MENU

terça-feira, 14 de julho de 2009 - 14:37F-1

O FUTURO DA RENAULT

SÃO PAULO (nebuloso) – Se não me engano, foi antes do final da temporada de 1997, talvez mesmo no começo, que a Renault anunciou que em 1998 não estaria mais na F-1. Foi um espanto, porque afinal a marca havia conquistado os títulos de 1992 (Mansell), 1993 (Prost), 1995 (Schumacher), 1996 (Hill) e 1997 (Villeneuve) como fornecedora de motores para Williams e Benetton. Era, na ocasião, a marca mais forte da categoria. Brinquei numa coluna, na época, perguntando o que eu deveria fazer com meu Twingo — afinal, tinha comprado o carrinho estimulado pelo sucesso da Renault nas pistas etc.

A explicação dos franceses parecia estapafúrdia, mas fazia algum sentido, do ponto de vista mercadológico. Depois de tantos anos vencendo, as vitórias deixariam de ser notícia e de dar o retorno desejado. E havia o risco de começar a perder; aí sim, as derrotas passariam a ser notícia e o retorno seria negativo.

E lá se foi a Renault, voltando anos depois ao comprar a Benetton para remontar uma equipe própria, que atingiu o auge no biênio 2005-2006 com Fernando Alonso. Então perdeu o espanhol para a McLaren e despencou de rendimento com uma dupla muito fraca, Kovalainen e Fisichella. Foi quando começaram a circular os rumores de que o presidente da companhia, Carlos Ghosn, não gostava muito de F-1, achava os custos muito altos, o time foi para a corda bamba.

Alonso voltou, mas as coisas não melhoraram muito. O fim da temporada passada foi bom, no entanto, com duas vitórias do espanhol. Mas 2009 começou e o time não andou para a frente. Fernando, agora, está muito próximo de sair de novo, rumo à Estação Maranello. E não há pilotos de ponta disponíveis para substituí-lo.

É sintomático o fato de que ninguém especula nomes para seu lugar no time. Indica que a Renault perdeu importância, não é meta para ninguém, tornou-se uma equipe pequena que tem um piloto grande, e está prestes a perdê-lo. Os boatos dando conta de que a Red Bull poderá usar Mercedes no ano que vem vão ao encontro da tese de que a Renault considera fortemente a possibilidade de abandonar o barco. Patrocínio para 2010 não há, já que a ING, oficialmente, já anunciou que deixa a F-1 no final da temporada.

Essa perda coletiva de importância, piloto, cliente e patrocinador pode precipitar uma nova evasão da marca da categoria, o que deixaria no mercado um excelente espólio para ser comprado por alguém a preço de banana. Briatore, talvez?

23 comentários

  1. Luiz Antonio disse:

    Wladimir,

    Isso (carros renault turbo Prost-Arnoux) foi nos anos 80.

  2. Wladimir disse:

    Flávio,

    Você deiou de mencionar a fuga da Renault nos anos 70, depois de dominar as temporadas com prost e arnoux com aquele maravilhoiso carro turbo, acabaram não vencendo o mundial.

  3. Carlos disse:

    Choronso na Ferrari?

    Nuncaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!

  4. Luiz Antonio disse:

    FG, essa postagem tem muito haver como que está acontecendo com o Nelsinho, com o Alonso puxando o carro e a Renault ameaçando fortemente puxar é necessária muita grana para manter a equipe, e os empresários que estào por trás do Grosjean teem cativado o Briatore justo com isso, grana para esta e para a próxima temporada, para Grosjean entrar nesse final seria o estagio para pegar o ano que vem firme.

    Pessoalmente não acredito que mais do que duas (a do Richards e a Campos) das novas equipes realmente apareça no grid, e é mais facil Renault, Toyota e Brawn desfalcarem o grid.

    Quanto ao Nelsinho, a impressão que fica é que a Renault não quer que ele apareça, veja com os meninos em quantas provas Nelsinho fez uma estratégia que não a de largar lotado de gasolina para uma parada? Qualquer piloto sabe o quanto isso é prejudicial, andar sempre de tanque cheio e pneu novo e tanque vazio com pneu muito velho é tornar muito dificil para o piloto aparecer, também acho que o Nelsinho não é um Vettel, mas tendo um carro e estratégia pode fazer bem mais.

  5. Guga. disse:

    Também, onde fica a moral de uma equipe que corre com aquela aberração estética que o R29?! Até a Ferrari daria no pé depois de passar a vergonha de por tamanha ofensa aos olhos na pista!

  6. Salve, Flavio. Ainda creio que, se Renault e Toyota deixarem a categoria, alguma das “novatas” compra o que sobrar delas.

    Seria um meio da pressão em cima do Max diminuir. Aí ele coloca a Epsilon, a Prodrive e mais alguma (já que a Force India esta indo pro buraco tbm).

    E assim, todos ficam felizes!!

  7. Milton disse:

    E eu pensei EXATAMENTE como o Marcos. ai de cima…

    Então, no fim das contas, vão-se as montadoras, e ficam os diretores técnicos?

    E, bem… alguém que não dependa de uma engenharia de fabrica ou de um orçamento de fabrica, de maneira direta, pode considerar-se “garagista”… ou estou errado?

  8. porsche 917 disse:

    Uns tempos atrás, rolou uns comentários que o Piquet pai iria substituir o Briatore; e olha que não duvidaria que, no caso de a Renault pular fora, como fez a Honda, o Piquet pai desse uma de Ross Brawn e assumisse a bagaça, iria ser interessante. Quem garante que sua equipe de GP2 não é um laboratório que visa voos mais altos. Quanto ao mau carater do Briatore, trapaceiro desde os tempos da Benneton fora do regulamento, devia se juntar ao Jean Todt e ao Max Mosley e o Ecclestone também e serem banidos do automobilismo.

  9. Marcos. disse:

    Flávio, ao ler esse post fiquei pensando se a companhia não está fazendo o caminho inverso ao dos últimos 8 anos:

    com as montadoras saindo, os times estão vontando a ser independentes, como o exemplo mais marcante da Brawn e talvez outros por vir.

    Talvez seja uma tendência a “desmontadorização” da categoria

  10. JC Simonassi disse:

    Caro Flávio,

    A saída da Renault é só uma questão de tempo.
    Já abandonaram os franceses a ING, a Mutua Madrileña (vai junto com o Alonso) e o Espanhol só está esperando o anúncio ofical da Ferrari.

    Assim acho até que este suspense dos franceses em relação ao Nelsinho é parte do jogo de exposiçãona mídia. Se o Nelsinho realmente for substituido pelo Grsojean aí eles confirmarão minha teoria de que é pra jogar pra torcida em casa.

    Porque vcs acham que o Grosjean vai fazer algo melhor ???

    Abraços
    JCS

  11. A. CESAR PARDINI disse:

    Para vender o que sobrou (ou sobrará) da equipe, vão usar o mesmo critério que a Honda usou? Os eventuais compradores deverão analisar o futuro decrépito de uma equipe mal dirigida, por alguem que pensa que resultados são obtidos por ameaças e pressão . Ele teve sorte de “achar’ o alemão e o espanholito, sorte essa que parece ter acabado, e a equipe perde sustentação .Quanto ela vale agora,sem fornecer motores? Pra brasileiros, um real, para europeus um euro, ou o orgulho francês não aceita isso? O Briatore não compra, ele sabe que não aguenta o rojão.

  12. Side Show Bob disse:

    Mosley was right, dont believe in motor companies.

    E agora o que vou fazer com meu Logan?

  13. Mark Kweirotz disse:

    Numa eventual saida da Renault, eu colocaria algumas fichas na possibilidade do Nelsão comprar a equipe.

    Não sei se ele tem esse tipo de interesse ou não, mas seria uma porrada do Piquet-pai em um monte de gente…

  14. foca disse:

    o reginaldo me disse à boca pequena que o galvão vai comprar a renault.

  15. ALEX B. disse:

    Aquele arremedo de brasileiro que é presidente do grupo que a Renault pertence, tá doidinho pra pular fora da F1! Só falta o principe das asturias assinar com Maranello! Aí, tchauzinho…

  16. Cristiano Munari disse:

    Você acha que a saída de agora da Renaul tem mais a ver com aquela dos anos 80 quando deixou de fornecer moteres a Lotus?
    Faço essa comparação pois naquele momento os resultados também não eram os melhores, apesar de algumas vitórias do Senna que eram bem mais pela sua genialidade do que pelo motor.

    Mas sobre um piloto de ponta disponível no mercado. O Kimi não passaria a ser uma boa opção para equipes como Renaul – se ficar – e BMW ou Wiilains?

  17. Fernando Passos disse:

    Nesse panorama, ajudaria em quê mandar o Nelsinho embora agora? Só pra queimar o filme do moleque?

    Ano que vem eles caem fora, o Briatore compra os restos mortais e põe a mãe dele pilotando, ou qualquer outro queridinho dele e, sendo uma equipe nova, o Nelsinho não ficaria tão queimado em sair dessa “nova equipe”…

    Nunca fui muito com a cara destes franceses…

    Vamos queimar os Meganes como queimamos os Corollas! Hahahahah

    Valeu!

  18. Alvaro Piquet disse:

    A saída (ou permanência) do Nesinho é um factóide que o “Al Capone” da Renault precisa criar.

    Percebam que um dos maiores problemas do Briatore não é a saída do Alonso.

    O maior deles, sem dúvida, é explicar ao Carlos Ghosn (Presidente Mundial da Renault) como a própria equipe da marca é muito pior do que a Red Bull, usando os mesmos motores.

    Criando esse clima de “Camorra” na equipe ele tira os holofotes de cima da sua própria inoperância, incompetência e incapacidade como líder de equipe.

    O Briatore está se firmando como um desequilibrado completo que deveria ser sumariamente demitido.

  19. André disse:

    Mas as equipes da FOTA não se comprometeram com a FIA a ficar mais 5 anos? É por isso que não se pode confiar nas montadoras. Eles caem fora na hora que dá na telha e quando entram gastam uma fortuna inviabilizando os pequenos.

  20. Douglas Amorim disse:

    E todo mundo engoliu o anuncio oficial: vejam o que o Nelsinho acaba de escrever.
    “Aí Galvão, vc está errado, meu bom! Te vejo na Hungria! E vamo torcer para q o carro esteja melhor lá! Valeu pelo apoio de todo mundo! Abcs!”

    Por isso Gomes que a Globo continua a ser a oficial. Todo mundo acredita. A lembrar o episódio de “vou livrar a escola” do acidente da TAM em 1996.

  21. Rafael Chinini disse:

    acho que deve entrar ai, que além de todos esses fatores negativos, o Briatore parece que já está em outra praia. Não está mais afim de ficar gerenciando a equipe

  22. Marcos disse:

    Já viu o Twitter do nelsinho?? Ele confirmou que vai estar na Hungria

  23. Marcos disse:

    Briatore? talvez…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>