MENU

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 - 15:15F-1

TORO MUDA TUDO

SÃO PAULO (tô tonto hoje) – A Toro Rosso anunciou sua dupla de pilotos para 2012. Muda tudo. Dançaram Alguersuari e Buemi. Chegam Daniel Ricciardo, australiano, e Jean-Éric Vergne, francês. Primeira constatação: a França, que não tinha nenhum piloto em 2011, terá três agora — além de Vergne, Charles Pic na Marussia (ex-Virgin) e Romain Grosjean na Lotus (ex-Renault). Segunda: a Red Bull, dona da Toro Rosso, não considera nem Buemi, nem Alguersuari bons o bastante para, em 2013, assumir a vaga que, provavelmente, será aberta com a possível aposentadoria de Mark Webber.

A notícia é dura para a dupla que ocupou os carros da Toro Rosso nas últimas três temporadas, desde 2009, mas não tão chocante quanto parece. O time de Faenza, originário da Minardi, sempre foi plataforma de lançamento de moleques (alguns nem tão moleques assim…) para a Red Bull, que também já tentou alguns nomes na matriz, sem passar pela filial. É meio tentativa e erro. Deu certo com Vettel, mas deu errado com Bourdais, Klien e Speed — lembram deles? Com Buemi e Alguersuari, idem. São pilotos apenas razoáveis, com alguns brilharecos, mas não excepcionais. Três anos foi um bom período para avaliá-los. Alguersuari pode até se arrumar na HRT (ex-Hispania) ao lado de De la Rosa no ano que vem, já que o time quer ser espanhol de raiz. Quanto a Buemi, pode ser que faça como Raul Boesel e vá ganhar a vida como DJ.

(Sim, eu sei que o DJ é o outro, estou só brincando!)

Sobre os dois eleitos, Ricciardo, 22, é mais ou menos conhecido da blogaiada, já que disputou 11 GPs pela Hispania neste ano. Tem um currículo razoável, com o título da F-3 Inglesa em 2009 como ponto alto. Vergne, 21, ganhou a F-3 Inglesa em 2010 e tem muitas vitórias e pódios nas várias F-Renault que disputou desde 2008. Ambos, claro, pertencem ao quadro de jovens pilotos da Red Bull faz tempo.

33 comentários

  1. Pereira disse:

    Nunca me empolguei muito com a pilotagem desses dois. E só dois são poucos. Que se despeçam logo: Weber, Barrichelo, Bruno Senna, Liuzzi, Kovalainen (ainda não entendo essa) e Schumacher, Trulli, Glock e De La Rosa (vixi!).

  2. João Paulo Gomes disse:

    Realmente foi surpresa o Alguersuari rodar, embora fosse previsível o Ricciardo entrar no lugar do Buemi. O Vergne me parece meio “verde” pra já ser titular, imaginava Alguersuari-Ricciardo e o francês como terceiro piloto. Tomara que ele não se queime com isso, ele parece promissor…
    Bom, mas confesso que gosto desta escolinha de pilotos da Red Bull e Toro Rosso. Para os padrões da categoria, é uma porta de entrada relativamente “democrática”: é lógico que ter um padrinho ajuda, mas se vc acelerar e mostrar potencial consegue vaga no programa de formação de pilotos e, uma vez que vc está lá dentro, cedo ou tarde vc ganha a chance de pilotar na Fórmula 1 numa equipe mediana (Toro Rosso) com perspectiva de no futuro chegar a uma das grandes (Red Bull).
    Seria interessante se as outras grandes (McLaren, Ferrari) também tivessem equipes-satélite na categoria, seria muito mais útil e proveitoso do que ter Hispanias e Marussias se arrastando no fundo do grid.
    Abraço a todos

  3. Antonio disse:

    O engraçado é que o piloto com o pior desempenho da temporada foi Mark Webber, pois com o melhor carro só conseguiu uma vitória graças a armação da Red Bull e ele renovou seu contrato pianinho, mas não merecia

  4. Williams disse:

    Essa história de ‘filial’ deveria ser revista. Vejamos bem: se a turma toda da frente resolve fazer um time B… McLarem, Ferrari e Mercedes tomam o lugar de Hispania, Marussia e Caterham… viraria oficialmente 2 categorias na F1. A Ferrari todo ano quer 3 carros nos times principais… não seria muito dificil para eles arrumarem um 4 carro. Essa Toro Rosso pra mim não deveria estar aí… e sim na GP2. Se é pra alavancar pilotos pra sua equipe, que seja de uma categoria abaixo e não na mesma: não conheco outra categoria que tem isso. Eu vejo que a RBR leva claramente vantagem, não só pela busca dos pilotos, mas tambem como osengenheiros… os dados de todas as corridas e testes, eles tem tudo em dobro!

  5. Rodrigo Assis disse:

    Noite Gomes!!
    A batata queimo para mais dois na f1…. Rapaz, esse ano, foi o maior em numero de justa causa.rs

  6. Antonio disse:

    É nessas horas que admiro o Barrica por ter permanecido 19 anos na F1.
    Quantos pilotos entraram e saíram , enquanto ele pelo menos se manteve lá
    teve várias vitórias, pódiuns e disputou campeonatos.

    • Williams disse:

      não, o barrica não duraria 19 anos na STR e muito menos na RBR. Alguersuari e Buemi são tão medianos quanto o barrichelo, e em outra equipe certamente se sustentariam por um bom tempo.

      • Antonio disse:

        Mas ele conseguiu ir para a Ferrari , Honda, Willians porque se destacou na Stewart e Jordan. Ele construiu sua carreira, coisa que o Alguersuari e o Buemi e tantos outros não conseguiram fazer
        Me lembro em 1993 quando estive na europa e abri uma revista sobre formula 1. Rubinho tinha as melhores notas de desempenho no seu primeiro ano. e na Stewart andou muito bem também. Formula 1 é assim. Você tem que mostrar talento logo de cara como o Kubica, Alonso e Vettel fizeram, para falar dos mais novos.

  7. Felipe Fugazi disse:

    O texto diz tudo, a Scuderia Toro Rosso é plataforma de lançamento para a Red Bull Racing.
    O pessoal considerou que nem Buemi, nem Algerssuari seriam bons o bastante para o passo seguinte.
    Eu fiquei surpreso, achava que eles manteriam o Buemi por conta da verba da Cepsa, promoveriam o Ricciardo da HRT para a Toro Rosso e mandariam o Vergne para o estagio na HRT.
    Fiquemos de olho em quem serão os test-drivers da Toro Rosso, que passa a ser uma vaga e tanto.

  8. Gustavo Lucena disse:

    FG, o texto contém mais um equívoco.

    O Klien nunca correu pela Toro Rosso.

    Era piloto da Jaguar que manteve seu posto quando a mesma foi comprada pela Red Bull.

    Acho que você se confundiu com o Liuzzi.

  9. Samuel Cunha disse:

    Acho que mandar o Alguersuari embora foi sacanagem pois ele fez um ano razoável e vinha melhorando como piloto, por essa eu não esperava. Se eu fosse o Bruno ,caso não consiga nenhuma vaga, iria para DTM ou GP2, ficar parado nos boxes vendo os outros correrem é o fim.

  10. Marcelo Granzotto disse:

    Sorte que as equipes capricham no desenrolar da dança das cadeiras. Senão iríamos falar de que durante o período de férias da F1?

  11. Marcelo disse:

    Puro palpite, mas acho que vai aumentar a audiencia na França e cair ainda mais no Brasil, mas se cai aqui, aumenta lá, então a F1 vai estar se lixando para o Brasil, mas a pachecada faz tempo só mete o pau na F1, então que fique sem ela.

    Quem sai perdendo o Brasil, ou a F1?

    Nós(a minoria que realmente gosta de F1), para o país é menos um evendo mundial, mas ela pode ficar sem ela, ninguém mais liga pra F1…acho que a minoria logo logo vai tomar no rabo.

  12. aldo gomes disse:

    A povo pra não entender as coisas, o lance de ser DJ é uma piada, uma comparação com o Raul Boesel. Da próxima vez desenha Flavio.

  13. Ricardo Bigliazzi disse:

    Tinha um sonho meio louco que o Bruno Senna poderia arranjar uma vaguinha na Toro Rosso. Virou apenas sonho mesmo. Acredito que ele é um bom piloto e um bom produto de MKT, pena que já é meio velho para a F-1.

    O sonho foi para o ralo. A F-1 esta cada vez mais longe dos pilotos Brasileiros.

    Precisamos mesmo que os Deuses do Automobilismo nos iluminem novamente fazendo surgir um novo super-piloto por terras brasilis.

    Segue o jogo…

    Imperador.
    Obs.: Esse pessoal da Red Bull sabe fazer as coisas.

  14. Hamilton disse:

    o Alguersuari que é o DJ, Buemi é o feio…

  15. Rodolfo Leyton disse:

    Você se enganou no fim do texto, FG. Dos dois, é Alguersuari que é DJ e leva até a sério o negócio. Você não usaria da recomendação de ser DJ se não soubesse que um deles é DJ. Só errou a pessoa.
    Outra coisa: você usa Klien como exemplo de piloto “tentativa e erro” da Toro Rosso, só que ele nunca guiou pela equipe de Faenza; quando correu na F1, foi direto pela Red Bull nas temporadas de 2005 e 2006, egresso da Jaguar.

  16. Jaime disse:

    A França, que não tinha um piloto fixo no grid já há algum tempo, emplaca pelo menos três nomes para 2012. É a importância das categorias de base. Logo, logo o Brasil não terá nenhum representante na F1. É triste.

  17. diogo c. disse:

    O Alguersuari que é DJ, não o Buemi….e se for pra correr de Hispania, melhor ser DJ, tocar em Ibiza e pegar todas as gostosas!

  18. André disse:

    Acho que o Alguersuari poderia ser melhor do que parece.

  19. Piloto de carrinho de supermercado disse:

    Em outras palavras: quer pilotar o carro de ponta da matriz? Ganhe corridas, faça poles e pódios com esse aí da filial… Apesar de parecer sacanagem com o Alguersuari e com o Buemi, numa dessas, eles podem sim encontrar um novo Vettel, ou, pelo menos, alguém que lhe faça frente.

  20. Marcelo Paiva disse:

    Mas não é o Alguersuari que é DJ? Acho que o Buemi vai ficar chupando dedo em casa…

  21. Rodrigo Duarte disse:

    Tinha impressão de que esse Buemi poderia se tornar um bom piloto. Outro que achei que merecia uma chance numa equipe grande é o Timo Glock. To viajando muito será? Achava ele um piloto de potencial.

  22. ba disse:

    Desviando um pouco o foco, a HRT quer ser equipe espanhola de raiz. Mas por onde anda Adrian Campos? Foi escorraçado assim mesmo?

  23. Rodrigo disse:

    O Alguersuari que é o DJ. O Buemi é só horroroso mesmo.

  24. aldo gomes disse:

    A do Buemi como DJ foi demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *