MENU

segunda-feira, 25 de abril de 2011 - 1:39decalques

DECALQUES

SÃO PAULO (chegaram?) – Acho que a esta altura todo mundo já está em casa depois do feriado, não? E quantos não passaram raiva com os malandões trafegando no acostamento? Ou com a falta de educação crônica do brasileiro no trânsito? Pois desde priscas eras já se pregava gentileza nas ruas e estradas…

Só não sei exatamente o que era esse tal de “trânsito 401″. Como também nunca soube direito o que é um “olhar 43″.

14 comentários

  1. Cícero Lourenço disse:

    Olhar 43 vem do fato de que cada olho humano tem uma área de visão central, em forma cônica com abertura de 21 graus. Fora desta área está a visão periférica. Como 21 + 21 = 42, então o olhar 43 seria a área imediatamente fora da visão central, usada quando a pessoa está tentando ver, mas não quer que pareça que está olhando.

  2. Williams Head disse:

    o olhar 43 é aquele assim meio de lado, já saindo, Indo embora, louco por você… que pena….. que desperdício.

  3. Geraldo Casselli Júnior disse:

    É só uma suposição, não tô afirmando nada, mas me parece, me baseando no “logo” anos 60, que “401″ seja alusão aos 401 anos do Rio de Janeiro em 1966! É o que me ocorreu !!!

  4. Marcelo disse:

    Flavio, já ouvi falar que o olhar 43 é aquele que pessoa que usa óculos de grau (4 em um olho e 3 no outro), faz quando está sem os óculos, com os olhos meio fechados. Quanto ao trânsito 401, não sei.

  5. Lucas Abramo disse:

    MOTO DKW

    Caro Flavio Gomes,

    Estava em uma cidade no sul de Minas chamada Brasópolis. Cidade pequena perto de Campos do Jordão, Monteiro Lobato. Lá um casal de amigos me mostrou uma moto DKW linda preta, restaurada com o maior carinho, ela pertence ao avô de um deles. Essa moto deve ter uma história muito legal, o senhor dono da moto tem uns 85 anos é uma pessoa muito ativa e lúcida. Pode render uma matéria legal.

  6. PA disse:

    Na letra ja tem a explicacao do 43: meio de lado, ja saindo

  7. Filipe W disse:

    Teria sido este adesivo inspirado no profeta Gentileza aqui do rio ? ou teria sido o contrário ?

  8. Jason Vôngoli disse:

    Eis a gênese do Profeta Gentileza: no início do surto, viu o plástico do Detran-GB (sob os asupícios da Shell) e saiu por aí a pregar como se fossem palavras sagradas…
    Grande descoberta arqueológicarioca.

  9. Rodrigo Lamonato disse:

    FG,

    ontem voltando pra São Paulo, ao ver a amiguinhos trafegando pelo acostamento, decidi que tomaria uma atitude que aprendi a admirar lendo este blog – botei o carro inteiro no acostamento, e mantive a velocidade do comboio. Contei então com a gentil colaboração de um Renault Sandero, que segurou para ninguém me contornar como se fosse uma chicane. E assim recebi uma torrente de impropérios de vários motoristas que não se conformavam com minha postura.

    Fui dormir de alma mais leve. Uma das pessoas a quem eu segurei foi multada. Recebi um vitorioso acenar de mãos do policial rodoviário, e vários sinais de positivo dos motoristas que me rodeavam.

    Não sei se tenho pique de fazer isso sempre, mas ontem eu fiz.

    Boa semana.

  10. rubem rodriguez gonzalez disse:

    Será que pagaram royalties para o dublê de maluco beleza e filosofo que atendia pelo nome de Gentileza e que perambulava pelo centro do Rio há algumas décadas atrás?
    Seus versos/poemas/protestos/alertas foram recuperados pela prefeitura da cidade e estão espalhados pelos pilares da Av. Perimetral entre o antigo prédio do JB e o início da Av. Francisco Bicalho. Quem chega de ônibus vindo de outro estado dá de cara com eles já chegando na rodoviária Novo Rio – que ao contrário do nome, é velha, escrota, apertada e ridícula. em suma uma merda – nos ultimos minutos da viagem.

    Perambulava pelo Rio com os seus escritos, vestido de túnica branca , barbudo e como o nome mesmo evocava um tremendo Gentileza. Diziam que era empresário e teria ficado assim meio porra louca pois teria perdido toda a família no incêndio do gran circo em Niterói na década de 60 e que matou centenas de pessoas. Não sei se essa história era verdadeira ou mais uma lenda urbana pré internet, só sei que parafraseando Chico Buarque, “assim como veio partiu não se sabe pra onde” dizem que morreu e foi enterrado como indigente, eu prefiro honestamente acreditar que era um extra terrestre fazendo pesquisa de mercado e se mandou dessa porra de planeta maluco quando passou a conhecer um pouco mais essas desgraças de duas patas que habitam o nosso belo planeta….. Deve estar em tratamento psiquiátrico e a base de lexotan em seu planeta natal, ninguém passa incólume por uma temporada aqui na terra, para piorar no Brasil e para piorar ainda um pouco mais, no Rio de Janeiro…….. é desgraça demais para um ET sozinho…….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>