NO COMMENTS

As entranhas de um V10 da Renault. Cortesia de Ricardo Divila.

Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
ataíde
ataíde
12 anos atrás

a renault não vive só de F1, esse motor não é de F1,pois tem comando de valvulas no cabeçote e não usa injeção direta . do que seria então?

Mark Kweirotz
Mark Kweirotz
12 anos atrás

Realmente, olhando com mais cuidado trata-se mesmo de um V8, logo, é um motor de 2006 ou mais recente.

Não culpo quem se confundiu com motores dos anos 1990, é que, como disse em meus comentários, a F1 não produziu nada de interessante nessa área nos ultimos 15 anos. É a ditadura da aerodinamica, e, com o congelamento dos motores então, acabou de vez.

Aí acontece isso, fica parecendo coisa velha mesmo.

Alex Martins
12 anos atrás

Com certeza’, pela posiçao dos escapamentos e o tamanho do bicho, é o motor que equipava as Wilhians e Benettons em 1995 (por tabela é o motor com o qual o Alemão foi Bi).
Grande video!

Cleiton Pessoa
Cleiton Pessoa
12 anos atrás

Não sei se isto já foi postado antes aqui no site, mas já que o FG posta alguns links do youtube de camaradas (corta alguns que eu coloquei em outros posts), não sei se viram isso, mas vale muito a pena, o motor renault tocando o hino da frança. vai o link, se quiser linkar direto fica a vontade. Espero que deixe o post.

http://www.youtube.com/watch?v=BpOaFZyN0K8

ALEX B.
ALEX B.
12 anos atrás

Valeu, bruxo! Sensacional e educativo!!!

ataíde
ataíde
12 anos atrás

é um motor tão avançado que ainda hoje é o primeiro V10 com 8cilindros…

gilles
gilles
12 anos atrás

uma duvida, a queima do combustivel não está ocorrendo, porque o mesmo deveria ser injetado dentro do cilindro, e isso não é possivel ser visto a olhos nu

Mark Kweirotz
Mark Kweirotz
12 anos atrás

Ok Levi
Valeu a informação!

Os bicos podem ter saido do varal, mas a F1 ainda não usa injeção direta.

Quero reiterar que não estou insinuando que exista incompetencia, de forma alguma, a engenharia da F1 é a mais avançada do automobilismo. Deixei bem claro que esse descompasso que começa a acontecer é culpa do regulamento que proibe o desenvolvimento.
Uma pena aliás…

Renato Rolim
Renato Rolim
12 anos atrás

Orquestra Sinfônica.

Lindo.

Levi Davet
Levi Davet
12 anos atrás

@Mark: Esse motor do vídeo é da metade da década de 90…

Um dos melhores motores da história da F1 com certeza. E um dos fatores que levou à hegemonia da Williams nos anos 90.

juca vasconcelos
juca vasconcelos
12 anos atrás

foi só eu que contou 8 cilindros ao inves de 10?

Carlos Eduardo Szépkúthy
12 anos atrás

já conhecia este vídeo….muito bom….

Polêmico
Polêmico
12 anos atrás

A injeção no primeiro cilindro está deficiente

Milton
Milton
12 anos atrás

Isso é o que eu chamo de “mijar” gasolina na cabeça do pistão…

E sobre o que outro amigo ai em cima perguntou:
Sim, ha dinamometros que simulam corridas…A Honda foi a primeira a ter um desses… você consegue simular, como se vê, até o “tranco” que o motor toma em cada troca de marcha…

Rafael Licursi
Rafael Licursi
12 anos atrás

Isso é lindo demais!!!!

FARUKO
FARUKO
12 anos atrás

É uma boa pedida para colocar no 69…?
Abraço…

Mark Kweirotz
Mark Kweirotz
12 anos atrás

Realmente essas são daquelas coisas que fazem a gente gostar tanto desse esporte.

Mas reitero o que já disse aqui em outros posts:

Por causa do congelamento do desenvolvimento dos motores na F1, ela vai ficando descompassada com o que existe de mais moderno para os motores de ciclo Otto.
Se continuar assim, com essas regras absurdas, chegaremos ao ponto de ver a categria mais ‘tecnologica’ do automobilismo defasada em relação à tecnologia de carros de rua.

Enquanto num F1 os bicos injetores ficam pendurados como roupas em um varal acima do coletor, a industria está utilizando cada vez mais injeção direta de combustível, como os sistemas JÁ UTILIZADOS pela Audi/Volks (FSI) ou Mitsubishi (GDI).
(dica de leitura: http://www2.uol.com.br/bestcars/ct/fsi.htm)

A industria está muito proxima de viabilizar e popularizar motores com taxa de compressão variável
(ha vários estudos nesse sentido, mas esse da SAAB é muito interessante: http://www2.uol.com.br/bestcars/artigos/saab.htm)

Outro estudo bem promissor é o do comando de válvulas eletromagnéticos
(dica de leitura: http://autoestrada.uol.com.br/interno.cfm?id=955)

Se não fossem essas regras estúpidas, a F1 poderia estar liderando o estudo dessas tecnologias e, quem sabe, permitindo que elas chegassem a nos mais rapidamente.
No caso da injeção direta de combustivel é mais grave, pois, como citei acima, ela já esta se tornando comum em carros de rua.

Esses bicos injetores pendurados como roupas num varal sobre o coletor podem ser lindos de se ver, mas já não são o que se esperaria de um F1…

Ricardo - OR
Ricardo - OR
12 anos atrás

Assisti de novo, e show, um dos videos mais legais que vi ultimamente

Ricardo - OR
Ricardo - OR
12 anos atrás

Pela sequencia da acelerada ta parecendo simulacao de corrida
Sera que eles usam o computador no dinamometro e simulam toda uma corrida pra testar resistencia?

Juan Gonzales
Juan Gonzales
12 anos atrás

nossa…sinto o cheiro da gasolina aqui do meu quarto…

delicioso…

Carlos Ambrósio
Carlos Ambrósio
12 anos atrás

alguém consegue explicar o q acontece ali, o q faz cada peça ??

Dú
12 anos atrás

E vai tecnologia.

Thiago Azevedo
Thiago Azevedo
12 anos atrás

Será que serve na Belina? =D

Bugre
Bugre
12 anos atrás

Delícia. O ronco (seria mais urro) da Formula 1 é inigualável!

Anarquista
Anarquista
12 anos atrás

Muito bom. Em cada aceleração, só a quantidade de combustível injetado deve bastar para minha scooter rodar uma semana. Não só pela quantidade mas também pelo tipo de combustível.

Claudio
Claudio
12 anos atrás

Comprei um CD-ROM de Reginaldo Leme em 1995 que tinha esse mesmo video.

Dener
Dener
12 anos atrás

ótimo vídeo.

Gomes, cadê a cobertura do grande prêmio sobre a nascar?

RESPOSTA DO FG:

Tá no http://www.grandepremio.com.br.

carlos
carlos
12 anos atrás

bebe hein!!