CARROS QUEBRAM

quebroucoitado

LONDRINA (sem choro, nem vela) – Não é a primeira vez, nem será a última. O jeito é lidar com a situação. Carros de corrida quebram. Nos treinos de hoje em Londrina, que eu tenha visto, foram abatidos três Passats (Chambel, Chaud e Tranjan). E, um pouco mais tarde, o glorioso Meianov. Dos Passats, o do Chambel parecia fora de combate, mas encontrou-se um cabeçote novo. Os outros dois estão sendo remontados agora. O Lada não terá como correr. Fiquei sem dois cilindros no início do quinto treino livre, depois de ter tido um problema no acionamento do acelerador no terceiro. Nos boxes, constatamos que uma válvula deve ter entortado, ou o comando arredondou.

Paciência. Meianov quebrou aqui no ano passado e em 2008. Faz parte.

Mas vamos correr. O Nenê iria disputar o GP do Café em dupla com o Cláudio no Corcel Pac-Man, aquele, e abriu mão da vaga. Assim, Cláudio corre na prova de amanhã e eu, na de domingo. Devemos pegar pódio. O bicho é forte.

O favoritaço à vitória é Mauro Kern, da nossa equipe, com seu Porsche 914. João Peixoto, de Bianco, vem logo atrás. Apostas possíveis são o Carlos Estites, de Passat, e o Zé Augusto, de Fusca. Além do Xupisco, estreando seu novo Passat.

E agora vamos ao churrasco, que é o mais importante do fim de semana. Ah, e aproveito para agradecer a visita do blogueiro Mateus Leite, que veio de longe, uma cidadezinha chamada Primeiro de Maio, só para conhecer o bravo soviético. Carro que tem fã é outra coisa…

Comentários