TONS DE SILVER (5)

tonsdesilver6SÃO PAULO(uma coisa por vez) – “Lovely race”, foi a frase que usei no Tuíter assim que acabou o GP da Inglaterra. Muito gay, obviamente, a coisa mais frufru que escrevi na vida, mas tudo bem. Gostei, mesmo. E não tem importância alguma a delicadeza do que escrevi no Tuíter. Foi uma prova deliciosa, sim, mas é preciso colocar nos pingos nos is.

A situação dos pneus é inaceitável, insustentável, intragável, intolerável e insuportável. (Sou um dicionário ambulante. Palavras que começam com “i” e terminam com “ável”, sem Google: inolvidável, impagável, improvável, inigualável, até o fim do post lembro de mais alguma.) Especialmente para quem está dentro de um carro de corrida que anda bem rápido. E não dá para ficar se jactando de uma F-1 divertida se o preço para isso pode ser alguém se arrebentando de forma insolúvel (essa não vale, tem de terminar em “ável”).

Falemos dos pneus, então.

Depois do famoso teste de Barcelona com a Mercedes, me parece claro que a intenção da Pirelli não era exatamente ajudar alguma equipe. E, sim, propor alguma solução para algo que já estava ficando perigoso. Que foi proposta. No caso, usar kevlar na construção dos pneus, cuja estreia estava prevista justamente para Silverstone. Mas algumas equipes não toparam. E, aí, foi o que vimos hoje.

Logo depois da corrida, alguns pilotos dispararam críticas muito fortes. Hamilton foi o primeiro. “É uma situação inaceitável. Fizemos o teste para desenvolver os pneus e melhorar essa situação, para essas coisas não acontecerem mais. Mas não fizeram nada. Isso pode levar a acidentes graves. Quando eu estava atrás do safety-car, pensei: só vão fazer alguma coisa quando alguém se machucar.” Pérez foi outro: “Estamos arriscando nossas vidas”. “O que aconteceu é inaceitável”, concordou Massa.

oprimeirofuro

Os três tiveram o mesmo pneu, traseiro esquerdo, dechapado sem aviso prévio. Vergne foi o quarto a sofrer com o mesmo problema. Hülkenberg e Gutierrez tiveram furos, assim como Alonso, que estava na última curva na volta em que faria seu primeiro pit stop quando notou a perda de pressão.

Quando o safety-car foi acionado pela primeira vez para limpar a imensa quantidade de detritos na pista, na volta 16, notei que a FOM colocou no ar várias comunicações de rádio de equipes pedindo aos pilotos para tomarem cuidado com as zebras, que elas estavam causando os furos. Ficou com cara de “vamos livrar a cara da Pirelli”. Pirelli que, insisto, não tem tanta culpa assim. Fez pneus que se desmancham no ar por orientação da FIA e de Bernie, e propôs uma mudança ao perceber que a coisa poderia sair de controle. “A Pirelli ofereceu uma solução para isso, mas ela foi vetada por duas ou três equipes”, falou Adrian Newey agora há pouco. Parece que a Ferrari foi uma delas. A Lotus, outra. Talvez a Force India tenha sido a terceira, não tenho certeza. Só sei que zebra não foi problema. “Corro aqui há 12 anos e as zebras sempre foram adequadas”, disse Alonso, absolvendo o pobre equino listrado.

Agora, quem sabe façam alguma coisa.

Volto daqui a instantes para falar da corrida em si. Vou tomar um café antes.

Comentários

  • Flávio Gomes como disse tempos atrás no seu blog e do Victor Martins, talvez a solução legal e interessante pode ser está…criação de um treino curto com pilotos reservas e revezando os chassis dos pilotos titulares durante as corridas da temporada com tempo de 30 minutos. Cada piloto de uma escuderia testa dois ou três jogos de pneus com “ranhuras” entre duros e médios para serem aproveitados pelos titulares na largada e só poderão fazer a trocar para pneus “slick” em compostos macio ou super-macio visando 1 ou 2 paradas nos boxes. A troca é feita quando dois dentre os quatro pneus apresentar apenas duas faixas de ranhura, aí sim é permitido tal mudança. Nos boxes um fiscal avalia o estado dos pneus, caso alguma equipe burlar essa regra o piloto que efetuou a parada sem os critérios exigidos no regulamento recebe bandeira preta. Em caso de corrida com chuva, eles largam com intermediário ou pneus biscoitos, aí caso a pista secar eles só utilizam pneus lisos com a mudança do clima. #Ficaadica

  • Eu que não encontro ou o GP não tem mais aqueles infográficos das corridas mesmo? era muito bacana ver quem parou quando e como foi seu desempenho. Lembrei dele durante essa última corrida, focaram nos computadores de uma das equipes,Red Bull acho, quando o Vettel chegou no box, e lá estava o gráfico, deu saudade!

  • Flávio, essa história dos pneus já deu no saco, quem tá querendo acabar c/ a F-1?O Bernie, FIA, FOM, Pirelli??Rídicula a situação de hoje, quero ver corridas interessantes/ c/ disputa de marcas seja no motor, chassis, pneus, etc. Cadê a Goodyear, Michelin, Bridgestone?Outro detalhe, corrida tem 50, 60, 70voltas dependendo do circuito, um jogo durar 10, 12 voltas torna-se ridículo, a disputa tem que ser nos boxes?C/ pneus decentes e duráveis + Kers e asa móvel não teríamos ultrapassagens?Acho até sacanagem o cara da frente não poder usar a asa, se defender como??São invenções p/ “Circo” da F-1. Esse Bernie tá na hora de ir gastar os milhões que acumulou, deixe a F-1 melhorar sua regras, sua principal intenção era a tecnologia de ponta, voltar c/ pneus que não se acabavam e vários fabricantes, mudar muitos circuitos que não possibilitam disputas de ultrapassagens, acho que esse é o grande problema, circuitos chatos, burocráticos, travados, etc.
    Abraço.

    • Você pode reclamar que os pneus degradam, mas esses pneus sao rápidos. Mais rápidos que os fornecidos pela Bridgestone. Outros fabricantes tiveram a oportunidade de fornecer os pneus da f1 e nao quiseram, a pirelli foi a única que deu a cara a tapa.

      • Outros fabricantes mais renomados(Goodyear, Bridgestone, Michelin) não quiseram fornecer muito provavelmente por terem que pagar aos chefões do Circo. Não aceitaram as regras e serem submissos ao Sr. Bernie. O que a Pirelli ganhou na F-1 antes disso??Qdo existia concorrência a Pirelli não passou de uma Marussia de tão ruim. Aceitaram a exigência do sr. Bernie de um pneu que desgata em 10voltas p/ dar emoção, acho lamentável corridas serem decididas nos boxes ou o piloto não ter borracha p/ ultrapassar ou segurar um concorrente. Agora o tiro saiu pela culatra, em tempos de MKT sua IMAGEM está cada vez mais indo p/ ralo!!! Aqui a Stock está indo p/ mesmo caminho, péssimos pneus!! Abraço.

      • Mais renomado é sua opinião, né? A pirelli quando forneceu pneus anteriormente nunca teve uma equipe de ponta, seu melhor time era a Benetton, mesmo assim eles venceram corridas justamente por ter um composto mais duro.

      • Os F-104 também eram rápidos mas caiam igual manga madura, ganharam até o apelido de “fabricantes de viúvas”. Qual será o primeiro dos pilotos a pagar por esta insanidade ?

  • Logo depois da corrida nos comentários do analistas ingleses, foi mostrado problemas nos ombros do carros de Rosberg, Vettel e Sutil (Salvo engano), mostrando deformação e desgastes.

    Realmente “inominável” a situação.

  • Caro Flávio, já trabalhei em uma fábrica de borracha de peças automotivas, e te digo por observação, mesmo com anos de experiência em desenvolvimento, os químicos se ferram para atingir os compostos desejados, imagina os pneus de F1, tudo influência, a borracha sintética, os óleos especiais, o enxofre, a vulcanização, um pó que faz a borracha ficar preta(apelidado popularmente entre os fabricantes de negro de fumo),até o clima ambiente da fábrica influência no composto, fabricar borracha é quase como bater e assar um bolo. E por mais que se diga o contrário, a Pirelli atingiu com louvor as exigências de Bernie, para voltar atrás e fazer borracha dura e resistente é muito fácil, só que a aderência vai para o espaço, como você disse, a maior parte da conta deve ser creditada ao Bernie, e com as restrições dos testes, acho que pneus melhores só no ano que vem.

  • É claro que a Pirelli tem culpa. Alguém te manda fazer uma MERDA e vc vai lá e por $$$$$$$$ assume e faz a MERDA. Agora assuma o revés de ter sua marca exposta deste jeito. Um LIXO de pneu.

  • Bernnie, HILÁRIO, tirando uma da cara do Rubinho, na última frase da conversa dos dois:

    “YOU (Barrichello) ARE ALWAYS PROTESTING !!!!” Quem gravou pode rever e ver que ele fala isso.

    E o “brasileirinho”, se fazendo de coitado, como sempre, falou: “Ele é muito carismático, gosta de fazer umas piadas fortes, etc. DEPOIS VEIO COM ESSE PAPO DE QUE NÃO OUVIU !

    O Rubinho ficou com cara de bosta o resto da pré-corrida !

    Rachei de rir !

  • Sou afavor de haver pelo menos 3 marcas de pneus para as equipes decidirem, escolherem para usar antes de começar o campeonato. Decidido, que cada uma use aquela do fornecedor escolhido durante toda a temporada.

    Esse campeonato de F1 tem sido A PIOR PROPAGANDA para a Pirelli. Está passando uma imagem (não importa se vc não usa um pneu de F1 no seu carro) de pneu porcaria para se colocar num automóvel!

    Esses Pneus + o “fator Grosjean” é um risco de morte em toda corrida de F1.

    F…a corrida de Hamilton, Massa e colocaram avida de todos sob grave risco.

    Se fosse presidente de uma fornecedora de pneus concorrente da Pirelli, me candidataria hjoe para ser fornecedor já no ano que vem.

    Onde estão Michellin, Goodyear e Bridgestone?

    • E que tenham tempo para adaptarem o carro aos pneus e vice-versa…Todas as equipes terão uma pré-temporada para fazerem seus testes de pneus…Usando seus fornecedores contratados…

      Se alguma equipe não tem $$ para isso, problema da equipe. Se uma nanica só tem $$ pra colocar um carro sem condições de orçamento/segurança/qualidade técnica no grid, que seja BARRADA logo! Vai disputar a GP2 ou a Formula 3!

  • Deveria haver uma forma de processar preventivamente o Bernie Ecclestone e a CRIMINOSA fabricante de pneus pirelli(minuscula como merece ser tratada doravante,pela faltas de ética,respeito aos seres humanos que correm e aos que assistem na pista tendo que respirar os “dejetos”esfarelados).Esta inconsequente ideia de fabricar um pneu ruim numa coisa parece que foi bem sucedida pois foi entregue a uma empresa muito bem capacitada para isto, e só não temos um acidente de grande proporção(por enquanto) pela extrema segurança e estabilidade que os carros de corrida tem atualmente ,
    Talvez se por causa desta coisa mal construída que estão nas rodas dos F1 haja algum acidente que fira gravemente algum piloto ou espectador ,pode ser que a entidade omissa que rege o automobilismo tome alguma providência,pois se depender dos pilotos ficara como esta uma vez que não passam de “gladiadores” modernos que não podem se manifestar contra os seus senhores,sob pena de perderem o direito de competir.
    Se estes incidentes fosse nas décadas de 50/60/70,haveria muitas vagas abertas nas equipes,mas devido a segurança atingida atualmente pode-se fazer esta coisa insana que fomos testemunhas hoje. Uma pergunta não cala na minha cabeça : Quem seria mais responsável se por obras destes “pneus” algum piloto ou espectar vier a ter uma lesão grave,seria o homem que teve esta “brilhante ideia” ou o inconsequente e irresponsável pseudo fabricante de pneu.

  • E já que ninguém da imprensa diz, eu o faço: a F1 está uma várzea. Um lixo. Não bastassem essas traquitanas vergonhosas e antidesportivas, caso do DRS e de pneus que não duram nada, impedindo a legítima competição calcada em alto desemprenho, o que sempre foi símbolo na f1 e em qualquer esporte de alto rendimento, agora temos essa ZONA em que para vencer você tem de contar com a sorte de não ter seu pneu completamente destruído porque você o usou de forma imprudente colocando-o em um carro de corrida, afinal, lembra-nos a Pirelli, lugar de pneu é na garagem e parado.

  • Foi uma corridaça, mesmo, especialmente as voltas finais.
    A corrida do Webber foi muito boa. Uma pena a largada ruim deste e a quebra do Vettel . Um final de corrida com os dois brigando seria um barato.

    Esse negócio dos pneus … Imagine essas problemas em Spa…
    E a treta parece ser mais estrutural, porque, nos carros que tiveram os pneus estourados, o rendimento não despencou, como acontece quando ocorre o desgaste muito intenso. Ou seja, o negócio é mais sério, mesmo. Foi semelhante ao problema que a Michellin teve em Indianápolis.

    Eu imaginei que a Mercedes e a Red Bull teriam grandes problemas com o desgaste dos pneus durante a prova, mas parece que já se recuperaram. Significa que apesar de o Alonso e o Kimi terem diminuído a diferença de pontos, o campeonato já é do Vettel. Os pilotos da Mercedes não terão tempo para descontar os pontos.

  • O Bernie apoiando as manifestações no Brasil…

    (ele deve fazer parte do change brazil…)

    Quero ver se ele gostaria que seus pilotos fizessem o mesmo: enquanto não fizerem pneus decentes, poderia ter uma grevezinha até poderem pilotar com segurança.

  • Além dos termos que começam com i e terminam com ável, eu esperava ler algo como “várzea” ou “amador”, pois isto é sempre comentado quando acontecem coisas incomparavelmente menores do que essas na Indy. Mas na Indy tudo é amador. Piloto chegando em primeiro e levando bandeirada? Amador e coisa de várzea! Não importa o que ocorra. E na F1, no entanto, pneu estourando é glamour. É lovely. É afrodisíaco e emocionante.

    Talvez só agora eu tenha entendido o porquê disso. Hehe!

  • Bom o que começa errado termina errado, agora estão falando que o teste da Mercedes era por segurança dos pneus, mentira, eram para resolver o consumo de pneus da equipe e resolveram, tanto é que ela detonava os pneus e depois do tal teste passou a ganhar corridas, em Mônaco eles sabiam que tinham que segurar o ritmo para os pneus não acabarem fizeram isso e ganharam e de lá pra cá o carro só subiu. Tivessem feito o tal teste para todos e nada disso teria acontecido.

    • Bobagem por que? O teste não existiu? Não ficou por isso mesmo? Inclusive Reginaldo Leme divulgou ontem que os pilotos estavam descaracterizados, sem uniformes oficiais e capacetes pretos. Os carros da Mercedes não evoluíram depois do teste? Onde tem bobagem? Ontem deveriam ser utilizados os pneus testados em Barcelona pela Mercedes e as equipes vetaram, tendo que usar pneus que sabiam que não resistiriam e deu no que deu, se todos tivessem testado não ocorreria o que ocorreu, onde está a bobagem?

      • Nesses fóruns técnicos existe uma foto comparando os ângulos de fixação da suspensão da Mercedes no Canadá, eles claramente mudaram o carro após os testes secretos.

      • Se você realmente acha que a Mercedes não se beneficiou com os testes, tudo bem. Mas essa não é a opinião de muitos, portanto não é nenhuma besteira. Compare o primeiro pit e ritmo dos Mercedes antes dos testes e compare com Canadá e Inglaterra, a melhora foi gritante, só nao viu quem nao quer, a FIA, Ross Brawn… e o Fernando, kkkk!

      • Você estava lá para saber exatamente o que eles testaram? Acredito que não, eu certamente não estava, mas é fato a Mercedes resolveu seu problema de desgaste de pneus. Quanto a Mônaco é fato que eles rodavam mais de 1s mais lento conservando pneus, outras equipes reclamaram abertamente, e com isso venceram a corrida. É fato que Vettel perdeu porque teve a quebra do câmbio, mas Rosberg estava a 2seg. da Red Bull e antes do treino escancarado, secreto porra nenhuma, eles andavam muito atrás deles. Antes de acusar os outros de falar bobagem, você deveria respeitar as opiniões dos outros ainda que delas discordasse, e deveria fazer uma auto crítica de que a Mercedes está jogando seu poderio econômico para cima de tudo e de todos, e rasgando regulamentos. Então que vire logo o campeonato das montadoras e não mais uma competição de automobilismo.

  • Falando sério agora: a desgraça de pilotos como Hamilton e Massa se chama Pirelli. Depois que esta empresa entrou na F1, os coitados ficaram apagados, porque esse tipo de borracha em nenhuma hipótese contempla uma pilotagem mais agressiva. O próprio Schumi padeceu do mesmo problema em sua volta-fiasco.

  • Flávio, a entevista do Alonso para a Sky foi importante,,,, mas antes desse fato das zebras ele falou “minha sorte foi ter escolhido passa Perez pela direita, se tivesse ido pela esquerda, o pneu vinha p/ cima de mim…. não quero nem imaginar as consequências de uma banda inteira de pneu batendo contra um capacete…. o Kimi também escapou do pneu do Vergne, mas destroços foram para dentro do cockpit dele e o Brundle falou “tinha fumaça saindo até q o pedaço saiu do cockpit, poderia ter queimado Kimi”
    Enfim… acho vergonhoso para uma empresa do tamanho da Pirelli isso tudo, mas lembremos também que o maior “culpado” disso tudo é o Bernie… foi dele a ORDEM(em se tratando de bernie é com letras garrafais) para que fizessem pneus que não durem…. e agora ninguém permite que voltem aos pneus de 2012, que aos menos, são seguros.

    Abraços

    • A culpa é da RBR que impediu que a fabricante fornecesse, já em Silverstone, os pneus reforçados com Kevlar por acharem que tais pneus benefeciariam ainda mais a Mercedes(tbm por represália na questão do tesgate). Ironico é que nenhum de seus carros(Webber e Vettel) tiveram algum problema com os pneus hoje…..talvez descobriram um jeito de seus carros consumirem menos a borracha esfarelenta da Pirelli.

  • Já passei por essa situação de pneus dechapando, EXATAMENTE da mesma forma, quando conduzia meu Fusca 1978,anos atrás (sem trocadilho) nas pistas de Pirituba, a assombrosos 40 km/h, agredindo as guias a cada curva, tangenciando-as freneticamente. Nunca mais usei os Pirelli Tornado Alfa diagonais. Agora vejo que outros grandes pilotos sofrem do mesmo mal…

  • JA PENSARAM SE A CORRIDA DE HOJE FOSSE EM INDIANAPOLIS,
    NINGUEM TERMINAVA, MAS FALANDO SÉRIO , SE FOSSE NO TEMPO DE EMERSON,
    NÃO CONTINUARIAM A CORRIDA DE JEITO NENHUM.

  • O “Rabudón de las sortúrias” nasceu com el culo para la luna! É incrível! Hamilton perdeu 50 segundos, e Massa 75 segundos com os respectivos furos, e o do pneu do Lloronso vem aparecer na entrada do box? Puta que pariu, vai ter sorte assim lá na Alemanha (sqn)!