MENU

Wednesday, 13 de March de 2013 - 1:10Brasil

RICO É UMA MERDA

SÃO PAULO motoristadaferrari(inacreditável) – Adolfo Cardoso de Araújo, o cara que dirigia a Ferrari amarela que atropelou espectadores da exibição de domingo no Aterro, ficou bebendo cerveja das 9h ao meio-dia. Cinco latas. Ele mesmo contou à polícia, mas se recusou a fazer exames.

Adolfo Cardoso de Araújo, de 55 anos, é citado em inquéritos da Polícia Civil em São Paulo por estelionato, falsidade ideológica e otras cositas más.

Uma rápida busca em sites de processos judiciais mostra que Adolfo Cardoso de Araújo é ligado a essas “associações” picaretas que mandam boletos para empresas do Brasil inteiro fazendo cobranças igualmente fantasmas. Elas têm nomes parecidos com entidades verdadeiras, como a centenária Associação Comercial de São Paulo, criada em 1894. Para enganar os incautos, são batizadas como “Associação dos Empresários Brasileiros”, ou “Associação Comercial do Estado de São Paulo”, coisas assim. Vivo recebendo boletos desses escroques. Tente telefonar para uma dessas associações. A de Adolfo Cardoso de Araújo é essa aí em cima, “Associação Comercial do Estado de São Paulo”. O telefone é (11) 3107-0430. Ligue lá. Se alguém atender e te der alguma informação, corto o saco.

Agora coloquem “www.acesp.org.br” no registro.br para sacar o cinismo desses picaretas. Entrem aqui. Vejam a quantidade de domínios registrados sob o mesmo CNPJ. O dono de “www.acesp.org.br” é dono de todos esses. São, possivelmente, “associações” que enviam boletos para o Brasil inteiro. Seus nomes? Sei lá. Nenhum desses sites é ativo. Ou estão sendo usados para roubar alguém, ou esperando para que possam ser usados oportunamente.

O golpe é conhecidíssimo, mas ainda tem gente que cai, por ingenuidade e desconhecimento. O cara abre uma empresa, seus dados vão para a Junta Comercial, e acabam vazando para esses pilantras, que enviam boletos com cobranças para os endereços das firmas. Como os nomes de suas “associações” são solenes e verossímeis, assim como os boletos, que têm impressos brasões imponentes ou mapas estilizados do Estado de São Paulo, com cara de coisa oficial, muita gente paga sem saber exatamente o quê está pagando, com medo de protestos ou multas por atrasos. Imaginam que pode ser algo obrigatório, como um imposto sindical ou algo do gênero. E se de cada 1.000 boletos 100 forem pagos, imaginem o lucro destes canalhas.

Incrivelmente, os bancos brasileiros nada fazem contra esses bandidos filhos da puta. Um banco deveria, no mínimo, verificar a legalidade de uma pessoa jurídica que usa seus serviços para fazer cobranças. Ninguém verifica porra nenhuma. O governo também não. Deixa que ajam livremente.

E, assim, alguém como Adolfo Cardoso de Araújo é capaz de comprar uma Ferrari de quase 2 milhões de reais.

E, assim, alguém como Adolfo Cardoso de Araújo, por ser um dono de uma Ferrari de quase 2 milhões de reais, é convidado pelos representantes da marca no Brasil para participar de um evento no Rio — quem convida é Francisco Longo, sócio da Via Italia, a revendedora oficial de Ferrari e Maserati por aqui, amigo de Massa, piloto e coisa e tal.

E, assim, alguém como Adolfo Cardoso de Araújo se acha no direito de ficar enchendo a cara numa manhã ensolarada no Rio para se exibir com sua Ferrari de quase 2 milhões de reais, dinheiro que veio de suas picaretagens como dono de associação que não existe.

Se as autoridades brasileiras, estaduais, municipais, federais, eclesiásticas ou do candomblé tivessem cumprido sua obrigação, de perseguir e encarcerar os filhos da puta que vivem de dar golpes em empresários amedrontados e ingênuos, alguém como Adolfo Cardoso de Araújo teria de trabalhar de verdade para ganhar seu dinheiro. Talvez não conseguisse comprar uma Ferrari. E não estaria no Rio, domingo, convidado por Francisco Longo para exibir seu carrão de quase 2 milhões de reais. E não atropelaria ninguém.

Eu disse aqui, domingo, que os organizadores, no caso a marca de energéticos TNT, não tinham culpa no que aconteceu. Têm, sim. Primeiro, porque deveriam se preocupar com a reputação de seus convidados. Eu não convidaria um suspeito de estelionato para minha festa. Depois, porque não poderiam permitir que bebidas alcoólicas fossem servidas numa muito provável área VIP onde os donos de grandes Ferraris e pequenos pintos esperavam por sua vez de exibir seus brinquedinhos ao populacho.

Rico é uma merda.

328 comentários

  1. Evandro says:

    Incrível como no Brasil é fácil roubar e tão difícil é prender um cara desses. Ainda acredito que um dia vamos ver um Brasil diferente. Um dia.

  2. R.R.S says:

    Ja vi esse picareta…Se alguem que ja foi lesado por ele e quiser “conversar” pessoalmente e facil…e so ir a R Sao bento 545 Se`SP 3L ou 4L…com certeza vai achar ele por la…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *