MENU

terça-feira, 28 de julho de 2009 - 12:23MotoGP

SEM BRASIL

SÃO PAULO (pena) – Saiu hoje o calendário da MotoGP para 2010. Não tem Brasil, ao contrário do que se esperava e especulava. Eu não acreditava, mesmo. As obras necessárias em Interlagos seriam muito caras. E nem acho legal concentrar tudo em Interlagos. Seria lindo ver a MotoGP de volta a Goiânia, por exemplo. Mas, para isso, é preciso vontade e esforço. Não há nem uma coisa, nem outra.

As novidades são Silverstone no lugar de Donington e um novo circuito na Hungria. As 250 cc foram rebatizadas como Moto2. E espera-se um aumento no grid da categoria principal, que tem provas fenomenais, mas pouca gente correndo.

28 comentários

  1. José "bigode" Ribamar do Maranhão disse:

    Sabe qual é a merda disso tudo? O Brasil perdeu o evento do MOTO GP, que sempre foi realizado ex-lindo diria eu, MOTÓDROMO de Jacarepaguá, com excessão de 1993 em Interlagos, e anteriormente no autódromo de Goiania, devido aos nossos ilustres POLÍTICOS……….. No caso do Rio, o culpado Nº1 foi o prefeito Cezar Maia, que com sua ganância e incopetência destruiu o autódromo de Jacarepaguá para realizar as monumentais obras do PAN, claro que a preços EXORBITANTES, com direito a desperdício de dinheiro público (10 vezes mais caro que o orçamento original), e no contrato de construção do complexo Maria “DENGUE” e o velódromo, fica clara a obrigação da prefeitura do Rio de janeiro de restaurar a pista, ou construir outro complexo para a prática de eventos motores…… Coisa que nossos queridos políticos insistem em não respeitar…….. Não dá propina, né?????? Infelizmente, as ESFINGES do PAN estão praticamente abandonadas, os recursos públicos foram delapidados, e nós além de tudo isso perdemos a MELHOR PISTA de corridas do Brasil…….. Estes sacripantas, aí incluo o Nusman, Cesar Mais e cia limitada estão numa boa, desfilando de bonitões, com seus acessores eleitos por “atos secretos”, custeados com o meu e o seu dinheiro, levando COMESSÕES de todos os lados……. E ainda por cima tem gente que acredita que o PAN foi um sucesso……… Para eles tenho certeza que foi….. Um sucesso de bilheteria……. É claro que tudo isso patrocinado pelas verbas extraordinárias do Governo Federal, com direito a participação do Lulla e Dilminha…….. Nada neste mundo fará a MOTO GP voltar para um país capitaneado por gente tão sem moral e caráter……… Estamos todos FUD…….S!!!!!!

  2. Paulo Franco disse:

    Putz, se um dia for, tem que ser Goiânia!
    O traçado é muito legal, tem areas de escape a granel, o centro-oeste merece e seria um ótimo motivo para reformar o autódromo brasileiro mais parecido com um motódromo.
    Como sabiamente disse o Dú, Interlagos ao contrário nunca foi uma proposta séria, se é que chegou a ser uma proposta!
    Só quem não tem idéia do que anda uma simples 1000 de rua, engoliu essa.

  3. Pedro disse:

    Cara eu acho o seguinte, isso sim é uma forma de penalizar o Brasil, porra nao investe, nao tem manutenção…. nao tem q ter corrida msm, po parece que tem q aprender na porrada, so vai voltar quando voltar a investir ai sim pode esperar uma corrida, agora enquanto o governo ta de sacnagem nao temq ter corrida msm, e to torcendo pra aquele lance do aterro nao rolar, pq ai vai ver q alguns desses govenantes toma jeito e muda a situação!

  4. Fernando disse:

    Pouco tempo atrás, o autodromo de Goiânia recebia todos as categorias do automobilismo, como stock-car, formula truck…. Tinha uma otima pista de motocros e uma boa estrutura de box. Acabou tudo, que realmente é uma pena.

  5. disse:

    Rodrigo, o Melandri já está negociando com a SBK. A Kawa vai vazar mesmo.

  6. Celso Silva disse:

    Pois é Moto Gp no Brasil nunca mais, do jeito que estão esses autodromos, tudo virado em sucata pode esquecer..

  7. Fábio disse:

    Embora triste é o esperado, afinal que motociclismo temos por aqui? Não tem nem capeonato direito… Quanto a moto2 é legal haver o interesse de várias equipes devido ao baixo custo mas é um retrocesso por ser monomarca no motor. Um capeonato mundial jamais deveria ser monomarca. Deveriam ter os chassis livres e os mesmos motores da Super Sporte 600 (motores das CBR, R6, GSXR, Triumph 3 clilindros, ducati), aí sim seria legal. É como a formula indy, tudo motor honda, na minha opinião chato pra burro.

  8. José Cácio Júnior disse:

    Se brincar Fábio, pela situação do autódromo de Goiânia, o preço do conserto ficaria “equivalente” ao de Interlagos. Só a Truck mesmo para conseguir andar bem aqui

  9. Thales disse:

    Flávio, concordo com o Ricardo. Dê uma ajuda para nós com relação ao autódromo de Goiânia. Vira e mexe o governador fala que vai mudar a administração e revitalizá-lo mas isso nunca acontece. Aqui só anda Fórmula Truck porque os caminhões aguentam os buracos na pista, e quilômetro de arrancada porque não precisa fazer curva. O autódromo está à míngua, os boxes estão cheios de infiltrações e tudo está tomado pelo mato. Se for o caso a gente faz uma vaquinha pra te trazer à Goiânia e você faz uma reportagem mostrando essa vergonha. Já chegou ao ponto de uma etapa da Stock Car ser cancelada de última hora, se não me engano há uns 3 anos, porque uns carros vieram testar uma semana antes e o asfalto começou a desmanchar.

  10. ricardo disse:

    Goiania alem de vaca e carroca tbm anda formula truck por que passam um baton, e o emerson de mahindra junto com o governador do estado falando que a falida A1 Gp vem pra goiania, ou FG ajuda a gente aqui do centro oeste e faz uma materia ou coloca pelo menos uma notinha no blog pra ver se ajuda a dar uma arrumadinha aqui no autodromo, o trem aqui ta feio o Teo Jose que mora ao lado do autodromo e de goiania aparentemente nao faz nada, e uma pena nosso autodromo virar condominio fechado porque e o que parece que vai acontecer

  11. dcoelho disse:

    Troca o “mas” por “mesmo”.

  12. dcoelho disse:

    O ideal seria Brasília ou Goiânia. Tanto pelo traçado (seletivo e com boas áreas de escape) quanto pela diversificação de provas. Concentrar tudo em Interlagos é dizer pro mundo todo que o Brasil só tem um autódromo.

    Outro caso que poderia nos favorecer a receber uma prova seria se algum brasileiro corresse na categoria, mas que fosse nas divisões menores.

  13. disse:

    FG. Acha mesmo que subindo o “S”, Valentino, ou Pedrosa iriam querer voar na arquibancanda? Ou Stoner no mergulho da Junção com a Ducati balançando ia parar na Usina da Light?
    Imagine então Hayden fazendo a reta oposta ao contrário.
    Muito mané querendo soltar o que nunca existiu. A Moto GP em Interlagos.

  14. Verde disse:

    Precisa de mais gente, mesmo. 18 motos é pouca coisa, ainda mais sabendo que alguns desses não tem condição nenhuma de ir lá pra frente (Canepa, Talmacsi…). As corridas tão excepcionais com gente como Rossi, Stoner, Lorenzo, Pedrosa, Dovizioso, Capirossi e outros, mas deveria ter umas 26 motos, no mínimo.

  15. thomaz turbano pinto disse:

    Uma pena ficarmos sem a moto gp, sempre fui assistir.

  16. A Moto2 em 2010 será um campeonato misto. As atuais 250cc de 2 tempos vão poder correr contra os protótipos 600cc de 4 tempos, todos com motores Honda e chassis diversos – já se sabe que a BQR construiu um, a Moriwaki outro modelo e muitos times da MotoGP terão equipes satélites neste campeonato.
    Quanto a MotoGP, soube-se que o Aspar Martinez vai ter acesso à Ducati cliente que sobrou com a falência do antigo time de Sete Gibernau, mas há um problema: a Hayate não sabe se fica em 2010 e outras marcas como a Suzuki não pensam em ter times satélites tão cedo. E como teriam se andam mal nesta temporada?

  17. Érico disse:

    A 250cc não foi apenas rebatizada. A mudança do nome vem com a mudança do regulamento técnico, introduzindo Motos com chassis protótipo e motores 600cc 4 tempos de fábrica produzidos pela Honda. Com as novas motos vem, adequadamente, o novo nome. Talvez ainda haja duas ou três 250cc no grid se a Aprilia quiser fornecer suas motos a alguém (mas aí dificilmente seriam Aprilia, mas sim Derbi, ou Gilera, ou outro nome).

  18. Érico disse:

    Goiânia, nada, Brasília seria opção bem melhor, apesar do autódromo precisar de muitas reformas e melhorias.

  19. Jackie Fã do (O(###)O) #96 , Futura Ex- Fã do [O]===[O] #69 Meianov LADARGH !!!!! disse:

    Que peninha…
    Eu amo carro, mas moto eu amo mais !

  20. André Buriti disse:

    E pensar que Jacarepaguá tinha sido modelado para atender as exigências da MotoGP, o único ponto crítico era o guard-rail da Nonato que obrigava a colocação de um colchão de ar para amortecer um choque, o resto da pista era bastante segura com suas áreas de escape, na última vez que estiveram aqui reclamaram dos bumps do asfalto, mas a pista entãi já vinha a pelo menos seis anos sem manutenção.
    É uma pena, mas acho que não teremos ao cedo uma prova dessas aqui no Brasil, existe uma vendetta do governo federal contra o esporte a motor em favor dos Jogos Olímpicos.
    Para não dizer que estou paranóico, só faço uma pergunta:
    Quem é que libera os contratos de incentivo ao esporte? Acertou que disse governo federal, agora imaginem se eles resolverem trancar todos os contratos das equipes em troca de apoio pela Rio 2016, inclusive com o silêncio sobre o futuro do autódromo? Sem falar é claro de um passível retaliação de quem se declarar contra a demolição da pista.
    É uma possibildade plausível, basta pensarmos como os políticos agem, quando eles querem uma coisa passam por cima de tudo e de todos.
    Mas falando em motociclismo, nesse próximo final de semana vai ter o renascido Carioca de Velocidade em Jacarepaguá, no último final de semana tivemos Turismo e Arrancada, como podem ver, continuamos resitindo, apesar de tudo, no blog tem os resultados do último final de semana e algumas fotos, além de algumas coissinhas sobre a corrida do Aterro e a história do governo federal bandando a IRL.

  21. xandico disse:

    Bons tempos de MotoGP no Rio com Barros na pista !

    No fim ficamos sem nada, sem GP Brasil que a m_ _ _ _ a da Globo nao mostrava todos GP´s e qdo chegava no Brasil anunciava como se fosse a unica prova da temporada;
    sem Barros correndo e sem o autodromo do Rio…
    …esporte à motor no Brasil é só pra quem tem grana mesmo, pra praticar, competir e assistir. Infelizmente….

  22. Maurício MV. disse:

    2010 será o último ano das 250 cc 2T. A nova categoria Moto2 seguirá sozinha em 2011. Os motores serão fornecidos pela Honda(a base será o motor da CBR 600 com modificações que elevarão a potência de 120cv para algo em torno de 150cv)e os quadros serão feitos por construtores independentes. Também já existe um boato de uma 250 cc 4T que correrá no lugar das 125 cc 2T no futuro.

  23. Cícero Lourenço disse:

    A Moto2 terá motores 4 tempos de 600cc pra substituir os atuais 250cc de 2 tempos.

  24. Ricardo Reno disse:

    É o resultado dos últimos dois mandatos na CBA. Categorias demais investimentos de menos. Autódromos e Kartódromos a míngua.
    Parece que a gestão atual, pelo que mostrou em termos de organização no último brasileiro de kart, vai pelo mesmo caminho.

  25. marcos vale disse:

    Imaginem :

    Corre o Badoer , da uma merda, e ele ganha a prova ..

  26. greyhound disse:

    A Moto2 não é apenas um rebatismo das 250cc. É uma categoria de motores de 600cc, 4 tempos, mas como 2010 é um ano de transição, as 250cc correrão juntas.
    Também foi assim quando extingui-se a categoria 500cc e introduziram as 4 tempos da MOTO GP (na época com 990 cc).
    Um abraço.

  27. Adriano Muha disse:

    Pra MotoGP voltar a Goiânia haja grana viu! Aqui no autódramo só anda cavalo e vaca!

  28. askjao disse:

    Novidade que nada muda na CBA…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>