MENU

Sunday, 5 de January de 2014 - 19:32Rali

DAKAR 2014

SÃO PAULO (um dia, quem sabe…) – Falando nele, hoje começou para valer o Dakar, pelas terras argentinas, chilenas e bolivianas. Na foto, o ASX do Guiga Spinelli, meu brother, da equipe Mitsubishi-Petrobras. É da largada promocional, ontem.

Quando digo “meu brother”, não estou forçando barra nenhuma. O Guiga é irmãozão mesmo, dos raros amigos que tenho entre os grandes nomes do automobilismo nacional. Figura querida e, também, pilotaço.

O Grande Prêmio fará uma cobertura de fôlego do maior rali do mundo. Aqui, uma apresentação. E todos os dias, reportagens, vídeos e fotos. Aproveitem!

guigalargada

11 comentários

  1. Belas maquinas de rally.
    Torcendo por eles.Os dois únicos, e de fabrica, correndo com nossas janelas .

  2. ALEX B. says:

    Fiquei impressionado ao assistir pela FOX, com o detalhamento das vistorias dos veículos. Os caras correm até o risco de não participar, mesmo com toda a preparação e o investimento!!

  3. Ed says:

    Lamento que os brasileiros não dêem valor ao Dakar como os argentinos e chilenos dão. Isso explica, talvez, porque eles passam ao largo do Brasil.

  4. Arthur Luz says:

    Flávio, mais uma ‘histórica’ do Schumacher: http://www.youtube.com/watch?v=LoHovqb6fSQ
    Abraço

  5. Gus says:

    É uma pena que não passe pelo Brasil uma etapa!

  6. Zé Dirceu says:

    Entendo que é questão de Marketing, mas que é estranho um rali com o nome de Dakar na América do Sul isso é, tal como o Rock in Rio Lisboa de uns anos atrás.

    • Genuino says:

      isso eu também não entendo. E a imagem? devia ser um índio guarani…

    • Robertom says:

      A empresa francesa organizadora do Rally desistiu de fazê-lo na Africa devido aos inúmeros problemas de segurança devido à instabilidade política reinante, revoluções, guerras, conflitos tribais etc.
      Naturalmente procuraram uma alternativa para manter o famoso Rally, mantendo o nome para faturar. ($$$$$$)
      Na América do Sul encontraram trajetos desafiadores e a tranqulidade necessária.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *