MENU

quinta-feira, 27 de novembro de 2014 - 19:38Automobilismo internacional

BRASIL EM LE MANS

SÃO PAULO (longa estrada) – Soube deste projeto em Interlagos, durante o fim de semana da F-1. Está em andamento, e é impossível prever o resultado. Mas merece ser noticiado.

Trata-se de uma ambiciosa tentativa de se fabricar um carro brasileiro de LMP1 para correr em Le Mans em 2016. A base do projeto é o crowdfunding, como fez a Caterham para ir a Abu Dhabi. O site oficial da empreitada explica tudo. Mas está em inglês, então seguem algumas informações que a assessoria de imprensa tem me passado:

- O empresário brasileiro Patrick Choate, de 33 anos, está à frente do projeto, em parceria com o engenheiro francês Nicolas Perrin – que já trabalhou em uma das equipes das 24 Horas de Le Mans e na escuderia Williams de F-1 – e com o publicitário João Paulo Testa.

- O objetivo é montar a primeira equipe 100% brasileira para disputar as 24 Horas de Le Mans em 2016. Pilotos, chefe de equipe, mecânicos, engenheiros, todos brasileiros trabalhando com um protótipo híbrido na categoria LMP1.

- A primeira parte do projeto para 2015 prevê a construção, homologação e testes com o carro. No ano seguinte, testes e preparativos para a corrida. O link para doações já está no ar e pretende alcançar US$ 2.230.000 de um orçamento total de US$ 5.790.000 para levar a ideia a cabo.

- Choate montou uma empresa de compósitos em 2005, fornecendo estes componentes para os aviões da Embraer e helicópteros da Helibras. O sonho começou a se tornar realidade quando o empresário conheceu Perrin. O engenheiro é fundador da Perrinn.com, uma plataforma online onde ele disponibiliza o projeto de seus carros para download para qualquer pessoa, de forma gratuita.

- Hoje recebi mais um release com a seguinte declaração: “Já estamos conversando com dois pilotos brasileiros, que já correram na Fórmula 1, e conseguimos o patrocínio dos Correios/SEDEX, Riachuelo/Jeans Pool, Marksell, EMEDE, Amil, Grupo ORSA, Midway financeira, Itaim Asset, Radici, Embraer, Exclusive e BOXX. E também estamos negociando com outras empresas. Se fecharmos mais uma cota até o final do ano, vamos encerrar o projeto de crowdfunding para construir o carro e vamos migrar todos os investidores automaticamente para um novo projeto de crowdfunding para o ‘running’ do carro, com os mesmos benefícios, porém já com a garantia de que teremos o carro”, comentou Choate.

O que eu acho? Bem, acho um monte de coisa sobre quase tudo, mas prefiro não falar muito porque já caí do cavalo com previsões furadas no passado, quando se trata de automobilismo brasileiro. Falo de projetos de autódromos, complexos esportivos, pistas mirabolantes, categorias novas, coisas que nunca saíram do papel, embora saudadas com entusiasmo aqui.

Espero que dê certo, e é tudo que posso dizer por enquanto.

34 comentários

  1. Edward disse:

    Equipe 100% brasileira, que já começou com um engenheiro francês.
    Não vai dar certo.

  2. Tiago disse:

    Dia 06/12 tenho uma corrida de endurance de kart aqui em Foz do Iguaçu/PR (4 horas, em 4 pilotos).
    Preciso somente de R$200,00 pra pagar o que falta da inscrição. Interessados em me ajudar, mandem um e-mail que eu passo o número da conta.
    Já que agora é moda o crowdfunding, vai que da certo…

  3. Gabriel disse:

    Só eu que não achei nenhum projeto de graça para baixar no site desse engenheiro? Pelo que eu vi, tem que pagar 40£ para ser sócio, e aí sim ter acesso a algum conteúdo. Estranhos, esses caras.

  4. Marcio16 disse:

    Copiou a forma de apresentar o projeto e arrecadar dinheiro para participar do WEC do David Brabham que está tentando viabilizar um projeto de retorno da equipe que levou o nome de seu pai com um carro de P2.

    Mesmo sendo um sonho , parece mais sério e racional do que o Team Brazil!

    A vaquinha virtual da Brabham já arrecadou 287 mil Rainhas de um orçamento de cerca de 2,5 milhões de libras.

    Isto para fazer um P2 na Inglaterra e com o tradicional nome Brabham e com pessoas com vivência no automobilismo internacional.

    Quanto ao projeto Jabuticaba o que se pode falar?

    Triste! Só para tirar grana de inocentes.

  5. Marcio16 disse:

    O líder do projeto e diretor da agência de publicidade do pai dele a Bigman, na Vila Madalena , SP!

    Inacreditável que alguém com as faculdades mentais em dia possa estar organizando um projeto deste naipe .

    Diz ainda que tem patrocinadores , empresas serias, com o seu nome e prestígio usados em vão.

    Uma irresponsabilidade sem tamanho.

    Por esta e, por outras razões, a busca de patrocínio no automobilismo brasileira nunca , ou quase raramente em casos pontuais, e levada a sério.

    Coisa de moleque e filhinho de papai.

  6. Jorge Miguel disse:

    Pra ser 100% brasileira, tem que ser equipada com motores do Gurgel BR-800 e pneus BS Colway, senão, nada feito.

  7. Paulo Sergio Coimbra Da Silva disse:

    De graça não…, rsrsrs … 40 coroas da rainha /ano para acompanhar o projeto…rsrsrs

  8. JK21 disse:

    Show de bola a idéia….(kkkkkkkkkkkkk)
    Vamos formar uma equipe e pedir doações para levar o 69 para Le Mans também!!!!

  9. Thiago disse:

    Dai querem uma equipe brasileira e abrem crowdfunding na putcha que parólia!
    Bacana.

  10. allracing disse:

    Mas porque um site em inglês para divulgar um projeto de time que promete ser “100% brasileiro”???

    E como o pode ser 100% brasileiro se o projeto do carro é de um francês???

    Quero levar isso a sério, afinal tem gente séria repercutindo, mas realmente não consigo.

  11. Rodrigo disse:

    Bom dia!!
    Acho que quando o CBA descobrir esse projeto? já era!
    Vai acontecer igual aqui em Minas Gerais, tudo que tentaram apresentar aqui, deu em nada. Se o Felipe Massa que é em termos de influência no mercado desistiu em ajudar, que dirá o resto.

  12. Fabio Taccari disse:

    Apesar de amar Le Mans parece muito estranho doações para causas desta natureza.
    Talvez até imoral mesmo. Projetos assim devem estar lincados com business marketing ,montadoras, equipes esportivas,investidores ou logicamente milionários que tem muito sobrando para fazer o que der na telha. Feito desta maneira é dinheiro bom este que vai mudar de mãos realimentando negocio e empresas do ramo. Se for por este caminho estamos prontos para ver nosso logo no canopy e janelas em PC do bólido. Mas precisa pagar…

  13. Ferdinandes disse:

    Flavio, vc doou algo? ( se sim, pensarei em contribuir; se nao, esquecerei o assunto)

  14. Zé Maria disse:

    “Make me fool ’cause I like it!”.

  15. charles disse:

    Ta virando moda, nego tem um sonho, bora pedir esmola pra bancar esse sonho. Tá fácil, vão chupar nariz de gripado se quiserem moleza.

  16. Turco disse:

    o evento é sensacional!

  17. Olha, sei lá mas na boa, quero muito que dê certo! Tá, não vai incomodar os Audi nem os Corolão, mas quem disse que Le Mans é só vencer? E o Delta Wing que não tinha chance de vencer mas que caiu nas graças de todo mundo?

    Se esse carro sair do papel, apresentar-se para a corrida e sobreviver ao mais longo dos dias já será uma vitória e tanto! A propósito, se ainda precisarem de engenheiros brasileiros, estou a disposição.

  18. Marcio Vieira disse:

    Nos últimos anos, tanto projeto 100% brasileiro que não vingou…

    que fim deu aquele superesportivo Vorax?

  19. Sanzio disse:

    “Equipe 100% Brasileira”.
    Isso pra mim é coisa do tempo da ditadura.
    Nada contra querer fazer um carro aqui. É até legal e com certeza apoiarei. Agora ,limitar a parada só a Brasileiros, é uma tremenda bobagem. Tanta gente boa e competente mundo afora… Se a Ferrari fosse da mesma ideia, talvez nunca teria ganho nada na vida.

  20. Rafael disse:

    Bem, um piloto deve ter sido o Rubinho…. e o outro? Gostaria muito que a verdade do mercado de kit cars e do automobilismo brasileiro. Sad but true.

  21. Alexandre – BH disse:

    Off topic:

    Jisuis! Que disputa é essa?

    https://www.youtube.com/watch?v=NxFjyMUWLF8

  22. Alexandre – BH disse:

    Sorte aos brasileiros!

  23. A.Vandelay disse:

    Brazil Le Mans team com filme da Audi isto esta parecendo artigo 171 do Código Penal!

  24. A.Vandelay disse:

    Na P1 se não tiver apoio direto de uma montadora disposta a gastar milhões de Obamas revela só um projeto sonhador sem pé nem cabeça !

    • luiz alberto disse:

      Você esta com toda razão , tem gente (equipe) muito séria e competente começando na LM P 2 ,porque logo este sujeito para mim um ilustre desconhecido que nunca teve uma equipe de competição que eu saiba ,quer começar logo no primeiro escalão, para mim já demonstra falta de seriedade, pode-se até julgar se tratar de um golpe qualquer, alguém querendo notoriedade no meio ou qualquer outra coisa. A experiência dos Fittipaldi na F 1, fracassada mesmo com todo conhecimento que tinham já demonstra o grau de dificuldade que é competir em alto nível, que dirá uma equipe sem era nem bera querer competir em Le Mans com carros muito mais complexos que um F 1 moderno e contra grandes e tradicionais concorrentes. Infelizmente só pode ser BALELA.

  25. A.Vandelay disse:

    Não vai dar em nada !

  26. guilherme disse:

    Podiam dar uma caprichada nesse texto da narração, cuja tradução está bem mambembe… O que foi aquela narração da BBC a 1min20 de uma vitória do Senna , que nunca correu em Le Mans? E circuito de Paul Richard é a mãe!

    Algo me diz que essa iniciativa tem muito de business e pouco de racing.

    • Felipe Masr disse:

      -”…With five thousand euros, they can take three laps in Paul “Richard”(?) Circuit, beside the driver, in the car front seat.”

      Na legenda diz “pilotando”…

      Este projeto, se sair da apresentação, tem mais cara – deveria ser – de LMP2, e que seria ideal para uma equipe começar, acertar o projeto, e depois partir para o LMP1 e suas exclusividades de motorizações e soluções tecnológicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>