S DE SALVELINA (10)

vaquinhacaterham

SÃO PAULO (fechando o barraco) – No momento em que escrevo, a vaquinha que a Caterham abriu na internet já atingiu mais de 309 mil libras do total de 2.350.000 que a equipe pretende arrecadar para correr em Abu Dhabi. Confesso que estou surpreso. Não achei que haveria otários no mundo em tal número. Os doadores podem contribuir com valores que vão de 1 libra a 45.000 dinheiros da rainha. Multiplique o valor por 4 para ter o equivalente em reais.

Quem doar uma única librinha não ganha nada, só o prazer de ter ajudado. A partir de 40 libras, o sujeito tem direito ao que se chama, nesse negócio de crowdfunding, de recompensa. Elas vão de um boné a peças diversas do carro de 2012 (eles devem ter um monte de porcaria que não serve para nada), e a maior das recompensas é uma viagem para Abu Dhabi para ver a corrida de perto e ficar junto com a equipe.

Christian Horner falou agora há pouco que acha um absurdo o que a Caterham está fazendo. Para o chefão da Red Bull, é lavar roupa suja em público e expor a fragilidade da F-1. “Os fãs pagam para que as equipes os entretenham. Eles não devem pagar para que um time exista”, falou. Em resumo, está tudo errado.

Tendo a concordar com Horner. Quem deveria socorrer a Caterham, e a já morta Marussia, era a F-1 como instituição. De qualquer forma, se você quiser ajudar o link está aí no alto.

Comentários