MENU

Friday, 26 de September de 2014 - 23:29Automobilismo brasileiro, Pais & Filhos

PEQUENO (E GRANDE) PIQUET

SÃO PAULO (e vamos para Mogi) – Recebo, e com muita alegria replico, press-release do grande LA Pandini sobre um momento muito especial vivido por quem estava ontem no autódromo de Curitiba. Piquet pai e Piquet filho, o Pedro, experimentaram os carros da Porsche GT3 Cup Challenge. O vídeo é uma delícia. Aí embaixo está tudo explicadinho.

Piquet e Porsche. A união destes dois nomes lendários do automobilismo mundial aconteceu nesta quinta-feira (25 de setembro) no autódromo de Curitiba. Na pista, estavam o tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet e seu filho Pedro, 16 anos, campeão da F3 Brasil em 2014 com duas etapas de antecipação. O treino dos Piquet com os carros do Porsche GT3 Cup Challenge aconteceu um dia antes da abertura da programação oficial da quinta etapa da temporada, que será realizada neste sábado (27) com transmissão ao vivo pelo portal Terra.

Pai e filho dividiram a pista durante algumas voltas. Nelson fez duas sessões de teste com um 911 GT3 Cup “991” da categoria Porsche Cup, enquanto Pedro teve três sessões de 45 minutos cada para pilotar um modelo da geração “997”, utilizado na Porsche Challenge, e no final da programação experimentou o “991”. O objetivo foi proporcionar a Pedro uma experiência adicional em sua curta (e vitoriosa) carreira como piloto. “Não estou acostumado com carros fechados, mas me adaptei rápido ao Porsche. Gostei muito dele, achei ótimo de pilotar. É rápido e estável”, afirmou depois de andar com o “997”. Depois, Pedro deu suas impressões sobre o “991”: “Andei pouco com ele. Foram quatro voltas e só uma foi rápida. Eles são parecidos por fora, mas a posição de pilotagem do ‘991’ é mais baixa e o câmbio é muito diferente”, explicou, referindo-se ao acionamento por borboletas no volante – no “997”, a troca de marchas é feita por alavanca, de maneira sequencial (mesmo mecanismo com o qual o piloto está habituado na F3).

Nelson Piquet, por sua vez, guiou somente o Porsche 911 GT3 Cup “991” da Porsche Cup. O carro tinha decoração alusiva ao Brabham BT 49C com o qual foi campeão mundial em 1981. “Estou velho, cansei logo”, brincou o tricampeão. “Sempre gostei de Porsche, mas nunca havia guiado um de corrida.” Nelson tem quatro filhos pilotos: Geraldo corre na Fórmula Truck, Nelsinho disputa atualmente diversas categorias (e hoje mesmo vai à pista de Seattle na penúltima etapa do Global Rallycross Championship) e Lazlo compete na Supermoto, categoria do motociclismo que mescla superfícies de terra e asfalto. O patriarca aposta em um futuro brilhante para Pedro: “Ele me impressiona. Tem 16 anos, foi campeão de F3 no ano de estreia, tem recordes de várias pistas e conseguiu tudo isso sem ter sofrido nenhum acidente. Não danificou um bico sequer”.

Piquet passou um bom tempo conversando com Dener Pires, diretor do Porsche GT3 Cup Challenge, sobre diversos assuntos. “Para nós, é uma honra ter um piloto como Nelson Piquet entre os que guiaram um carro da Porsche Cup. E ficamos muito bem impressionados com a rápida adaptação do Pedro ao carro. Ficou claro que é um piloto de grande talento”, afirmou Dener.

É sempre bom ver Nelson pai ao volante de um carro de corrida. Quanto a Pedro, claro que é cedo, sempre é cedo quando se tem 16 anos. Mas é bom ficar de olho nesse menino.

13 comentários

  1. Brabham-5 says:

    E o macacão com o logo da Parmalat?

    hehehe

  2. Brabham-5 says:

    Que dizer?

    Sou fã, e tenho sentimento de gratidão por nosso tricampeão. Se Piquet está vivendo bem e feliz, fico muito contente.
    Imagino alegria de pilotar com mais um filho, a grande satisfação do campeão.
    “O CARA” merece tudo isso.

    Grande Nelson Piquet eterno!

  3. John Player says:

    Nelsão levando a vida de tricampeão que fez por merecer.
    (E encaminhando mais um filho para as pistas)

    E que capacete é esse? Sensacional!

    Alíás, o Piquet sempre teve uma das pinturas de capacete mais bonitas da F1 (até hoje).

  4. Gus says:

    Que vídeo bacana! Longa vida ao Nelson e sorte para o filho dele!

  5. Nilton Marcelino says:

    Flavio,
    Gostaria de saber o tempo que os dois viraram.

  6. Anselmo Coyote says:

    Até então o Piquet bom é o Nelsão. Mas o horizonte esta se abindo sob um btilhantle sol. Oremos. Orae pro nobris.
    Abxç !

  7. Fernando Cruz says:

    Pedro Piquet e Pietro Fittipaldi têm tudo para ir muito longe no automobilismo. Estão quase na mesma situação em que estaria o Bruno Senna se o Ayrton não tivesse morrido.

  8. gilberto v. de sousa says:

    MUITO BOM.

  9. ALEX B. says:

    Será que esse guri é “filho de peixe” mesmo? Vai dar braço bom?

  10. Everson Abreu says:

    Pelo que se nota, o garoto se cobra muito. Parece que é meio workaholic. Esperar pra ver.

  11. Paulo says:

    E o Brasil ainda respira no automobilismo mundial, graças aos frutos do automobilismo brasileiro de 30, 40 anos atrás, Piquets, Fittipaldis e Barrichellos, são as possibilidades brasileiras na Formula 1 no futuro…

  12. Nilton Camargo says:

    Fantástico…….Como fã do Piquet pai, toda vez que o vejo pilotando qualquer coisa com 4 rodas e um motor, fico admirado com a sua capacidade de pilotar e, ao que parece, esse é o filho que herdou o talento do pai.
    Mas como você disse, vamos aguardar e ver o que vai dar………
    Em tempo….. Parabéns pelos 20 anos do site…… vida longa e que venham mais 20 anos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *