ABU DOUBLE (1)

abudouble1SÃO PAULO(sou um só!) – Buenas, macacada! Primeiro, perdão pela ausência do “Bom Dia, GP!” de ontem. Incompatibilidade de agenda interna — conhecida também como “me atrapalhei todo com os horários”. Hoje vou gravar bem mais tarde, mas não falharei, juro!

E é o seguinte: estou indo para o Rio logo depois do programa na TV, porque faremos de lá a transmissão de madrugada da etapa malaia da Fórmula E, e não terei tempo, assim que terminar o segundo treino livre de hoje, de falar direito sobre o primeiro dia de Abu Dhabi.

Provavelmente só terei acesso de novo ao computador no fim da tarde, então até lá fica este espaço para vocês comentarem os resultados. Deu Mercedes nas duas sessões óbvio, com pentelhésimos separando Hamilton de Rosberg. E pentelhões separando a dupla dos demais.

A história da presença da Marussia acabou sendo alarme falso. Foram apenas 20 carros na pista — na verdade 19 no segundo treino, porque Alonso não pôde participar.

Curiosa a punição a Grosjean: 20 posições no grid. A maior de todos os tempos. Ele deve largar de Dubai, que fica ali pertinho.

Lia hoje a coluna do indigitado Fábio Seixas na “Folha” e ele fez a conta que eu ia fazer hoje, portanto agradeço. Não fosse a pontuação dobrada, um sexto lugar bastaria para Hamilton ser campeão domingo, mesmo se Rosberg vencesse. Com os pontos em dobro, ele precisa de um segundo, no caso de vitória de Nico.

Assim, na nossa lógica muito particular, se Lewis chegar até sexto será o campeão moral, mesmo se perder o título.

Mas acho que ele leva sem maiores problemas.

E vocês? Apostam em quem?

Volto mais tarde.

Comentários

  • Aposto e torço por Rosberg. Mesmo achando que está mais fácil para o Hamilton. Mas o alemão é mais frio, e eu acho – sempre achei – que frieza é primordial numa hora dessas.
    Além disso, gosto mais do hino alemão que do inglês. Principalmente se for seguido do italiano. O que não é o caso aqui.
    Saudades do tempo do Schumacher…

  • Minha torcida é pelo Lewis, pois sou fã do talento nato que o msm nasceu! Mesmo se não fosse fã, a minha torcida seria dele também, pois é sem dúvida o melhor piloto da temporada!
    E se alguém contesta isso é pq não acompanhou a temporada!

  • A questão é que se Hamilton for terceiro ou menos, provavelmente será uma questão de confiabilidade do carro. É claro que uma lambança incrível é possível (Hamiltoniana ou de algum outro piloto).

    Em duas oportunidades Hamilton não foi até o fim de uma corrida por problemas no carro. O mesmo aconteceu com Rosberg. O terceiro abandono de Hamilton foi em Spa, após perceber que não marcaria pontos.

    Hamilton (e seus fãs) podem, contudo, lembrar das corridas da Alemanha e Hungria, em que o inglês teve problemas na classificação e mesmo assim se recuperou muito bem. Esse é o único aspecto em que Hamilton teria sido prejudicado pelo equipamento.

    A Mercedes já manifestou a preocupação de que a confiabilidade dos carros seja o fiel da balança – uma propaganda negativa para a empresa, evidentemente. Pois então eles devem estar torcendo para que Hamilton seja campeão.

  • Quase não consegui ouvir a transmissão, deixei a tv no menor volume, escutando o áudio do app. Como falaram merda hoje a turma do sportv, devia ter algo no café deles hoje. Até o Max falou merda, não veremos freio de carbono nos carros de rua e meio óbvio!
    Se eu dependesse do sportv pra saber sobre o treino tava fodido, fazem uma resenha das notícias, dão opniao pessoal e não param de falar um segundo e o pau quebrando na pista, aí quando fazem long run ficam minutos em silêncio sem ter o que falar, na pior fase do treino…
    Detalhe, essa é a corrida mais importante do ano.
    Estou de saco cheio desse Mimimi de f1 lenta, equipes pequenas, bláblabla! Sem falar nas besteiras sobre Alonso e Vettel. Amadores! SkySports mandou abraço!

  • Gostaria de falar sobre o Alonso e ver se alguém concorda com minha afirmação:

    Desde que ele anunciou internamente que deixaria a Ferrari (em Set.) o rendimento de Raikonen se aproximou e Alonso passou a sofrer de vários problemas (lembro de interlagos e hj).

    O que quero dizer com isto são duas coisas. O Alonso só é excepcional quando tem uma equipe toda para ele, quando não, fica na média dos outros.

    Lembro da Renaul, 2008, sobressaiu um monte, porque tinha toda equipe para ele. McLaren 2007, não sobressaiu, porque tinha uma equipe parelha para Hamilton. 2010 em diante, sobressaiu, porque tinha a equipe nas mãos.

    Em suma, acho que se ele não tiver a equipe toda para ele ano que vem, ele será como os outros, e na McLaren ele corre esse risco porque não é deles concentrar só em um piloto.

    A segunda coisa que queria falar é como uma equipe pode destruir a carreira de um piloto. Veja o que a Ferrari está fazendo com o Alonso desde o anúncio, o carro só quebra e Raikonen passou a pegar a mão do carro. Claro que a Ferrari não consegue destruir a carreira de Alonso, mas fica claro quando um piloto começa a sofrer com várias panes, tem dedo da equipe.

    • Qualquer piloto que tenha a atenção e o cuidado colimado de sua equipe terá um desempenho melhor do que um que receba menos cuidado. Certamente o cuidado no acerto do carro do espanhol decaiu muito, tanto que nos treinos livres os aparelhos de análise aerodinâmica são instalados apenas no carro do finlandês. Provavelmente, desde que ficou claro que Alonso cairia fora, o finlandês falador deve ter ganhado maior atenção, peças novas, etc, enquanto deve ter sido vetado ao espanhol qualquer coisa relacionada ao carro do próximo ano.

      Como exemplo, o desempenho do próprio Raikkonen já tinha diminuído na Lotus quando ele anunciou sua saída, porque passaram a lhe conceder menores cuidados pra focarem no piloto que permaneceria.

      Então, sim, se na nova equipe o Alonso não tiver um tratamento privilegiado, seu desempenho será mais próximo ao de seu companheiro (a menos que seu companheiro seja muito ruim de braço). Resta saber se ele terá ou não este tratamento diferenciado na nova casa.

  • Aposto em Hamilton. É muito mais piloto que Rosberg e se não fossem a quantidade de abandonos de Hamilton, maior que a de Rosberg, estaria bem mais confortável. O piloto alemão, tem a metade das vitórias do piloto inglês e só tem mais poses, talvez, porque Hamilton não disputou o Q3 em duas ocasiões ( Alemanha e Hungria ), fora Mônaco, onde o Q3 foi meio suspeito. Assim acho que Hamilton merece e, provavelmente, vai ganhar a corrida, pra levar o título de forma incontestável.