HUM… (2)

SÃO PAULO(também) – Foi postado hoje um comentário em tópico antigo pelo blogueiro JCFlores, e reproduzo a informação aqui. Diz ele neste blog que um suposto contrato de comodato da Ford com o extinto e detonado museu particular do colecionador Roberto Lee, em Caçapava, expirou. E que por isso quatro carros foram retirados do museu hoje de manhã, entre eles o raríssimo, porque único, Willys Capeta, esse da foto.

Faz algum sentido, porque a Ford comprou a Willys e pode, mesmo, ter cedido o Capeta ao museu por X anos, sabe-se lá quando. Mas quem retirou o carro? E para onde ele vai?

Espero que tenhamos aqui blogueiros de Caçapava e da Ford para mais informações. Vou tentar apurar algo. É absolutamente necessário saber quais carros foram retirados do museu e para onde vão.

Comentários

  • Só para esclarecer, corroborando o que disse o Jason, os carros não poderiam estar em melhores mãos (estão com o Nasser).
    O Maverick da Integração Nacional não fazia parte do comodato, pois fora doado ao Lee.
    Nestor2T, o FNM Onça também está com o Nasser, em BSB.

  • E o que é mais bacana: o Nasser foi grande amigo do Lee.

    Além do Capeta, foram resgatados três veteranos Willys: 1906, 1926 e 1927.

    O Maverick (o que sobrou dele) ficou em Caçapava. Desconheço os motivos.

  • Não podemos perder mais este elo com o passado glorioso da nossa indústria. O Capeta não tem um twitter pra ser seguido? Falando nisto, alguém sabe por onde anda algum exemplar do Onça?

  • OLÁ FLÁVIO,
    ME PARECE QUE A BARATA ESTÁ COMPLETAMENTE ABANDONADA, PRECISANDO DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO.
    ME FAZ LEMBRAR O MUSEU DO MATARAZZO EM BEBEDOURO, SP, TERRA DA LARANJA: CHEIO DE RARIDADES, MAS COMPLETAMENTE ABANDONADO A PRÓPRIA SORTE.
    MESMO ASSIM VALE A PENA A VISITA, INCLUSIVE PARA AQUELES QUE SÃO LIGADOS EM AVIÃO (NA PARTE DE FORA ESTÃO EXPOSTOS AVIÕES DE VÁRIOS MODELOS E ÉPOCAS DIFERENTES, INCLUSIVE MECANISMOS DE GUERRA).
    FICA A DICA, PARANDO NA IDA AQUI EM RIBEIRÃO PARA TOMAR AQUELE CHOPINHO (MELHOR QUE O DO PONTO CHIC) NO PINGUIM.
    ABS

  • os carros da Willys (Capeta e Willys Knight) e da Ford-Willys (Maverick e F-100 do Raid da integração nacional) estavam cedidos por 30 anos. O que me preocupa é que algum idiota do detpo. de controladoria ou do marketing (conheço bem essa turma) ache que é só carro velho (afinal, a Ford só existe a partir de 1.994 para eles) e mande para o ferro velho , porque eles não querem associar a imagem com algo antigo, ainda mais que a Willys americana era da American Motors, concorrente da Ford. Quem sabe o intrépido Indiana Jones consegue alguma reportagem ?