LEGIÃO URBANA

SÃO PAULO (só desfilando) – Um inacreditável Glaspac aproveitando o domingo no Sumaré. Não sei o ano, arriscaria comecinho da década de 70, pelas lanternas traseiras (semelhantes, se não iguais, às do Puma DKW). O Glaspac foi o primeiro buggy brasileiro e é uma lenda entre bugueiros. Mais da história da empresa vocês podem ler aqui e aqui. Há farta literatura na web, é só dar uma busca. História linda, diga-se.

glaspacred

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Carlão
8 anos atrás

Sem dúvida, um belo Glaspac. O detalhe da lateral pintada não é uma heresia, afinal, estes buggies eram vendidos em kits, normalmente sem pintura e estas peças vinham com uma mão de tinta preta. Mas as cores oferecidas eram apenas as primárias, no próprio gelcoat. Se é para ter originalidade, não poderia ser pintado… mas estas sinaleiras não eram usadas no Glaspac e sim no Bugre. Mas são muito bonitas e fiquei tentado em colocá-las no meu.

Grande abraço e parabéns pela página!

MAuricio
MAuricio
9 anos atrás

Ta muito lindo. A única observação, está descaracterisado pois a saia abaixo da linha da cintura era preta no original.
Mas mesmo assim ta muito lindo!
Que saudade do meu….

Eric
Eric
9 anos atrás

Provavelmente ele estava indo pra algum encontro de Fusca… Domingo passado, dia 20, foi dia nacional do Fusca!

Jonh Player
Jonh Player
9 anos atrás

É lindo o Glaspac. Meu bugre preferido ainda hoje é um charme.

Alexandre - BH
Alexandre - BH
9 anos atrás

Esse é bonito pela simplicidade. Tem muito buggy modernoso por aí que mais parece o carro do Jaspion.

Fernando
Fernando
9 anos atrás

Essa semana no Guarujá eu vi um igual e tão bonito qto, fiquei uns 10 minutos na frente da padaria rivieira, perto do ferry boat, olhando uma lindeza como essa.

J. Freire
9 anos atrás

Rapaz, gosto, gosto mesmo da, digamos, “séria série” “Legião Urbana”! Bem legal mesmo, mas, fica a dica, antes de publicar essas fotos tirada no trânsito, deveria-se distorcer e/ou apagar a numeração da placa dos veículos!

Não ia mudar nada e ainda preservará/preservaria a privacidade do(s) proprietário(s) do referido veiculo!

pedro ar reflexivo
pedro ar reflexivo
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Mas FG a ultima em termos de meliantes tupiniquins é “sequestrar a placa dos veículos e depois pedir pagamento via sedex com pagamento de boleto”. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Batista Lara
Batista Lara
9 anos atrás

Você já chegou a conversar com os donos dos carros que fotografa, em busca de mais informações? Muitos desses proprietários gostariam de contar a histórias dos seus xodós. Quem tem carro bem conservado, gosta de interagir com pessoas que entendem do assunto.

JT
JT
9 anos atrás

O bugue praiano da Glaspac é o primeiro do tipo feito no Brasil, não sendo apenas baseado mas sim rigorosamente idêntico ao Dune Buggy criado pelo californiano Bruce Myers, com sua devida permissão.
A Glaspac foi uma das empresas pioneiras no uso de fibra de vidro, ao lado da Lafer. Nos anos 80 eles se voltaram para a produção autorizada de réplicas do Cobra, com conjuntos mecânicos fornecidos pela Ford. Por isso tais carros podem ganhar a placa preta, ao contrário dos bugues, que eram montados sobre chassis reaproveitados de Fusca.
Creio que hoje, no mercado brasileiro, não tenhamos mais iniciativas como estas. Não consigo imaginar um sonhador bolando um fora-de-série com airbags obrigatórios para homologação, a não ser que alguém me corrija esta informação.

André
André
Reply to  JT
6 anos atrás

Não era igual, não. Tinha várias diferenças na carroceria.

Roberto Fróes
Roberto Fróes
9 anos atrás

Bem interessante, o Glaspac.
Tem a grande vantagem de ter sido o primeiro.
Mas existiram outros bem interessantes também, que vieram depois.
O Kadron, os tubulares, e outros que nem lembro os nomes.
Para o meu gosto, os que se destacavam mesmo eram o Coyote (tubular, gaiola) e, principalmente, o Play Bug.

Ulisses
Ulisses
9 anos atrás

E esse aí tá lindão!
Aquela lateral abaixo da aba que prolonga o paralama dianteiro era (se não me engano) pintada de preto fosco.

Daniel Stegun
Daniel Stegun
9 anos atrás

Estas lanternas traseiras são os piscas dianteiros da antiga Chevrolet C10…

roger V
roger V
Reply to  Daniel Stegun
9 anos atrás

Positivo e bem observado!

rogerio
rogerio
9 anos atrás

mais um “carro” meia boca ! ta feia sua legião urbana hein? nao tem mavecão em sao paulo não?

pedro ar reflexivo
pedro ar reflexivo
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

ele mesmo ja se auto definiu FG “MEIA DENTADURA” não da a mordida inteira e tb só enxerga por um olho ai ja viu quando a imagem passa rapido é meia boca + meia vista + UM INTEIRO Idiota kkkkkkkkkkkkk

Acarloz
Acarloz
Reply to  pedro ar reflexivo
9 anos atrás

Mavecão? Aff