    Abraço,

    Ricardo Alberto

  3. Claudio Ceregatti disse:

    Ricardo Alberto:
    Voce teria fotos do lançamento do F6 em Interlagos?
    Estava lá e acho que se as visse, me acharia.
    Cabelos pretos, coisa aí de uns 30 Kg a menos, mas me veria lá.
    Se tiver, agradeço de coração.
    Meu e-mail: [email protected]
    Obrigado!

  4. Rocky disse:

    Pelo amor de meus filhos Divila, escreve um livro contando essas histórias todas, nós precisamos saber de tudo desse grande feito que vocês realizaram.

    E a Fittipaldi deu certo sim, evoluíram de forma que ninguém mais fez. Pena que na época a mídia tratou de destruir a equipe.

    E FG, como o Paulo Franco disse, precisamos de uma das “Grandes Entrevistas” com o Ricardo Divila, de preferencia em umas 10 partes pra poder pegar de tudo.

    E repetindo, Divila, você é um gênio e nó amantes do automobilismo temos maior orgulho de você.

  5. ricardo alberto disse:

    Uma correção o colega que disse que ele, o FD-01, foi o primeiro carro totalmente carenado. Considerando a F1 “moderna” que na minha opinião começa em 1970/1971, o primeiro carro totalmente carenado foi um Ensign N 173 pilotado pelo Rick von Opel, que, vale o registro, era um piloto muito ruim
    Ao Ricardo Divila, solicito que coloque as fotos do F5 também. É para minha coleção (hoje próxima de 1500 fotos diferentes) dos Copersucar e Fittipaldi.
    Um abraço a Ricardo, sendo que, ele é um dos responsáveis por eu me formar em engenharia (FEI-1983).

    Ricardo Alberto

  6. Claudio Ceregatti disse:

    Como é que é, Ricardo?
    Efeito solo logo no início de 1975?
    Conta mais, por favor…

  7. Ricardo Divila disse:

    O modelo visto e na escala de 33%, ou seja 1/3, como e tambem o modelo do F5 que ainda esta no CTA. O chao era assim mesmo, os tuneis na epoca nao tinham o tapete movel, essencial para a perfeita simulacao para automoveis , sendo um tunel para avioes, portanto o chao era simulado com uma prancha de madeira.
    Quando tiver oportunidade vou escanear o FD01(b), ja com o comeco de efeito solo com a asa na lateral, e que nunca foi construido.
    Esse sim que era inovador…
    Abracos R. Divila

  8. ALEX B. disse:

    Repito: O Divila foi e ainda é um GÊNIO! E como disse o Ceregatti, ele que nos presenteie com mais informações, sempre que puder!

  9. Paulo Franco disse:

    Este carro está entre os cinco mais bonitos da F1 de todos os tempos.
    Me lembro que, na época a imprensa ficou maravilhada com o estilo “charutinho” do carro, chamando o carro de revolucionário, com o que eu concordo.
    Depois, meteu o pau no carro, falando mal exatamente do aspecto aerodinamico do FD01.
    Hoje vendo as fotos, me parece que tem um fluxo bem limpo de ar, embora eu não seja entendido nisso, de forma alguma.
    Então, eu gostaria de perguntar ao Divila ou aos conhecedores de plantão:
    Por que o FD01 não deu certo? Certo, no sentido de andar entre o primeiro pelotão na época.
    Lembro vagamente que houve um problema de super aquecimento de motor ou refrigeração de freios em uma das primeiras corridas.
    Havia algum engano na aerodinâmica ou o “insucesso” foi devido a outro fator?
    O bico desse carro era incomum, sensacional mesmo e, se me lembro bem, foi uma das primeiras coisas que mudou.
    Por que?
    Fica a sugestão para uma das “Grandes Entrevistas” com o Divila, pois ele deve ter muuuiiito o que contar sobre os Copersucar, sobre os bastidores das corridas pelo mundo, pelo Japão como integrante de equipes de fábrica, etc…
    Parabens, Ricardo Divila, pelo conjunto da obra!!

  10. Fravo disse:

    Realmente tinha uma aerodinamica a frente da epoca. O Divila tem que escrever um livro sobre a epopeia da Copersucar. Eu compro na hora

  11. ALEX B. disse:

    Flavinho, o Ricardo Divila foi e ainda é um gênio, e todos eles que embarcaram naquele projeto visionario de F1, foram muito bravos e competentes! E quanto mais imagens e fotos ele quiser nos presentear, melhor pra nós!

  12. Milton disse:

    Só falo uma coisa:
    Aproveitem o fato de estarem no album do Divila,e deem uma fuçada no resto… meu, é um carro mais bacana que o outro! e todos criação desse sujeito tão brasileiro como nós!

  13. Hmmm… já vi esse bico em algum lugar…teria sido num Williams ? : )

  14. O F1 mais bonito de todos os tempos, até sem pintura. Parabéns ao Ricardo pelo feito.

  15. Heitor disse:

    Também, na minha modesta opinião, as linhas aerodinâmicas do Copersucar-Fittipaldi FD 01 impressionam ainda hoje.

  16. Antonio José (Zani) disse:

    O FD 01 é um importantíssimo marco historico Brasileiro. Devemos isso ao Wilson e Emerson Fittipaldi, Ricardo Divila e outros colaboradores inestimáveis que ajudaram a ‘peitar’ esse projeto, apesar de alguns ‘contras’ o considerarem antes, durante e depois como impraticável.

    Convido ao Flavio Gomes e a todos que frequentam este Blog a verem a homenagem que presto ao Wilson na inauguração de meu novo e modesto espaço de blogueiros.

    http://autozani.bogspot.com/

    Zani

  17. Antonio José disse:

    Grande Ricardo Divila, foi ele o responsavel por grande parte do brilho conquistado pelos Fittipaldi.
    Tenho tido imenso orgulho ao vê-lo sempre envolvido em conquistas do automobilismo internacional. Fomos companheiros de ‘pesquisas e avanços tecnológicos’ em motores de Renault Gordini nos anos 60. Na verdade ele inventava e eu aprendia, o Ricardo era um gênio, improvisava maneiras de conseguirmos alguns ‘burrinhos’ a mais com muita inteligência e nenhuma grana. Era incrível o que ele conseguia dentro da maior simplicidade possível. Outro dia pude escrever a ele, graças ao endereço que foi colocado a disposição neste Blog. O Ricardo respondeu de imediato, cordial e humilde como era nos tempos de zona sul em SP. Ele é como o Porsche 911, o que é bom não muda nunca, só melhora.

  18. Daniel Daisson disse:

    Só uma pequena correção: a sigla CTA significa Centro Técnico Aeroespacial. Muita gente confunde com o significado do ITA, Instituto Tecnológico da Aeronáutica, que faz parte do CTA, mesmo.

  19. Peixe disse:

    Esse carro lembra o Batmóvel com aquela traseira, parece uma turbina!
    Incrível as fotos. Todo esse projeto foi incrível. Uma pena o fim que levou. Pelo menos, hoje, uma grande parte reconhece o gigantesco feito que foi esse projeto!

  20. márcio x-burger disse:

    Por que será que o Divila não está mais na fórmula 1 ?

  21. Humberto Corradi disse:

    Legal demais isso… essas fotos antigas são as melhores pra mim.

    valeu

  22. Gilberto disse:

    digo …..Foi o primeiro carro…. totalmente carenado da sua epoca

  23. Gilberto disse:

    Foi o primeiro carro toralmente carenado da sua epoca

  24. Claudio Ceregatti disse:

    Conta, conta mais, Ricardo Divila!
    Conta tudo que der, por favor. Acho até que é uma história tão fantástica, tão diferente de tudo que se fez e tão enriquecedora que merecia um livro, ou até mais do que um.
    Sé a Dana já restaurou parte dos carros, porque não restaurar a história?
    E só de pensar que por um tantinho não trabalhamos juntos, já dá vontade de entrar num De Lorean de volta pro passado…
    Pena que a fita da vida da gente não volta.

  25. Thiago Sabino disse:

    Cara, a aerodinâmica desse carro, estava fácil fácil a uns 30 anos à frente.

    Outro dia fui ao túnel de vento do CTA e vi um F-1 (em escala, algo tipo, aproximadamente 1/50) lá. Me parecia ser o F-5.

    Fantástico, Ricardo!

    Se tiver mais coisa pra dividir com a gente, tá convocado!

    Abraços

  26. Luís Flávio F. Gonçalves disse:

    parece bem pequena, arrisco 1/64…

    tmb aparece boa a aero… mas o chão…

  27. Alex Moreira disse:

    Falando em Copersucar, tem um F6A a venda na Inglaterra!!

    O endereço é o seguinte: http://www.racecarwarehouse.co.uk./car_details.php?id=8

    Seria interessante se alguem pudesse avisar ao Emerson ou alguém da família. O carro está em ótimo estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *