É UMA TESE…

SÃO PAULO (como tantas outras) – O Ricardo Divila me mandou um artigo muito interessante sobre a repulsa das equipes ao teto orçamentário proposto pela FIA. Em linhas gerais, o texto, que saiu na Inglaterra mas eu infelizmente apaguei depois de ler (vivo fazendo isso) e por isso desconheço o autor, lança a tese que segue.

O que os principais patrocinadores pagam por ano aos grandes times é bem mais do que o teto. Os valores dos patrocínios, com o teto em vigor, baixariam bem. Como é que as equipes vão continuar cobrando de seus anunciantes valores astronômicos sem poder usar o argumento de que a F-1 é muito cara? Mais: o quanto se cobra de um patrocinador para entrar na F-1 faz parte do que se chama de “valor agregado” de uma equipe. Uma Ferrari, por exemplo, vale XX, e não X, porque para patrociná-la é preciso pagar YY, e não apenas Y. Se o preço para anunciar na Ferrari cair para Y, ela não vai mais valer XX, e sim X. Sacaram? Sou um ótimo professor de economia.

Duro vai ser explicar aos patrocinadores que o custo do serviço que elas, equipes, prestam a eles, que anunciam, caiu cinco vezes, mas que o preço que eles, anunciantes, vão pagar pelo mesmo serviço vai continuar o mesmo. Eles vão ficar tão putos quanto a gente fica quando vê que o preço do barril do petróleo caiu pela metade e a gasolina continua custando a mesma coisa. Sacaram? Acho que vou dar aula na GV.

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Guinter Braun
Guinter Braun
12 anos atrás

Isso não é tese, é lógica!

Certamente há patrocinadores que pagam o valor do teto orçamentário para ter sua marca em um carro de F1. E vale lembrar que são vários patrocinadores em um carro!

gabs
gabs
12 anos atrás

É Flávio…
“a tese” não faz sentido nenhum. Os patrocínios vão cair é por falta de dinheiro na praça mesmo,

claudio cardoso
claudio cardoso
12 anos atrás

Uma pergunta ?

Ja que se falou tanto em tennis Nike vamos la.

Alguem ai sabe quanto custa para fabricar um Tennis nike ?

E um monte de gente compra, compra pela marca, e nao pelo custo de fabricacao, todo mundo sabe que a Nike nao produz nenhum tenis, é apenas uma empresa de Marketing, que licencia o tenis de alguem e coloca a marca deles no tenis dessa pessoa, e na sequencia embolsa o dinheiro.

Bolsa Vitton, Ja viram quanto custa ??? Mais de 4.000,00 reais, será que alguem em condicoes normais da cabeça consegue imaginar que uma bolsa de mulher tem material suficiente para custar isso ? Claro que nao, voce ou o louco, esta pagando pela marca e nao pelo custo.

Com isso nao importa o custo na formula 1, e sim a marca, prestigio, tempo de exposicao, e identificacao com o produto para alguem querer anunciar.

Sérgio Frega
Sérgio Frega
12 anos atrás

Não tem muita lógica essa teoria não…..mas você é otimo escrevendo sobre economia e afins…….abraços

Fernando Passos
12 anos atrás

Não concordo muito com isso não… Pras equipes pequenas, sim…

Mas pra Ferrari, McLaren e, agora Brawn e RBR, não concordo…

Você não paga o patrocínio a estas equipes porque elas precisam da grana alta, e sim porque você está comprando um lugar de anúncio numa das maiores equipes da melhor categoria de automobilismo do mundo, independente se ela vai gastar mais ou menos… Ou quer ou não quer…

Não sei se a propaganda no intervalo do jornal nacional vai cair o preço, mesmo se a Globo e as outras emissoras tiverem um teto orçamentário para montar o estúdio…